Festival revela sabores da gastronomia paulista

Festival revela sabores da gastronomia paulista
 
O Guia Turístico-Gastronômico "Sabor de São Paulo" será editado com novas receitas 
 
 
A Secretaria de Turismo quer descobrir os melhores sabores da gastronomia paulista. Para isso, deu início nesta terça, 18, ao concurso Sabor de São Paulo, que integra o Festival Gastronômico Sabor de São Paulo. Ao final, as melhores receitas serão incluídas no Guia Turístico-Gastronômico Sabor de São Paulo.

 
O concurso é aberto a todos os municípios, pessoa física ou profissional microempreendedor que tenha criado e comercialize o prato ou quitute em horário comercial, em local conhecido e comprovado por entidade privada ou pública. É necessário que os pratos sejam idealizados a partir da utilização de produtos agropecuários produzidos na região.
 
Para participar, inscreva a receita no site do concurso Sabor de São Paulo. Após avaliação minuciosa, serão selecionados 10 finalistas e um júri especial escolherá cinco vencedores que estarão aptos a participar da última etapa do Festival Gastronômico Sabor de São Paulo, na capital. O concurso é realizado em parceria com a Revista Prazeres da Mesa com apoio do Senac.
 
 

Fonte: Portal do Governo do Estado

Cidade de Tupã tem atrações históricas e sobre cultura indígena

Cidade de Tupã tem atrações históricas e sobre cultura indígena
 
Cidade possui como destaque o Museu Índia Vanuíre e a Casa do Fundador
 
O Jardim Japonês é um dos belos cenários que o turista encontra quando visita Tupã (Cleber Fontoura)
 
Quem visita Tupã, encontra não só momentos agradáveis como também tem a chance de conhecer mais sobre o passado do Brasil. A cidade, distante 525 quilômetros de São Paulo, apresenta como destaque o Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre e o Museu da Cachaça.

 
Para começar o passeio por dento das origens do município, é bom conhecer a Casa do Fundador. No local morava Luís de Sousa Leão, empreendedor que em meados da década de 1920 queria erguer uma cidade, pois na área ao lado estava projetado para passar a Estrada de Ferro do Noroeste Brasileiro.
 
Esse início de colonização foi um período conturbado porque os índios Kaingang, que moravam ao redor, não aceitavam a ideia de mudar de lugar, pois ali passariam as obras dos trens. A conciliação foi feita por meio da índia Vanuíre, que ficou conhecida, por várias tribos, como “A Pacificadora”.
 
Tamanha foi a importância, que hoje ela dá nome ao Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre. O espaço, inaugurado em 1966, reúne cera de 38 mil itens que versam sobre o passado da cidade e também objetos de diferentes comunidades indígenas. Entre os destaques estão coleção de arte plumária, cerâmica, cestas e trançados, armas e adornos corporais.
 
Outro ponto que serve de homenagem, desta vez a comunidade nipônica, é o Jardim Japonês. Com muitas flores, o local enche os olhos dos turistas e é ótimo para caminhar e tirar fotos.
 
A Igreja Matriz de São Pedro é outra construção que impressiona as pessoas. Com duas torres altas e amplo espaço interior, a capela leva o nome do padroeiro da cidade.
 
E no Museu da Cachaça, as pessoas podem passar por quatro ambientes que contam a história da bebida. Lá, é possível ver de perto réplicas de cartas do período no qual o Brasil viveu a escravatura, peças de engenho, reportagens curiosas sobre a cachaça e também mais de duas mil garrafas.
 
  
Nomeada com o padroeiro da cidade, a Igreja Matriz de São Pedro é um destaque religioso em Tupã O Museu Índia Vanuíre reúne objetos de diferentes comunidades indígenas e é um dos destaques da cidade

 
A Casa do Fundador é um dos pontos de origem da cidade

 

 
 
 
Fonte: Portal do Governo do Estado
 

Confira a programação do feriado de Corpus Christi em Cotia

Confira a programação do feriado de Corpus Christi em Cotia
 
Acompanhe a programação do feriado de Corpus Christi em Cotia e no Distrito de Caucaia do Alto
 
Da Redação
Feriado de Corpus Christi em Cotia (Foto: arquivo SP Notícias)

 
CORPUS CHRISTI – PROGRAMAÇAO:
 
 
Igreja Matriz Nossa Senhora do Monte Serrate (Cotia – Centro)
 
- Confecção dos tapetes de serragem, dia 30 de maio, a partir das 7:30 horas no Centro de Cotia.
 
Missa às 17:00horas, com Padre Odair e logo em seguida a procissão.
 
Encerramento na Igreja da Matriz com a Benção do Padre Odair.
 
Paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição (Caucaia do Alto)
 
- Confecção dos tapetes de serragem, dia 30 de maio, a partir das 6:00 horas  no centro de Caucaia do Alto.
 
Missa Campal com Padre Everaldo na Praça da matriz de Caucaia às 15 horas.
 
Encerramento logo após a missa, procissão com o Santíssimo pelos tapetes

Estação Trianon-Masp do Metrô recebe mostra fotográfica “Corpo Digitalizado”

Estação Trianon-Masp do Metrô recebe mostra fotográfica “Corpo Digitalizado”
 
Digitalização será feita em uma cabine, onde os passageiros poderão entrar em um ambiente fechado e escolher a parte do corpo que desejam escanear
 
A estação Trianon-Masp da Linha 2-Verde do Metrô recebe até o próximo dia 11 de agosto, uma mostra fotográfica baseada na Cibercultura. Os usuários que passarem pela área livre da estação poderão experimentar a sensação de digitalizar o próprio corpo, observando seus detalhes peculiares.

 
A digitalização será feita em uma cabine, onde os passageiros poderão entrar em um ambiente fechado e escolher a parte do corpo que desejam escanear. Depois é só dar início ao "Raio X" humano. Ao final, o resultado será projetado em uma parede, mostrando a imagem em grande escala.
 
A mostra fotográfica "Corpo Digitalizado", idealizada pela artista Juliana Cerqueira, baseia-se nas novas tecnologias de comunicação, em especial a internet para revelar a relação entre o corpo humano e as máquinas. As imagens produzidas poderão ser conferidas em tempo real pelos usuários do Metrô.
 
 
SERVIÇO
"Corpo Digitalizado"
Até 11 de agosto
Estação Trianon-Masp da Linha 2-Verde do Metrô
Gratuita
 
 
 
Com informações do Portal do Governo do Estado

Osasco promove seminário de abertura da 9ª Feira Regional de Economia Solidaria

Osasco promove seminário de abertura da 9ª Feira Regional de Economia Solidaria

Da Redação
A Feira de Economia Solidária acontece no Calçadão da rua Antônio Agu, em frente ao Osasco Plaza Shopping, entre os dia 19 e 22 deste mês.
 
No dia 18 de setembro, a Prefeitura de Osasco e a Secretaria de Desenvolvimento Trabalho e Inclusão (SDTI), promoveu, seminário que antecede a abertura da 9ª Feira de Regional de Economia Solidaria, evento que envolve 15 municípios que compõem o Fórum Oeste Metropolitano da Economia Solidária.

 
O encontro aconteceu no auditório do Centro Público de Economia Popular Solidária. Com o tema “Bem Viver, Cooperação e Autogestão Para um Desenvolvimento Sustentável”, ele teve com objetivo definir estratégias e promover troca de experiências entre os participantes da feira, além de difundir princípios e valores para que os empreendedores que participam do programa atinjam o sucesso.
 
Os trabalhos foram abertos pela secretária da SDTI, Mônica Veloso, que fez um panorâmica sobre os desafios e avanços do programa de Economia Solidária mantido pela pasta. Ela ainda citou a reforma do Centro Público de Economia Popular Solidária, que está recebendo um novo visual. O prédio acomoda ainda a Incubadora Pública de Empreendimentos Econômicos Solidários, que tem a missão de acompanhar e elaborar os planos de negócios, além de dar total suporte e assessoria para os participantes.
 
Mônica também destacou as fortes políticas públicas no setor de Economia Solidária desenvolvidas na cidade, que tem excelentes resultados e transformaram Osasco em referência nacional sobre o tema.
 
Ela falou ainda sobre suas expectativas para a feira. “Vamos manter a feira nos mesmos moldes dos anos anteriores. Desejo a todos muito sucesso e boas vendas. Apresentem na feira tudo que vocês sabem fazer de bonito e gostoso”, finalizou.
 
 
 
 
Créditos: Gilson Edson Nascimento (texto) Pedro Godoy (foto)

Agenda cultural de novembro em Embu das Artes tem Semana Nordestina, filmes, sarau e muito mais

Agenda cultural de novembro em Embu das Artes tem Semana Nordestina, filmes, sarau e muito mais
 
Da Redação
A programação de novembro tem exposições de artes plásticas, Semana Nordestina , filmes divertidos para as crianças, peças teatrais para todas as idades, além de videoaulas de ginástica e dança,  espetáculos musicais, rodas de samba e muita contação de histórias nas bibliotecas da cidade. Aproveite ainda para se divertir exercitando o conhecimento ouvindo boa música, poesias, contos no animado Sarau do Ponto de Cultura Palmarino, o último do ano.

 
Centro Cultural Mestre Assis do Embu (Largo 21 de Abril, 29)
 
1º/11 – Abertura da Exposição – Silvia Mharques
 
5/11 – 19h – Vídeoaula Zumba Fitness (ginástica e dança)
 
9/11 – 19h – Peça Teatral “O Incorruptível”
 
18/11 – 8h30 e 14h – Projeto Cinema – “Meus Amigos Dinossauros” (infantil)
 
22/11 – 19h – Sarau Folclórico
 
23/11 – das 15h às 17h – Roda de Percussão
 
25/11 – 9h e 14h – KaraokÊ
 
29/11 a 12/12 – Semana da Cultura Nordestina com exposições, vídeos e muito mais
 
30/11 – 15h – Espetáculo “Flash MOB” – Escola de Música “Original Master” (intervenções de vocal, teatro e percussão)
 
 
Centro Cultural Santo Eduardo (rua Iva, 100)
 
1º/11 – 19h45 – Aula-espetáculo
 
4/11 – 8h30 e 14h – Projeto Cinema – “Meus Amigos Dinossauros” (infantil)
 
6/11 – 19h30 – (Teatro) – “O Fantástico Mistério do Nada” (classificação livre)
 
8/11 – 19h30 – (Teatro) – “Por Trás dos Panos” (classificação 12 anos)
 
10/11 – das 10h às 20h – “e-Music Cultura de Paz” – projeto The Five Elements
 
13/11 – 19h30 – (Teatro) – “A Ilusão Viaja de Trem” – (classificação livre)
 
21/11 – 19h – Vídeoaula “Zumba Fitness (ginástica e dança)
 
27/11 – 9h e 14h – KaraokÊ
 
 
Outros locais
 
1º/11 – (período tarde) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
5/11 – (período integral) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
6/11 – (período tarde) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
7/11 – (período integral) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
8/11 – (período integral) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
10/11 – das 8h30 às 12h – Segunda Oficina Mensal do Programa Remédio em Casa – Escola Municipal Janaína Agostinho de Oliveira
 
13/11 – 11h – Teatro – “O Grande Rabanete” os atores são alunos da EMEI Inês Cardoso da Silva – Biblioteca Casa Branca (avenida João II, 5225, Jardim Casa Branca)
 
14/11 – (período manhã) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
14/11 das 15h às 17h – Oficina de Percussão (VAGAS LIMITADAS) – (toda 2ª quinta-feira do mês) – Teatro Solano Trindade (avenida São Paulo, 100, Jardim Silvia)
 
16/11 – Festa das Yabás do Babalorisá Alexandre D’Ogum – Ilê Asé Ogum Lakaye Osimolé (rua Inajá, 208, Parque Pirajuçara)
 
16/11 – 17h – Roda de Samba com Roda de Conversa – Ponto de Cultura Círculo Palmarino (rua Campos Sales, 12, Jardim Presidente Kennedy / todo 3º sábado do mês)
 
21/11- (período integral) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
24/11 – Show com a Banda Municipal – Praça de Alimentação (avenida Elias Yasbek)
 
27/11 – (período manhã) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
29/11- 15h – Videoaula “Zumba Fitness” (faixa etária: a partir de 8 anos) – Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
29/11 – (período integral) – Contação de Histórias – Biblioteca Parque Francisco Rizzo (rua Alberto Giosa, 320, Quinhaú)
 
30/11 – 20h – Sarau Palmarino – Ponto de Cultura Círculo Palmarino (rua Campos Sales, 12, Jardim Presidente Kennedy / último sarau do ano)
 
Sexta Palmarino (encontro de amigos com atrações musicais) – Ponto de Cultura Círculo Palmarino (rua Campos Sales, 12 Jardim Presidente Kennedy / toda sexta-feira do mês)
 
Todos os sábados – das 13h30 às 14h30 – oficinas de Hip-Hop – faixa etária a partir dos 8 anos de idade – ABAS ONG da Cultura (rua Poços de Caldas, 149, Jardim Dom José)o sarau do Todos os sábados – das 14h30 às 15h30 – oficinas de Hip-Hop – faixa etária a partir dos 8 anos de idade – ABAS ONG da Cultura (rua Poços de Caldas, 149, Jardim Dom José)
 
Com informações de Elke Lopes Muniz
 

Itapecerica da Serra marca presença na III Conapir em Brasília

Itapecerica da Serra marca presença na III Conapir em Brasília

Da Redação

Fernando Oliveira e Walmir Damasceno representaram a cidade de Itapecerica da Serra em Brasília(foto:PMIS)

O Coordenador de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Itapecerica da Serra, Walmir Damasceno, e o presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial da cidade, Fernando José Marcelino de Oliveira, participaram na condição de Delegados e representantes do município da 3ª Conferência Nacional de Igualdade Racial (Conapir), realizada em Brasília de 5 a 7 de novembro.

Participaram do evento mais de 1500 delegados, além da presidente Dilma Rousseff, ministros, entre outras autoridades. No encontro, revelou-se por meio de um estudo que ainda são grandes os gargalos observados em termos de desigualdade de oportunidades no país, porém, houve avanços na execução de programas de inclusão social, mais ações afirmativas, como sistemas de cotas, participação de representantes de comunidades tradicionais como negros, quilombolas, ciganos, povos de matriz africana e diversos outros grupos nas políticas públicas nos últimos dez anos.

Os avanços apresentados foram comemorados pelos representantes de Itapecerica da Serra. “Isso mostra que os negros, bem como representantes de comunidades tradicionais, estão correspondendo bem às políticas públicas implantadas e ampliando seus conhecimentos técnicos e educacionais, embora seja preciso bem mais”, disse Walmir Damasceno.

Com informações do Departamento de Comunicação Social – PMIS

Carnaval 2014: Confira a lista dos blocos que vão agitar o Carnaval de Rua em SP até o dia 26

Carnaval 2014: Confira a lista dos blocos que vão agitar o Carnaval de Rua em SP até o dia 26
 
Da Redação
Alessandra Negrini é rainha de bateria do Acadêmicos do Baixo Augusta, que sai no dia 23/02
 
Os blocos de rua já começaram a invadir as ruas de São Paulo em 8 e 9 de fevereiro, com o Nois Trupica Mas Não Cai e Jegue Elétrico.

 
Para quem adora a folia, pode comemorar, porque, a partir dos próximos dias 15 e 16, a festa não para até 26 de fevereiro. 
 
Os blocos saem das mais variadas regiões da cidade e terão uma programação especial na Estação da Luz, que abrigará o projeto Pholia na Luz.
 
Confira a programação:
 
15/02
10h – Banda Grande Família,
Endereço: Avenida Coronel Manuel Py, 39, Lauzane Paulista
 
15h30 – Chega Mais
Endereço: Praça do Pôr do Sol, Pinheiros
 
16/02
14h – Casa Comigo
Endereço: Rua Beatriz, 61, Vila Beatriz
 
21/02
16h – Banda Bantantã
Endereço: Avenida Waldemar Ferreira, Butantã
 
22/02
10h - Bangalafumenga
Endereço: Avenida Paulo VI, altura da Rua Lisboa até Avenida Sumaré
 
11h - Bloco Barracão Folia
Endereço: Rua Diana, 100, Pompeia
 
12h – Bloco Classe A
Endereço: Rua Souza Lima, 295, Barra Funda
 
13h – Bloco Soviético
Endereço: Rua Haddock Lobo, 74
 
13h –  Nu Interessa
Endereço: Vila Madalena
 
14h - Bloco da Ressaca
Endereço: Largo do Cambuci, s/nº
 
14h –  Bloco Pimentas do Reino
Endereço: Rua Girassol, na Vila Madalena
 
14h - Banda Gueri-Gueri
Endereço: Monumento às Bandeiras, no Parque Ibirapuera
 
14h30 – Bloco Esquenta do Partido Alto
Endereço: Estação da Luz.
 
15h15 – Bloco Unidos do Abaeté
Endereço: Estação da Luz.
 
16h – Esquina da Vila Buarque
Endereço: Esquina da Rua Doutor Vila Nova, Vila Buarque
 
16h15 - Bloco Med Pholia
Endereço: Estação da Luz
 
17h - Kolombolo
Endereço: Praça Aprendiz das Letras, Rua Belmiro Braga, Vila Madalena
 
17h15 – Bloco A Bruxa Tá Solta
Endereço: Estação da Luz
 
18h15 – Bloco Império do Morro
Endereço: Estação da Luz.
 
19h15 – Escola de Samba Quilombo
Endereço: Estação da Luz.
 
20h15 – Bloco Fuzuê
Endereço: Estação da Luz.
 
Dia 23
 
9h – Bloco de Yayá
Endereço: Rua Coração da Europa, 1395, Bela Vista
 
10h - Banda do Fuxico
Endereço: Largo do Arouche, República
 
11h – Bloco do Ó
Endereço: Rua Horácio Lane, 21, Pinheiros
 
13h – Bloco União dos Bairros
Endereço: Estação da Luz.
 
13h - Confraria do Pasmado
Endereço: Praça Rafael Sapienza, Vila Madalena
 
13h – Amigos da Vila Mariana
Endereço: Rua Pelotas, 600, Vila Mariana
 
14h – Banda Grone's
Endereço: Rua Eduardo Vicente, Barra Funda
 
14h – Acadêmicos do Baixo Augusta
Endereço: Rua Augusta, na esquina com a Marquês de Paranaguá
 
14h – Comunidade Boliviana
Endereço: Estação da Luz.
 
14h45 – Bloco Conselho do Samba
Endereço: Estação da Luz
 
15h – Nóis Trupica Mas Não Cai
Endereço: Rua Belmiro Braga, 119, Vila Madalena
 
16h – Cordão do Congo
Endereço: Rua Raulino Gaudino da Silva, na Brasilândia
 
15h45 - Makossa
Endereço: Estação da Luz
 
16h30 – Acadêmicos do Parque Bristol
Endereço: Estação da Luz
 
18h30 – Escola de Samba União Formosa
Endereço: Estação da Luz
 
19h30 – Bloco da Band FM
Endereço: Estação da Luz
 
Dia 24
 
19h – Banda Redonda
Endereço: Rua da Consolação, 585
 
Dia 25
 
16h – Bloco Umes Caras Pintadas
Endereço: Praça Dom Orioni, s/nº, Bixiga
 
Dia 26
18h - Banda do Candinho
Endereço: Rua Treze de Maio, esquina com Rua Santo Antonio, Bixiga
 
Do Terra