Perdizes vira praça de guerra com mega-assalto

Bando fortemente armado invadiu Lojas Pernambucanas e trocou tiros com a polícia

O bairro de Perdizes, na Zona Oeste, viveu, no sábado (30), seu dia de guerra com mais de 50 tiros trocados entre assaltantes que invadiram uma loja e a polícia, que foi chamada para intervir.

Eram exatamente 9h25 quando seis homens, fortemente armados, invadiram a unidade das Lojas Pernambucanas da Rua Cardoso de Almeida e anunciaram um assalto. Eles pegaram uma mala com 37 aparelhos de telefone celular, mais R$ 1 mil em dinheiro e levaram quatro funcionárias.

Outras duas, entretanto, conseguiram se esconder durante o assalto e chamaram a polícia.

Quando os assaltantes saíram, foram surpreendidos por uma viatura que entrava na rua e começou a troca de tiros. Neste momento, cinco dos seis assaltantes conseguiram fugir a pé e um deles, armado com um fuzil 12 milímetros, continuou a troca de tiros com os policiais.

per-perdizes-tiroteio

Carro que estava em frente à lanchonete foi alvejado / Almeida Rocha/DiárioSP

O assaltante que não conseguiu fugir, primeiro tentou roubar um carro de um estacionamento vizinho. Quando não conseguiu, saiu pela rua atirando e entrou numa lanchonete no mesmo lado da rua, fazendo cinco pessoas como reféns.

Os policiais chamaram reforço, unidades da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) chegaram e começaram uma negociação com o assaltante.

O homem, identificado como Thiago Roberto Guedes de Oliveira, 29 anos e várias passagens pela polícia, disse que só se entregaria com a presença da imprensa e com um colete à prova de bala. Apenas a primeira exigência foi atendida.

Mesmo assim, após três horas de negociação, o assaltante soltou os reféns e se entregou.

Primeiramente, ele libertou dois homens. Depois de se entregar à polícia, três mulheres puderam sair da lanchonete. Ninguém ficou ferido. As vítimas e o ladrão foram encaminhados ao 91º Distrito Policial, na Vila Leopoldina, Zona Oeste. As outras lojas da rua foram fechadas por medo dos tiros. A rua ficou completamente interditada até as 16h.

Depoimento

Bárbara Souza, jornalista do Diário

Sub-metralhadora na calçada

Perdi a hora do compromisso que seria às 8 horas de, mas consegui remarcar para as 9h30. Por volta das 9h25, ia pela Rua Cardoso de Almeida, quando vi um grupo de quatro ou cinco mulheres com camisetas azuis, duas delas carregando uma sacola, que parecia bem pesada, e um homem à frente. Eles vinham em minha direção e, em frente à lanchonete Bom Gusto, pararam de repente. O homem se virou para trás e trombou com as mulheres. Achei a cena estranha e esperava que eles se decidissem para onde iriam para eu poder escolher um lado da calçada. Foi aí que vi o homem segurando uma arma com a mão esquerda. Era um belo sábado de sol, com tudo normal: as calçadas cheias de pedestres, as lojas abrindo as portas. Ao passar por eles, olhei para o homem sem entender por que ele estava armado. Então o ouvi perguntar a uma das mulheres de camiseta azul se o dinheiro do cofre estava na sacola. Consegui vê-lo tentar entrar num carro. Já era tarde quando percebi que se tratava de um assalto, que aquela arma era uma sub-metralhadora e que aquelas mulheres eram reféns. Quando ouvi o primeiro tiro, corri para dentro de uma loja. Primeiro tentei me esconder atrás de algumas roupas, mas aí ouvi uma sequência de disparos que me fizeram desconfiar de que aquilo não ia segurar as balas. Só depois que me tranquei no banheiro da loja, completamente vazia, é que me dei conta de que as camisetas azuis das mulheres que vi na rua eram o uniforme das vendedoras das Pernambucanas e que o assalto tinha sido ali. Na sequência de pipocos que ecoavam da porta da loja é que a ficha caiu: e se houvesse mais algum assaltante lá dentro? Dois ou três minutos e uns 30 tiros depois, um breve silêncio e o grito do policial “sai todo mundo da loja, com a mão na cabeça”. Ao vê-lo, queria dizer “obrigada”, mas só pude perguntar: “Está seguro aí fora”. E ele disse: “Não”. Quando saí, ouvi mais disparos e uma multidão tentando ir até a rua para registrar a cena com seus celulares.

per-perdizes-tiroteio-12

Lanchonete que foi atingida por tiros / Almeida Rocha/DiárioSP

Entrevista

Antonio Augusto Bonfim_Dono da lanchonete

‘Ele disse que sabia que tinha perdido’

Dono da Lanchonete Bom Gusto, onde o assaltante fez reféns, Antonio Augusto Bonfim contou detalhes do pânico.

DIÁRIO_ Onde você estava quando tudo aconteceu?

ANTONIO AUGUSTO BONFIM_ Estava na porta da lanchonete. Quando ouvi os tiros entrei para o fundo e o assaltante entrou atrás.

O que ele dizia?

Ele disse que sabia que tinha perdido, mas queria salvar sua vida. Mandou chamar a reportagem. Disse para nós ficarmos tranquilos que não ia acontecer nada.

Como você saiu?

O assaltante pediu para eu baixar a porta da lanchonete e neste momento eu fugi. Eu arrisquei. Podia ter me dado mal.

Entrevista

Wilson Araújo, 39 anos_Cabo da PM

‘Pedi para largar a arma e se render’

O cabo Araújo fazia patrulhamento de rotina no bairro quando recebeu o chamado de roubo. Ao chegar à Cardoso de Almeida, a viatura dele foi atingida por três tiros de calibre 12 e um de 9 mm.

DSP_ Quantos atiraram?

Cabo Araújo_ Dois. Um que estava em frente à loja com uma pistola e outro que estava com uma 12. Estávamos monitorando porque sabíamos que a loja já tinha sido assaltada antes.

O senhor disse algo a eles?

Quando virei a esquina ele já me viu. Desci do carro e disse para ele largar a arma e se render. Aí começaram os tiros.

É policial há quanto tempo?

Há 16 anos e já vivi outras situações como essa, quando trabalhava em Diadema. Apesar dos riscos, amo o que faço.


Por: Diário SP
Fernando Granato

Movimentos populares defendem Dilma e pedem reforma política em São Paulo

brasi

“Fora Temer” era uma das frases utilizadas na manifestação em São Paulo
Foto: Paulo Pinto/AGPT

A Frente Povo Sem Medo iniciou hoje (31) à tarde uma manifestação em defesa da presidenta afastada Dilma Rousseff, na capital paulista. Os manifestantes começaram a se reunir às 14h no Largo da Batata, zona oeste da cidade. Por volta das 16h15, eles saíram em caminhada, na direção da Praça Panamericana, local próximo à casa do presidente interino Michel Temer, no bairro Alto de Pinheiros.

O tema do ato é “Fora Temer! O povo deve decidir! Defender nossos direitos, radicalizar a democracia!”. Segundo a Frente Povo Sem Medo, que considera o impeachment de Dilma um golpe, “não precisou nem dois meses para que as máscaras caíssem e as razões do golpe fossem expostas em praça pública”, citando a queda de três ministros de Temer em um mês.

Representante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, que integra a Frente Povo Sem Medo, Guilherme Boulos explicou que o ato tem três frentes: a destituição do presidente interino, a defesa dos direitos sociais e o direito de o povo decidir os rumos do país.

“A primeira é o Fora Temer, porque nós consideramos que esse governo é ilegítimo. [A segunda frente] é também em defesa dos nossos direitos que estão ameaçados com o programa do golpe, programa de regressão social no país, reforma da Previdência, reforma trabalhista, desmonte dos programas sociais, desmonte do SUS [Sistema Único de Saúde]. [A terceira] é que povo deve decidir. Um dos pontos desse ato é que o Congresso não tem autoridade, não tem credibilidade para definir os rumos do país, para definir a saída política para essa crise, então entendemos que o povo deve ser chamado a decidir”, declarou Boulos.

Sobre um eventual plebiscito, Boulos disse que essa seria uma alternativa, não apenas para a questão do impeachment, mas para impulsionar a reforma política. De acordo com integrantes da Frente Povo Sem Medo, uma profunda reforma política é necessária porque o sistema político brasileiro faliu e perdeu qualquer vínculo de representação efetiva com a maior parte da sociedade.

Os movimentos defendem o que chamam de radicalização da democracia, por meio do enfrentamento do poder econômico nas eleições e na construção de mecanismos de maior participação popular na política. Os ativistas reivindicam ainda uma reforma tributária, com taxação de grandes fortunas, no lugar da reforma da Previdência; e as reformas urbana e agrária, em vez da reforma trabalhista. Para eles, essas medidas vão contemplar a maioria do povo brasileiro.

Políticos presentes

Os deputados federais Luiza Erundina e Ivan Valente, do PSOL-SP, compareceram ao ato. “Eu lutei como muitos que aqui estão contra a ditadura militar. Fomos expulsas do Nordeste porque defendíamos a reforma agrária e a democracia”, discursou Erundina do alto do carro de som. Ela chamou a população a ir às ruas defender a democracia e pedir a saída de Temer.

Também presente ao ato, o ex-senador Eduardo Suplicy defendeu a presidenta afastada Dilma Rousseff, dizendo que ela não cometeu crime de responsabilidade. Ele acrescentou que, se estivesse no Senado atualmente, votaria contra o impeachment e aconselhou os atuais senadores a votar contra o afastamento definitivo da presidenta.

Segundo Boulos, 40 mil pessoas participavam do ato às 16h15. No ato, havia bandeiras de diversas entidades, como Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, União da Juventude Socialista, Central Única dos Trabalhadores, União Nacional dos Estudantes, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

Em todo o país, movimentos favoráveis e contrários ao impeachment de Dilma Rousseff promovem manifestações neste domingo.
Da Agência Brasil

Confira os últimos resultados dos jogos do Brasileião 2016

Da Redação:Veja os últimos resultados dos jogos do Brasileirão da Série A e Série B

 
BRASILEIRO – SÉRIE A
17ºRodada:
11:00-FLUMINENSE – RJ 3 X 0 PONTE PRETA – SP-Giulite Coutinho – Mesquita – RJ
11:00-SÃO PAULO – SP 2 X 2 CHAPECOENSE – SC-Morumbi – Sao Paulo – SP
16:00-SANTOS – SP 2 X 0 CRUZEIRO – MG-Vila Belmiro – Santos – SP
16:00-INTERNACIONAL – RS 0 X 1 CORINTHIANS – SP-Beira Rio – Porto Alegre – RS
16:00-CORITIBA – PR 0 X 2 FLAMENGO – RJ-Couto Pereira – Curitiba – PR
18:30-AMÉRICA – MG X GRÊMIO – RS-Independência – Belo Horizonte – MG
18:30-BOTAFOGO – RJ X PALMEIRAS – SP-Luso Brasileiro – Rio de Janeiro – RJ

Sábado, 30 de Julho de 2016

18:30-SPORT – PE 2 X 0 ATLÉTICO – PR-Ilha do Retiro – Recife – PE
18:30-FIGUEIRENSE – SC 1 X 0 VITÓRIA – BA-Orlando Scarpelli – Florianopolis – SC
21:00-ATLÉTICO – MG 3 X 0 SANTA CRUZ – PE-Independência – Belo Horizonte – MG

 
BRASILEIRO – SÉRIE B
18ºRodada
16:00-JOINVILLE – SC 0 X 1 OESTE – SP-Arena Joinville – Joinville – SC
16:30-BRAGANTINO – SP 1 X 0 BAHIA – BA-Nabi Abi Chedid – Braganca Paulista – SP
18:30-PAYSANDU – PA 2 X 2 VILA NOVA – GO-Curuzu – Belem – PA
19:00-PARANÁ – PR 1 X 1 CEARÁ – CE-Durival Britto – Curitiba – PR
21:00-VASCO DA GAMA – RJ 2 X 1 CRICIÚMA – SC-São Januário – Rio de Janeiro – RJ
Sexta, 29 de Julho de 2016

19:15-CRB – AL 1 X 2 BRASIL – RS-Rei Pelé – Maceio – AL
21:30-NÁUTICO – PE 1 X 0 TUPI – MG-Arena Pernambuco – São Lourenço da Mata – PE
Terça, 26 de Julho de 2016

19:15-GOIÁS – GO 1 X 1 LUVERDENSE – MT-Serra Dourada – Goiania – GO
21:30-AVAÍ – SC 1 X 0 LONDRINA – PR-Ressacada – Florianopolis – SC

 

Corinthians vence o Inter e assume a liderança do Brasileirão

Time corintiano fica na torcida contra o rival Palmeiras, que ainda joga neste domingo (31)

cori-579e5070822b2

Foto: Jeferson Guareze/AGIF/Lancepress!

O Corinthians fez o suficiente para vencer o Internacional (RS) e assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro da Série A. Em partida com poucas chances de gols, o time paulista venceu por 1 a 0 na tarde deste domingo (31), em pleno Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). O duelo é válido pela 17ª rodada da competição.

Esta importante vitória deixa o Corinthians na liderança provisória, com 33 pontos. Agora, a equipe fica na torcida contra o rival Palmeiras, que visita o Botafogo, ainda neste domingo, às 18h30. O Inter chega ao nono jogo sem vitórias, com dois empates e sete derrotas, caindo para a 13ª posição, com 21 pontos.

Inter e Corinthians fizeram um primeiro tempo de muito equilíbrio. Os dois times foram iguais em praticamente todas as estatísticas, como três finalizações para cada lado, nove faltas cometidas por cada e um pouco mais de posse de bola para os corintianos: 52% a 48%.

Em uma das raras oportunidades que conseguiu trocar passes com qualidade, o time paulista chegou ao gol. Aos 41 minutos, o meia Giovanni Augusto fez bela tabela com o atacante Romero, que tocou na medida para o volante Elias. Na entrada da área, ele bateu no canto direito do goleiro Marcelo Lomba.

Se o primeiro tempo contou com poucas emoções, o segundo foi ainda mais monótono. Os dois times praticamente não criaram lances de perigo. Somente no final os visitantes cresceram e quase ampliaram. O atacante Luciano deixou Romero na cara do gol, mas o paraguaio chutou em cima de Marcelo Lomba.

Na próxima quarta-feira (03), às 21h45, o Corinthians volta a campo para enfrentar o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Enquanto isso, o Internacional visita o Cruzeiro na quinta-feira (04), às 21h, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Santos vence o Cruzeiro por 2 a 0 e entra no G4

Destaque da partida foi o meia Vitor Bueno, que teve participação fundamental nos dois gols

santos

Foto: Divulgação

Com um segundo tempo impecável, o Santos segue impossível na Vila Belmiro. Na tarde deste domingo (31), o clube paulista derrotou o Cruzeiro por 2 a 0 sob a batuta de Vitor Bueno e entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão. A partida foi válida pela 17ª rodada.

Com o resultado, o Santos foi para os 32 pontos e garantindo novamente a vaga no G4 e muito perto da liderança. O Cruzeiro, por sua vez, segue em situação preocupante, na vice-lanterna, com apenas 15. O duelo marcou a estreia do técnico Mano Menezes no time mineiro.

Sem Thiago Maia, Vitor Bueno e Gabriel, com a Seleção brasileira em preparação para os Jogos Olímpicos, o Santos não teve a mesma intensidade dos últimos jogos quando atuou na Vila Belmiro. A postura do Cruzeiro também mudou com a estreia de Mano Menezes. Os mineiros estiveram muito bem organizados, mas mostraram a mesma fragilidade no setor ofensivo, porém, tiveram a melhor chance até o intervalo. Após vacilo de Vanderlei, Willian ficou com a bola e, sem ângulo, chutou para fora.

Apesar de ter a posse de bola, o Santos não encontrou espaço para chegar no gol de Fábio. Vecchio e Copete buscavam o jogo a todo momento, mas sem muito sucesso, fazendo com que aumentasse o número de passes errados. A empolgação da torcida ficou por conta do meia Giovanni, o Messias, presente nas arquibancadas da Vila Belmiro.

Quem também não brilhou foi o meia Arrascaeta. Bem marcado, o jogador só arriscou uma de longe, mas pegou muito fraco e jogou pela linha de fundo. Rafael Sóbis, bem como Ricardo Oliveira, esteve apagado.

O segundo tempo ganhou em emoção. O Cruzeiro voltou melhor e desperdiçou duas chances incríveis de abrir o placar. Willian recebeu de Robinho e tocou na saída de Vanderlei. Luiz Felipe afastou o perigo. Na sequência, foi a vez de Sóbis tentar. O atacante ficou na defesa do arqueiro da equipe paulista.

O Santos despertou e deu um abafa no Cruzeiro. Após boa troca de passes entre Caju e Copete, o lateral cruzou na medida para Vitor Bueno mostrar seu faro de artilheiro e chutar para o fundo das redes, abrindo o marcador na Vila Belmiro.

O gol só motivou o Santos, que foi buscar o segundo logo depois. Aos 28 minutos, Vitor Bueno colocou a bola na área. Lucas tentou tirar, mas cabeceou contra o próprio gol. O Cruzeiro ainda esboçou uma reação no fim, mas não conseguiu passar pela forte marcação santista.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Flamengo na quarta-feira, às 21h45, na Arena Pantanal, em Cuiabá. O Cruzeiro pega o Internacional na quinta-feira, às 21h, na Arena Independência, em Belo Horizonte.

 

Com informações da FPF

Seleção vence amistoso antes da Olimpíada

Gabigol e Marquinhos garantiram a vitória tranquila sobre o Japão, no Serra Dourada

 sele-gabigol-reuters-brasil

Gabriel comemora o primeiro gol / Ueslei Marcelino/Reuters

Se depender apenas do primeiro tempo do jogo deste sábado (30), no Serra Dourada, em Goiás, o Brasil chega ainda mais favorito à Olimpíada do Rio de Janeiro.

A seleção olímpica, comandada por Rogério Micale, venceu bem o Japão, por 2 a 0, no único amistoso antes dos Jogos Rio-2016.

Na primeira etapa, Gabigol fez linda jogada, passando por dois, e bateu colocado. O atacante contou com o desvio da defesa japonesa para abrir o placar. Ainda no tempo inicial, Marquinhos aproveitou cruzamento para ampliar, de cabeça.

Com as mudanças, o Brasil não voltou do intervalo com a mesma intensidade. Renato Augusto teve chance clara para fazer, mas errou o alvo. Os japoneses criaram uma grande oportunidade, porém, o goleiro Uilson impediu o gol adversário.

Rumo ao ouro inédito

Para a seleção masculina de futebol, a Olimpíada começa na quinta-feira (4), contra a África do Sul, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

FICHA TÉCNICA

BRASIL: Uilson; Zeca (William), Marquinhos, Rodrigo Caio (Luan Garcia) e Douglas Santos; Thiago Maia(Rodrigo Dourado), Rafinha (Renato Augusto) e Felipe Anderson (Renato Augusto); Gabriel Barbosa (Luan), Gabriel Jesus e Neymar.
Técnico: Rogério Micale.

JAPÃO: Nakamura (Kushibiki); Muroya, Shiotani (Ywanami), Ueda (Tomyiasu) e Fujiharu (Kamekawa); Endo (Ogawa), Oshima (Harakawa), Yajima (Asano), Nakajima e Minamino; Koroki.
Técnico: Makoto Teguramuri.

PÚBLICO – 32.517 pagantes.

RENDA – 1.508.070,00.

LOCAL – estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

 

Do: Diário SP Online

 

Seleção Brasileira olímpica testa time em amistoso contra o Japão

ney-20160724125538_1Neymar é a principal esperança de gols da Seleção Brasileira (Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press)

A Seleção Brasileira faz seu último teste antes da estreia nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro neste sábado, quando disputa amistoso contra o Japão às 16h30(de Brasília), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). Os brasileiros sonham com a inédita medalha de ouro e o técnico Rogério Micale, que assumiu o time apenas por conta da demissão de Dunga, sabe como é importante poder colocar a prova o que foi trabalhado nos últimos dias.

“É sempre importante colocar a Seleção Brasileira em campo para jogar e por isso mesmo esse amistoso é fundamental antes da estreia. Treinamos muito nos últimos dias, mas apenas em condições de jogo é que vamos perceber se está tudo caminhando dentro do esperado”, avisou o técnico Rogério Micale.

Os jogadores brasileiros consideram o teste como positivo. “Não vamos enfrentar uma equipe que não tem qualidade, pois o Japão vai disputar os Jogos Olímpicos e já tem uma estrutura de jogo definido, um futebol de entrega tática. Como teste é sempre muito importante. Vamos aproveitar cada minuto para chegarmos bem nos Jogos Olímpicos”, disse o zagueiro Rodrigo Caio.

Se o teste vai servir para colocar em prática o que foi trabalhado ao longo das últimas duas semanas na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), os jogadores planejam pressionar o Japão desde o começo. “Vamos precisar pressionar bastante o Japão. Como zagueiro sei como incomoda bastante pressionar um defensor na saída de bola e por isso mesmo vamos tentar colocar isso em prática”, avisou Marquinhos.

Como se apresentou depois dos demais, o meia Renato Augusto deverá iniciar a partida no banco de reservas, mesmo sendo considerado titular absoluto. Assim, o meio terá Rafinha e Felipe Anderson na criação de jogadas. O goleiro Fernando Prass, tentando se recuperar de uma lesão no cotovelo direito, será poupado e Uilson será o goleiro canarinho.

A Seleção Brasileira integra o Grupo A dos Jogos Olímpicos ao lado de Dinamarca, Iraque e África do Sul, que será o rival da estreia dos canarinhos. Já o Japão faz parte do Grupo B ao lado de Colômbia, Suécia e Nigéria.

Os japoneses, por sinal, já disputaram um amistoso no fim de semana, quando empataram por 1 a 1 com o Sergipe. O técnico Teguramori Makoto vai manter a base daquele confronto.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X JAPÃO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 30 de julho de 2016 (Sábado)
Horário: 16h30(de Brasília)
Árbitro: não divulgado pela organização

BRASIL: Uilson, Zeca, Rodrigo Caio, Marquinhos e Douglas Santos; Thiago Maia, Rafinha e Felipe Anderson; Neymar, Gabriel e Gabriel Jesus
Técnico: Rogério Micale

JAPÃO: Masatoshi Kushibiki, Masashi Kamekawa, Takuya Iwamani, Hiroki Fujiharu e Wataru Endo; Tsukasa Shiotani, Yosuke Ideguchi, Takumi Minamino e Shoya Nakajima; Takuma Asano e Shinzoh Kohrogi
Técnico: Teguramori Makoto

 

 

Da Gazeta Esportiva

Governo de SP não pretende adquirir vacina contra a dengue, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje (29), que o governo paulista não pretende adquirir doses da vacina contra a dengue que estão sendo produzidas pelo laboratório Sanofi Pasteur. Segundo Alckmin, o governo paulista pretende utilizar a vacina que está sendo produzida pelo Instituto Butantan, ainda em fase de testes. As declarações foram dadas após palestra em um evento promovido pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).

“Nessa vacina [da Sanofi Pasteur], você teria que fazer três doses. Não adianta fazer uma dose só. E nós estamos extremamente otimistas porque estamos instalando em 14 centros de pesquisa no Brasil a última fase de testes [da vacina]contra a dengue [produzida pelo Instituto Butantan]. Essa é uma vacina tetravalente, contra os quatro tipos de vírus. Tem altíssima eficácia e apenas uma dose [seria necessária]. Esperamos que no início do ano que vem esse trabalho [a fase de testes]seja concluído e aí é produzir em escala industrial”, disse Alckmin.

Segundo a Sanofi Pasteur, a vacina contra dengue produzida por ela é a primeira vacina no mundo aprovada para a prevenção da dengue. A partir desta semana, a vacina começa a chegar às clínicas privadas do país e estará disponível à população brasileira. A vacina, segundo o laboratório, é indicada para pessoas de 9 a 45 anos e protege contra os quatro sorotipos existentes da doença e deve ser administrada em três doses com intervalos de seis meses (completando um ano da primeira até a última dose).

Cassinos

Alckmin comentou também sobre a possibilidade da liberação de cassinos em São Paulo. Um projeto de lei, que está em tramitação no Congresso, estuda a possibilidade de se liberar e legalizar no país os bingos e cassinos e o jogo do bicho.

“Sou favorável à legalização dos jogos, primeiro porque os jogos já existem. O maior jogador é o governo federal porque se tem loteria de todo o tipo. Segundo porque na maioria dos países do mundo isso é regulado. Não ter isso regulado, dá margem para a corrupção, funcionar de maneira clandestina e o governo não tem arrecadação. E temos que nos preocupar, cada vez mais, com o emprego”, disse.

Lava Jato

Indagado por jornalistas sobre a possibilidade de que o seu nome – e de outros governadores do país – pudesse aparecer nas investigações da Operação Lava Jato, com a delação de diretores da Odebrecht, Alckmin disse que não “iria comentar boatos”. “Não há nenhum fato.Vamos aguardar. Sou totalmente favorável a todas as investigações”.

Renegociação de dívidas

Alckmin disse ainda que espera que a votação sobre a lei que trata sobre a renegociação de dívidas dos estados, prevista para ocorrer em agosto, possibilite o acesso a novas linhas de financiamento. “Temos uma expectativa de que, após a votação da lei de renegociação de dívidas dos estados, ocorra o acesso a novas linhas de financiamento. Estamos já há um bom tempo sem ter acesso a linhas de financiamento. E grandes obras, como o Metrô, por exemplo, precisam de financiamento”, disse o governador.

Segundo Alckmin, há uma expectativa do governo paulista para que o financiamento da Linha 18, por exemplo, seja retomado em breve após a aprovação da lei de renegociação de dívidas dos estados. A Linha 18-Bronze do Metrô ligará cidades do Grande ABC.

“A Linha 18, por exemplo, que é a bronze, que vai para o ABC, está só dependendo do financiamento. Isso estava até bem avançado no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social [BNDES], mas acabou paralisando com as mudanças políticas desse ano, mas temos uma boa expectativa de que ela possa ser retomada”, disse o governador.

Candidatura de João Dória

O governador negou hoje que esteja negociando ou loteando cargos no governo paulista para receber apoio de partidos políticos à candidatura de João Dória, candidato de seu partido, o PSDB, para a prefeitura de São Paulo.

“Não há nenhuma relação entre cargo de secretário de estado e a eleição municipal. Permito aqui dar um exemplo: estou vendo uma pesquisa aqui do Ibope, que saiu hoje, e o principal concorrente e adversário [de João Dória]é o [Celso] Russomano [PRB], cujo partido tem uma secretaria no estado de São Paulo. O PTB, que participa conosco desde a época do Mário Covas no governo do estado, decidiu apoiar outro candidato [o candidato Russomano terá Marlene Campos Machado, do PTB, como vice em sua chapa]. Então não tem relação essas coisas”, disse.

 
Da Agência Brasil*

Após acordo, embarques de carne bovina para os EUA começam em três meses

carne_810_16_9_carne

Carne bovina: o Brasil ultrapassou a Austrália e se tornou o maior fornecedor de carne para o país asiático (Chung Sung-Jun/Getty Images)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informou hoje (29) que concluiu as negociações com os Estados Unidos para exportação de carne bovina in natura para o mercado norte-americano. Segundo o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a expectativa é que os embarques do produto comecem em três meses, após a conclusão de trâmites administrativos.

Maggi esteve em Washington para finalizar os entendimentos e disse que a habilitação dos frigoríficos será por prelisting, ou seja, o Ministério da Agricultura e o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos poderão indicar uma lista de estabelecimentos para exportação e, desses, apenas os que cumprirem todos os requisitos previstos no acordo serão chancelados pelos serviços oficiais dos dois países.

Atualmente, os brasileiros vendem apenas carne bovina industrializada para os EUA. No ano passado, as vendas desse produto para o mercado norte-americano somaram US$ 286,8 milhões. Com a inclusão da carne in natura, a expectativa é de um incremento de US$ 900 milhões nessas exportações.

Negociação

O acordo entre os países resulta de negociação desde 1999 com os Estados Unidos, que são rigorosos nas exigências sanitárias. Os procedimentos técnicos para o comércio da carne in natura foram concluídos ontem (28), em reunião do Comitê Consultivo Agrícola Brasil-Estados Unidos, em Washington.

Para o vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Mário Schreiner, o acordo mostra que a carne bovina brasileira tem padrão elevado. “O mercado americano é bastante exigente. Isso mostra que nossa carne está em um padrão mundial.”

*Colaborou Pedro Peduzzi
Da Agência Brasil*

Palmeiras e Corinthians: domínio no campo e na arquibancada no BR-16

Verdão, primeiro lugar na tabela, tem mais vitórias (dez) e o melhor ataque, com 31 gols, enquanto o Corinthians é a melhor defesa. Fora de campo os rivais também estão no topo

A liderança do Brasileirão por parte do Palmeiras e a vice-liderança do Corinthians, na cola dois pontos atrás, é apenas um dos duelos entre os rivais. Mas se engana quem pensa que esse protagonismo dos eternos rivais paulistas se restringe às quatro linhas. Verdão e Timão também dominam as arquibancadas, tanto na competição quanto na temporada.

Dentro de campo, além das primeiras colocações (32 a 30 pontos), o Palmeiras tem mais vitórias (dez) e o melhor ataque, com 31 gols, enquanto o Corinthians é a melhor defesa, com apenas 12 gols sofridos (veja números abaixo).

Mas é fora das quatro linhas que a disparidade da dupla chama mais atenção. Apenas quatro clubes da Série A conseguem preencher mais da metade da capacidade de seus estádios no Brasileirão. E o Palmeiras lidera no quesito, com 75%, seguido pelo Corinthians, com 73% – Atlético-MG (57%) e Flamengo (55%) vêm na sequência. Os outros 16 se acostumaram a ver suas casas com muitos lugares vazios. Os piores são o lanterna América-MG (11%) e Bota (16%).

SAIBA MAIS
Recorde de público é quebrado, e Palmeiras tem a melhor média do BR
Na média de público, os arquirrivais paulistas também aparecem no topo. O Timão tem 33.075 pagantes/jogo na Arena Corinthians, enquanto o Verdão leva em média 32.692 pessoas ao Allianz Parque. Internacional (21.954) e Cruzeiro (21.649) completam o “G4 de público”. No Z4 dessa disputa estão América-MG (2.596), Botafogo (4.375), Ponte Preta (4.601) e Fluminense (6.117).

Novamente Palmeiras e Corinthians lideram no quesito renda bruta. O primeiro arrecadou R$ 18,3 milhões, enquanto o segundo obteve R$ 17 milhões – ambos em nove jogos como mandante. Um detalhe: no último domingo, Palmeiras x Atlético-MG teve 100% dos ingressos vendidos pelo site da FutebolCard, gestora do Avanti, e registrou a maior renda do BR: R$ 2.935.305.

Entre os sócios-torcedores, outra vez a dupla do Dérbi são destaques no topo da pirâmide: Corinthians, com o Fiel Torcedor, lidera o ranking do Movimento por um Futebol Melhor, com 127,9 mil sócios. Já o Palmeiras aparece em segundo, com 126,6 mil. Em 2015, o Avanti foi o programa que mais arrecadou no Brasil, gerando R$ 32,4 milhões aos cofres alviverdes. No Brasileirão, compõe cerca de 70% do público no Allianz. O Corinthians não divulga essa porcentagem, mas gira em torno de 75% dos torcedores.

RIVAIS DENTRO DE CAMPO:

Classificação no Brasileirão-16:
1º Palmeiras – 32 pontos
2º Corinthians – 30 pontos

Mais vitórias no BR-16:
1º Palmeiras – 10
2º Corinthians – 9

Maior saldo no BR-16:
1º Palmeiras – 16
2º Corinthians – 14

Menos gols tomados no BR-16:
1º Corinthians – 12
2º Palmeiras – 15

Mais gols marcados no BR-16:
1º Palmeiras – 31
3º Corinthians – 26
————————————————-

RIVAIS FORA DAS QUATRO LINHAS:

EM TODA TEMPORADA 2016:

Média de público pagante:
1º Corinthians – 33.631
2º Palmeiras – 27.631

Renda bruta:
1º Corinthians – R$ 44,2 milhões
2º Palmeiras – R$ 32,9 milhões

Renda líquida:
1º Corinthians – R$ 25,4 milhões
2º Palmeiras – R$ 22,3 milhões

Ocupação de estádio:
1º Palmeiras – 74%
2º Corinthians – 65%
——————————-

NO BRASILEIRÃO-16:

Média de público pagante:
1º Corinthians – 33.075
2º Palmeiras – 32.692

Renda bruta:
1º Palmeiras – R$ 18,3 milhões
2º Corinthians – R$ 17 milhões

Renda líquida:
1º Palmeiras – R$ 13,9 milhões
2º Corinthians – R$ 10,4 milhões

Ocupação de estádio:
1º Palmeiras – 75%
2º Corinthians – 73%
————————————-

Sócios-torcedores:
1º Corinthians – 127,9 mil
2º Palmeiras – 126,6 mil
Do LANCE!