Copa do Mundo 2014 FIFA: Confira os jogos desta Segunda-feira

Da Redação

Segunda, 23 junho 2014

Copa do Mundo 2014 FIFA
17h00-Camarões x Brasil-Local: Mané Garrincha- Brasília- DF
17h00-Croácia x México-Local: Arena Pernambuco – Recife – PE
13h00-Holanda x Chile-Local: Arena Corinthians – São Paulo – SP
13h00-Austrália x Espanha-Local: Arena da Baixada – Curitiba – PR

copa-do-mundo-2014

Pré-selecionados do ProUni têm de ficar atentos a horários das instituições

prouni1

Os estudantes pré-selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até terça-feira (24) para confirmar as informações prestadas na inscrição nas instituições de ensino. Os candidatos devem ficar atentos, pois nesta segunda-feira (23) jogam Brasil e Camarões, às 17h, em Brasília. Para evitar contratempos, o candidato deve verificar na instituição os horários e o local ao qual deve comparecer para aferir as informações.

A lista dos pré-selecionados está disponível na página do  ProUni.

Caso perca o prazo, o estudante é automaticamente retirado do processo. Na página do ProUni, está disponível uma lista com a documentação necessária. Entre os itens solicitados estão documento de identificação e comprovantes de residência, de rendimento e de conclusão do ensino médio. Ao entregar a documentação, o candidato receberá o Protocolo de Recebimento de Documentação do ProUni.

Algumas instituições submetem os candidatos pré-selecionados a um processo seletivo próprio, que pode ser diferente do vestibular. Os estudantes podem verificar se a instituição irá aplicar esse processo seletivo no momento da inscrição. Pelas regras do programa, não poderá ser cobrada nanhuma taxa.

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior que tenham cursos de graduação e sequenciais de formação específica. O estudante precisa comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para obter a bolsa integral e de até três salários mínimos para a bolsa parcial.

Esta edição do programa ofertou 115.101 bolsas e teve 653.992 inscritos.

O resultado da segunda chamada sai no dia 4 de julho e a comprovação de informações tem de ser feita de 4 a 11 do próximo mês. Nos dias 21 e 22, os candidatos poderão aderir à lista de espera e, nos dias 29 e 30, terão de comprovar as informações.
Da Agência Brasil

Torcedores experientes apontam Copa brasileira como a melhor da história

 

banner_copa_final

Com a experiência de oito mundiais, o irlandês Daniel Sheahan, de 55 anos, não pestaneja: “a atual Copa do Mundo está sendo a melhor de todas”. A opinião de Sheahan é compartilhada por diversos turistas que, como ele, já participaram de outras edições do torneio. “Não que tudo esteja perfeito. Em todas as copas às quais fui, houve algum tipo de problema, como preços altos, dificuldades com transporte ou roubos. Mas isso faz parte de um evento desse porte”, disse à Agência Brasil o irlandês, que já teve a mochila roubada em duas edições do torneio.

“Isso foi na Copa da França, quando duas pessoas pegaram minha mochila e fugiram em uma moto, e na dos Estados Unidos, quando em um momento de distração levaram minha mochila”, lembrou. “No caso da França, um amigo meu passou pelo mesmo problema. Ao que parece, era uma quadrilha de motoqueiros especializados nesse tipo de roubo”, acrescentou.

Fã do futebol brasileiro, o irlandês sempre deu preferência aos jogos do Brasil, mas nem sempre foi possível assisti-los, porque existem outros pontos de interesse. “Esta Copa realmente tem muitas coisas especiais. Compará-la à da África do Sul é até covardia – o barulho das vuvuzelas era insuportável e estragava o clima do estádio. Para piorar, de todas as vuvuzelas saía muita saliva, o que era bastante preocupante porque a incidência de doenças como tuberculose é muito grande naquele paí.s.

Por aqui, não: os brasileiros procuram se divertir sem incomodar os outros. “Nota-se claramente uma grande vontade de tornar tudo especial. Isso não aconteceu na Copa da Alemanha, porque, apesar de muito educados, os alemães costumam ser frios na relação com turistas”. Além das quatro copas citadas – Estados Unidos, em 1994; França, em 1998; Alemanha, em 2006; e África do Sul, em 2010 – e da atual, Daniel Sheahan foi às copas da Espanha, em 1982; do México, em 1986; e da Itália, em1990.

Impressão parecida tem o equatoriano José Bastidas, de 31 anos. “Não é apenas a vontade dos brasileiros de ajudar os turistas. Aqui há muito mais festas e uma comunicação mais fácil, até pelas semelhanças com outras línguas. É mais fácil entendermos e sermos entendidos pelos brasileiros”, disse ele.

A Copa de 2014 é a quarta do suíço Domenique Brenner, de 40 anos. “Na comparação com as de 1998, 2006 e 2010, esta é a melhor, porque está sendo disputada no melhor lugar e com as melhores pessoas”, afirmou. “A organização do evento é sempre bastante similar, porque envolve a mesma estrutura, que é a estrutura da Fifa.” A maior crítica de Brenner é em relação aos caixas rápido dos bancos no Brasil, que tem usado para evitar a ida a casas de câmbio. “Muitas dessas máquinas não têm aceito cartões internacionais”, queixa-se.

Brenner e outros suíços entrevistados pela Agência Brasil reclamam do preço dos restaurantes nas cidades sede e das bebidas nos estádios. “Apesar de muito bons, os restaurantes são muito caros. Principalmente as churrascarias”, disse Brenner. Já Denis Rapin, 47, avalia que nem tudo é tão caro, levando em consideração o fato de que se trata de uma Copa do Mundo. Ele viaja com um grupo de 20 pessoas.

Para Rapin, os preços cobrados na cidade não são tão altos quanto imaginava. “Quem cobra caro aqui é a Fifa. Principalmente a cerveja nos estádios”, disse. “Esta é a minha primeira Copa do Mundo, mas não será a última. Esses dias têm sido muito agradáveis. A receptividade e a amabilidade dos brasileiros realmente impressiona. Todos muito amigáveis, desde o taxista até os profissionais da área de turismo. Em Brasília [onde assistiu à partida, entre Suíça e Equador], senti falta de bares mais festivos. Acho que o que falta aqui são bares típicos especializados em cachaça”.

elza_alvez_lobo_2

Vovó Elza compensa com simpatia o fato de não falar inglês (José Cruz/Agência Brasil)

Dona de uma lanchonete na Torre de TV, chamada GO Minas, Elza Alve Lobo não fala inglês, mas usa de muita simpatia para compensar essa limitação, além de ter preparado um cardápio em português, inglês, francês e espanhol. “Faço questão de conversar ou tentar conversar com todos. O clima é de muito entusiasmo, muita alegria.”

Viajando há sete meses pela América do Sul, Andre Urech, de 34 anos, vem pela primeira vez ao Brasil, onde assiste à segunda Copa do Mundo. A primeira foi na África do Sul. “Está tudo tão bom que já decidimos: voltaremos o quanto antes ao Brasil. Simplesmente estamos amando as pessoas daqui”, disse ele, ao lado da companheira de viagem Ramona Rüegg, que também foi à Copa de 2010. Ela faz coro: “a atmosfera aqui é muito melhor, e as pessoas muito mais amigáveis.”

Os dois elogiam a organização do evento, apesar da dificuldade que vêm tendo com transporte público. “Demorou cerca de 30 minutos para pegarmos um ônibus, e o táxi está muito caro”, contou Urech. “Mas tudo faz parte do clima e do sentimento que envolve uma Copa do Mundo”, completou. A exemplo de outros suíços que assistiram ao jogo contra o Equador, o casal reclama principalmente da dificuldade para comprar cerveja. “A fila é muito grande e faz a gente perder muito tempo do jogo. Mas isso também aconteceu na África”, disse ele.

Dirigente do Barcelona de Guayaquil, no Equador, Carlos Rodríguez também avalia esta como a melhor Copa de todos os tempos. “É muito superior tanto dentro como fora de campo”, disse.

“Uma coisa que me chama a atenção é o fato de ela [Copa] estar sendo totalmente diferente do que vinha sendo mostrado pela imprensa. O Brasil é 100% no que se refere a receber turistas. Tudo é perfeito: a hospitalidade, a estrutura. Além disso, há muito amor e alegria no ar. Viemos para cá justamente para desfrutar desse clima de Copa”, afirmou Rodríguez.

O publicitário colombiano Héctor Greco, de 33 anos, também foi surpreendido positivamente pelo Mundial brasileiro. “Eu esperava muito menos. O que mais me surpreendeu foi a troca de cultura entre os países em um clima de competitividade sem brigas. É uma oportunidade única de conhecer o mundo em um só lugar.”

Ele lamenta as grandes distâncias que têm de ser percorridas para que se possa acompanhar os jogos. “As passagens de avião são caras, é difícil ir de ônibus e infelizmente não há uma cultura de transporte de passageiros por meio de trens no Brasil”. Para o publicitário, a hospedagem também está muito cara: “pagamos R$ 21 mil para alugar, por um mês, um apartamento no Rio de Janeiro”.

Já o cirurgia plástico e cônsul honorário do Equador em Campinas, Oswaldo Vallejo, de 56 anos, já gastou, entre passagens, hospedagem e ingressos para os jogos, mais de R$ 18 mil para ter sua primeira experiência em Copa do Mundo. “Conheço pouco Brasília porque cheguei há apenas um dia, mas o deslocamento do hotel até o estádio foi bastante fácil, pela proximidade. Esta realmente é uma grande vantagem para a cidade”, disse ele, em meio a elogios em relação à divulgação, às placas e aos voluntários “proativos e sempre tentando ajudar até mesmo nas situações em que não precisamos.”

alvaro_granda_3

O turista equatoriano Álvaro Granda(José Cruz/Agência Brasil)

Depois de enfrentarem mais de 8 mil quilômetros de viagem por ônibus, vindos de Quito, no Equador, o administrador Paul Tamayo e os engenheiros Alvaro Granda e Edgar Baculima optaram por acampar na Universidade de Brasília (UnB). Tudo, para assistir à estreia do Equador na Copa. O perrengue não diminuiu o entusiasmo: “O Brasil é muito bonito, assim como as pessoas”, observou Tamayo. Perguntado sobre os preços na capital, Granda respondeu: “de preços, não falamos. Viajar até aqui foi bastante duro, mas, com a vontade de ver o Equador jogar, tudo fica mais fácil”.

Quem também viajou muito para viver a experiência da Copa foi o australiano Victor Vu, de 28 anos, na esperança de ver algum país asiático ou africano vencer a competição. “Torço principalmente para a Costa do Marfim por causa do [atacante]Drogba, de quem sou fã. Mas o que realmente me motivou a vir foi a boa reputação que o Brasil tem lá do outro lado do mundo, especialmente no que se refere a festas.”

Apesar de seu país não ter se classificado para a Copa, Jan Kolin, da República Checa, quis vir ao Brasil para vê-la sendo realizada “no país mais bem-sucedido” no mundo do futebol. “Desde criança eu sonhava em ver uma Copa. Quando soube que ela seria no Brasil, decidi tornar esse sonho realidade”, contou Kolin, que enfrenta problemas de comunicação, já que, segundo ele, poucos falam inglês no Brasil.

Os peruanos Marcial Olano, de 55 anos, e Hérman Chávez, de 45, também não precisaram da participação de sua seleção no Mundial para decidirem curtir a Copa no Brasil. “Queremos que um país sul-americano ganhe porque somos povos irmãos integrando uma mesma torcida”, disse Olano. Chávez veio para realizar o sonho do filho Jared, que tem 13 anos. “Não esperávamos tanta organização. Isso em muito nos surpreendeu. Está melhor do que havíamos sonhado. Não passamos por nenhum tipo de problema, temos sido bem atendidos e a organização das cidades e da Fifa está muito boa. Por isso já planejamos ir à Copa da Rússia para, se tudo der certo, torcermos pela seleção de nosso país [Peru]”.

elizabeth_montinegro_e_andres_narvaez_1
Elizabeth Montenegro e Andrés Narváez(José Cruz/Agência Brasil)

Pela primeira vez no Brasil, os engenheiros Andres Navaez e Elizabeth Montenegro, ambos equatorianos, também se dizem apaixonados por futebol. Por isso, já foram às copas da África do Sul e da Alemanha. Segundo ele, Brasília carece de um atendimento mais eficiente aos turistas. “Faltam informações até mesmo no Centro de Convenções, de onde retiramos nossos ingressos. Lá não souberam nos informar sequer onde fica o atendimento aos turistas”, disse Elizabeth. “A sorte é que espanhol e português são línguas parecidas”, completou Navaez.

O suíço Lionel Holzaer, de 30 anos, não é fã de futebol, mas adora festas e viagensr. Segundo ele, o Brasil tem “boas condições” para receber os turistas. “Minha maior dificuldade tem sido com o idioma”.
Da Agência Brasil

Seleção Brasileira treina no Estádio Nacional Mané Garrincha

Da Redação

Fotos:Daniel Ferreira/CB/D.A Press20140622195455519905i

Lateral esquerdo Marcelo cabeceia bola durante treino da Seleção Brasileira em Brasília

19h48 Começa a entrevista coletiva da Seleção Brasileira. Falam com a imprensa o técnico Felipão e o capitão do time, o zagueiro Thiago Silva

19h30
Cerca de 350 torcedores aguardam a saída da Seleção Brasileira na parte externa do Estádio Mané Garrincha. Depois do treino, o técnico Luiz Felipe Scolari deve conceder entrevista coletiva

19h05
Treino da Seleção Brasileira está fechado para a imprensa neste momento

20140622190342781478u

Neymar sorri durante treino da Seleção Brasileira no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

18h44
Técnico Luiz Felipe Scolari distribui coletes para os jogadores. O atacante Neymar fica fora do time titular no começo. Willian entra no lugar dele

Foto: Thais Cunha/CB/D.A Press

20140622183435898491i
18h31
Começa o treino da Seleção Brasileira. Jogadores brincam de “bobinho” no centro do gramado do Mané Garrincha

Foto: Matheus Teixeira/CB/D.A Press

20140622182836232920o

Torcedores lamentam treino fechado, mas pretendem ficar em frente ao Mané Garrincha até a saída da Seleção para acompanhar saída dos jogadores

Fonte: Correio Braziliense

Messi fura bloqueio no fim e dá vitória à Argentina sobre o Irã

Gazeta Press

t_118464_cacado-dentro-de-campo-messi-arrumou-espaco-no-fim-do-jogo-para-decidir-credito-washington-alves

Caçado dentro de campo, Messi arrumou espaço no fim do jogo para decidir (Crédito: Washington Alves)

A torcida que lotou o Mineirão neste sábado, e que esperava uma vitória com facilidade da Argentina em cima do Irã, se surpreendeu com o que viu em campo. Os argentinos dominaram o jogo desde o início, mas encontraram um verdadeiro bloqueio iraniano, formado na maioria das vezes por 11 jogadores, dificultando as ações de Messi e companhia. Com o isso, o placar ficou em branco no primeiro tempo, com o gol da vitória por 1 a 0, saindo apenas no finalzinho, e anotado por Messi.
Mesmo com o placar magro, não faltou emoção para quem foi ao Mineirão. Os argentinos fizeram uma verdadeira festa, transformando Belo Horizonte em um pedaço de Buenos Aires. Dentro do estádio, argentinos e brasileiros travaram um duelo para ver quem gritava mais, o que resultou até em um início de confusão nas cadeiras.

Antes mesmo das equipes entrarem em campo, a torcida argentina já fazia uma festa incrível dentro do Gigante da Pampulha. Com tanta euforia, Messi e companhia se sentiram em Buenos Aires, em uma das festas mais belas proporcionada por uma torcida nesta Copa do Mundo.

Na última rodada do Grupo F, a Argentina vai enfrentar a Nigéria, jogo marcado para a próxima quarta-feira, no estádio Beira Rio, em Porto Alegre. Já o Irã terá um confronto contra a Bósnia na Arena Pantanal, em Cuiabá. No encerramento dos grupos da Copa do Mundo, as partidas serão realizadas no mesmo dia e horário.

O jogo – Contando com o apoio de um Mineirão lotado, a Argentina logo tomou a iniciativa do jogo, atuando no campo de ataque do Irã, que apostou em uma linha de marcação bem compactada para tentar frear os argentinos. Na tentativa de encontrar a espaços, os sul-americanos procuraram girar a bola de um lado para o outro, gerando um jogo plasticamente bonito.

Aos poucos, o famoso estilo argentino ‘Toco y me voy’ começou a surtir efeito e o time de Alessandro Sabella chegando cada vez mais próximo da área iraniana. Aos 12, Higuaín foi lançado por trás da defesa adversária, mas na hora do giro para o gol, o goleiro Haghighi saiu no abafa e evitou o gol.

Acuado no campo defensivo, o Irã só ameaçou em lances de bola parada e em alguns poucos contra-ataques. Fora isso, o domínio foi total dos argentinos. Durante alguns instantes, a atenção da partida foi desviada por um início de confusão nas cadeiras do Mineirão, entre torcedores argentinos e brasileiros, mas o foco rapidamente voltou para o gramado.

Na perseguição do gol, Agüero quase marcou aos 20, em chute cruzado, que obrigou o goleiro Haghighi a se esticar todo para evitar a abertura do marcador. Apesar de ter as rédeas da partida, os argentinos cometeram alguns erros na hora de concluir as jogadas, o deixou Sabella irritado a beira do campo.

Gazeta Press

t_118463_de-fora-da-area-o-camisa-10-acertou-belo-chute-de-perna-esquerda-credito-washington-alves

De fora da área, o camisa 10 acertou belo chute de perna esquerda (Crédito: Washington Alves)

A pressão argentina resultou em vários momentos da partida em um número de 21 jogadores no campo de ataque, enquanto o goleiro Romero apenas assistia ao jogo. Estrela maior da equipe, Messi tentou poucas jogadas individuais, porém, conseguiu fazer os torcedores prenderem a respiração nas cobranças de faltas frontais.

O cenário no segundo tempo mudou muito pouco em relação aos 45 minutos iniciais, ou seja, um jogo de ataque argentino contra defesa iraniana. Os comandados de Sabella tiveram quefazer uma partida de paciência para tentar penetrar na fechada defesa do Irã, que teve uma grande chance aos sete minutos, em cabeça de Ghoochannejad que obrigou Romero a trabalhar bem.

Percebendo a dificuldade da equipe, a torcida argentina voltou a apoiar a equipe na busca pela vitória. Em campo, o trio ofensivo Higuaín, Messi e Agüero passaram a se movimentar ainda mais tentando chegar ao gol tocando a bola e arriscando pouco de fora da área. Aos 14, Messi fez fila e errou alvo, mas levantando os torcedores.

Após os 20 minutos, o time iraniano finalmente resolveu adiantar um pouco as linhas de marcação, e passou a chegar bem ao campo de ataque, dando trabalho para os zagueiros Fernández, Garay. Com isso, a partida ficou mais aberta e com lances de perigo para ambos os lados, levantando o público no Mineirão.

Aos 29, Di María arriscou tiro cruzado, mas a bola explodiu nas luvas do goleiro Haghighi. A Argentina seguiu perseguindo o gol, inclusive, com as entradas de Lavezzi e Palacio, a bola, porém, teimava em não entrar. Aos 45, os deuses do futebol apareceram no gigante da Pampulha, e Messi, da entrada da área, finalmente explodiu o Mineirão em alegria com o gol da vitória.

Do correspondente Wanderson Lima/Gazeta Esportiva
Belo Horizonte (MG)

Copa do Mundo 2014: Alemanha e Gana ficam no empate por 2 a 2

Da Redação

427063_heroa

Klose marca gol de empate e iguala recorde de Ronaldo (AFP)

Depois de golear Portugal na estreia, a Alemanha enfrentou Gana neste sábado (21) no Castelão, pela segunda rodada do Grupo G da Copa do Mundo 2014 e a partida, disputada e com muitas chances de gol, terminou com o placar de empate por 2 a 2.

A Alemanha vai a quatro pontos ganhos com o resultado e Gana soma seu primeiro ponto na competição.

A primeira chance de gol da partida foi o chute de Gyan, que passou longe da meta alemã. Os alemães procuravam tocar a bola e abrir espaços na defesa ganesa, que se postava para fazer forte marcação.

Aos 20 minutos, Özil fez o passe para Müller tentar o chute, mas sendo travado pela defesa de Gana. Depois, foi a vez de Kroos partir para o chute de longe, sem conseguir sucesso na jogada.

Muntari arriscou de fora da área aos 32 minutos e forçou Neuer a fazer a defesa. A Alemanha continuava tocando a bola e brigando por oportunidades, como a de Götze, aos 37, que ficou nas mãos de Dauda.

Aos 45, após trocar de passes, Mensah tentou o chute cruzado mas sem direção. Os dois times procuravam o ataque mas sem se esforçar para criar grandes chances de gol.

O segundo tempo começou disputado e a Alemanha tentando partir para o ataque. Aos cinco minutos, Özil deixou a bola para Müller fazer o cruzamento na área e Götze aparecer para fazer o desvio e abrir o placar para os alemães em Fortaleza.

Gana reagiu e conseguiu o empate três minutos depois, também em jogada de cruzamento na área que André Ayew completou de cabeça para dentro do gol.

Muntari tentou cobrar falta aos 12 mas longe do gol de Neuer. Gana continou pressionando e Gyan, aos 17, marcou o gol da virada da equipe africana ao ser lançado na frente da defesa e bater sem chances do goleiro defender.

Jordan Ayew partiu com a bola pela esquerda, invadiu a área e tentou o chute, mas Neuer conseguiu a defesa. A Alemanha procurava um momento de tentar mais pressão em cima de Gana, que dominava o segundo tempo.

Klose empatou novamente o placar aos 26 minutos, ao cabecear bola vinda de cobrança de escanteio e desviada por Howedes e marcar o 15º gol em Copas do Mundo, se igualando a Ronaldo na lista dos maiores artilheiros de todos os tempos.

Em outro escanteio para os alemães, Schweinsteiger cabeceou por cima da meta de Dauda. O jogador do Bayern de Munique-ALE bateu falta aos 31 e mandou com perigo contra a meta ganesa. A partida se tornou mais disputada e com os dois times brigando pela posse de bola.

Ayew bateu com categoria na bola aos 37 mas ela ficou com o goleiro da Alemanha, que respondeu no passe de Kroos para Müller, que acabou sendo travado pela defesa de Gana. Três minutos depois, Özil apareceu pela esquerda e cruzou na pequena área, mas a zaga apareceu para o corte.

Gana continuou procurando o gol e Gyan arriscou o chute aos 43, mas colocou pela linha de fundo. A Alemanha também teve sua chance quando Klose recebeu o passe e bateu para fora, aos 44.

Próximos jogos de Alemanha e Gana pelo Grupo G da Copa do Mundo 2014

Portugal x Gana – 26/jun – 13h00 – Estádio Mané Garrincha (Brasília-DF)

Estados Unidos x Alemanha – 26/jun – 13h00 – Arena Pernambuco (Recife-PE)

Ficha Técnica

Alemanha 2 x 2 Gana

Local: Castelão, Fortaleza (CE);

Árbitro: Sandro Meira Ricci
Assistentes: Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse (todos do Brasil)

Alemanha: Neuer; Jerome Boateng (Mustafi), Mertesacker, Hummels e Howedes; Khedira (Schweinsteiger), Lahm, Kroos, Ozil e Gotze (Klose); Müller.
Técnico: Joachim Löw.

Gana: Dauda; Afful, Mensah, Boye e Asamoah; Muntari, Rabiu (Badu), Atsu (Wakaso) e Kevin-Prince Boateng (Jordan Ayew); Andre Ayew e Gyan.
Técnico: Kwesi Appiah.

Gols: Götze (ALE) aos 5, André Ayew (GAN) aos 8, Gyan (GAN) aos 17, Klose (ALE) aos 26 do segundo tempo

CA: Muntari (GAN)

Com informaÇÕES DA FPF

Prejuízos são contabilizados após vandalismo em manifestação

Manifestação foi convocada por MPL, mas black blocs tomaram à frente e destruíram estabelecimentos

8726manifestantes-passe-livre-futura-press

Manifestantes se concentraram na Praça do Ciclista, na Avenida Paulista / Renato Cerqueira/Futura Press

Uma missa rezada sob o barulho de pedras batendo na parede da igreja, uma concessionária recém-inaugurada totalmente destruída e portas de bancos e caixas eletrônicos arrebentados.

Esse foi o balanço do protesto convocado pelo MPL (Movimento Passe Livre), na noite de quinta-feira, para marcar um ano de redução da tarifa de ônibus e Metrô na capital paulista. O ato acabou à noite com centenas de mascarados adeptos da tática black bloc promovendo baderna e quebra -quebra nas ruas de Pinheiros, na Zona Oeste da cidade.

O estabelecimento mais prejudicado foi a concessionária Mercedez-Benz Caltabiano, que teve 12 carros de luxo depredados. Além disso, os vidros do prédio foram quebrados e mesas e computadores danificados. O estabelecimento, localizado na Marginal Pinheiros, ao lado da Ponte Eusébio Matoso, estima um prejuízo de ao menos R$ 3 milhões. O funcionário da manutenção do loja, Antônio Edcarlos Vieira, de 39 anos, estava acompanhado de outro colega e um segurança quando a baderna começou.

“Eram por volta de 18h quando um grupo de cerca de 200 mascarados pegou um andaime que estava na parte de fora da concessionária e uns pedaços de madeira e colocaram fogo, bloqueando a Marginal Pinheiros”, conta Antônio. “Depois, já mais perto das 19h, eles vieram com pedaços de pedra, paus e até com os extintores da própria loja para quebrar os vidros e os carros. Tudo foi em questão de 20 minutos.”

Depois disso, os black blocs seguiram pelas ruas do bairro destruindo o que encontravam pela frente : agências bancárias, caixas eletrônicos, lixeiras, bicicletas disponíveis para locação. O vandalismo só parou depois dos manifestantes atirarem pedras em direção à Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate, que fica no Largo de Pinheiros. Com medo, os taxistas que estavam no ponto em frente retiraram seus carros e comerciantes fecharam as portas com clientes dentro.

PM vai voltar a acompanhar de perto as manifestações

Após o comando da Polícia Militar reconhecer ter “confiado” no MPL (Movimento Passe Livre) e acusar o grupo de traição, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que a operação da PM em atos desse tipo será revista a partir de agora. A pedido do próprio MPL, os policiais se mantiveram afastados da manifestação e, por isso, não conseguiram conter a ação dos blacks blocs,

Sem apontar culpados, o governador garantiu que os policiais vão acompanhar de perto os protestos. “A estratégia vai ser revista pela polícia e ela estará presente”, disse.

O tucano também ordenou ao secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, que intensifique o trabalho de identificação dos vândalos que destruíram duas concessionárias de veículos importados na Marginal Pinheiros. “Já determinamos ao secretário de segurança que, têm câmeras de vídeo, e alguns (vândalos) dá para identificar. Então o mais rápido possível devemos prender esses criminosos”, afirmou.

Fernando Grella também admitiu que a PM falhou ao “acreditar” no MPL, movimento que liderou os protestos de junho do ano passado e já aquela época mostrou que não tinha qualquer controle sobre a multidão.

“Eu queria, em primeiro lugar, deixar claro que realmente houve uma falha, especialmente no tempo de resposta da PM em torno do episódio de ontem (quinta), no acompanhamento da manifestação para intervenção nos momentos em que se colocaram os atos de violência”, disse o secretário. “À PM cabe exatamente a garantia da ordem pública. Nenhum outro acordo seria viável no contexto como o de ontem”, afirmou.

entrevista
Bartolomeu da Silva Paes _padre

‘Ouvíamos as pedras bater nas nossas paredes’

O padre Bartolomeu da Silva Paes, de 45 anos, está há apenas três meses à frente da Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate, localizado no Largo de Pinheiros, na Zona Oeste da capital. Ele rezava a missa de Corpus Christi com a igreja lotada quando os black blocs chegaram ao local e atiraram pedras do lado de fora.

DIÁRIO_ Como o senhor encarou o protesto?

BARTOLOMEU DA SILVA PAES_ Foi algo amedrontador, mas não podia transparecer meu medo aos fiéis que acompanhavam a missa. Fechamos a porta lateral e dois mascarados vieram e fecharam a porta da frente dizendo que nada aconteceria conosco. Durante a missa conseguíamos ouvir as pedras batendo nas paredes.

A procissão que iria ocorrer no Largo não foi realizada?
Não. Nós fizemos dentro da igreja para evitar problemas. A missa de Corpus Christi é muito importante.

O que achou do protesto?
Toda e qualquer manifestação é válida, mas é preciso de razão. Quando surge a violência e desordem, não é bom.

Fonte: Filipe Sansone/Diario SP

Solidariedade oficializa apoio à candidatura de Aécio à Presidência

O partido Solidariedade oficializou hoje (21) apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves, à Presidência da República. A convenção nacional e estadual do partido declarou ainda apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à reeleição para o governo paulista. O candidato a vice-presidente na chapa do PSDB deve ser definido apenas no fim do mês.

“É um apoio que tem um significado que vai muito além do tempo de televisão e do número de parlamentares do partido, que já é muito expressivo. É o apoio que aproxima o PSDB e a nossa candidatura dos trabalhadores brasileiros”, ressaltou Aécio ao chegar para o evento no bairro da Liberdade, região central da capital paulista.

Em discurso, o candidato conclamou os militantes a ajudarem na implementação de uma nova agenda para o país. “Para que possamos juntos, nessa belíssima trajetória que hoje se inicia, tirarmos o Brasil da estagnação para permitirmos o crescimento sustentável deste país. Acabarmos com o processo de desindustrialização, que desemprega brasileiros de todas as partes, em especial no estado de São Paulo”, disse.

Alckmin disse que os protestos mostram que a população quer mudanças na condução do país. “O que nós vemos hoje nas ruas é a indignação, é quem não se conforma com o que está acontecendo hoje no Brasil. Como disse aqui o [ex-governador José] Serra: baixo crescimento com inflação alta, desvios de natureza ética. O país que não cresce, que retrocede na competitividade e se desindustrializa”.

O presidente do Solidariedade, deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, ressaltou que o partido, criado em setembro de 2013, surgiu como uma legenda de oposição ao governo federal. Segundo Paulinho, a fundação do partido está ligada às dificuldades para obtenção de avanços na pauta trabalhista. “Não conseguimos, por exemplo, uma política salarial para os aposentados. Nossos aposentados, que têm perdas e perdas todos os anos, não têm uma política para garantir aumento salarial”, destacou.

Paulinho citou ainda dificuldades na área industrial. “De cada quatro produtos que nós consumimos hoje, um é importado, quebrando a indústria nacional, que demorou 60 anos para ser construída. O Brasil até cria empregos, mas nas áreas do serviço e do comércio, onde os salários são muito menores”, avaliou.

Da Agência Brasil

Política: Confira os possíveis candidatos à presidência da República

Possíveis candidatos à presidência da República 

Divulgação

eleicoes

Aécio Neves
PSDB
Aécio Neves é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSDB. Natural da capital mineira de Belo Horizonte, Aécio Neves da cunha nasceu em 1960 e é formado em Economia pela Pontifícia Universidade …

Bertolino Ricardo
PEN
Bertolino Ricardo é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PEN (Partido Ecológico Nacional). Sua pré-candidatura foi oficializada pelo presidente nacional do partido, Adilson Barroso, em outubro de …

Denise Abreu
PEN
Denise Abreu é pré-candidata ao cargo de Presidente da República pelo PEN (Partido Nacional Ecológico). A pré-candidatura da ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) foi anunciada pelo partido em …

Dilma Rousseff
PT
Dilma Roussef é pré-candidata à reeleição ao cargo de Presidente da República pelo PT. Mesmo com a possibilidade da candidatura do ex-presidente Lula, o PT confirmou no final de 2013 que o candidato à …

Eduardo Campos
PSB
Eduardo Campos é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSB. O ex-governador de Pernambuco renunciou ao cargo dia 4 de abril de 2014, visando sua candidatura ao Palácio do Planalto nas eleições …

Eduardo Jorge
PV
Eduardo Jorge é pré-candidato à Presidência da República pelo PV. O ex-deputado federal teve sua candidatura anunciada em fevereiro de 2014 através da assessoria de imprensa do próprio partido. Natural de …

Jair Bolsonaro
PP
Jair Bolsonaro é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PP. Exercendo atualmente o cargo de deputado federal pelo Estado do Rio de Janeiro, o pré-candidato oficializou sua pretensão em disputar uma …

Jorge Matos
PEN
Jorge Matos é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PEN (Partido Ecológico Nacional). Natural do município paulista de Mococa, Jorge Donizetti Ribeiro de Matos tem 52 anos é engenheiro e já foi …

José Maria
PSTU
José Maria é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSTU. O nome do metalúrgico e também presidente nacional do PSTU foi confirmado como pré-candidato à Presidência pelo partido em um encontro …

José Maria Eymael
PSDC
José Maria Eymael é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSDC(Partido Social Democrata Cristão). Presidente nacional do PSDC já foi candidato ao cargo de presidente da República em 1998, 2006 …

Levy Fidelix
PRTB
Levy Fidelix é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PRTB(Partido Renovador Trabalhista Brasileiro). O fundador do PRTB, teve sua pré-candidatura lançada no último mês de dezembro durante um …

Magno Malta
PR
Magno Malta é pré-candidato à Presidência da República pelo PR. O atual senador pelo Espírito Santo se lançou pré-candidato em fevereiro de 2014, entregando uma carta ao presidente do partido solicitando sua …

Marina Silva
PSB
Marina Silva é possível candidata à Vice-Presidência da República pelo PSB na chapa do ex-governador Eduardo Campos. Marina ficou em terceiro lugar nas eleições presidenciais em 2010 pelo PV (Partido Verde), …

Mauro Iasi
PCB
Mauro Iasi é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PCB (Partido Comunista Brasileiro). Ainda em outubro de 2013, o PCB anunciou a pré-candidatura de Mauro Iasi. Mauro Iasi é professor adjunto da …

Pastor Everaldo
PSC
Everaldo Pereira é pré-candidato ao cargo de Presidente da República pelo PSC (Partido Social Cristão). Vice-presidente nacional do PSC, Everaldo Pereira é pastor da Assembleia de Deus e teve sua candidatura …

Randolfe Rodrigues
PSOL
Randolfe Rodrigues é pré-candidato à Presidente da República pelo PSOL. Atual Senador pelo Amapá, saiu vitorioso das eleições para pré-candidato do partido por 201 contra 186 votos, derrotando a também …

Soninha Francine
PPS
Sonia Francine Gaspar Marmo, mais conhecida como Soninha Francine é pré-candidata do PPS para Presidente da República. Soninha Francine foi eleita vereadora em São Paulo pelo PT em 2004. Em 2007 abandonou o PT, …

 Fonte: Eleições 2014