Dunga faz 1ª convocação em 18 ou 19 de agosto

Não posso revelar os nomes, mas são três por posição”, afirmou o novo treinador da seleção

7951dunga_2
Dunga assumiu a equipe neste mês, no lugar de Felipão / REUTERS

A primeira convocação da seleção brasileira após o fracasso na Copa do Mundo acontecerá em 18 ou 19 de agosto, disse nesta quinta-feira o técnico Dunga, que analisa três jogadores por posição.

O Brasil fará dois amistosos em setembro: no dia 5 contra a Colômbia e dia 9 diante do Equador, ambos nos Estados Unidos.

“Devo fazer a primeira convocação no dia 18 ou 19 (de agosto)”, afirmou ele a jornalistas na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro.

“Não posso revelar os nomes, mas são três por posição”, completou o treinador, que iniciará sua segunda passagem pela seleção, depois de comandar a equipe de 2006 a 2010.

A comissão técnica do Brasil vem se reunindo nos últimos dias para traçar a estratégia visando a Copa América do Chile no ano que vem, os Jogos Olímpicos de 2016 e a Copa da Rússia de 2018.

O assistente técnico pontual da seleção e ex-volante Mauro Silva, campeão do mundo em 1994, esteve na CBF. “Vim trocar umas ideias com a comissão para os próximos jogos”, declarou ele à Reuters.

A seleção brasileira fará ao menos mais dois amistosos até o fim do ano, contra a Argentina, em Pequim, em 11 de outubro, e a Turquia, em Istambul, dia 12 de novembro.

O técnico Dunga assumiu a equipe neste mês, no lugar de Luiz Felipe Scolari, depois do quarto lugar no Mundial em casa, que incluiu a pior derrota do Brasil em sua história, 7 x 1 para a Alemanha na semifinal.

Além de Dunga, a CBF anunciou Gilmar Rinaldi como coordenador de seleções e uma nova comissão técnica, na qual Taffarel é o preparador de goleiros. Os três foram campeões mundiais na Copa de 1994, nos Estados Unidos.

Por: REUTERS

Em sete meses chove apenas 57% do esperado na região da Cantareira

bru

Julho, assim como os outros meses desse ano, choveu abaixo da média histórica esperada, e com isso os reservatórios do Sistema Cantareira operam com apenas 15,3% de seu nível.

O único mês que choveu acima da média, foram 193,3 milímetros contra a média de 184 milímetros, sendo assim, uma exceção, incapaz de aliviar  os baixos volumes dos reservatórios do Sistema cantarei e do Alto Tietê.

Analisando a média histórica, esperava-se que a região das represas recebesse por volta de 925 milímetros, porém receberam somente metade do esperado: 533,3 milímetros.

Em junho  choveu apenas 28,1% do esperado para o mês, agravando ainda mais a situação dos reservatórios do Sistema Cantareira.

Já o Sistema Alto Tietê, opera com 20,7% de sua capacidade, perdendo drasticamente o volume elevado de água, e a possibilidade de usar o volume morto do Alto Tietê já foi analisada e discutida pelos responsáveis da área.

Em resposta a crise que se abate nos reservatórios de São Paulo, o Governador Geraldo Alckmin, declarou que essa possibilidade não existe e  que  há obras para minimizar os impactos da baixa dos reservatórios.

O Governador também nega que há racionamento de água, embora, muitas regiões tenham seu fornecimento de água cortado por algumas horas diariamente.

A crise do setor se deve a falta de chuva  e as altas temperaturas do último verão, já que especialistas da área afirmam que para a estação que estamos, inverno, os índices de chuvas estão normais e dentro do parâmetros.

Não há previsão de  chuvas regulares para agosto, somente para setembro é que pode haver precipitações relevantes para os  reservatórios.

Até lá, o que vale é economizar e fazer uso consciente e racional da água, e torcer para que a tão esperda chuva, chegue logo.

Bruna Moral

Fuvest divulga manual para vestibular 2015

Prazo para isenção ou redução do valor da taxa, de R$ 145, pode ser requisitado até 11 de agosto

1191usp-divulg

Prédio da Universidade de São Paulo (USP) / Divulgação

A Fuvest disponibilizou seu manual para o vestibular de 2015, que pode ser acessado gratuitamente pela internet. O documento oferece informações sobre o processo seletivo e dados sobre as 249 opções de graduação na Universidade de São Paulo (USP).

Os interessados no vestibular podem se inscrever a partir do dia 22 de agosto, pelo site da Fuvest. As inscrições terminam em 8 de setembro. O valor da taxa é de R$ 145, porém, ainda é possível requisitar a isenção ou redução do valor até dia 11 de agosto.

Candidatos com deficiência também poderão prestar o processo seletivo. Eles devem fazer a inscrição pelo site e enviar os documentos solicitados via correio até o dia 12 de setembro, que serão analisados. A resposta e condições oferecidas serão informada pelo correio até 24 de novembro.

Confira o cronograma com as principais datas:

24/11/2014: divulgação dos locais de prova da primeira fase

30/11/2014: prova da primeira fase

22/12/2014: divulgação da lista de convocados e dos locais de prova da segunda fase

04/01/2015: prova de português e redação da segunda fase

05/01/2015: prova de história, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês da segunda fase

06/01/2015: prova de acordo com a carreira escolhida da segunda fase

31/01/2015: divulgação do resultado da primeira chamada do vestibular

Fonte: Diário SP Online

Ibope mostra Dilma com dificuldade em São Paulo e Minas

Pesquisas do Ibope divulgadas nesta quinta-feira (31) mostram a presidente Dilma Rousseff (PT) com dificuldades frente à candidatura do tucano Aécio Neves nos dois Estados com o maior número de eleitores no país, São Paulo e Minas Gerais.

Em Pernambuco, onde Dilma venceu no segundo turno de 2010 com 75,6% dos votos, o eleitorado aparece dividido entre a presidente e o ex-governador do Estado, Eduardo Campos, que concorre à Presidência pelo PSB.

Dilma, no entanto, lidera com folga no Rio, o terceiro maior colégio eleitoral.

As pesquisas do Ibope foram realizadas entre 26 e 28 de julho e têm margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em São Paulo, Dilma aparece com 30% das intenções de voto. Aécio tem 25% e Campos, 6%. A petista e o tucano podem, portanto, estar empatados dentro da margem de erro no maior colégio eleitoral do Brasil, com 22,4% dos habilitados a votar.

Pesquisa Datafolha realizada nos dias 15 e 16 de julho mostrava Dilma e Aécio com 25% cada no Estado. Campos aparecia com 8%.

Em São Paulo, Aécio tem como aliado o candidato a reeleição no Estado, o também tucano Geraldo Alckmin, que tinha 50% das intenções de voto na última pesquisa do Ibope. O candidato petista Alexandre Padilha aparecia com 5%.

Em Minas, que concentra o segundo maior número de eleitores no país (10,7%), Aécio lidera com 41%. O tucano governou Minas duas vezes.Dilma aparece com 31% e Campos, com 5%.

Os candidatos do PT e do PSDB ao governo de Minas, Fernando Pimentel e Pimenta da Veiga, respectivamente, aparecem empatados no Estado (considerando a margem de erro do Ibope), com 25% e 21%.

No Rio, Dilma abre grande vantagem sobre os opositores. No terceiro maior colégio eleitoral brasileiro (8,5% dos votantes), a presidente tem 35% das intenções de voto, ante 15% de Aécio e 5% de Eduardo Campos.

Na disputa para governador no Rio, os dois melhores colocados na pesquisa do Ibope, Anthony Garotinho (PR), com 21%, e Marcello Crivella (PRB), com 16%, apoiam a presidente Dilma.

O Ibope também pesquisou intenções de voto em Pernambuco, reduto de Campos, que governou o Estado duas vezes e de onde saiu candidato ao Planalto com altos índices de aprovação.

Em 2010, as votações proporcionais de Dilma para presidente e de Campos para governador no Estado estiveram entre as maiores do país.

No confronto deste ano, os dois aparecem empatados em Pernambuco, considerando a margem de erro da pesquisa. Dilma tem 41% das intenções de voto e Campos aparece com 37%. Aécio Neves tem 6%. Pernambuco concentra 4,4% dos eleitores.

Em termos nacionais, a mais recente pesquisa Ibope, divulgada no último dia 22, mostrava Dilma com 38% das intenções de voto. Em seguida, apareciam Aécio, com 22%, e Campos, com 8%.

Editoria de Arte/folhapress

14212774
FERNANDO CANZIAN
DA FOLHA DE SÃO PAULO

Um em cada três torce para Flamengo ou Corinthians, aponta Datafolha

14213693

Mario Kanno/Editoria de Arte

14213446

DE SÃO PAULO

Flamengo e Corinthians continuam tendo as duas maiores torcidas de futebol do país, concentrando, em conjunto, a simpatia de 1/3 dos brasileiros com 16 anos ou mais, segundo pesquisa Datafolha.

O Flamengo foi apontado como time preferido por 18% dos 4.337 entrevistados em 207 municípios entre os dias 3 e 5 de junho. Outros 14% apontaram o Corinthians. Como a margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, os dois times podem estar, no limite, empatados.

O Flamengo, no entanto, oscilou positivamente dentro da margem de erro em relação à pesquisa anterior, feita em dezembro de 2012. Na época, o time do Rio tinha 16% da preferência, mesmo número do Corinthians, que disputava naquele mês o Mundial de Clubes da Fifa, logo após ter conquistado o título inédito da Libertadores da América.

São Paulo (8%), Palmeiras (6%), Vasco (5%) e Grêmio (4%) vêm logo a seguir, também empatados entre eles levando-se em consideração a margem de erro. O Santos continuou com 3%.

O levantamento mostra, ainda, que há grande oscilação na preferência por Flamengo ou Corinthians dependendo da região onde vive o entrevistado.

Na região Sudeste, por exemplo, o Corinthians tem 20% das preferências, enquanto o Flamengo tem 14%. Já no Nordeste, a vantagem é do Flamengo, que tem 24% contra 10% do rival paulista.

A maior diferença entre os dois times ocorre na região Norte, onde o clube do Rio tem 32% dos simpatizantes, enquanto a equipe paulista tem o apoio de apenas 11%.

A única região do país onde nenhum dos dois clubes lidera a preferência da torcida é a Sul, majoritariamente simpatizante dos grandes times gaúchos: o Grêmio tem 22% e o Internacional, 18% –dentro da margem de erro, eles também estão empatados.

A pesquisa aponta, ainda, que 77% dos entrevistados têm algum time de futebol de preferência. Entre os que não possuem simpatia por nenhuma equipe se destacam as mulheres (33%), os mais velhos (32%), os que não fazem parte da população economicamente ativa (31%), os menos escolarizados (30%) e os mais pobres (29%).

Da Folha de S. Paulo

Ministro da Saúde diz que brasileiros não devem temer vírus ebola

ebola

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse hoje (1º) que os fiscais de vigilância sanitária nos portos, aeroportos e fronteiras do país estão treinados para identificar, caso chegue ao país, qualquer pessoa com suspeita de contágio pelo vírus ebola. Segundo ele, no entanto, não há recomendação específica nem risco de transmissão global do vírus.

“Queremos insistir: não há recomendação e não há risco de transmissão global, segundo a Organização Mundial da Saúde [OMS]. Por enquanto, não há recomendação de restrição de viagens. Os casos, em sua maioria, se localizam em pequenas localidades rurais”, disse o ministro, ressaltando que os profissionais da área de saúde recebem diariamente os informes com recomendações da OMS, que acompanha não apenas o ebola, mas todas as doenças transmissíveis coletivamente.

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse hoje que o surto do vírus ebola está se expandindo mais rapidamente do que os esforços para controlá-lo e que, se a situação piorar, as consequências “podem ser catastróficas”, com risco de propagação para outros países. A diretora adiantou que alguns países terão que impor restrições de locomoção e para reuniões públicas, dependendo da situação epidemiológica.

Chioro explicou que a epidemia de ebola na Libéria, em Serra Leoa e na Guiné tem relação com as situações de conflito nesses países, com dificuldade das equipes chegarem aos pacientes e até com tradições culturais desses países, como os rituais fúnebres e outras crenças, como a recusa em lacrar os caixões, o que propicia o contato com secreções de cadáveres.

O ministro disse que os brasileiros que viajam para os países afetados pela epidemia devem seguir todas as recomendações das autoridades locais, mas que não há, por enquanto, nenhuma orientação para a interrupção de viagens ou voos. “É importante que tomem os cuidados que chamamos de biossegurança: não entrar em contato com secreção, com vômito”, explicou.

Ontem, a OMS anunciou a criação de um fundo de US$ 100 milhões para combater o surto do vírus ebola na Libéria, em Serra Leoa e na Guiné, que já matou 729 pessoas. Até ontem, a Guiné já havia registrado 460 casos (336 confirmados, 109 prováveis, 15 suspeitos) e 339 mortes; e a Libéria, 329 casos (100 confirmados, 128 prováveis, 101 suspeitos) e 156 mortes. A Nigéria teve somente um registro (caso de provável morte pela doença, ainda por confirmar). Em Serra Leoa, de 533 casos notificados, 473 foram confirmados, 38 considerados prováveis e 22 suspeitos. Houve 233 mortes.

Da Agência Brasil

Polícia Civil prende 62 pessoas na região de Taboão da Serra

Da Redação

A Polícia Civil prendeu 62 pessoas durante uma operação realizada nesta quinta-feira (31) para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão em seis cidades da Grande São Paulo.

Coordenados pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra, 204 policiais civis prenderam 54 pessoas – 21 delas em flagrante. Oito adolescentes foram apreendidos.

A ação começou na madrugada e seguiu até as 23h do mesmo dia. A operação aconteceu nas cidades de Juquitiba, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Embu das Artes e Taboão.

Além dos detidos, 3 kg de drogas – 1,5 kg só de cocaína – e uma arma de fogo foram apreendidos. Os policiais também recuperaram nove veículos roubados ou furtados, e recolheram administrativamente outros 44. Com as prisões e apreensões, a Polícia Civil conseguiu esclarecer nove casos, sendo cinco de roubo.

A operação teve a participação da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), o Setor de Investigações Gerais (SIG), o Setor de Homicídios e o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), todos da Seccional, além dos Distritos Policiais das seis cidades.

Com informações da Secretaria da Segurança Pública de SP

Nuepo realiza bazar beneficente

Da Redação

Nuepo

No próximo dia 9 de agosto, o Núcleo de Enfrentamento da Pobreza (Nuepo) realizará um bazar beneficente com vários itens de vestuário, feminino, masculino e infantil.

Helena de Souza Soares e o esposo Roberto, sempre visitam o bazar do Nuepo para ajudar a instituição e doar as peças adquiridas.

“Compramos no Bazar do Nuepo para ajudar pessoas carentes da comunidade do Jardim Colibri II que não podem pagar por peças de roupas”, diz Helena.

Já Elaine de Souza França encontrou no bazar uma ótima oportunidade de negócios.

“Compro as roupas e revendo em um pequeno brechó que tenho. Isso complementa a minha renda familiar”, declara Eliane.

Toda a renda arrecadara no bazar do Nuepo é revertida para as ações beneficentes da instituição.

O evento na instituição acontece todo primeiro sábado após o quinto dia útil de cada mês.

O Núcleo de Enfrentamento da Pobreza, localizado na estrada Velha de Cotia,1.210, Moinho Velho, Cotia.

Para mais informações, ligue para 4777-0433.

Fonte: William Melo

SP tem 132 novos radares instalados e cinco em funcionamento, diz CET

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) informou nesta quinta-feira (31) que 132 novos radares já foram instalados na capital paulista e cinco deles entraram em funcionamento nesta semana.

A previsão é que 843 novos equipamentos sejam instalados em toda a cidade, substituindo os antigos e ampliando em 40% o número anterior. A companhia já tinha informado, em abril, que a instalação poderia levar até um ano.

Os radares novos começaram a operar na terça (29) e quarta (30) nos seguintes endereços: av. Jaguaré, sentido bairro, altura da praça Francisco Luiz Gonzaga; av. Nossa Senhora do Sabará, sentido bairro, perto da rua Dr. Armando da Silva Prado; dois na rua Clélia, sentido bairro, nos números 1.607 e 939; e av. Francisco Matarazzo, sentido bairro, altura da rua Barão de Téfe.

Os 601 radares antigos serão aposentados e no lugar deles serão instalados radares mais modernos, capazes de ler placas e fiscalizar diversos tipos de infração de uma vez, como excesso de velocidade, circulação em dia de rodízio e invasão à faixa de ônibus.

Quatro consórcios venceram licitação para manter os equipamentos por cinco anos, ao custo de R$ 530 milhões. No ano passado a arrecadação da prefeitura com multas de trânsito atingiu R$ 850,5 milhões. A CET não informou quanto foi arrecadado neste ano até agora. A estimativa informada é que o valor chegue a R$ 1,2 bilhão.

MODELOS DE RADAR QUE SERÃO INSTALADOS

Grupo A: 404 equipamentos – vão fiscalizar infrações como excesso de velocidade, desrespeito ao rodízio, invasão à faixa/corredor de ônibus e situação irregular (suspeita de furto/roubo, falta de licenciamento ou inspeção)

Grupo B: 168 equipamentos – instalados em cruzamentos com semáforo, vão fiscalizar as infrações do grupo A (menos as faixas exclusivas) e mais avanço de sinal vermelho, desrespeito à faixa de pedestres e conversão proibida

Grupo C: 80 equipamentos – instalados em viadutos, pontes ou pórticos, com tecnologia que dispensa sensores no asfalto, para fiscalizar as mesmas infrações do grupo A

Barreira eletrônica: 171 equipamentos – vão fiscalizar as mesmas infrações do grupo A (menos as faixas exclusivas)

Todos esses equipamentos terão leitura automática de placas e vão fornecer dados de tráfego para a CET
Radar estático: 20 equipamentos móveis, montados nas laterais das pistas, para fiscalizar excesso de velocidade, rodízio e invasão à faixa/corredor de ônibus

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

Prefeitura faz ‘política rasa’ e beneficia sem-teto para ter votos, diz promotor

O Ministério Público Estadual entrou com uma ação civil pública pedindo o fim de qualquer tipo de convênio ou parceria entre MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) e Prefeitura de São Paulo.

De acordo com o promotor Mauricio Antonio Ribeiro Lopes, 5º Promotor de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital, a ação do movimento, que ocupa terrenos públicos e particulares como forma de pressionar o poder público, é “oportunista” e abre espaço para “furos” na lista habitacional da cidade.

Lopes também classificou como absurda a suposta parceria e acusou a prefeitura de fazer política de privilégios em troca de votos. “Trata-se de privilegiar o absurdo dos absurdos!!! Aceitar-se o descontrole em nome de política rasa de privilégio a grupos em troca de votos ao invés de respeitar o direito de milhares”, diz um trecho da ação encaminhada à Justiça no último dia 25.

Em outro trecho, o promotor cita um acordo feito entre MTST e prefeitura que iria destinar um terreno na estrada do Campo Limpo para o grupo. O assunto foi noticiado pela Folha.

“O que pretende na verdade o Movimento? Destinação privilegiada de áreas públicas ou particulares para edificação de moradia para os seus associados ou simpatizantes [...] com burla à lista de inscritos que esperam há anos pelo almejado sonho da casa própria”, diz o promotor na ação.

Segundo Lopes, a prática de suposto benefício ao sem-teto prejudica quem espera pela casa própria sem se envolver politicamente. ” O que se vê do duelo entre Administração Pública e as consequências da luta política do MTST é a fragilização do direito de igualdade dos que aguardam em condições ordeira, há anos, serem chamados para obtenção de financiamento habitacional”, afirmou.

O promotor pede para que não seja celebrado nenhum tipo de “contrato, convênio ou qualquer ato administrativo” entre a prefeitura e o MTST que possa prejudicar a lista habitacional de São Paulo.

Procurada, a prefeitura disse que mantém diálogo diário com diversos movimentos sociais e não que não há privilégios para o MTST. “A secretaria tem total interesse na divulgação dos inscritos na demanda habitacional da cidade e trabalha desde junho de 2013 num sistema online de monitoramento para disponibilizar e dar transparência aos nomes dos inscritos na demanda do município”, informou a nota.

Guilherme Boulos, líder do MTST e colunista da Folha, não foi encontrado para comentar o assunto.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO