MPF quer que estudantes possam recorrer das notas do Enem

enn_wdol_20181111_2026

O Ministério Público Federal (MPF) quer que os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) possam recorrer das notas recebidas no exame, o que atualmente não está previsto no edital. O órgão moveu ação civil pública para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, estipule um prazo para que os estudantes possam recorrer ainda na edição de 2018.

A ação foi distribuída à 29ª Vara Federal do Rio Janeiro. A ação foi proposta com pedido de tutela de urgência. Para o MPF, o atual edital do Enem, ao não assegurar o direito ao recurso, viola normas e princípios constitucionais.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro a mais de 4 milhões de estudantes em todo o país. Os gabaritos das provas foram divulgados no dia 14 de novembro. Os resultados individuais do Enem serão divulgados no dia 18 de janeiro. Apenas em março, após a divulgação dos resultados, os estudantes terão acesso à correção da redação para fins pedagógicos.

O MPF pede que esse procedimento seja revisto. Na ação, o MPF requer que o Inep abra o prazo de cinco dias úteis para vista do cartão de resposta das provas objetivas e de dez dias úteis para que os participantes possam recorrer das questões e do gabarito do exame, bem como de notas atribuídas em virtude de erro de leitura no cartão de resposta.

Em relação à redação, o MPF requer que o Inep publique no site, no prazo de dez dias úteis, o espelho da mesma. Logo após a publicação das notas, quer que a autarquia estipule o prazo de cinco dias úteis para vista das redações, não somente para fins pedagógicos, conforme estipula o presente edital, mas também para fins de recurso. E, em seguida, abra prazo de dez dias úteis para que os participantes possam recorrer da nota obtida nessa prova.

O MPF pede para, caso o Inep descumpra os prazos, seja cobrada uma multa diária de R$10 mil. O documento demanda ainda que, a partir de 2019, essas mudanças já constem no edital do Enem.

Segundo o órgão, ao ser usado como forma de acesso à universidade, o Enem ganha status de “processo seletivo público de âmbito nacional” e deve, portanto, obedecer aos “princípios constitucionais que norteiam toda e qualquer função administrativa”. “Os editais dos concursos para os cargos públicos de todas as esferas de poder, no âmbito de todos os entes federativos, trazem a previsão de recurso, assim como os vestibulares anteriores ao Enem também o traziam, não havendo nenhuma justificativa para o Inep não inserir tal regra no Exame Nacional do Ensino Médio”.

O MPF aguarda a decisão da Justiça.

Inep

Em nota, o Inep diz que não foi notificado pelo MPF quanto a ação. A autarquia diz ainda que, de acordo com o edital, todos os participantes podem visualizar os seus respectivos cartões-resposta da redação, com sua respectiva correção, na Página do Participante. A vista é exclusiva para “fins pedagógicos, após a divulgação do resultado”, conforme consta no edital.

A autarquia defende ainda que o sistema de correção garantido aos participantes do Enem já constitui espécie de recurso. A redação é corrigida por dois corretores. Caso haja uma diferença entre as correções, a prova poderá ser avaliada por um terceiro corretor. Caso a diferença persista, a prova é encaminhada para a avaliação de uma banca de três corretores.

Já o cálculo das proficiências dos participantes, a partir de suas respostas às questões de múltipla escolha das provas objetivas, terá como base a Teoria de Resposta ao Item (TRI). O documento com a metodologia utilizada e com os critérios adotados pela banca poderá ser consultado no Portal do Inep.

Matéria atualizada às 19h14 par acréscimo do posicionamento do Inep

 
Da Agência Brasil Brasília

Seleção da Série A tem três palmeirenses; Dudu é eleito melhor jogador

Lucas-Uebel geromei gilvan-de-souza-paqueta-1024x683

Marcelo Lomba; Mayke, Victor Cuesta, Geromel e Renê; Bruno Henrique, Rodrigo Dourado, Lucas Paquetá e Arrascaeta; Gabigol e Dudu.

Esses foram os jogadores premiados, na cerimônia promovida pela CBF nesta segunda-feira, como integrantes da seleção do Campeonato Brasileiro.

O prêmio principal da noite, de melhor jogador da disputa nacional, ficou com Dudu. O atacante palmeirense confirmou o favoritismo e levou o troféu de craque do Brasileirão para casa.

O Prêmio Brasileirão 2018 aconteceu na sede da Confederação Brasileira de Futebol, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

za-20181203212815_162
Melhor zaga do Brasileirão (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Com isso, além da premiação “carro-chefe” do evento, o campeão Palmeiras teve três representantes no “melhor onze” da Série A, com um membro em cada setor: Mayke (lateral direita), Bruno Henrique (meio de campo) e Dudu (ataque).

No setor defensivo, os jogadores eleitos para a seleção do campeonato foram o goleiro Marcelo Lomba, do vice-campeão Internacional; Pedro Geromel (Grêmio) e Victor Cuesta (Internacional) na dupla de zaga; e, nas laterais, Renê (Flamengo) e Mayke (Palmeiras).

me-20181203214257_401
Meio de campo viu Bruno Henrique, Rodrigo Dourado, Lucas Paquetá e Arrascaeta serem premiados (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O meio de campo viu Bruno Henrique (Palmeiras), Rodrigo Dourado (Internacional), Lucas Paquetá (Flamengo) e Arrascaeta (Cruzeiro) serem premiados.

Por fim, a melhor dupla de ataque, eleita pela CBF, foi composta por Gabigol (Santos), artilheiro do campeonato, e Dudu (Palmeiras), tido como melhor atleta da competição.

ga-20181203214937_866
Gabigol e Dudu formaram o ataque do campeonato (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Confira todos os troféus do evento:

Confira todos os troféus do evento:

Seleção do Campeonato Brasileiro Feminino: Bárbara; Maurine, Thaila, Antonia e Yasmin; Brena, Djennifer, Gabi Zanotti e Adriana Leal; Dani Helena e Lelê
Melhor trio de arbitragem: Raphael Claus (árbitro), Kleber Lucio Gil e Danilo Manis (assistentes)
Seleção do Campeonato Brasileiro Masculino: Marcelo Lomba; Mayke, Victor Cuesta, Geromel e Renê; Bruno Henrique, Rodrigo Dourado, Lucas Paquetá e Arrascaeta; Gabigol e Dudu
Revelação feminina: Kerolin (Ponte Preta)
Revelação masculina: Pedro (Fluminense)
Gol mais bonito: Everton Ribeiro (Flamengo), em Cruzeiro x Flamengo
Prêmio Fair Play feminino: Sport
Prêmio Fair Play masculino: Corinthians
Melhor treinador feminino: Arthur Elias (Corinthians)
Melhor treinador masculino: Felipão (Palmeiras)
Craque da galera: Cuéllar (Flamengo)
Craque do Brasileirão feminino: Adriana (Corinthians)
Craque do Brasileirão masculino: Dudu (Palmeiras)

 

Da Gazeta Esportiva

Operação do Gncoc combate facções criminosas em 14 estados e no DF

O Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (Gncoc) deflagrou na manhã desta terça-feira (4) uma grande operação de combate a integrantes de facções criminosas em 14 estados e no Distrito Federal (DF).

As diligências estão sendo realizadas nos estados do Acre, de Alagoas, do Espírito Santo, de Goiás, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, da Paraíba, do Paraná, Rio de Janeiro, de Roraima, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, São Paulo, do Tocantins e no DF.

As ações envolvem dez Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaecos) do Ministério Público brasileiro. Os policiais civis estão cumprindo 266 mandados de prisão e 203 de busca e apreensão.

No DF, a operação foi coordenada pelo Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão contra integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Durante as buscas, que aconteceram em Santo Antônio do Descoberto, cidade goiana no Entorno do DF, foram apreendidos telefones celulares, anotações e cadastros ligados à facção criminosa.

No Tocantins, foi realizada inspeção na Casa de Prisão Provisória de Palmas, para apreender armas, drogas, explosivos, aparelhos de comunicação móvel e cadastros de integrantes das facções.

Em todo o país, os alvos são integrantes da facções criminosas, entre elas, o PCC, Comando Vermelho (CV), Terceiro Comando Puro (TCP), Amigo dos Amigos (Ada), Primeiro Comando de Vitória (PCV) e a paraibana Okaida RB.

O Gncoc foi criado em fevereiro de 2002, por iniciativa do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG), para combater o crime organizado em todo o país.

 

 

Da Agência Brasil Brasília

Produção industrial cresce 0,2% de setembro para outubro, diz IBGE

emp-industrias_wd2212_1

A produção industrial brasileira cresceu 0,2% na passagem de setembro para outubro deste ano. Essa foi a primeira taxa positiva do indicador, depois de três meses de quedas que acumularam uma redução de 2,7% na produção do setor. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física, divulgada hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A produção industrial teve uma queda de 0,7% na média móvel trimestral, mas apresentou altas de 1,1% na comparação com outubro do ano passado, de 1,8% no acumulado do ano e de 2,3% no acumulado de 12 meses.

A alta de 0,2% na passagem de setembro para outubro, foi puxada pelos crescimentos de 4,4% dos bens de consumo duráveis e de 1,5% dos bens de capital, isto é, das máquinas e equipamentos. Por outro lado, os bens de consumo semi e não duráveis recuaram 0,2% e os bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo, caíram 0,3%.

Dezessete das 26 atividades industriais pesquisadas tiveram alta de setembro para outubro, com destaque para as indústrias extrativas (3,1%), máquinas e equipamentos (8,8%), veículos automotores, reboques e carrocerias (3%) e bebidas (8,6%).

Já entre os nove ramos que tiveram queda nesse mês, os desempenhos de maior relevância foram de produtos alimentícios (-2%), metalurgia (-3,7%) produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,2%).

 

 

Da Agência Brasil Rio de Janeiro

Celular irregular será bloqueado a partir de sábado em 10 estados

cellll-mca_abr_2407182206

Começa no próximo sábado (8), o bloqueio de celulares irregulares (piratas) nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins, habilitados a partir de 23 de setembro. A informação foi dada hoje (3) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Os usuários já estão recebendo mensagens de SMS, informando que o aparelho irregular será bloqueado. “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias”, diz a mensagem. A primeira delas foi encaminhada no dia 23 de setembro. Outros alertas chegaram 50 dias e 25 dias antes.

Na véspera do bloqueio, o usuário receberá a seguinte mensagem: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”. A agência informou que os usuários que aparelhos habilitados antes do dia 23 de setembro, mesmo que estejam irregulares, não serão afetados, desde que o número não seja alterado.

De acordo com a Anatel, a medida visa combater o uso de aparelhos falsificados ou com IMEI adulterado, clonado ou outras formas de fraude. A medida também busca inibir a comercialização de aparelhos móveis não homologados no país.

O IMEI (do inglês International Mobile Equipment Identity) é o número de identificação do celular. É composto por um código de 15 números, utilizado internacionalmente, que permite identificar a marca e modelo. Todas as mensagens são enviadas pelo número 2828.

Para saber se o número de IMEI é legal, basta discar *#06#. Se a numeração coincidir com a que aparece na caixa, o aparelho é regular. Caso contrário, há uma grande chance de ser irregular.

A Anatel informou ainda que o usuário de serviço móvel com situação irregular deve procurar a empresa ou pessoa que vendeu o aparelho e buscar seus direitos como consumidor.

A Anatel criou em seu Portal na Internet um espaço com informações do projeto de bloqueio de celulares, o projeto Celular Legal. No Portal da Anatel também é possível verificar se o celular apresenta alguma irregularidade.

Cronograma

O bloqueio de celulares irregulares começou pelo Distrito Federal e por Goiás. Os aparelhos começaram a ser bloqueados no dia 8 de maio. Segundo a Anatel, os aparelhos já foram excluídos das redes das prestadoras móveis 103 mil “piratas” nas duas unidades da federação.

Nos estados da Região Nordeste e demais estados das regiões Norte e Sudeste, incluindo São Paulo, o encaminhamento de mensagens aos usuários ocorrerá a partir de 7 de janeiro de 2019. O impedimento do uso começará a partir de 24 de março de 2019, no caso de aparelhos irregulares habilitados a partir de 7 de janeiro de 2019.

Estrangeiros

Aparelhos móveis comprados no exterior vão continuar funcionando no Brasil, desde que sejam certificados por organismos estrangeiros equivalentes à agência reguladora. Um celular só é considerado irregular quando não tem número IMEI registrado no banco de dados da GSMA, associação global de operadoras.

Não serão considerados irregulares os equipamentos adquiridos por particulares no exterior que, apesar de ainda não certificados no Brasil, tenham por origem fabricantes legítimos.

 
Da Agência Brasil Brasília

Onyx apresenta lista dos 22 ministérios do governo Bolsonaro

Total de pastas cairá com perda de status da AGU e autonomia do BC

A estrutura definitiva da Esplanada dos Ministérios no governo de Jair Bolsonaro foi apresentada na tarde de hoje (3), em coletiva de imprensa, pelo ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni. Inicialmente, serão 22 ministérios (veja a lista abaixo), incluindo Banco Central (BC) e Advocacia-Geral da União (AGU). Esses dois órgãos, no entanto, deverão perder o status de ministério na próxima gestão, reduzindo posteriormente o número de pastas a 20.

No caso do BC, o novo governo defenderá aprovação da autonomia e independência da autarquia. Já em relação à AGU, a ideia é apresentar uma mudança constitucional para prever que toda ação judicial que envolva atuação do governo federal tenha como foro judicial os tribunais superiores. Com isso, o governo poderia abrir mão do status de ministério da AGU, que dava foro especial ao advogado-geral da União para processos movidos em primeira instância.

lll-z_abr_2111187451
O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni – José Cruz/Agência Brasil

O presidente eleito Jair Bolsonaro terá uma assessoria especial específica para cuidar de sua comunicação pessoal. Essa estrutura estará vinculada diretamente ao gabinete presidencial e deverá ser responsável pela gestão das redes sociais do presidente, muito usadas por ele para manifestar posições e se comunicar com a população. Já a comunicação insitucional de governo, incluindo as verbas oficiais de publicidade, será mantida na Secretaria de Comunicação, que ficará vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República, comandada pelo advogado Gustavo Bebianno. A pasta também será responsável por um programa de modernização do Estado e pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) do governo.

A Casa Civil, que será comandada por Onyx Lorenzoni, manterá as atribuições de comando de governo e será responsável pela articulação política no Congresso Nacional. Segundo Onyx, serão criadas duas secretarias específicas para cuidar das relações com a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, uma para cada Casa. Elas serão integradas por ex-parlamentares. A relação do governo federal com estados e municípios será atribuição da Secretaria de Governo, sob o comando do general Santos Cruz. Ele também ficará responsável pelo Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), que tem uma carteira de mais de 40 projetos e cerca de R$ 20 bilhões previstos em investimentos.

Onyx Lorenzoni também confirmou a extinção do Ministério do Trabalho e a redistribuição das atribuições da pasta entre os ministérios da Justiça e Segurança Pública, da Cidadania e Economia. “O Ministério do Trabalho passa a estar contido, majoritariamente, no Ministério da Justiça. Lá está, com certeza, a secretaria que cuida das [concessões de] cartas sindicais, que foi foco de problemas. Ela vai estar sob controle do doutor Moro. No Ministério da Economia, vai estar a questão da fiscalização e políticas públicas para o emprego, e há uma parte menor no Ministério da Cidadania, como a Secretaria de Economia Solidária”, explicou.

O próximo governo também manterá o Ministério dos Direitos Humanos, que incluirá uma Secretaria de Políticas para as Mulheres, além de questões relacionadas à igualdade social e políticas para a população LGBT.

Confira os 22 ministérios do governo de Jair Bolsonaro a partir de 2019:
- Casa Civil

- Secretaria-Geral da Presidência da República

- Secretaria de Governo

- Gabinete de Segurança Institucional (GSI)

- Advocacia-Geral da União (AGU)*

- Banco Central*

- Economia

- Agricultura

- Meio Ambiente

- Direitos Humanos

- Ciência, Tecnologia e Comunicação

- Relações Exteriores

- Defesa

- Cidadania

- Educação

- Saúde

- Justiça e Segurança Pública

- Turismo

- Infraestrutura

- Desenvolvimento Regional

- Transparência

- Minas e Energia

* devem perder o status de ministério durante o governo

 
Da Agência Brasil Brasília

Ipea: 23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam

essse-1006425-16032016_dsc6154

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que 23% dos jovens brasileiros não trabalham e nem estudam (jovens nem-nem), na maioria mulheres e de baixa renda, um dos maiores percentuais de jovens nessa situação entre nove países da América Latina e Caribe. Enquanto isso, 49% se dedicam exclusivamente ao estudo ou capacitação, 13% só trabalham e 15% trabalham e estudam ao mesmo tempo.

As razões para esse cenário, de acordo com o estudo, são problemas com habilidades cognitivas e socioemocionais, falta de políticas públicas, obrigações familiares com parentes e filhos, entre outros. No mesmo grupo estão o México, com 25% de jovens que não estudam nem trabalham, e El Salvador, com 24%. No outro extremo está o Chile, onde apenas 14% dos jovens pesquisados estão nessa situação. A média para a região é de 21% dos jovens, o equivalente a 20 milhões de pessoas, que não estudam nem trabalham.

O estudo Millennials na América e no Caribe: trabalhar ou estudar? sobre jovens latino-americanos foi lançado hoje (3) durante um seminário no Ipea, em Brasília. Os dados envolvem mais de 15 mil jovens entre 15 e 24 anos de nove países: Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Haiti, México, Paraguai, Peru e Uruguai.

Nem-nem

De acordo com a pesquisa, embora o termo nem-nem possa induzir à ideia de que os jovens são ociosos e improdutivos, 31% dos deles estão procurando trabalho, principalmente os homens, e mais da metade, 64%, dedicam-se a trabalhos de cuidado doméstico e familiar, principalmente as mulheres. “Ou seja, ao contrário das convenções estabelecidas, este estudo comprova que a maioria dos nem-nem não são jovens sem obrigações, e sim realizam outras atividades produtivas”, diz a pesquisa.

Apenas 3% deles não realizam nenhuma dessas tarefas nem têm uma deficiência que os impede de estudar ou trabalhar. No entanto, as taxas são mais altas no Brasil e no Chile, com aproximadamente

essse-edit_vac_20181104_1980
Pesquisadora diz que os jovens que não trabalham nem estudam não são preguisosos, mas jovens que têm acesso à uma educação de baixa qualidasde – Arquivo/Agência Brasil

10% de jovens aparentemente inativos.

Para a pesquisadora do Ipea Joana Costa, os resultados são bastante otimistas, pois mostra que os jovens não são preguiçosos. “Mas são jovens que têm acesso à educação de baixa qualidade e que, por isso, encontram dificuldade no mercado de trabalhos. De fato, os gestores e as políticas públicas têm que olhar um pouco mais por eles”, alertou.

Políticas públicas

A melhora de serviços e os subsídios para o transporte e uma maior oferta de creches, para que as mulheres possam conciliar trabalho e estudo com os afazeres domésticos, são políticas que podem ser efetivadas até no curto prazo, segundo Joana.

Com base nas informações, os pesquisadores indicam ainda a necessidade de investimentos em treinamento e educação e sugerem ações políticas para ajudar os jovens a fazer uma transição bem-sucedida de seus estudos para o mercado de trabalho.

Considerando a incerteza e os níveis de desinformação sobre o mercado de trabalho, para eles [jovens]é essencial fortalecer os sistemas de orientação e informação sobre o trabalho e dar continuidade a políticas destinadas a reduzir as limitações à formação de jovens, com programas como o Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “Os programas de transferências condicionadas e bolsas de estudo obtiveram sucesso nos resultados de cobertura”, diz o estudo.

De acordo com o Ipea, o setor privado também pode contribuir para melhorar as competências e a empregabilidade dos jovens, por meio da adesão a programas de jovens aprendizes e incentivo ao desenvolvimento das habilidades socioemocionais requeridas pelos empregadores, como autoconfiança, liderança e trabalho em equipe.

No Brasil, por exemplo, segundo dados apresentados pelo Ipea, há baixa adesão ao programa Jovem Aprendiz. De 2012 a 2015, o número de jovens participantes chegou a 1,3 milhão, entretanto esse é potencial anual de jovens aptos para o programa.

É preciso ainda redobrar os esforços para reduzir mais decisivamente a taxa de gravidez de adolescentes e outros comportamentos de risco fortemente relacionados com o abandono escolar entre as mulheres e uma inserção laboral muito precoce entre os homens.

Conhecimento e habilidades

As oportunidades de acesso à educação, os anos de escolaridade média, o nível socioeconômico e outros elementos, como a paternidade precoce ou o ambiente familiar, são alguns dos principais fatores que influenciam a decisão dos jovens sobre trabalho e estudo, de acordo com a pesquisa. Em todos os países, a prevalência de maternidade ou paternidade precoce é maior entre os jovens fora do sistema educacional e do mercado de trabalho.

A pesquisa traz variáveis menos convencionais, como as informações que os jovens têm sobre o funcionamento do mercado de trabalho, suas aspirações, expectativas e habilidades cognitivas e socioemocionais. Para os pesquisadores, os jovens não dispõem de informações suficientes sobre a remuneração que podem obter em cada nível de escolarização, o que poderia levá-los a tomar decisões erradas sobre o investimento em sua educação. No caso do Haiti e do México, essa fração de jovens com informações tendenciosas pode ultrapassar 40%.

A pesquisa aponta ainda que 40% dos jovens não são capazes de executar cálculos matemáticos muito simples e úteis para o seu dia a dia e muitos carecem de habilidades técnicas para o novo mercado do trabalho. Mas há também resultados animadores. Os jovens analisados, com exceção dos haitianos, têm muita facilidade de lidar com dispositivos tecnológicos, como também têm altas habilidades socioemocionais. Os jovens da região apresentam altos níveis de autoestima, de autoeficácia, que é a capacidade de se organizar para atingir seus próprios objetivos, e de perseverança.

De acordo com a pesquisa, os atrasos nas habilidades cognitivas são importantes e podem limitar o desempenho profissional dos jovens, assim como a carências de outras características socioemocionais relevantes, como liderança, trabalho em equipe e responsabilidade. Soma-se a isso, o fato de que 70% dos jovens que trabalham são empregados em atividades informais. Entre aqueles que estão dentro do mercado formal há uma alta rotatividade de mão de obra, o que desmotiva o investimento do empregador em capacitação.

Realidade brasileira

No Brasil há cerca de 33 milhões de jovens com idade entre 15 e 24 anos, o que corresponde a mais de 17% da população. Segundo a pesquisadora do Ipea Enid Rocha, o país vive um momento de bônus demográfico, quando a população ativa é maior que a população dependente, que são crianças e idosos, além de estar em uma onda jovem, que é o ápice da população jovem.

“É um momento em que os países aproveitam para investir na sua juventude. Devemos voltar a falar das políticas para a juventude, que já foram mais amplas, para não produzir mais desigualdade e para que nosso bônus demográfico não se transforme em um ônus”, disse.

Além das indicações constantes no estudo, Enid também destaca a importância de políticas de saúde específica para jovens com problemas de saúde mental, traumas e depressão.

A pesquisa foi realizada em parceria do Ipea com a Fundación Espacio Público, do Chile, o Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento Internacional (IRDC), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com apoio do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG).

A pesquisa completa, em espanhol, está disponível na página do BID. Acesse aqui o sumário executivo da pesquisa, em português.

 

 

Da Agência Brasil Brasília

Cotia terá Cantata de Natal e arrecadação de alimentos

Da Redação

A Prefeitura preparou três dias de programação que marcarão as inaugurações dos pontos de decoração que formam o Circuito Natalino do município

A Prefeitura de Cotia preparou uma programação especial que marcará a inauguração do Circuito Natalino criado para celebrar as festas de final de ano, em especial o Natal. Durante os eventos, o Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Desenvolvimento Social estarão com uma caixa de arrecadação de alimentos que serão doados para famílias carentes, por meio da Campanha Natal Social.

A programação começa nesta quarta-feira (5/12) com uma Cantata Natalina, às 19h, em frente à Prefeitura, seguida de uma Missa campal antes do acionamento das luzes da decoração da árvore de 15 metros e de toda a decoração no entorno.

Para este ano, a Prefeitura montou um circuito que poderá ser visitado por toda a população, desde a região central, até Caucaia do Alto. No sábado (8), é a vez da entrega da decoração montada na Praça da Matriz. Após a missa das 19h, na Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate (Matriz), as luzes natalinas serão acionadas.

Já no dia 11 é a vez da entrega da decoração de Natal de Caucaia do Alto. Após a missa das 20h, na Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição (Matriz), serão acesas as luzes da decoração preparada pela Prefeitura. “Tudo foi preparado com muito carinho para a nossa população. Desejamos que a paz, a harmonia e a união estejam presentes na vida de cada morador”, disse o prefeito Rogério Franco.

A Secretária de Desenvolvimento Social, Mara Franco, agradeceu a ADRA (uma das entidades cofinanciadas pela Prefeitura) por aceitar o convite de participar da Cantata. “Com certeza o evento será abrilhantado por esta participação. Agradecemos por aceitarem esta parceria”, disse.

Serviço

Programação de Natal

Dia 5/12 – Em frente à Prefeitura

19h Cantata de Natal com o Coral ADRA

20h Missa campal

20h30 Inauguração da decoração natalina

Dia 8/12 – Praça da Matriz

19h Missa na Igreja Nossa Senhora do Monte Serrate (Matriz), centro

20h Inauguração da decoração natalina

Dia 11/12 – Praça dos Romeiros

20h Missa na Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição (Matriz), Caucaia

Após a Missa, inauguração da decoração natalina

Decoração de Natal

Em frente à Prefeitura está a maior árvore de Natal de festão da região. São 15 metros de altura. Foram montados vários ambientes no mesmo local: Bosque do Noel, Banco de Praça, Arvorezinhas, cenário com balanço e renas, trono do Noel, a Sagrada Família ladeada por anjos iluminados e gotas de neve (efeito criado por lâmpadas LED). Árvores do entorno da Prefeitura também foram iluminadas e ornamentadas.

As árvores da Praça Joaquim Nunes ganharam iluminação com lâmpadas LED e uma árvore de quatro metros. No calçadão da Senador Feijó foram instalados dois portais, guirlandas e uma árvore, em frente ao Espaço Movimenta Cotia.

Na Praça da Matriz tem um presépio completo com 11 peças, uma árvore de cinco metros e dois anjos iluminados. O trajeto desde a rotatória do bairro Atalaia até o portal da avenida Professor Joaquim Barreto também estará iluminado.

Em Caucaia do Alto a avenida Roque Celestino permanecerá totalmente iluminada e ornamentada. Na Praça dos Romeiros a população poderá visitar a decoração com árvore de Natal, presépio, trenó com renas e trem natalino.

 

Foto: Vagner Santos

cotia_MG_3249  (2)

cotia_MG_3249  (1)

Theatro Municipal recebe noite de gala do circo em Dezembro

Da Redação

Com o tema “A Lona Uniu as Gerações”, comemoração circense do “Dia do Palhaço” terá apresentação do Palhaço Tubinho e a participação especial de Dedé Santana

A Secretaria Municipal de Cultura promove, nos dias 10 e 11 de dezembro, às 19h, no Theatro Municipal de São Paulo, uma noite de gala do circo, com duas apresentações do espetáculo “A Lona Uniu as Gerações”. O evento celebra o “Dia do Palhaço”, comemorado anualmente no dia 10 de dezembro.

A celebração deste ano homenageia o circo-teatro, que surgiu o Brasil na primeira década do século XX, e introduziu um ritmo narrativo no qual os esquetes cômicos ou dramáticos são costurados por uma trama única, ou seja, ao final, é contada uma história por meio dos números. Esta modalidade mantinha o repertório formado, normalmente, por espetáculos de comédias e melodramas, com textos adaptados de romances folhetinescos sobre assuntos diversos: mitologia, religião e fatos do cotidiano.

“É uma enorme satisfação poder abrir as cortinas de um dos palcos mais disputados da cidade de São Paulo, o Theatro Municipal de São Paulo, para o circo paulistano, homenageando a sua história. Nossa expectativa é que este público e os artistas sintam que esta é uma oportunidade especial de celebração e se divirtam muito”, ressalta o Secretário Municipal de Cultura, André Sturm.

O mote do espetáculo é o encontro entre o palhaço e um menino da cidade que recebe o circo. Por meio do encantamento e da curiosidade do garoto, a história demonstra como ele se torna aprendiz do velho palhaço. Como parte dessa homenagem circense, estão previstos, ainda, espetáculos de rua em frente ao Theatro Municipal. Estão confirmadas as presenças da Família Burg e Dupla Cia, que encenam “Cabaré”, a partir das 17h30 do dia 10; e, no dia 11, no mesmo horário, é a vez da Trupe Koskowisck com a atração “Olha o Palhaço no Meio da Rua”.

Com a proposta de resgatar o Circo-Teatro, a Secretaria convidou, ainda, o ator e palhaço Fernando Sampaio, um dos fundadores da Cia. La Mínima. A direção geral é de Pereira França Neto, o Palhaço Tubinho comanda a festa que traz companhias circenses, artistas convidados e a participação especial de Dedé Santana.

Ficha Técnica

Direção Geral: Pereira França Neto

Direção Circense: Fernando Sampaio

Assistente de Direção: Katia Daher

Dramaturgia: Felipe Moraes

Consultoria Circo-Teatro: Fernando Neves

Direção Musical: Marcelo Lujan

Coreografia: Keila Bueno

Figurinista: Carol Badra

Iluminação: Eduardo Reyes

Direção técnica: Sabatino Brothers -Martin Sabatino

Assistente técnico: Mateus Bonassa

Cenografia: Márcio Medina

Cenotécnico: PalhAssada Ateliê

Produção: Palco de Papel Produções- Lu Gualda

Assistente de Produção: Leticia Gulart e Priscila Chá

Assessoria de Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

Companhias e artistas convidados:

Angelita Vaz, Bruno Edson Equilibrista, Cia Circo Dança, Circo Teatro Guaraciaba, Circo Zanni, Dupla Cia Família Burg, Dimy Ilusionista, Jesse Cabral, Joinha, Palhaço Kuxixo, LaMinima, Marikawa, Sabatino Brothers, Nico Serrano, Palhaços Sem Fronteiras, Palhaço Tubinho, Portolouco, Trupe Koskowisck, Rogério Piva, Rokan: o Mágico dos dedos de ouro.

Banda: Catarina Taira, Claudio Faria, Daniel Pedro, Fernando Paz, Filipe Bregantim, Nereu Afonso Renato Farias, Simone Julian, Pablo Nordio

Bailarinos: Adeilton Ribeiro, Andrezza Medeiros, Luiz Rodriguez, Marisol Marcondes, Rafa Goede, Sidnei Araújo, Tiago Weber

Convidado Especial: Dedé Santana

Serviço: Espetáculo A lona Uniu as Gerações

Dias 10 e 11 de dezembro às 20h

Local: Theatro Municipal de São Paulo

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n

Capacidade: 1500 lugares

Classificação: Livre

Duração: 90 minutos

Ingressos: grátis

Distribuição de ingressos: a partir das 18h

Abertura do teatro: 19h

Espetáculo com tradução em libras

Espetáculos de rua (em frente ao Theatro Municipal de São Paulo)

Dia 10 de dezembro: 17h30- Cabaré, com Família Burg e Dupla Cia

Dia 11 de dezembro: 17h30- “Olha o Palhaço no Meio da Rua, com a Trupe Koskowisck

Duração: 40 minutos

Classificação: livre

 

Com informações de André Moretti

 

 Fotos:Divulgaçãocia-danca (1)

O Circo ZanniDimy Ilusionista

O Palhaco Tubinho

Romu de Cotia localiza e prende três acusados de fazer arrastão na estrada da Represinha

Da Redação

Na última semana, a equipe Delta, com o apoio da equipe Bravo, da ROMU de Cotia, localizou e prendeu três pessoas acusadas de fazerem arrastão na região da Estrada da Represinha. Os indivíduos foram localizados, detidos e reconhecidos pelas vítimas.

Na rápida ação, os criminosos levaram celulares, dois veículos e outros pertences das vítimas. A Guarda Civil Municipal também encontrou um simulacro de arma com os detidos durante a abordagem.

Em uma das investidas, o dono do veículo foi levado pelos criminosos. A vítima foi encontrada pelos GCM’s no interior do carro, na abordagem dos bandidos. Outro veículo roubado no arrastão foi abandonado nas imediações da ocorrência. Todos os bens subtraídos das vítimas foram recuperados e devolvidos aos seus donos.

attachment (1) Foto: Divulgação GCM