Emprega SP tem 890 vagas disponíveis em diversas regiões; saiba mais

Oportunidades estão nas regiões de Bauru, Campinas, Ilhabela, Sorocaba, São José do Rio Preto, Marília, Botucatu e Barretos; veja como se cadastrar

Está à procura de uma oportunidade no mercado de trabalho? O programa Emprega São Paulo/Mais Emprego, agência de empregos pública e gratuita gerenciada pela Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), oferece nesta semana 890 vagas divididas entre as áreas de comércio, indústria, serviços, entre outras.

Os itens escolaridade e experiência para o preenchimento das oportunidades variam de acordo com a área de atuação e com a empresa.

Veja as oportunidades:

Barretos e região: 45 vagas. Leia mais.

Botucatu e região: 92 vagas. Leia mais.

Marília e região: 30 vagas. Leia mais.

São José do Rio Preto e região: 46 vagas. Leia mais.

Sorocaba e região: 111 vagas para área insdustrial. Leia mais.

Ilhabela e região: 99 vagas. Leia mais.

Campinas e região: 45 vagas. Leia mais.

Bauru e região: 422 vagas. Leia mais.

Como se cadastrar
Para ter acesso, o candidato deve acessar o site do Emprega SP, criar login, senha e informar os dados solicitados. Outra opção é comparecer a um Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) com RG, CPF, PIS e Carteira de Trabalho.

O cadastramento do empregador também poderá ser feito no site do programa ou no PAT. Para disponibilizar vagas no sistema, é necessária a apresentação do CNPJ da empresa, razão social, endereço e o nome do solicitante.

Números do Emprega SP
Desde a implantação do programa em agosto de 2008, já foram recolocados no mercado de trabalho mais de 700 mil trabalhadores. O sistema conta com um banco de 3,5 milhões de currículos cadastrados.

Do Portal do Governo do Estado

Brasil pode produzir 750 milhões de doses de vacinas contra a dengue

Última fase de testes teve início no Hospital das Clínicas da USP

vacina-cdeaccbf24c3c7eec637aace42111ef9

O Brasil pode produzir, inicialmente, 750 milhões de doses de vacinas contra a dengue. A estimativa foi confirmada pelo secretário da Saúde, David Uip, ao comentar o início da terceira e última etapa de testes da substância com 17 mil pessoas em todo o país, sendo 1,2 mil delas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). A vacina está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan – um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo.

Uip analisou a importância do início dos testes. “A população exposta aos quatro sorotipos de dengue neste momento no mundo está entre 2 bilhões e 3 bilhões de pessoas. Existe hoje um estado endêmico no mundo em 113 países. Se o Butantan tiver o sucesso que nós esperamos, o Brasil tem um compromisso de produzir inicialmente 750 milhões de doses de vacina sem entrar no mérito da população que vai nascer e estará exposta. É compromisso mundial extremamente importante”, declarou o secretário.

As pesquisas em território nacional devem durar até cinco anos, mas o Instituto Butantan trabalha com a hipótese de ter a vacina disponível para registro já em 2018. A equipe trabalha também no desenvolvimento da vacina e soros para combater o zika vírus. A terceira e última fase de testes da primeira vacina brasileira contra a dengue começou na segunda-feira, 22 de fevereiro.
Do Portal do Governo do Estado

Vendas dos supermercados caem quase 20% em janeiro

Setor iniciou o ano em um ambiente econômico ruim, que resultou em desemprego e inflação em alta

As vendas do setor de supermercados em valores reais caíram 19,64% em janeiro, na comparação com fevereiro, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (29) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), na capital paulista. No acumulado do ano, as vendas tiveram queda de 3,38% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo os dados, em valores nominais as vendas caíram 18,62% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a janeiro de 2015, houve alta de 7,02%. No acumulado do ano, as vendas nominais cresceram 7,02%.

De acordo com a Abras, o setor iniciou o ano em um ambiente econômico considerado ruim, que resultou em desemprego e inflação em alta, reduzindo a renda disponível do consumidor. “A isso se combinou um quadro de incertezas econômicas que causou impacto nas vendas do autosserviço. Mas, enquanto o cenário não melhora, os empresários do setor continuam trabalhando para melhorar a eficiência, para manter seus funcionários e oferecer mix e preços competitivos ao consumidor”, disse o presidente do Conselho Consultivo da Abras, Sussumu Honda.

criss-crise-supermercados

No acumulado do ano, as vendas tiveram queda de 3,38% em relação ao mesmo período do ano passado/ Antonio Cruz / Agência Brasil

A cesta Abrasmercado, que abrange 35 produtos de largo consumo, registrou alta de 2,99% em comparação a dezembro de 2015 e alta de 17,44% em relação a janeiro do ano passado. As maiores quedas foram do leite em pó integral (-1,51%), frango congelado (-1,08%), carne dianteiro (-1,05%) e creme dental (-1,03%). No sentido oposto aparecem cebola (23,01%), tomate (21,62%), farinha de mandioca (17,76%) e açúcar (10,23%).

A Região Norte registrou o maior aumento, ao passar de R$ 474,86 para R$ 494,04 (4,04%), assim como o Nordeste que também aumentou 4.-4%, ao passar de R$ 379,82 para R$ 395,17. Em seguida aparecem o Centro-Oeste, com elevação de 3,18%, passando de R$ 424,46 para R$ 437,96, o Sul, que aumentou 2,10% (de R$ 481,20 para R$ R$ 491,29) e o Sudeste, que aumentou em 2,10% o valor da cesta (de R$ 426,55 para R$ 433,92).

 

Da: Agência Brasil

Cotia:Rapaz invade PS de Caucaia e tenta estuprar funcionária

Da Redação

mon--monstrinho

Na noite de sábado (27), um rapaz invadiu o Pronto Socorro de Caucaia do Alto e tentou estuprar uma funcionária da unidade.

Robson Pereira dos Santos, vulgo Monstrinho, de 19 anos, saiu da cadeia na semana passada, após cumprir nove meses por tráfico de drogas, e, sob efeito de drogas e álcool, entrou na unidade, foi em uma sala ao fundo e agarrou a funcionária.

A vítima disse em depoimento que Robson entrou na sala com o pênis para fora da calça e a agarrou por trás. Ela gritou por socorro e um colega de trabalho ao ir até o local viu Robson saindo por um corredor. Ele foi agarrado pelo funcionário, que em seguida ligou para a Guarda Civil.

O rapaz foi levado para a delegacia de Cotia e indiciado no artigo 213 (estupro). Nossa reportagem esteve na delegacia na tarde deste domingo e o estuprador disse que não se lembrava de nada. Ainda comentou que fumou maconha e bebeu muitos conhaques em um bar no centro de Caucaia.

Por não haver cela especial na delegacia de Cotia, ele foi levado para a cadeia de Carapicuíba.

A jovem, muito constrangida, fez postagens em uma rede social contando o ocorrido e questionando a falta de segurança na unidade, que não tinha nenhum guarda no momento do ocorrido.
Com informações do Cotia Agora

Adolescente de Cotia morre com suspeita de dengue hemorrágica

Da Redação

duuu-duda

Uma adolescente de 12 anos morreu na madrugada da última quinta-feira (25) após ser internada com sintomas da dengue.

Maria Eduarda Alves Garcia, a Duda, morava na região do bairro do Portão. Ela foi internada no dia 23 com os sintomas da doença no Hospital de Cotia. No dia seguinte, foi transferida para o Hospital Geral de Itapecerica da Serra.

O quadro se agravou e na madrugada de quinta-feira Duda não resistiu, vindo a falecer por hemorragia, segundo contou ao Jornal Cotia Agora, a mãe da jovem, Rosana Alves Silva, sobre o diagnóstico dos médicos do Hospital de Cotia.

O laudo oficial da causa mortis ainda não foi divulgado pelo Instituto Adolfo Lutz. O enterro de Duda foi sexta-feira em Ibiúna, sob forte comoção de amigos e parentes.

Com informações do Cotia Agora

Em sessão vereador Pedro Valdir reafirma sua pré-candidatura a prefeito de Embu

Divulgação

pedrr-Pedro

O vereador apresentou sua pré-candidatura a prefeito após a desistência do atual vice-prefeito Nataniel Carvalho

O vereador Pedro Valdir utilizou da tribuna da Câmara Municipal para reafirmar e explicar sua pré-candidatura. Após o atual vice-prefeito Nataniel Carvalho desistir da candidatura e apoiar sua esposa Dra. Bete para o mesmo cargo, o vereador anunciou sua pré-candidatura ao cargo de prefeito da cidade de Embu das Artes.

Em sessão ordinária ocorrida na noite da última quarta-feira (24), o vereador e pré-candidato a prefeito Pedro Valdir usou a tribuna para explicar como ocorreu sua decisão de se lançar como candidato a prefeito da cidade de Embu das Artes após a desistência do até então pré-candidato Nataniel Carvalho, atual vice-prefeito da cidade.

O vereador deixou claro o seu desejo de se lançar como pré-candidato a prefeito no começo do ano, mas em aliança com o PSD PHS E PP, os rumos mudaram e então foi estabelecido em conjunto apoiar a candidatura do vice-prefeito.

“Em reunião me explicaram que o Natinha não poderia mais ser candidato e os caminhos dados, pelo menos a mim, não foi bem que a candidatura seria da Dra. Bete então pedi para minha esposa marcar uma coletiva onde me lancei pré-candidato a prefeito e tenho responsabilidade com os meus candidatos a vereadores eu vou ficar ate o final tenha os votos que for e farei vereador os meus apoiados no meu arco de aliança” explicou o vereador.

“A maioria dos eleitores do nosso município querem mudanças e renovação e eu me enquadro nesse perfil”, finalizou o pré-candidato.

O presidente da Câmara Municipal e também pré-candidato ao posto de prefeito da cidade de Embu das Artes parabenizou a postura de Pedro Valdir e declarou: “Espero que todos nós que somos candidatos possamos disputar uma eleição limpa e séria, levando sempre para nossa população o que eles precisam então parabéns pela sua postura”.

Com informações de Gabrielly Sousa
Jornal na net

 

Veja quem são os novos ministros da Justiça e da CGU

Nesta segunda-feira (29), o Palácio do Planalto anunciou a saída de José Eduardo Cardozo do comando do Ministério da Justiça, e que vai passar a chefiar a Advocacia-Geral da União, assumindo o lugar de Luís Inácio Adams. Para chefiar o Ministério da Justiça, foi escolhido o procurador Wellington César Lima e Silva. Outra mudança também anunciada foi a escolha de Luiz Navarro para o comando da Controladoria-Geral da União (CGU). Desde o fim do ano passado, a CGU estava interinamente nas mãos de Carlos Higino, que ocupava a secretaria executiva do órgão. Com as trocas, o governo “fechou o tripé jurídico”, nas palavras de um interlocutor da Presidência da República.

Novo ministro da Justiça

Nascido em Salvador, Wellington César Lima e Silva é procurador de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). Ele chegou ao cargo mais alto do órgão, em 2010, após ser escolhido por Jaques Wagner, atual ministro-chefe da Casa Civil. Na época, Jaques Wagner era governador da Bahia e escolheu Wellington Silva para chefiar o MP-BA, a partir de uma lista tríplice feita pelos procuradores e promotores. O procurador ficou em terceiro lugar na eleição. Wellington Silva foi reconduzido em 2012 ao posto de procurador-geral, após ser candidato à reeleição e ter sido o mais votado para o posto.

weee-wellington_cesar_lima_e_silva

 Wellington César Lima e Silva é ex-procurador-geral da Justiça da Bahia e será o novo ministro da Justiça, no lugar de José Eduardo CardozoFoto: Humberto Filho/Secom-MPBA

O novo ministro entrou no MP como promotor de Justiça em 1991, e, após atuar em comarcas de municípios do interior, foi promovido para atuar na Promotoria de Justiça de Assistência em Salvador. O procurador é mestre em Ciências Criminais e doutorando em Direito Penal e Criminologia.

Novo ministro da CGU

Já o novo ministro-chefe da Controladoria-Geral da União, Luiz Augusto Fraga Navarro, é advogado e funcionário de carreira do órgão. Durante 10 anos de trabalho na CGU, ele foi secretário executivo, secretário de Prevenção da Corrupção e corregedor-geral da instituição, tendo já ocupado interinamente o cargo de ministro-chefe da pasta.

Desde o ano passado, Luiz Navarro faz parte do Conselho de Administração da Petrobras. Ele também é consultor do escritório Veirano Advogados, atuando principalmente em direito administrativo e regulatório. O novo ministro tem experiência nas áreas de combate à corrupção, transparência pública e boas práticas em contratos com o governo.

Na CGU, Navarro participou da elaboração dos projetos de lei anticorrupção e conflito de interesses. Navarro também liderou os trabalhos de criação do Cadastro de Empresas Inidôneas e Suspensas, e foi perito titular do Brasil no Mecanismo de Acompanhamento da Implementação da Convenção Interamericana contra Corrupção.

 

 

Da Agência Brasil

Conversor da TV digital para inscritos do Cadastro Único não tem interatividade

tell-televisao

Em Rio Verde (GO), o conversor de TV digital distribuído para os inscritos no Cadastro Único não tem recurso de interatividade. Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil

Os moradores da cidade de Rio Verde, cidade no interior de Goiás, inscritos no Cadastro Único de Programas do Governo Federal estão recebendo conversores de TV digital sem o software que permite acessar o recurso de interatividade. Os conversores e as antenas necessários para receber o sinal digital de televisão estão sendo distribuídos de graça na cidade tanto para beneficiários do Bolsa Família como para quem está incluído em algum programa social do governo, mas os equipamentos entregues são diferentes para os dois grupos.

Rio Verde será a primeira cidade a ter o sinal analógico de televisão totalmente desligado, o que está previsto para ocorrer amanhã (29). Inicialmente, só quem tinha direito a receber os equipamentos para fazer a migração eram os beneficiários do Bolsa Família, mas a distribuição foi estendida para quem é inscrito em algum dos programas sociais do governo federal, para que a digitalização acontecesse em um número maior de casas.

O presidente do Grupo de Implantação da TV Digital (Gired), Rodrigo Zerbone, disse que a entrega dos conversores sem o software Ginga, que permite a interatividade na TV digital brasileira, para os inscritos nos Cadastro Único foi feita por uma questão de prazo. “Como a gente tinha um prazo muito limitado, tivemos que trabalhar com os conversores disponíveis no mercado, e aí são conversores mais simples do que foi distribuído para o Bolsa Família”, afirmou Zerbone, que também é conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo ele, a intenção do grupo, que reúne representantes do governo, radiodifusores e operadoras de telecomunicações, é que em outras cidades os conversores distribuídos tenham um padrão único com a interatividade.

De acordo com a Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD), responsável pela gestão do processo de migração do sinal de TV no Brasil, o conversor que está sendo distribuído para as famílias do Cadastro Único em Rio Verde “atende plenamente a função de garantir que a população continue tendo acesso aos canais de TV aberta, após o desligamento do sinal analógico”.

O Secretaria de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações informou que trabalha para que a interatividade no processo de migração da TV analógica para a TV digital esteja disponível a todas as pessoas que receberão os kits, contendo conversor mais antena. A secretaria acrescentou que o Gired estuda soluções para a distribuição de um conversor unificado, tanto aos participantes do Bolsa Família quanto aos demais inscritos no Cadastro Único.

Sem reclamações

Zerbone diz que não foram registradas reclamações em Rio Verde por causa da diferença entre os conversores. “Até porque o público do Cadastro Único em um cenário inicial não tinha previsão de receber nada, então a pessoa ia ter que adquirir o produto no mercado. Na verdade, estamos melhorando a situação dessas pessoas e fizemos isso na medida do possível, do que era factível”, diz.

O pesquisador Rafael Diniz, da equipe responsável pelo projeto Ginga no Laboratório TeleMídia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), defende o uso da ferramenta em todos os conversores de TV digital, que serão distribuídos gratuitamente pelo governo a famílias de baixa renda. “Esse é um dos pontos que a gente está lutando. Todos os conversores que o governo distribuir têm que seguir a norma brasileira de TV digital, que diz que o Ginga é obrigatório”, diz.

De acordo com Diniz, sem o recurso da interatividade, as famílias não terão acesso gratuito, pelo controle remoto da TV, a conteúdos nas áreas de emprego, saúde e educação. Além disso, isso criaria a sensação de uma divisão estranha. “Se você é do Bolsa Família, vai receber o conversor com o Ginga, com um monte de recursos. Mas seu vizinho, que só é inscrito no Cadastro Único, vai receber o conversor sem o Ginga. Me parece muito estranho isso”.

A exclusão da ferramenta afetará também, segundo Diniz, os ministérios que estão desenvolvendo aplicações interativas para o Ginga, como o Ministério da Cultura e o Ministério do Desenvolvimento Social. O Ministério da Cultura está fazendo um aplicativo, chamado Quero Ver Cultura, que permite ao usuário, pelo controle remoto, escolher vídeos e programas para assistir. Já o Desenvolvimento Social está produzindo aplicativos que permitem, por exemplo, consultar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a data de pagamento do Bolsa Família, direitos e restituições de valores pelo governo. Projetos futuros dos ministérios da Educação e Saúde também seriam impactados. O mesmo ocorreria com emissoras privadas, que estão com aplicações interativas no ar.

Em outras cidades

Os beneficiários do Cadastro Único também devem receber os equipamentos de graça nas outras cidades onde ocorrerá o desligamento analógico. Segundo Rodrigo Zerbone, o Gired propôs a inclusão dessas famílias, mas isso ainda depende de avaliação do governo. “Olhando a experiência de Rio Verde, a gente viu que é essencial essa inclusão do Cadastro Único para que a gente consiga de fato atender com níveis adequados aquela população que tem dificuldades de aquisição de conversores ou televisores”, disse.

O desligamento do sinal analógico em Rio Verde está previsto para a próxima segunda-feira (29), mas antes disso o Gired vai ser reunir novamente para avaliar se será possível concretizar o desligamento. Segundo Zerbone, se o percentual for de pelo menos 90%, o próprio Gired pode determinar o desligamento, mas se for menor o grupo pode recomendar ao Ministério das Comunicações que faça o desligamento. “Não estamos trabalhando com a possibilidade de adiamento, o cenário que temos é de que o percentual está muito alto. Temos percebido que já chegamos em um patamar de maturação total do processo em Rio Verde”, justifica.

EBC

Para evitar que haja diferenças entre os conversores de TV Digital distribuídos para as famílias do Bolsa Família e do Cadastro Único, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) está propondo ao Gired a inclusão de um aparelho mais simples e barato, mas que assegure o recurso da interatividade para todos os beneficiários. “Queremos evitar que sejam criados dois Brasis: um digital, com serviços e outro analógico, sem esses serviços”, explica o superintendente executivo de relacionamento institucional da EBC, André Barbosa.

“Não faz sentido o público do Bolsa Família receber a caixinha completa e o mesmo público do Cadastro Único receber uma sem nada”, acrescentou Barbosa.

O superintendente da EBC esteve nos Estados Unidos negociando com empresas que produzem materiais e insumos para a fabricação dos conversores, na busca da redução do preço do aparelho. Para baixar o custo de US$ 22 para US$ 13 e manter a interatividade, foram retirados alguns componentes, como entrada de internet e entrada HDMI, que permite a transmissão em alta definição. Segundo Barbosa, o custo já foi reduzido para US$ 16,5. “Estamos fazendo um esforço sobre-humano”, disse.

A ideia, segundo Barbosa, é que nas cidades que terão o sinal analógico desligado até março de 2017 sejam distribuídos os aparelhos completos tanto para o público do Bolsa Família como para o do Cadastro Único e, a partir daí, os aparelhos mais baratos, mas com interatividade, para os dois públicos. O assunto deve ser aprovado pelo Grupo de Implantação da TV Digital (Gired), e a previsão é que a definição sobre os modelos seja feita até o mês que vem.

Outra discussão que deve ser feita em breve, de acordo com o superintendente da EBC, é como serão financiados os conversores para as cidades que terão o sinal de TV analógico desligado a partir de 2018. Segundo ele, não há previsão orçamentária para isso, e deve ser discutida uma forma de financiamento para contemplar 9,8 milhões de famílias do Bolsa Família e cerca de 20 milhões de inscritos no Cadastro Único.

De acordo com o cronograma do Ministério das Comunicações, a próxima cidade a ter o sinal analógico desligado será Brasília, em outubro deste ano. Em 2017, será a vez de todas as capitais da Região Sudeste, além de Goiânia, Salvador, Recife, Fortaleza e outras cidades do estado de São Paulo e do Nordeste. Em 2018, a transição para o sinal de TV digital vai incluir as capitais e cidades das Regiões Sul, Centro-Oeste e Norte, todo o interior dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo.

 

Da Agência Brasil

USP desenvolve equipamento que faz cegos perceberem obstáculos por meio dos sons

cegg-_cegos_1

O Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, está desenvolvendo um equipamento que possibilitará a pessoas com deficiência visual enxergar obstáculos por meio do som. O aparelho detecta os objetos ao redor da pessoa e produz sons, ouvidos via um fone de ouvido, que dão ao usuário a sensação de estarem saindo dos objetos.

“A pessoa consegue sentir a posição de onde vem o som. O som não está sendo emitido pelo obstáculo, é o equipamento que detecta a posição do obstáculo e produz artificialmente um som que parece estar vindo dali”, explicou o coordenador do projeto, professor do ICMC Francisco José Mônaco.

O sistema, batizado de SoundSee, funciona em um dispositivo portátil, menor do que um aparelho de celular, que pode ser carregado no bolso. Segundo o professor, o equipamento usa um mecanismo de ecolocalização, o mesmo do qual se utilizam alguns animais, como os morcegos, que emitem sons e escutam o eco produzido pelos obstáculos para se guiarem. Com o auxílio de um software, que calcula a posição dos obstáculos, o aparelho gera sons tridimensionais que auxiliam o usuário a detectar a presença dos obstáculos.

“O usuário, o deficiente visual, no caso, tem a sensação, por meio dos sons, como se visse um obstáculo à direita dele, uma porta à frente. Com o passar do tempo, com um pouco de treino, o usuário começa a enxergar ou sentir o ambiente, sem que o aparelho precise buzinar, ou falar obstáculo à direita, à esquerda. São as sensações espaciais do som”, disse.

De acordo com o coordenador, para aprimorar o sistema, estão sendo realizados estudos sobre o funcionamento da orientação espacial psicoacústica, que é a capacidade do ser humano perceber a direção de onde determinado som provem. “Por exemplo, é interessante saber como criar sons que permitam ao usuário sentir a geometria do ambiente e verificar como é possível propiciar uma substituição sensorial que, de certo modo, permita ao deficiente visual enxergar por meio do som”.

O sistema começou a ser construído em 2014, e está hoje na sua terceira versão de hardware. Os testes do aparelho com deficientes visuais começarão a ser realizados ainda no primeiro semestre. Até o final do ano, os pesquisadores esperam já ter um produto praticamente pronto para ser fabricado em larga escala. “A equipe do projeto está se preparando para realizar experimentos com deficientes visuais, o que envolve rígidos protocolos de experimentação, pré-requisitos éticos e cuidados especiais”.

A pesquisa do projeto, que terá os resultados divulgados gratuitamente, teve a participação das professoras Vanessa Nunes de Souza e Tarsila Curtu Miranda, do Centro Universitário Central Paulista (UNICEP), e dos alunos-pesquisadores Renê de Souza Pinto, Rafael Miranda Lopes e Lucas Crocomo, além de outros colaboradores.

Os estudos são realizados no Laboratório de Sistemas Distribuídos e Programação Concorrente (LaSDPC), do Departamento de Sistemas de Computação (SSC) do ICMC, com apoio do Núcleo de Apoio a Pesquisa em Software Livre (NAPSoL) da USP.

 

Da Agência Brasil

PSDB tem prévia para candidato à prefeitura de SP; votação tem urna quebrada

caniii-candidatos_previa_do_psdb

Candidatos do PSDB à prefeitura de São Paulo (Divulgação/Diretório do PSDB de São Paulo)

O empresário João Doria, o deputado federal Ricardo Tripoli e o vereador Andrea Matarazzo disputam a eleição prévia do PSDB para candidato do partido à prefeitura de São PauloDivulgação/Diretório do PSDB de São Paulo
O PSDB promove hoje (28) as eleições prévias do partido para escolher o candidato que irá disputar a prefeitura de São Paulo. A eleição para a escolha do novo prefeito da capital paulista ocorrerá em outubro deste ano em todo o país.

Concorrem à indicação do partido o vereador Andrea Matarazzo, o empresário João Doria e o deputado federal Ricardo Tripoli.

Se nenhum candidato obtiver mais de 50% dos votos válidos, um segundo turno das prévias será realizado no dia 20 de março com os dois candidatos mais votados

As eleições prévias dividiram o PSDB. Matarazzo tem o apoio do senador José Serra e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Já Doria conta com o apoio do governador Geraldo Alckmin.

Votação

Estavam aptos a votar 27 mil filiados ao PSDB em São Paulo, em 58 pontos da capital, das 9h até as 17h nas regiões mais afastadas, e das 10h até as 16h, no Centro Expandido. A apuração ocorrerá na Câmara Municipal de São Paulo. A previsão é que o resultado seja divulgado ainda hoje.

Tumulto

No diretório do Tatuapé, na zona Leste de São Paulo, militantes se envolveram em uma discussão que resultou em uma urna quebrada e duas mulheres agredidas. Segundo o delegado do diretório, Albino José Serqueira, a confusão ocorreu entre apoiadores dos candidatos Ricardo Tripoli e João Doria. “Estou na delegacia para registrar o boletim de ocorrência”, disse Serqueiro, que se declara apoiador de Dória.

A reportagem da Agência Brasil procurou a assessoria de imprensa do diretório estadual do PSDB para se manifestar sobre o caso, mas nenhum representante foi encontrado.

 

Da Agência Brasil