Eleições 2018: Patrimônio de candidatos de Cotia somam quase R$ 7 milhões

Da Redação

eleicoes-123456

Definidas as candidaturas para as Eleições de outubro e Cotia tem 12 candidatos registrados e que buscarão voto por voto na cidade e região postulando vaga na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional.

Como mostrou o Jornal Cotia Agora (LEIA), são 12 os representantes da cidade, sendo cinco querendo o cargo de deputado federal e sete de estadual.

Mas, quem são esses candidatos, o que querem e quais são suas ideias? Nós vamos ao longo das próximas semanas mostrando quem são, para que você eleitor de Cotia saiba em quem estará votando (ou não).

De acordo com a Lei de Transparência, nas Eleições todos tem que divulgar seus patrimônios e alguns eleitores prestam atenção nisso na hora de votar.

Fomos no site do TSE- Tribunal Superior Eleitoral para conferir a declaração de bens dos 12. Somados, o valor chega a R$ 6.984.136,29. Há candidatos que não declararam nenhum bem ou valor e há aqueles que tem um patrimônio alto.

Confira os patrimônios declarados dos 12 candidatos de Cotia, que estão em ordem de valores:
-Adilson Lima (Patriotas): R$ 3.800.437,47
-Marcio Camargo (PMDB): R$ 2.332.867,61
-Guilherme Ferraz (Podemos): R$ 331.825,70
-Gilmaci Santos (PRB): R$ 230.007,06
-Renê do Rap (PRB): R$ 148.978,45
-Fabiano Siqueira (Pros): R$ 100.000,00
-Edson Cruz (PHS): R$ 28.000,00
-Toninho da Guarda (Pros): R$ 12.000,00
-Carlão da Proteção (MDB): R$ 0
-Michel Chaussê (PRB): R$ 0
-Silvio Cabral (Psol): R$ 0
-Welington Formiga (PTB): R$ 0

 

Com informações do Cotia Agora

Movimento vai às ruas de Sorocaba para debater renovação política

Da Redaçao

Voluntários do movimento RenovaBr fizeram em Sorocaba, nesta sexta-feira (10), uma ação de rua para dialogar com a população sobre a importância das eleições de outubro. O grupo, com cerca de oito pessoas, entregou panfletos, ouviu e incentivou a população a se tornar um voluntário da renovação política. A atividade aconteceu das 10h às 14h no cruzamento das ruas Dr. Braguinha e Barão do Rio Branco, no Centro.

Quem passava pelo local e se interessava a ouvir o grupo, respondia um questionário com a seguinte pergunta: “O que um Deputado deve saber antes de ser eleito?”. Palavras como ética, educação, saúde, segurança e sustentabilidade foram as mais citadas. O descrédito nos políticos atuais também foi bastante mencionado.

Para o aposentado João Batista, 67 anos, natural do Paraná e residente em Votorantim há mais de dez anos, a mudança precisa acontecer urgente. “São sempre os mesmos que estão lá, precisamos colocar gente nova que pense no povo, porque o nosso país tem dinheiro para investir na saúde, na segurança e na educação”, comentou.

Também de acordo com o bancário aposentado Carlos Ferro, 69, a política precisa dessa renovação. “Precisamos de políticos honestos, que tenham ética e vontade de trabalhar; que estejam em favor do povo e não de benefícios próprios”, frisou.

Para a educadora Mércia Falcini, liderança do movimento, que se dedica a ser uma das porta-vozes do RenovaBr, a ação em Sorocaba foi um termômetro do sentimento da população quando se fala em política. “Nesta ação do RenovaBr eu me deparei com o sentimento de um povo cansado e machucado. As pessoas não acreditam mais na política, mas nós temos a responsabilidade de mudar essa história, de renovar o país e nossa política”, comentou a única líder do RenovaBr na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Sobre o RenovaBr

O RenovaBr é um instituto nacional de formação de novas lideranças políticas. Foi criado em outubro de 2017 para preparar gente comprometida e realizadora para entrar na política. É uma iniciativa da sociedade, para a sociedade. Não é um partido político.

Entre outubro e novembro de 2017, foi lançado um processo seletivo aberto a todos os cidadãos brasileiros para o programa de formação e bolsas. Foram mais de 4000 inscrições. Os únicos pré-requisitos eram nunca ter ocupado nenhum cargo eletivo no passado e ter pelo menos 21 anos completos no início de 2018.

Entre novembro e dezembro de 2017 os inscritos passaram por testes online, gravação de vídeos de apresentação pessoal, entrevistas online e entrevistas presenciais com uma bancada de especialistas em gestão pública e política.

No final de dezembro foram selecionados os primeiros 100 bolsistas do RenovaBR, brasileiros de todos os cantos do país com visões, ideologias e causas diversas, seguindo o princípio do diálogo, da diversidade e da convergência de ideias.

Saiba mais http://educadoramerciafalcini.com.br/imprensa

ren-0 12.32 (1) ren-0 12.32 (2)

 

Com informações de Simone Sanches

Projeto “Segunda sem Carne” é intervencionismo e prejudica mercado

Da Redação

A Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP) aprovou, no último dia 27, o Projeto de Lei 86/2016, que pretende proibir a venda e o consumo de carne às segundas-feiras em restaurantes, bares, escolas públicas e estabelecimentos que servem alimentação dentro de órgãos públicos.

De autoria do Deputado Estadual Feliciano Filho, o texto proíbe “o fornecimento de carnes e seus derivados às segundas-feiras, ainda que gratuitamente, nas escolas de rede pública de ensino e nos estabelecimentos que ofereçam refeição no âmbito dos órgãos públicos”. Além disso, prevê multa equivalente a R$ 7500,00 em caso de descumprimento.

O SinHoRes Osasco – Alphaville e Região é veementemente contra o PL que, na avaliação da entidade, representa ingerência do Estado no âmbito do livre mercado além de subestimar o direito de escolha do cidadão. “Se um parlamentar fez escolhas pessoais ao longo da vida, não deve impor essas mesmas escolhas a todos os paulistas”, contesta o presidente do SinHoRes, Edson Pinto.

O PL ainda não chegou às mãos do governador Geraldo Alckmin. No entanto, Alckmin já confirmou que vai vetar o projeto por considerá-lo equivocado e inconstitucional, entre outras questões porque programas de alimentação nas escolas são atribuições do Poder Executivo, não do Legislativo.

O governador aponta que ao fazer uma proibição sem elaborar campanhas educativas pode gerar um efeito contrário em que a proteína poderá ser trocada pelo carboidrato e aumentar consequentemente o índice de obesidade que já é um dos grandes problemas de saúde pública do Estado. Alckmin definiu a medida como um intervencionismo do estado ao subestimar a capacidade de decisão das pessoas.

O presidente do SinHoRes, Edson Pinto defende a posição de Alckmin. “Espero que o governador mantenha essa decisão sensata, pois esse projeto abre um perigoso procedente contra a liberdade individual e retira da alimentação das crianças da rede pública a proteína animal, tão importante para seu desenvolvimento, bem como para uma alimentação saudável”, ressalta Edson que também é Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de São Paulo (Consea-SP), órgão de assessoramento ao Governo do Estado que tem por objetivo propor ações de segurança alimentar e nutricional sustentável.

carne-vermelha

 
Com informações da Nova Onda Comunicação

Em seu primeiro e último discurso na Câmara, Tiririca diz sair decepcionado

 Daniel Carvalho/FolhapressAnteriorPróximatirica-15125839875

Tiririca faz seu primeiro e ‘último’ discurso na Câmara, deputado diz que não vai mais concorrer

Depois de sete anos como deputado federal, o palhaço Tiririca (PR-SP) fez nesta quarta-feira (6) o seu primeiro e último discurso na tribuna da Câmara.

Os poucos deputados que estavam no plenário no início desta tarde pararam, junto com servidores munidos de celulares, para acompanhar os oito minutos da fala em que Tiririca afirmou estar deixando a política “decepcionado, mas de cabeça erguida”.

“Subo nesta tribuna pela primeira vez e última vez. Não por morte. Porque estou abandonando a vida pública”, disse Tiririca, que já havia anunciado em entrevista à Folha que não disputaria nova eleição.

“Estou saindo triste para caramba. Estou saindo muito chateado, muito chateado mesmo com a nossa política, com o nosso Parlamento. Como artista popular que sou e político que estou, estou saindo chateado”, disse Tiririca.

Sem entrar em detalhes, nem mesmo quando questionado depois, em entrevista, Tiririca se disse envergonhado pelo que viu no Congresso ao longo de dois mandatos.

“O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, não são todos. Tem gente boa aqui dentro”, afirmou o deputado.

E prosseguiu: “Eu jamais vou falar mal de vocês em qualquer canto que eu chegar e não vou falar tudo que vi, tudo o que vivi aqui. Mas seria hipócrita se eu saísse daqui e não falasse realmente que estou decepcionado, decepcionado com a política brasileira, decepcionado com muitos de vocês, muitos.”

Tiririca pediu que seus colegas passassem a olhar mais para a população.

“A gente sabe que todos nós ganhamos bem para trabalhar, nem todos trabalham. [...] Nunca brinquei aqui dentro, votei de acordo com o povo”, afirmou.

“Não fiz muita coisa, mas pelo menos fiz o que sou pago para fazer, estar aqui e votar de acordo com o povo”, afirmou, emendando que “não dá para fazer muita coisa porque a mecânica daqui é louca”.

PRECONCEITO

Tiririca falou também do preconceito que sofreu, mas afirmou que isso não o abalou.

“Eu ando de cabeça erguida porque não fiz nada de errado. Mas muitos dos senhores não têm essa coragem, andam até disfarçado de dizer que é parlamentar porque é uma vergonha. Está vergonhoso”, afirmou o deputado.

“A gente é bem pago, a gente tira livre R$ 23 mil para a gente. A gente tem apartamento, direito a carro. Sem falar na carteirada que muitos de vocês dão. Ando de cabeça erguida, mas já vi deputado se escondendo porque, para o povo, isso aqui é uma vergonha.”

Após o discurso, em entrevista, Tiririca disse que fez o discurso de improviso, contrariando orientação de sua assessoria.

Ele afirmou ter cumprido sua tarefa no Congresso e se disse “um palhaço honrado para caramba”.

“Estou abandonando [a política]porque vejo que não é para mim”, afirmou à Folha.

“Não sou esse abestado que a galera acha que sou”, disse Tiririca antes de partir para fotos com fãs.

Apesar de mencionar que está deixando a vida pública, Tiririca não está renunciando. Apenas não pretende disputar nova eleição.

 

DANIEL CARVALHO
DE BRASÍLIA
DA FOLHA DE SÂO PAULO

Câmara de Cotia também vota 13º salário para vereadores e prefeito

Da Redação

cotia-verea-00986

Seguindo o que tem ocorrido em várias cidades da região, a Câmara Municipal de Cotia também tem analisado um projeto para criar o 13º salário para vereadores e para o prefeito.

A emenda 4/2017 foi votada na última semana e aprovada por 12 votos. Se passar na próxima votação, o texto entrará em vigor.

De acordo com a justificativa dos parlamentares, o objetivo é “atualizar” a Lei Orgânica do Município, por conta da decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal que considerou válida a concessão deste benefício.

Nas últimas semanas, Barueri e Itapevi votaram o projeto, enquanto em Osasco o tema passou também em primeira votação.

 

Leia aqui a EMENDA

Do Jornal de Barueri

Sessões ordinárias tem novo horário na Câmara Municipal de Cotia

Da Redação

cotiacamarade

A mudança de horário acontece após a aprovação do Projeto de Resolução nº 5/2017, ocorrido na 35ª Sessão Ordinária.

Com isso, a partir desta terça-feira, 7 de novembro, as Sessões Ordinárias da Câmara Municipal de Cotia passam a ter início às 19h.

Você pode comparecer à Câmara Municipal ou acompanhar os trabalhos pela transmissão ao vivo da TV Câmara (aqui).

Rogério Franco recebe comerciantes do Atalaia para falar de revitalização no local

Da Redação

Cerca de 30 comerciantes com estabelecimentos na avenida Professor Joaquim Barreto participaram do encontro na sede da administração municipal

 Na manhã desta sexta-feira (27/10), o prefeito de Cotia, Rogério Franco, recebeu um grupo de aproximadamente 30 comerciantes da avenida Professor Joaquim Barreto, no Atalaia, para discutir a revitalização da via. O trabalho inclui a execução de fresagem (raspagem da pavimentação antiga), aplicação de uma nova pavimentação, construção de passeios públicos, canteiro central, sinalização, substituição da atual iluminação pública por lâmpadas LED, troca de pontos de ônibus, instalação de um posto da Guarda Civil Municipal (GCM), câmeras de videomonitoramento, entre outros.

De acordo com o prefeito, o encontrou serviu para ouvir a opinião dos comerciantes sobre o projeto da prefeitura, receber solicitações e chegar ao melhor formato que venha a atender tanto aos comerciantes quanto à intenção da prefeitura, que é melhorar o fluxo de veículos e diminuir o número de acidentes na via.

“Intervenções se fazem necessárias na avenida e algumas podem atrapalhar alguns comerciantes, mas como sabemos da importância de cada um, gerando emprego e movimentando a economia em nossa cidade, chamamos os senhores aqui para chegarmos a um consenso que atenda, se não todos, mas a maioria”, disse o prefeito.

Entre as dúvidas dos comerciantes sobre a revitalização esteve o fechamento de alguns retornos. Mas o prefeito afirmou que a prefeitura terá bastante critério para realizar estas intervenções e que tudo será devidamente sinalizado para orientar aos motoristas sobre as alternativas. “Mais adiante, podemos estudar, inclusive, um tempo de tolerância de parada para carga e descarga de caminhões em alguns pontos da avenida”, salientou.

Como a responsabilidade de construção e manutenção de passeios públicos é do proprietário do imóvel, e a prefeitura vai executar este trabalho, Rogério Franco afirmou que o valor será repassado ao contribuinte no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). “A prefeitura notifica os proprietários e, como não há providência, não temos como fazer uma revitalização como esta sem contemplar as calçadas, por isso a prefeitura vai executar”, explicou o prefeito.

Para Jorge Ben Silva Ferreira, que há 19 anos tem comércio na avenida, a prefeitura acerta ao abrir diálogo com a população. “Nunca vimos isso em Cotia. A princípio ficamos apreensivos sem saber o que seria feito ali, mas agora já sabemos, conhecemos os secretários envolvidos, pudemos opinar. É uma obra que vai nos beneficiar e fico feliz pela iluminação que vai melhorar e pelo videomonitoramento, que era algo que os comerciantes estavam pensando em fazer por conta”, disse.

Participaram da reunião os secretários Rodrigo Dantas (Obras e Serviços), Joaquim Brechó (Transportes e Trânsito), além dos vereadores Dr Castor, Marcinho Prates, Sandrinho, Celso Itiki e o chefe de gabinete Marcelo Pereira Cordeiro, representando o presidente da Câmara, vereador Paulinho Lenha.

Foto: Vagner Santoscomerciante-atalaia (1)

Embu das Artes:Servidores públicos devem se cadastrar no Cartão Cidadão

Da Redação

Os servidores públicos de Embu das Artes devem se cadastrar até o dia 15 de novembro. Vale destacar que para retirada da cesta básica a partir do mês de dezembro será obrigatória à apresentação do Cartão Cidadão Embuense. Essa é a primeira etapa do cadastramento, e nos próximos dias serão divulgados os demais públicos e locais.

O cadastro é feito por uma equipe treinada da própria empresa contratada, que estão colhendo os dados para confecção dos cartões. Os documentos necessários são RG, CPF, titulo de eleitor, SUS e comprovante de endereço atualizado (água e luz). Também serão colhidas foto, impressão digital e digitalização de toda documentação apresentada.

Mas o que é o cartão cidadão embuense? O cartão tem como proposta dar mais agilidade aos serviços públicos e com essa tecnologia acabar com a burocracia, assim um único cartão interligará diversos serviços municipais e também a possibilidade de participação em programas e atividades oferecidas no município.

Serviço:

Até o dia 15 de novembro das 8h30 às 16h.

Na Sede da Prefeitura de Embu das Artes (Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves. 114 – Centro)

c cid

Deputado Marcio Camargo protocola melhorias para a Raposo Tavares no DER

Da Redação

RAPOSO  TAVARES_FOTOS LIVRO_0078

Nesta terça-feira (22/08), o Deputado Marcio Camargo protocolou no DER – Departamento de Estradas e Rodagens, com o Superintendente Ricardo Volpi, o Ofício Especial que solicita investimentos para a Raposo Tavares (SP-270), correspondente as ações da Frente Parlamentar em Defesa da Rodovia.

Desde 2015, o parlamentar promove ações e atividades para garantir investimentos que visem readequações e modernização, com objetivo de melhorar o fluxo do trânsito e a segurança da rodovia.

O ofício reforça a solicitação do Projeto da Alça de Acesso do São Paulo II, na altura do km 26,5, com a implantação de uma via elevada. Solicita melhorias geométricas e construção da 4ª faixa na rodovia, no trevo da Granja Vianna sentido capital (km 22,8), com o objetivo de garantir maior fluidez do trânsito nos dois sentidos.

No documento consta também a eliminação do semáforo no Km 11,2, cruzamento da rodovia com a Rua Benjamin Mansur; a construção de passarela de pedestres no local e a licitação para a contratação de um Projeto Executivo, que amplie a capacidade de veículos entre os km 9 e 30, trecho que atualmente não suporta o volume de carros, ocasionando congestionamentos diários.

Esses pedidos fazem parte do documento geral protocolado em junho de 2016, no Governo do Estado, que foi produzido a partir das Audiências Públicas realizadas nas cidades inclusas no trecho que corresponde a Frente Parlamentar. “Nosso objetivo é garantir melhor qualidade de vida à população que vive na região metropolitana e depende da Raposo Tavares diariamente”, disse o parlamentar.

Marcio Camargo é eleito corregedor da Assembleia Legislativa

 Da Redação

MarcioCamargo

Na sessão plenária da última terça-feira (08/08), o deputado Marcio Camargo foi eleito o novo corregedor da Assembleia Legislativa para o próximo biênio desta legislatura. A indicação foi feita pelo deputado Carlos Cezar e aprovada em Plenário, elegendo também o deputado Jorge Caruso como corregedor substituto.

Marcio Camargo participa de importantes Comissões e Frentes Parlamentares, entre elas, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação e a Frente Parlamentar em Defesa da Rodovia Raposo Tavares, que visa melhorar a mobilidade urbana da Região Metropolitana.

Na oportunidade, o parlamentar agradeceu seus pares, cumprimentou seu antecessor, deputado Chico Sardelli, e destacou que irá ser a ponte entre a Assembleia e a população “Farei o melhor possível para desenvolver um bom trabalho para a população e para a Casa Paulista”, disse.

Uma das funções do corregedor é promover a manutenção do decoro, da ordem e da disciplina no âmbito da Assembleia Legislativa; cumprir às determinações da Mesa referentes à segurança interna e externa da Casa.