Corinthians não consegue recuperar lesionados para o jogo no Rio

Em: Campeonato Brasileiro Série A, Corinthians, Futebol

corii-00928418-1024x682
Uendel e Guilherme já trabalham com bola, mas isolados dos demais atletas (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Corinthians vive a expectativa de ganhar alguns reforços ao menos para o seu banco de reservas no Campeonato Brasileiro. Contra o Botafogo, no entanto, a equipe continuará sem contar com uma série de jogadores contundidos – o goleiro Cássio, os zagueiros Vilson e Pedro Henrique, o lateral esquerdo Uendel, os meias Danilo e Guilherme e o atacante Bruno Paulo.

“Temos jogadores capacitados para suprir essas ausências. Todo o mundo está treinando bem, batalhando pelo seu lugar. Na lateral, por exemplo, o Arana está dando conta do recado. Quem ganha com isso é o Corinthians, que tem jogadores preparados em variadas posições”, confiou o meia Marquinhos Gabriel.

No treinamento da manhã desta sexta-feira, véspera da partida que será disputada na Ilha do Governador, alguns jogadores recém-saídos do departamento médico mostraram evolução, embora não tenham sido convocados pelo técnico Fábio Carille para enfrentar o Botafogo.

Pedro Henrique e Bruno Paulo, que veio do Grêmio Osasco Audax após o Campeonato Paulista e ainda nem sequer estreou, voltaram a trabalhar com bola entre os suplentes. Já Uendel, que tinha uma lesão muscular na coxa direita, e Guilherme, em fase final de reabilitação de uma contusão na panturrilha direita, fizeram exercícios específicos no gramado, isolados dos demais.

Cássio, que tem visto Walter se destacar enquanto faz tratamento de uma dor no ombro esquerdo, não apareceu em campo. Danilo também não é esperado tão cedo – o veterano passou por cirurgia após sofrer fraturas na perna direita e só estará em ação novamente em 2017.

Além das baixas por motivos de lesão, o Corinthians não terá os suspensos meias Giovanni Augusto e Rodriguinho diante do Botafogo. Os substitutos serão os volantes Willians e Marciel.

Confira os relacionados do Corinthians para o jogo no Rio:

Goleiros: Matheus Vidotto e Walter
Laterais: Fagner, Guilherme Arana e Léo Príncipe
Zagueiros: Balbuena, Léo Santos e Yago
Volantes: Camacho, Cristian, Jean, Marciel, Warian e Willians
Meias: Marlone e Marquinhos Gabriel
Atacantes: Ángel Romero, Gustavo, Isaac, Léo Jabá, Lucca e Rildo

 

Helder Júnior
Da Gazeta Esportiva – São Paulo, SP

Desemprego sobe para 11,8% e atinge 12 milhões de pessoas, diz IBGE

desemprego-0754

Taxa de desemprego subiu para 11,8% no trimestre encerrado em agostoMarcello Casal Jr/Agência Brasil

A taxa de desemprego no Brasil, medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), subiu para 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados hoje (30). Nos três meses anteriores, a taxa estava em 11,2%, e já era a maior da série histórica.

A pesquisa aponta 12 milhões de pessoas desocupadas no país, população classificada assim por ter procurado emprego sem encontrar. Em relação a março, abril e maio, a população desempregada de junho, julho e agosto aumentou em 583 mil pessoas, ou 5,1%.

Já a população ocupada caiu 0,8% na comparação entre os dois trimestres, com a perda de 712 mil postos. Ao todo, esse contingente soma 90,1 milhões de pessoas. Apesar disso, o número de empregados com carteira assinada se manteve estável em 34,2 milhões.

Desemprego era de 8,7% em 2015

A comparação de junho, julho e agosto de 2016 com o mesmo período de 2015 mostra uma redução de 2 milhões de pessoas na população ocupada e um acréscimo de 3,2 milhões de pessoas na população desocupada.

No ano passado, a taxa de desemprego neste trimestre era de 8,7%, e também estava em uma trajetória de alta em relação aos trimestres anteriores.

O número de empregados com carteira assinada de 2016 caiu 3,8% em relação a 2015, com a saída de 1,4 milhão de pessoas desse grupo.

Rendimento se mantém estável

A pesquisa informa ainda que o rendimento médio real habitualmente recebido pelos brasileiros teve uma variação negativa dentro da margem que o IBGE considera de estabilidade. A renda média foi de R$ 2.011, 0,2% a menos que os R$ 2.015 do trimestre imediatamente anterior e 1,7% a menos que os R$ 2.047 registrados no mesmo período do ano passado.

A massa de rendimento real em todos os trabalhos também não apresentou em variação considerada significativa pelo IBGE frente a março, abril e maio, mas caiu 3% na comparação com 2015. O total está em R$ 177 bilhões.

 

 
Da Agência Brasil

Política: Saúde e mobilidade são desafios do próximo prefeito de São Paulo; veja propostas

sp-predios_sao_paulo

O acesso à saúde e melhorar a mobilidade urbana serão alguns dos desafios do próximo prefeito de São Paulo. A Agência Brasil buscou quais são as propostas dos candidatos para esses temas:

Altino

O candidato do PSTU, Altino Melo, defende acabar com qualquer forma de gestão privada da saúde, como as organizações sociais. Para ele, a saúde deve ser gerida exclusivamente pelo setor público e ter garantia de qualidade.

Em relação aos transportes, Altino acredita que a estatização total do sistema é a única forma de oferecer um serviço de qualidade com preço justo, chegando até a tarifa zero. Para ele, os preços das tarifas são elevados devido à necessidade de lucro das concessionárias que administram a rede de ônibus na capital paulista. Altino defende ainda que a prefeitura ajude a investir no sistema de metrô, gerido pelo governo estadual, e que se posicione pela reestatização das linhas do metropolitano já privatizadas.

Erundina

Luiza Erundina, do PSOL, quer acabar com os contratos com organizações sociais e outras entidades privadas na gestão de equipamentos de saúde. Pretende ainda estruturar a carreira dos funcionários públicos municipais que trabalham em hospitais, unidades básicas de saúde e na administração do sistema, com a descentralização da gestão da rede municipal e com ampliação da participação popular.

As licitações do transporte coletivo serão revisadas em uma eventual nova gestão de Luiza Erundina, que já foi prefeita da capital paulista e é deputada federal. Nessa linha, de diminuição dos custos para os usuários, a candidata quer ampliar a implantação da tarifa social. Para desafogar o trânsito, ela quer priorizar o fluxo nos corredores de ônibus. A atual política de redução da velocidade nas vias deve ser mantida.

Fernando Haddad

Estabelecer o controle social e a gestão participativa são algumas das propostas do atual prefeito, Fernando Haddad (PT), para a saúde municipal. Ainda sobre a gestão, ele tem a intenção de gradualmente reduzir a terceirização e a presença das organizações sociais na saúde municipal, com o objetivo de consolidar uma rede 100% pública. Caso seja reeleito, Haddad também quer ampliar o programa de atendimento a usuários de drogas, chamado De Braços Abertos.

Os deslocamentos a pé serão priorizados em um eventual segundo mandato de Haddad. O programa de governo do candidato prevê melhorar as calçadas, além de expandir a rede cicloviária da cidade. Em relação ao transporte público, as propostas são expandir as faixas exclusivas para ônibus, reduzir o tempo médio das viagens e aumentar a participação do transporte coletivo no deslocamento urbano.

Henrique Áreas

O candidato do PCO, Henrique Áreas, defende que todo o sistema de saúde seja gerido pelo governo federal. Também quer acabar com qualquer relação entre o setor privado e a rede pública de saúde.

Em relação à mobilidade urbana, Henrique Áreas propõe a estatização das grandes empresas de transporte e liberdade de operação para vans e perueiros.

João Bico

O foco na prevenção é o principal eixo das propostas do candidato do PSDC, João Bico, para a saúde. Ele propõe ainda a elaboração de um plano municipal para assegurar o acesso de toda a população à saúde e formas de atendimento às famílias.

Para melhorar a mobilidade na capital paulista, João Bico defende ampliar as parcerias com a iniciativa privada, investindo na infraestrutura viária. Também pretende rever o sistema de controle de tráfego, focando no apoio no cidadão e reduzindo a aplicação de sanções aos motoristas.

João Dória

Como forma de reduzir a fila de espera por exames, o candidato do PSDB, João Dória, pretende pagar para hospitais particulares para que os procedimentos sejam realizados das 20h às 8h. O chamado Corujão seria, segundo o candidato, uma medida emergencial para agilizar o atendimento à população. Além disso, ele pretende ampliar o uso da telemedicina, promovendo diagnósticos e orientações médicas à distância. O candidato propõe ainda a previsão de reformas nas unidades básicas de saúde e o preenchimento de vagas no programa Saúde da Família.

Em relação ao transporte público, João Dória propõe ajustar os corredores de ônibus para os parâmetros do BRT (Bus Rapid Transit), o que possibilitaria, segundo o candidato, o aumento da velocidade nas pistas exclusivas. Também pretende valorizar o deslocamento a pé, fazendo intervenções urbanas que facilitem a caminhada integrada com outros sistemas. Nas marginais Tietê e Pinheiros, tem a intenção de reverter as reduções de velocidade implantadas pela atual gestão.

Levy Fidelix

A criação de um cadastro único de todos os residentes na cidade e a criação de um plano de saúde municipal são as principais propostas do candidato do PRTB, Levy Fidelix, para a saúde. Com o plano, a intenção é facilitar o acesso à rede pública e à particular conveniada. O candidato quer ainda garantir que cada bairro tenha ao menos uma unidade básica de saúde.

Para melhorar o trânsito dentro da capital paulista, Levy Fidelix quer deslocar para regiões periféricas da cidade o Aeroporto de Congonhas, a Rodoviária do Tietê e a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Em relação ao transporte público, ele pretende construir novas linhas de monotrilho, chamados por Fidelix de aerotrem. Outra proposta é aumentar o número de táxis na cidade.

Major Olímpio

Em uma eventual gestão de Major Olímpio à frente da prefeitura paulistana, as subprefeituras passariam a ser as responsáveis pela saúde em suas regiões. O candidato também propõe mais investimentos, ampliando o número de leitos, a distribuição de medicamentos e aumentando o número de laboratórios para exames. Além de construir mais hospitais e ampliar os atuais programas voltados à usuários de drogas, com parcerias com os governos estadual e federal.

Igualar as condições de trabalho entre táxis e os motoristas do Uber é uma das propostas do candidato para a mobilidade na capital paulista. Ele pretende ainda promover uma renovação da frota da ônibus, com a exigência de ar- condicionado em todos os veículos. O candidato quer ainda rever as ciclovias já implementadas, porém expandir as vias para bicicletas nos locais onde o transporte for considerado seguro.

Marta Suplicy

A candidata pelo PMDB, Marta Suplicy, pretende informatizar o sistema de saúde do município, estabelecendo o controle na distribuição de medicamentos, prontuário eletrônico e facilitar a gestão de leitos e agendamento de consultas. Ela também propõe implementar um terceiro turno de atendimento nas unidades públicas de saúde, além do funcionamento aos fins de semana. Para os usuários de drogas, pretende estabelecer um programa de reinserção social.

As calçadas têm destaque nos planos de Marta para a mobilidade urbana. A candidata quer estabelecer um programa emergencial para padronizar os passeios públicos quanto à segurança, iluminação e acessibilidade, intensificando a manutenção. Para o transporte público, algumas das ideias são transformar pontos de ônibus com movimento intenso em pequenas estações de transferência e investir em novos corredores de ônibus em grandes avenidas.

Ricardo Young

O candidato da Rede, Ricardo Young, pretende aumentar as atribuições das atuais subprefeituras, que cuidam dos distritos municipais, transformando-as em co-prefeituras. Serão essas unidades que farão a gestão dos serviços de saúde, com participação popular via conselhos distritais.

Como grande problema da mobilidade, Ricardo Young vê o processo de getrificação, no qual os bairros melhor localizados são supervalorizados, obrigando os moradores de menor renda a irem para regiões mais distantes. Por isso, o candidato defende a adoção de modelos de planejamento global, que não olhem o transporte de maneira isolada.

Russomanno

O foco na prevenção é a principal proposta de Celso Russomanno, do PRB, para a saúde. Segundo ele, evitando o agravamento de doenças os R$ 9 bilhões disponíveis no orçamento anual da prefeitura poderão ser melhor investidos, permitindo a contratação de mais médicos e profissionais de saúde, com salários melhores e plano de carreira. O candidato acredita ainda que dessa forma os recursos serão suficientes para investir em infraestrutura e equipamentos.

Para o transporte público, Celso Russomanno, pretende ampliar o número de terminais de ônibus, para melhorar a conexão entre linhas, e revisar a política de tarifas, diminuindo o impacto no orçamento das famílias de baixa renda. O candidato pretende ainda revisar a política de redução de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros e a implantação de radares e lombadas eletrônicas.

 
Da Agência Brasil

Bandeira tarifária de outubro é verde, sem valor adicional nas contas de luz

luz_1308a-

Bandeira tarifária a ser aplicada nas contas de luz em outubro será verde, sem custo para os consumidores de energia elétricaMarcelo Camargo/Agência Brasil

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em outubro será verde, sem custo para os consumidores de energia elétrica. Este é o sétimo mês seguido que a bandeira é verde, que significa que não haverá nenhum valor adicional a ser pago.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os principais fatores que contribuíram para a manutenção da bandeira verde são a evolução positiva do período úmido de 2016, que recompõe os reservatórios das hidrelétricas, o aumento de energia disponível com redução de demanda e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015, como forma de recompor os gastos extras das distribuidoras de energia com a compra de energia de usinas termelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade.

Cores

Desde o início da vigência do sistema, até fevereiro de 2016, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, posteriormente, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh. Em março deste ano, a bandeira passou para amarela (com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh) e, desde abril deste ano, ela é verde.

Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

 

 

Da Agência Brasil

Alunas passam mal após comer doce de amiga

Estudantes de escola estadual, todas com 12 anos, foram internadas com intoxicação na tarde de terçadoc-doce-escola

Foto: Reprodução/Tv Globo

Seis estudantes de uma escola estadual da Zona Leste da capital passaram mal e precisaram de atendimento médico depois de comer um doce de avelã oferecido por uma colega na hora do recreio na terça-feira (27). As estudantes têm 12 anos e não correm risco de morrer.

As meninas estudam na Escola Estadual Professor Caetano Miele, em Cangaíba, e foram levadas para o Hospital Municipal do Tatuapé.

O pote com o que restou do doce foi apreendido e vai passar por uma perícia. A garota que levou o doce para a escola não comeu o alimento. Na delegacia ela disse que ganhou o doce de uma vizinha. A polícia não divulgou o teor do depoimento.

O pai de uma das estudantes que foram internadas disse que a filha relatou ter se sentido mal cerca de dez minutos após ingerir o produto. Segundo ele, a menina afirmou ainda que percebeu que o doce tinha uma consistência que parecia uma ‘areinha’.

A Secretaria Municipal da Saúde disse que as jovens tiveram intoxicação, foram avaliadas, acompanhadas e medicadas. Segundo a pasta, elas receberam alta. “O exame constatou a presença de uma substância que não é compatível com os ingredientes do produto”, disse, em nota. A Secretaria Estadual da Educação afirmou que o caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar.

 

Por: Diário SP

Construção de 40 mil unidades dará início a nova faixa do Minha Casa, Minha Vida

min-1011354-08042016_dsc9539- 

Nova fase do Minha Casa, Minha Vida terá 40 mil unidades habitacionais e contemplará famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 2.350Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério das Cidades autorizou a construção de 40 mil novas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, por meio de instrução normativa publicada hoje (29) no Diário Oficial da União. Esse é o início da execução da faixa 1,5 do programa.

A modalidade contemplará famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 2.350. A família beneficiada contará com subsídios de até R$ 45 mil, conforme renda e localização do imóvel, além de juros (5% ao ano) reduzidos para financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Segundo o ministério, a faixa 1,5 tem como principal característica oferecer um subsídio maior do que o da faixa 2 para atender famílias que não conseguem comprar um imóvel nesse valor.

Para a nova faixa de operação de financiamento não haverá seleção de famílias por prefeituras. Os candidatos devem procurar as instituições financeiras e construtoras para que sejam enquadrados nos critérios estabelecidos, informou o ministério.

No dia 11 de agosto, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, afirmou que serão destinados para esta faixa R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 1,4 bilhão em subsídios (R$ 1,26 bilhão do FGTS e R$ 140 milhões do Tesouro Nacional), e R$ 2,4 bilhões em financiamentos do FGTS.

Fim do sorteio

O ministério das Cidades também publica hoje outros critérios para participar do programa, entre eles, extinção de sorteio, no âmbito do programa, dos proponentes de financiamento com recursos do FGTS. A determinação altera o disposto na Portaria 115/2016, que aprovou a Carta Minha Casa, Minha Vida (Carta MCMV), de caráter informativo, e os procedimentos para sua obtenção e utilização nas operações de financiamento.

“O enquadramento em critérios que colaborem com o atendimento a um número maior de famílias faz parte de uma nova postura de governança da pasta e garante isonomia ao processo”, informou Henriqueta Arantes, secretária Nacional de Habitação, em nota

 

Da Agência Brasil

 

Educação: 73% dos professores propõem atividades com uso da internet no país

inter-alfabetizar

A maioria dos professores usam a internet e aproveitam a rede em atividades com os alunos, constatou a pesquisa TIC Educação divulgada hoje (29). Segundo o estudo, 100% dos docentes de escolas particulares e 98% dos que lecionam na rede pública são usuários da internet. Desses, 73% trabalham com o ambiente virtual em suas aulas. São diversas formas de aproveitamento: aulas expositivas (52%), trabalhos sobre temas específicos (59%) e solução de dúvidas individuais (45%).

A diferença mais marcante entre o uso da rede em escolas privadas e públicas é em relação a presença da internet na sala de aula. Nas instituições particulares, 50% dos professores usam o ambiente virtual com os estudantes na própria sala de aula e 29% em laboratórios de informática. Nos estabelecimentos de ensino estaduais e municipais, o número de docentes que usa a internet na sala de aula cai para 23% e o dos que aproveitam as ferramentas da rede em laboratórios de informática fica em 35%.

Entre os estudantes, 75% dos matriculados em escolas públicas usam internet no celular, contra 87% nos estabelecimentos privados – média de 78%. Entre os professores, 92% dos que lecionam em instituições particulares acessam a rede no telefone móvel, percentual que fica em 82% dos que trabalham na rede pública – média de 85% dos docentes.

A internet no celular é usada por 39% dos professores em atividades com os alunos. Nas escolas particulares esse número chega a 46% e nas públicas fica em 36%. O índice é maior nas classes do 2º ano do ensino médio (42%) e menor nas séries menos avançadas: 35% nos 4º e 5º anos do ensino fundamental e 38% nos 8º e 9º anos.

Wi-fi

Quanto à disponibilidade de acesso à internet, 94% das escolas privadas e 84% das públicas têm redes sem fio. No entanto, a maioria dos alunos não tem acesso à senha da rede wi-fi. Em apenas 16% das escolas particulares o acesso é livre para todos, percentual que fica em 6% nos estabelecimentos estaduais e municipais. Em apenas 19% das instituições privadas os alunos podem acessar a rede sem fio com uma senha – 16% nas escolas públicas. Em 58% das escolas particulares e em 62% das públicas a internet wi-fi é fechada para os estudantes.

A pesquisa foi realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), através do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). Foram entrevistados 898 diretores de escolas, 861 coordenadores pedagógicos, 1,63 mil professores e 9,21 mil alunos entre setembro e dezembro de 2015. O estudo envolveu 898 escolas.

 
Da Agência Brasil

 

 

Corinthians vence Cruzeiro por 2 a 1 e sai em vantagem nas quartas de final da Copa do Brasil

Da Redação; A vitória por 2 a 1 deixa o time paulista com vantagem pequena para a partida de volta

cor-228869146

Romero marcou o segundo gol da vitória do Corinthians

O Corinthians venceu o Cruzeiro por 2 a 1 na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira (28) na Arena Corinthians. No entanto, o time vencia por 2 a 0, mas o adversário marcou o gol fora de casa, que diminuiu a vantagem corintiana.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 19 de outubro pelo jogo de volta, no Mineirão. Como fez um gol em São Paulo, o Cruzeiro precisa de uma vitória por 1 a 0 para garantir a classificação no tempo normal. Se vencer por 2 a 1, o time mineiro leva a decisão para os pênaltis.

A partida começou com os dois times demonstrando muito equilíbrio. O Corinthians chegou a criar algumas chances perigosas, mas pecava na finalização, especialmente com Rodriguinho, que bateu por cima em duas ocasiões.

Aos 42 minutos, o Cruzeiro passou perto de abrir o placar em belo chute de Willian. O ex-atacante do Corinthians arriscou de fora da área, a bola explodiu na trave e ainda bateu nas costas do goleiro Walter antes de sair pela linha de fundo. Após o susto, o time da casa tentou responder, mas não teve tempo para reagir.

Após o intervalo, no entanto, o Corinthians voltou com outra postura e abriu o placar logo no primeiro minutos. Rodriguinho arriscou de fora da área, o goleiro Rafael deu rebote e Marquinhos Gabriel cruzou rasteiro. Romero chegaria para completar e estufar as redes, mas o zagueiro Léo se antecipou e acabou marcando gol contra.

Sete minutos mais tarde, Marlone arriscou chute com força e Romero completou de cabeça, ampliando a vantagem corintiana. Um atacante não balançava as redes pelo Corinthians desde o dia 3 de julho, quando o próprio Romero marcou dois gols na vitória por 4 a 0 sobre o Flamengo pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico Mano Menezes promoveu alterações ofensivas com as entradas de Arrascaeta, Ábila e Alisson e as mudanças surtiram efeito. Aos 32 minutos, o goleiro Rafael bateu para o ataque e o zagueiro Balbuena falhou. A bola sobrou pra Ábila que rolou para Robinho bater colocado no canto direito de Walter e diminuir o placar.
Confira outros resultados da Copa do Brasil 2016

19:30-ATLÉTICO – MG 1 x 0 JUVENTUDE – RS-Mineirão – Belo Horizonte – MG
19:30-SANTOS – SP 2 x 1 INTERNACIONAL – RS-Vila Belmiro – Santos – SP
21:45-GRÊMIO – RS 2 x 1 PALMEIRAS – SP-Arena do Grêmio – Porto Alegre – RS I

 

Da Agência FPF

Gol de Zé Roberto faz palmeirenses confiarem em virada

Gabriel Jesus, Lucas Barrios e Dudu se mostraram confiantes quanto ao jogo de volta. Rafael Marques recordou duelo contra o Flu em 2015

Uma derrota é sempre traumatizante, mas o gol marcado, de pênalti, por Zé Roberto, contra o Grêmio, reforçou a confiança do grupo do Palmeiras para conseguir a classificação na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, após revés por 2 a 1, em Porto Alegre.

Na saída de campo os jogadores palmeirenses se mostraram confiantes para o jogo no Allianz Parque, dia 19 de outubro. Um deles foi Gabriel Jesus, que negou que o time tenha ido ao Sul para se defender e ainda chamou o torcedor para lotar o estádio.

pal-57ec8c2a92e14
Palmeirenses comemoraram muito o gol de pênalti de Zé Roberto, contra o Grêmio (Foto: Ricardo Rímoli/Lancepress!)
Foto: LANCE!

“A gente veio para jogar o jogo, não veio para se defender, a gente nunca fez isso e não vai ser agora que vamos fazer, a gente propôs o jogo, em duas infelicidades nossas levamos dois gols, conseguimos fazer um gol, o que coloca a gente vivo pro segundo jogo e tenho certeza que a torcida vai lotar o Allianz”, declarou.

O paraguaio Lucas Barrios, que entrou a poucos minutos do apito final, também se mostrou confiante na virada e reforçou a importância do gol fora em competições nesse formato.

“Eu acho que o primeiro tempo a gente vinha de um resultado atrás, a gente conseguiu fazer 2 a 1 e sabemos da importância disso no mata-mata. Acho que a gente pode conseguir. Só depende de vitória em casa.”

Rafael Marques viu no resultado semelhança com o cenário que se desenhou na semifinal da Copa do Brasil do ano passado, quando o Palmeiras perdia a partida de ida por 2 a 0 para o Fluminense e Zé Roberto diminuiu também com um gol de pênalti. Na volta, o Verdão fez 2 a 1 e venceu nos pênaltis.

“No comecinho indo bem, a equipe talvez sentiu o gol. Bola parada nós falhamos. No segundo tempo voltamos melhor. Um gol coloca a gente na briga. Ano passado, foi assim contra o Fluminense. Agora é tirar da Copa do Brasil e focar no Brasileiro.”

Dudu foi outro que se mostrou tranquilo e crente em um resultado positivo no Allianz Parque.

“Tivemos disposição como eles tiveram, mas conseguimos fazer um gol, vitória simples a gente se classifica”, finalizou.

O Palmeiras desembarca em São Paulo na tarde desta quinta-feira e volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro, já que enfrenta o Santa Cruz, na próxima segunda-feira, em Recife, pela manutenção da liderança.

 

Do LANCE!

SP inicia operação de combate às fraudes em postos de combustível

Objetivo é combater organizações criminosas que lesam o consumidor

Foto: A2img / Ciete Silvério

Operação de fiscalização aos postos de gasolina

Operação conta com a participação de diferentes órgãos do governo

Assista ao vídeo

Com o objetivo de combater fraudes na venda de combustíveis e proteger o consumidor, o Governo do Estado de São Paulo iniciou na madrugada desta quarta-feira (28) uma operação conjunta de fiscalização em postos de combustível.

A ação envolve as secretarias de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania e daSegurança PúblicaIpem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), ANP (Agência Nacional do Petróleo), Fundação Procon-SP e Ministério Público. Um dos postos fiscalizados teve duas bombas de gasolina lacradas.

O governador Geraldo Alckmin, o secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Elias Rosa, e o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, acompanharam no início da operação nesta madrugada no centro da capital.

Alckmin afirmou que “por trás das fraudes está um esquema organizado que prejudica os postos de combustíveis que trabalham de acordo com a legislação”. “São organizações criminosas muito estruturadas envolvendo fortunas de dinheiro que lesam o consumidor. Primeiro no volume, põe 30 litros de combustível, entra 27 ou 28 no tanque de combustível, fraude de qualidade, álcool aguado, gasolina fraudada. Tudo isso prejudica a população e fecha o posto sério que não consegue competir com as organizações criminosas”, disse o governador.

Cobertura
A operação, que não tem data para terminar, será feita em todo o Estado. Segundo o secretário da Justiça, Márcio Elias Rosa, as fiscalizações nos postos de combustíveis tem sido feitas com frequência. “Nós cancelamos mais de 1.200 inscrições estaduais em todos esses anos de operação no Estado de São Paulo e fiscalizamos mais de 118 mil bombas”, explicou.

Em um posto de combustível na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo, o proprietário foi notificado e teve duas bombas lacradas por problemas de volumetria. “Para quem abastece um tanque de 40 litros, estamos falando em uma perda de meio litro de combustível”, disse o superintendente do Ipem-SP, Guaracy Fontes Monteiro, que acompanhou a operação.

A loja de conveniência do posto também foi notificada pelo Procon-SP. No local, foram encontrados produtos com data de validade vencida.

 

 

Com informações do Portal do Governo do Estado de SP