Profissionais de Saúde participam de Sensibilização da Rede Cegonha

Profissionais de Saúde participam de Sensibilização da Rede Cegonha

Da Redação

No último dia 15 de fevereiro, em Itapecerica da Sera aconteceu a segunda ação de Sensibilização da Rede Cegonha, que tem como objetivo introduzir e aprofundar conhecimentos aos funcionários da Autarquia de Saúde.

A Rede Cegonha é uma estratégia do Ministério da Saúde, operacionalizada pelo SUS, fundamentada nos princípios da humanização e assistência, em que mulheres, recém-nascidos e crianças recebem uma série de benefícios.

Entre as principais ações do projeto estão: Ampliação do acesso, acolhimento e melhoria da qualidade do pré-natal; Transporte tanto para o pré-natal quanto para o parto; Vinculação da gestante à unidade de referência para assistência ao parto – “Gestante não peregrina!” e “Vaga sempre para gestantes e bebês!”; Realização de parto e nascimento seguros, através de boas práticas de atenção; Acompanhante no parto, de livre escolha da gestante; Atenção à saúde da criança de 0 a 24 meses com qualidade e resolutividade e Acesso ao planejamento reprodutivo.

A Sensibilização teve a participação especial da enfermeira Dr.ª Sandra do grupo HCG, que falou sobre a doação da urina através do hormônio HCG; enfermeira Tays D Alessandro, que apresentou a rede; enfermeira Dr.ªMaria Marks, palestrou sobre a maternidade municipal e as mudanças para melhorias das nossas gestantes; e Dr.ª Valéria Regina, titular da Rede Cegonha municipal, junto com um grupo condutor.

Campanha de Vacinação contra Gripe é prorrogada até 10 de mai

Campanha de Vacinação contra Gripe é prorrogada até 10 de maio
 
Da Redação
 
No dia 15 de abril, iniciou a Campanha de Vacinação Contra a Gripe Influenza em Cotia.  Promovida pela Secretaria da Saúde, a campanha tem como público-alvo vacinar gestantes, puérperas (pós-parto), idosos acima de 60 anos, pessoas com doenças crônicas como diabetes, hipertensão, hepatites, entre outras, funcionários da saúde, crianças de seis meses até 1 ano, 11 meses e 29 dias e presidiários.

 
A mobilização para a vacinação foi realizada nas unidades de saúde e no sábado Dia “D” também nos postos volantes como praças públicas e supermercados da cidade que aconteceu das 8h às 17h e atendeu mais de 6 mil crianças.
 
A campanha foi prorrogada até 10 de maio. A última prévia realizada pela equipe da Secretaria contabiliza que mais de 14 mil pessoas já foram vacinadas.
 
Mais informações podem ser obtidas através do número da Vigilância Epidemiológica 4616-9115.
 

Cotia realiza Campanha contra a Hepatite B e C dia 25/07

Cotia realiza Campanha contra a Hepatite B e C dia 25/07

Da Redação
 
No dia 28 de julho é celebrado o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Para marcar a data, a Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica em parceria com o Ministério da Saúde, realizará no dia 25 de julho a Campanha contra a Hepatite B e C no Salão de Eventos  do Hipermercado Walmart na Rodovia Raposo Tavares, Km 23.

 
Pessoas de 18 a 69 anos podem fazer testes rápidos e gratuitos para saber se estão com o vírus da Hepatite B e C, orientações sobre as formas de contagio e como se prevenir destas doenças. Também haverá distribuição de preservativos.
 
A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Canasse, afirma que as hepatites virais são doenças graves. “A sua descoberta costuma ser em exames de rotina, pois a doença não apresenta muitos sintomas significantes. Muitas pessoas desconhecem suas formas de transmissão mesmo quando estão vivendo em um ambiente propício à contaminação. Com isso, muitas vezes estas doenças são diagnosticadas tardiamente, dificultando o tratamento”.
 
A transmissão desse tipo de Hepatite pode ocorrer por meio de contato com sangue contaminado ao compartilhar objetos não esterilizados, como alicates de unha, lâminas de barbear, agulhas, seringas e equipamentos para tatuagens. Hoje já existe cura para a doença e quanto mais rápida for diagnosticada, maiores as chances de sucesso. Para os casos positivos será oferecido consulta e tratamento gratuito através da Unidade de Especialidade da Secretaria Municipal de Saúde – SAE CTA – situada na Avenida Rotary, 40, Jardim Nomura – Cotia.
 

Definida as regras para composição de vacinas contra gripe

Definida as regras para composição de vacinas contra gripe
 
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou na edição de hoje (21) do Diário Oficial da União resolução  que define as regras para a composição das vacinas contra a gripe a serem utilizadas no país em 2014. O texto estabelece especificações para as vacinas influenza trivalentes, que deverão conter, obrigatoriamente, três tipos de cepas de vírus em combinação, e para as quadrivalentes.

 
De acordo com a resolução, as trivalentes deverão conter amostras de vírus similares aos encontrados nos estados norte-americanos da Califórnia e do Texas, ambos classificados como Influenza A, e de Massachussetts (Influenza B). As vacinas quadrivalentes deverão ser compostas pelas amostras dos vírus das trivalentes além da cepa do vírus influenza B encontrado em Brisbane (Austrália).
 
A Anvisa ressalta que essas vacinas somente poderão ser produzidas, comercializadas ou utilizadas se estiverem dentro das determinações e nas composições descritas na resolução e enfatiza que é "vedada a utilização de quaisquer outras cepas de vírus em vacinas Influenza no Brasil, sendo que as atualmente comercializadas ou fabricadas fora destas determinações deverão ser retiradas do mercado".
 
 
Da Agência Brasil

Queda de cabelo está entre as dez queixas mais frequentes no Iamspe

Queda de cabelo está entre as dez queixas mais frequentes no Iamspe
 
A calvície (alopecia androgenética) é a causa mais comum de queda em ambos os sexos, na maioria dos casos, fruto de uma predisposição genética
Da Redação
 
Os consultórios dermatológicos do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) têm recebido com grande frequência, homens e mulheres que se queixam de queda de cabelos. A reclamação está entre as dez mais corriqueiras e já é um problema que atinge 50% dos homens acima de 50 anos.

 
A dermatologista do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), Priscila Kakizaki, explica que a calvície (alopecia androgenética) é a causa mais comum de queda em ambos os sexos, na maioria dos casos, fruto de uma predisposição genética. Outro fator importante é o hormonal, que nos homens é mediado por androgênios (hormônio masculino). Já nas mulheres, este fator hormonal ainda é incerto.
 
Segundo a dermatologista, quando há predisposição à calvície, os fios vão se tornando mais fracos e finos a cada ciclo, dando o aspecto rarefeito dos cabelos. No caso das mulheres, a perda ocorre em todo o couro cabeludo, enquanto nos homens é mais frequente na região da coroa.
 
Com informações do Portal do Governo do Estado de SP