Butantan cria grupo para estudar doenças como dengue, zika e chikungunya

O Instituto Butantan, ligado à Secretaria da Saúde de São Paulo, que realiza pesquisas biomédicas, anunciou a criação do Grupo de Ação Rápida para Doenças Emergentes (Garde-IB), dedicado ao estudo de doenças graves, que demandam esforços urgentes e interdisciplinares como dengue, Zika e chikungunya.

“Esse espaço será um grande avanço nas pesquisas de doenças emergentes que demandam cada dia mais atenção da saúde pública e ações efetivas para seu monitoramento, tratamento e combate”, disse o secretário da Saúde, David Uip. Serão necessários R$ 25 milhões para reforma e adaptação do prédio onde funcionará o Garde-IB, que antes era ocupado pelo Paço das Artes.

Reunindo 30 pesquisadores do Instituto Butantan, o Garde-IB vai atuar em diversas frentes, da pesquisa básica à aplicada, envolvendo ainda o desenvolvimento de novos produtos de saúde, informou o instituto. “O objetivo é ter um núcleo de vanguarda em pesquisa nas áreas de biologia molecular e biologia celular que, a partir de abordagem multidisciplinar, consiga fazer frente à demanda por respostas ágeis para novas doenças que ameacem a saúde pública brasileira e mundial, em geral, doenças virais”, diz, em nota, o diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil.

Além das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que serão o foco inicial dos trabalhos, o núcleo poderá trabalhar na pesquisa de outras enfermidades que já estão presentes no mundo, como encefalite japonesa, febre do Nilo Ocidental e síndrome respiratória do Oriente Médio.

O início da reforma do prédio que vai abrigar o Garde-IB está previsto para o segundo semestre e deve durar cerca de um ano.

den-aedes_dengue_zika

Doenças transmitidas pelo Aedes aegypti serão o foco inicial dos estudos  Arquivo/Agência Brasil

Paço das Artes

O prédio, antes ocupado pelo Paço das Artes, foi reintegrado ao Instituto Butantan após acordo entre as secretarias estaduais da Cultura e da Saúde. Segundo a pasta da Saúde, haverá estudos de viabilidade de transferência de uma área na Rua Tenente Pena, no Bom Retiro, à pasta da Cultura, visando à implantação do Paço das Artes.

“O Paço das Artes no Bom Retiro integrará uma área de intensa vida cultural por estar próximo de equipamentos como a Pinacoteca do Estado, Sala São Paulo, Oficina Cultural Oswald de Andrade e o Memorial da Resistência”, disse o secretário da Cultura, Marcelo Araújo.

 
Da Agência Brasil

Sede nacional do PT sofre segundo ataque no mesmo dia

pt-23062016-dsc_2230

A sede nacional do PT, no centro da capital paulista, foi atacada pela segunda vez hoje (30), com o lançamento de um artefato explosivo contra o prédio. A nova ação foi confirmada pelo partido que, no entanto, não forneceu detalhes sobre o atentado.

Na madrugada, o local já havia sofrido com um ato de vandalismo. Foram quebradas as vidraças da entrada principal, restando, em grande parte da fachada, apenas a grade metálica. Pela manhã, a calçada havia sido varrida, e os restos de vidro acumulados em caixas de papelão em frente ao prédio.

O partido ainda não comentou oficialmente os ataques. A Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo também não forneceu informações sobre o ocorrido. Funcionários que trabalham no local informaram que a Polícia Militar chegou a levar um homem suspeito dos atos de vandalismo durante a noite, quando havia apenas um vigia no prédio.

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Alexandre Padilha, postou em uma rede social fotos do local logo após o ataque. “Escuridão sobre a tolerância e democracia”, escreveu Padilha sobre a depredação.

 

Da Agência Brasil

Demora na divulgação do resultado do Fies causa ansiedade nas redes sociais

educa-cursinho_transenem

A demora na divulgação do resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está causando ansiedade nas redes sociais. Pelo Twitter, estudantes que se inscreveram no programa reclamam da espera. Procurado, o Ministério da Educação (MEC) diz que ainda não há previsão para a divulgação.

Pelo cronograma do Fies, o resultado deveria ser divulgado hoje (30). A pasta não informa o horário da divulgação, mas desde o início do dia, os estudantes aguardam o resultado. “Talvez o resultado esteja demorando a sair para a gente poder repensar se queremos nos endividar pelo resto da vida, migos”, diz um usuário do Twitter. Outro comenta: “Pior que esperar o resultado do #fies é o medo de não ser aprovado.(“. Nem mesmo Jesus escapou: “Capaz de Jesus voltar primeiro que o resultado do #fies”, diz uma usuária.

O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Nesta edição serão ofertados 75 mil financiamentos. Aqueles que não forem selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera. Os estudantes selecionados têm o prazo de amanhã (1º) até o dia 7 de julho para concluir a inscrição no SisFies. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes selecionados serão ofertadas à lista de espera de 4 de julho a 10 de agosto.

Até as 18h de ontem, a poucas horas do fim do prazo, 265.856 estudantes estavam inscritos no programa. O resultado poderá ser consultado na página do Fies. O resultado é uma pré-seleção, assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies. A contratação do financiamento fica condicionada à conclusão da inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies) e ao cumprimento das demais regras e procedimentos do programa.

 

Da Agência Brasil

Líder, Palmeiras recebe o Figueirense enquanto Ponte Preta visita Santa Cruz

Da Redação: Com 22 pontos, alviverdes lideram a competição; campineiros tentam distanciar-se do rebaixamento

Três jogos completam a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira, 1º de julho. Dois deles envolvem os paulistas Palmeiras e Ponte Preta, equipes que vivem situações diferentes na tabela de classificação.

Líder do campeonato com 22 pontos mesmo após a rodada desta quarta-feira (30), o Palmeiras recebe o Figueirense às 19h30, no Allianz Parque. O time comandado por Cuca vem de derrota para o Cruzeiro, enquanto os catarinenses, 15º na tabela, vem de empates sem gols com o Coritiba.

No mesmo horário, no Recife, a Ponte Preta visita o Santa Cruz, no Arruda. O time campineiro ocupa o 14º lugar com 14 pontos, dois acima da zona de rebaixamento. O time pernambucano perdeu o embalo do início do campeonato e está em 19º, com somente 11 pontos.

FICHAS TÉCNICAS
30.06.2016

19h30-Palmeiras x Figueirense

Prováveis
Escalações

Palmeiras:Fernando Prass,Fabiano,Edu Dracena,Vitor Hugo,Zé Roberto
Moisés,Tchê Tchê,Cleiton Xavier,Róger Guedes,Dudu,Gabriel Jesus
Técnico
Cuca
Figueirense:Gatito Fernandez,Ayrton,Marquinhos,Bruno Alves,Marquinhos Pedroso
Jackson Caucaia,Ferrugem,Bady,Dudu,Gustavo ErmelRafael Moura
Técnico
Vinícius Eutrópio

Arbitragem

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior(PE/ASP-FIFA)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG/FIFA) e Clovis Amaral da Silva (PE/ASP-FIFA)
Quarto árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP/ASP-FIFA)

Local Allianz Parque, em São Paulo

 

 

19h30-Santa Cruz x Ponte Preta

Santa Cruz:Tiago Cardoso,Léo Moura,Danny Morais,Allan Vieira (Luan Peres),Roberto
Uillian Correia,Leandrinho,João Paulo,Arthur,Keno,Grafite
Técnico
Milton Mendes

 

Ponte Preta:João Carlos,Jeferson,Fábio Ferreira,Kadu,Reinaldo,João Vitor,Renê Júnior
Matheus Jesus,William Pottker,Clayson (Roger)Felipe Azevedo
Técnico
Eduardo Baptista

Arbitragem

Árbitro principal: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Pedro Jorge Santos de Araújo (AL)
4º árbitro: Nielson Nogueiro Dias (PE)

Local Estádio do Arruda, em Recife (PE)

 

Com informações da FPF

São Paulo vence o Fluminense no Morumbi e volta a se aproximar do G4

Da Redação: O tricolor paulista abriu 2 a 0 ainda no primeiro tempo com gols de João Schimidt e Alan Kardec

spfc-7246_crop_galeria
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Disposto a se reabilitar após a derrota no clássico para o Santos, o São Paulo fez valer o fator casa e venceu, na noite desta quarta-feira (29) o Fluminense, por 2 a 1, no Morumbi, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os paulistas abriram o placar logo aos dois minutos de jogo com o volante João Schimidt.

A vitória deixa o São Paulo na sétima colocação, com 18 pontos ganhos. Está a dois do Internacional, quarto colocado, com 20. Resultado importante do time comandado por Edgardo Bauza e que necessitava da vitória para recuperar a confiança do torcedor, ainda chateado com a goleada para o Santos, por 3 a 0, domingo, no Pacaembu.

Já o Fluminense perde a chance de embalar no campeonato. Vinha animado com a vitória sobre o Flamengo, por 2 a 1, mas com o revés permaneceu com 16 pontos e agora na 11ª posição.

Com a bola rolando, o São Paulo foi para cima do Fluminense e aos dois minutos abriu o placar. O peruano Cueva cobrou escanteio, Centúrion desviou e João Schimidt chutou forte, sem chances de defesa para Diego Cavalieri. O Fluminense chegou a equilibrar o confronto, mas os paulistas ampliaram com Alan Kardec, aos 39. Michel Bastos cruzou e o centroavante cabeceou com força: 2 a 0.

No segundo tempo o Fluminense voltou mais atento. Tanto que aos sete minutos descontou com Cícero, em cobrança de pênalti. Animado, aos 12 o time carioca teve oportunidade de empatar. Após bate rebate na área, Osvaldo finalizou e a defesa cortou na pequena área.

O São Paulo volta a campo no domingo para enfrentar a Ponte Preta, às 16h, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. No sábado o Fluminense recebe o Coritiba, no mesmo horário, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

 

Com informações da FPF

Corinthians vence América (MG) fora de casa por 2 a 0 e assume vice-liderança

Da Redação: O time alvinegro tem os mesmos 22 pontos do Palmeiras, que ainda joga na rodada e pode ampliar

()  SPO

O Corinthians segue brigando pelas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o time paulista visitou o América Mineiro no Independência, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada, e venceu por 2 a 0, encostando no líder Palmeiras.

A vitória levou o Corinthians à segunda colocação com 22 pontos, mesma pontuação do Palmeiras, que ainda entra em campo na quinta-feira, contra o Figueirense. O América, com apenas oito pontos, segue na lanterna da competição, com cinco pontos a menos que o Coritiba, primeiro time fora da zona do rebaixamento.

O América até começou bem postado e mais presente no campo de ataque, mas na primeira descida do Corinthians, aos nove minutos, Romero abriu o placar. Giovanni Augusto cobrou escanteio pela direita, Balbuena ajeitou de cabeça e o atacante paraguaio finalizou para o fundo do gol.

Após ficar em desvantagem, o time da casa passou a se lançar mais ao ataque e o jogo ficou aberto. Com espaço para contragolpes, o Corinthians poderia ter ampliado em duas chances de Luciano, mas a trave e o goleiro João Ricardo impediram o segundo gol corintiano.

Depois do intervalo o América voltou melhor e conseguiu empurrar o adversário para o campo de defesa. Apesar da superioridade, o time mineiro mostrou dificuldade para acionar os atacantes Victor Rangel e Borges, que entrou em seu lugar.

Em um dos raros contra-ataques do Corinthians, Luciano foi puxado por Adalberto dentro da área e o árbitro Wagner Reway marcou pênalti. Marquinhos Gabriel cobrou bem e, aos 29 minutos, ampliou a vantagem dos paulistas, dando números finais ao jogo.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana pela a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado, às 18h30, o América enfrenta o Atlético Paranaense na Arena da Baixada. No domingo, às 16 horas, o Corinthians enfrenta o Flamengo na Arena de Itaquera.

 

Com informações da FPF

Acordo já permitiu a retirada de mais de 14 mil toneladas de sódio de alimentos

sauu-sodio_1

Acordo prevê que as indústrias promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal das prateleiras até 2020Arquivo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) informaram hoje (29) que o acordo de redução de sódio em alimentos processados já possibilitou a retirada de 14.893 toneladas dos produtos alimentícios. A meta é que as indústrias promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal das prateleiras até 2020.

Os dados são resultados das três primeiras fases do acordo, iniciado em 2011.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que esse é um resultado positivo e destacou o trabalho de desenvolvimento e pesquisa da indústria de alimentos. “O Brasil é referência mundial nesse programa de redução de sódio na alimentação. Daí a importância da pesquisa, desenvolvimento e investimento da indústria nesses insumos que vão substituir o sal e que produzem os resultados positivos”, disse.

Segundo o presidente da Abia, Edmundo Klotz, retirar o sal é muito mais complicado do que parece, já que, além de realçar o sabor, o cloreto de sódio é um antioxidante natural, que faz prolongar a vida dos alimentos. “Só que ele tem consequências para a saúde, então tem que haver um substituto”, disse. “Tivemos a demonstração daquilo que pode acontecer quando o governo abre as portas para encontrar soluções em comum com o setor privado”, completou, destacando o sucesso do acordo.

Na terceira etapa do acordo, a maior redução de sódio foi observada nos temperos, com queda de 16,35%, seguida pela margarina com 7,12%. Outras categorias também registraram queda: cereais matinais, 5,2%; caldos e cubos em pó, 4,9%; temperos em pasta, 1,77%; e tempero para arroz, 6,03%. Caldos líquidos e em gel é a única categoria que teve aumento na concentração de sódio, 8,84%.

O volume total de sódio reduzido dos alimentos na três etapas, corresponde, segundo o ministério, a 3.723 caminhões de 10 toneladas carregados de sal; alinhados, eles preencheriam 52 quilômetros de estradas.

Redução por etapas

A primeira etapa do acordo, assinado em abril de 2011, estabelecia metas nacionais de redução de sódio em massas instantâneas, pães de forma e bisnaguinhas. Os resultados mostraram que 1.859 toneladas de sal foram retiradas dos alimentos nessa fase.

Em outubro de 2011, a retirada de sal foi acertada para batatas fritas, salgadinhos, bolos e misturas para bolos, maionese e biscoitos, com redução total de 5.793 toneladas. Os resultados da terceira etapa do acordo, assinado em agosto de 2012, que previa a redução de sódio em temperos, caldos, cereais matinais e margarinas vegetais até 2015, mostraram redução de 7.241 toneladas de sal nos alimentos.

A quarta fase, assinada em novembro de 2013, estabelece redução de sódio em empanados, queijo mussarela, sopas, requeijão cremoso, hambúrguer e embutidos, como linguiças e salsicha. Os resultados dessa etapa deverão ser apresentados até o fim deste ano. Segundo o ministério, as metas são progressivas e já está em discussão a renovação das metas da primeira etapa.

A Abia representa hoje 70% das indústrias de alimentos do país.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou também dados mostrando que, em 2014, 94,5% das 22 empresas pesquisadas já haviam alcançado a meta da terceira etapa e traziam essa informação nos rótulos. Segundo o ministério, as demais empresas foram notificadas e se adequaram posteriormente.

De acordo com o Ministério da Saúde, o brasileiro consome uma média de 12 gramas de sódio todos os dias. O valor é quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de menos de 5 gramas por dia.

 

Da Agência Brasil

 

Presos na Operação Boca Livre serão ouvidos hoje pela Justiça Federal

Foto: Divulgação

poff-bf74e8213a5f58fbab83e0a984ff2112

Os 14 presos durante a Operação Boca Livre, realizada ontem (28) pela Polícia Federal, em São Paulo, prestarão depoimento, hoje (29), na 3ª Vara Federal Criminal, na capital paulista, em audiência de custódia.

A Polícia Federal e a Justiça Federal não informaram os nomes dos presos, nem das empresas envolvidas, e alegaram que a lista está em segredo de Justiça. O grupo é acusado de ter participado de fraudes que desviaram R$ 180 milhões em recursos da Lei Rouanet.

Segundo as investigações, os 14 detidos são produtores culturais que atuavam no grupo desde 2001. A ação investiga mais de 10 empresas patrocinadoras que trabalharam com o grupo e estima-se que mais de 250 projetos tiveram recursos desviados.

As empresas recebiam os valores captados com a lei e ainda faturavam com a dedução fiscal do imposto de renda. Com isso, o montante desviado pode ser ainda maior do que R$ 180 milhões, conforme a Polícia Federal.

A organização apresentava iniciativas ao Ministério da Cultura e à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para a aprovação e utilização de verbas de incentivo fiscal previstas na Lei Rouanet. As investigações mostram que os recursos foram usados para custear eventos corporativos, shows com artistas famosos em festas privadas para grandes empresas, livros institucionais e até mesmo festa de casamento, segundo o Ministério da Transparência.

Como é

Criada em 1991, a Lei Rouanet concede incentivos fiscais para projetos e ações culturais. Por meio da lei, cidadãos (pessoa física) e empresas (pessoa jurídica) podem aplicar parte do Imposto de Renda devido em projetos culturais. Atualmente, mais de 3 mil projetos são apoiados a cada ano por meio desse mecanismo.

Segundo o delegado regional de Combate e Investigação ao Crime Organizado, Rodrigo de Campos Costa, as irregularidades eram evidentes, com documentos fraudados de forma grosseira. “Houve, no mínimo, uma falha de fiscalização do Ministério da Cultura”, afirmou. Na segunda fase da Operação Boca Livre o objetivo será descobrir as razões da falta de fiscalização das fraudes.

Em nota, o Ministério da Cultura informou que as investigações para apuração de uso fraudulento da Lei Rouanet têm o apoio integral do ministério e que “se coloca à disposição para contribuir com todas as iniciativas no sentido de assegurar que a legislação seja efetivamente utilizada para o objetivo a que se presta, qual seja, fomentar a produção cultural do país”.

Os presos na operação poderão responder por organização criminosa, peculato, estelionato contra a União, crime contra a ordem tributária e falsidade ideológica, cujas penas podem chegar a até 12 anos de prisão.

 
Da Agência Brasil

Temer anuncia reajuste de 12,5% do Bolsa Família e R$ 700 milhões para educação

temm-1027370-23062016-wdo_2794

O presidente interino, Michel Temer, participa hoje (29) de uma cerimônia para anunciar a liberação de R$ 700 milhões em recursos para a educação básica e superior. De acordo com o Planalto, o valor do reajuste a ser aplicado no programa Bolsa Família será de 12,5%.

No último dia 17, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário havia informado que o pagamento dos benefícios referentes a junho seria feito sem o reajuste de 9%, previsto para ser aplicado a partir deste mês, conforme anunciado anteriormente, na gestão da presidente afastada Dilma Rousseff.

O reajuste de 9% no Bolsa Família foi concedido pelo governo anterior por meio de um decreto publicado no dia 6 de maio, uma semana antes da votação do processo de impeachment de Dilma no Senado. Na época, o governo disse que o valor médio do benefício pago para 13,8 milhões famílias passaria de R$ 162 para R$ 176 mensais.

Em justificativa apresentada para não pagar o reajuste, o governo Temer disse estava avaliando os cortes promovidos pela gestão anterior para poder efetivar o aumento. No mesmo dia, em ato no Recife (PE), Dilma classificou como “mesquinharia” o não pagamento do reajuste.

Agenda

Temer se reúne às 10h30 com o ministro do Esporte, Leonardo Picciani. A cerimônia de liberação de recursos para educação básica e superior está marcada para as 11h30 e contará com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho. Às 15h, Temer receberá o líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (PMDB-SP) e o diretor do Hospital do Câncer de Barretos (SP), Henrique Prata. Em seguida se encontra com o deputado Jerônimo Goergen (PP/RS).

*Matéria atualizada às 11h10 para incluir percentual de reajuste do Bolsa Família

 

 
Da Agência Brasil

Santos e Corinthians defendem posto no G4; São Paulo busca reabilitação

Da Redação: Equipes alvinegras jogam fora de casa nesta rodada, enquanto os tricolores serão mandantes

Começa nesta quarta-feira, 29, a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro com três paulistas em campo. Dois deles, Santos e Corinthians, jogam para sustentar suas posições dentro do G4, enquanto o São Paulo tenta a reabilitação após ser derrotado no clássico diante da equipe da Vila Belmiro no último domingo.

Terceiro colocado com 19 pontos, o Santos vai até Porto Alegre enfrentar o Grêmio, que está em quinto com um ponto a menos. O confronto em terras gaúchas está marcado para as 19h30. Dorival Júnior deve repetir a equipe que derrotou o São Paulo por 3 a 0 no último domingo e ainda deve ter o reforço do colombiano Copete no banco de reservas. O jogo terá transmissão do Sportv.

Mais tarde, às 21h45, o quarto colocado Corinthians visita o lanterna América Mineiro no estádio Independência. Cristóvão Borges tem a possibilidade de repetir a equipe que derrotou o Santa Cruz, em casa, no último sábado por 2 a 1. A principal duvida do treinador está no gol, já que Walter tem chances de reassumir a posição do ídolo Cássio.

No mesmo horário, porém no estádio do Morumbi, o São Paulo recebe o Fluminense. Os tricolores estão em situações bastante parecidas na tabela, já que os cariocas estão em nono com 16 pontos contra 15 dos paulistas, que estão em 10º. O técnico argentino Edgardo Bauza não poderá contar com seu conterrâneo Calleri suspenso e deve fazer outras mudanças na equipe, promovendo as voltas de Bruno, Rodrigo Caio, Carlinhos, Thiago Mendes e Centurión, além da estreia do peruano Cueva.

FICHAS TÉCNICAS
29.06.2016

19h30-Grêmio x Santos

Prováveis
Escalações

Grêmio:Marcelo Grohe,Edilson,Fred,Rafael Thyere,Marcelo Oliveira
Walace,Jaíson,Giuliano,Douglas,Everton,Luan
Técnico
Roger Machado

Santos:Vanderlei,Victor Ferraz,Luiz Felipe,Gustavo Henrique,Zeca
Thiago Maia,Renato,Lucas Lima,Vitor Bueno,Gabriel,Rodrigão
Técnico
Dorival Júnior

Arbitragem

Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Bruno Raphael Pires (GO)
4º árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Local Arena do Grêmio, em Porto Alegre

 
21h45-São Paulo x Fluminense

Prováveis
Escalações

São Paulo:Denis,Bruno,Maicon,Rodrigo Caio,Carlinhos,Thiago Mendes
João Schmidt,Cueva,Michel Bastos,Centurión,Alan Kardec
Técnico
Edgardo Bauza

 

Fluminense:Diego Cavalieri,Wellington Silva,Gum,Henrique,Giovanni
Douglas,Edson,Cícero,Gustavo Scarpa,Maranhão,Magno Alves
Técnico
Levir Culpi

Arbitragem

Anderson Darconco (RS)
Auxiliares: José Eduardo Calza (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
4º árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Local-Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi, em São Paulo

 

21h45-América Mineiro x Corinthians

Prováveis
Escalações

América Mineiro:João Ricardo,Jonas,Arthur,Alison,Bruno Teles (Gilson)
Leandro Guerreiro,Claudinei,Ernandes,Danilo Barcelos,Osman,Victor Rangel
Técnico
Sergio Vieira

Corinthians:Cássio (Walter),Fagner,Pedro Henrique (Vilson),Balbuena,UendelBruno Henrique,
Rodriguinho,Marquinhos Gabriel,Giovanni Augusto,Guilherme (Romero),Luciano
Técnico
Cristóvão Borges

Arbitragem

Árbitro: Wagner Reway (MT/ASP-FIFA)
Auxiliares: Eduardo Goncalves da Cruz (MS/FIFA) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
4º árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG/ASP-FIFA)

Local:EstádioIndependência, em Belo Horizonte

 

Com informações da FPF