São Paulo compra em definitivo atacante Gabriel, destaque do Sub-20

Em: Futebol, Guarani, Mercado, São Paulo

O São Paulo segue reforçando seu elenco para a temporada de 2017 e o recheando de jovens promessas. Nesta quarta-feira, horas depois de acertar a chegada do lateral esquerdo Junior Tavares, ex-Grêmio, o Tricolor exerceu a opção de compra em definitivo do atacante Gabriel, que pertencia ao Guarani e estava emprestado ao clube do Morumbi.

O jogador foi um dos destaques do time Sub-20 tricolor na segunda metade de 2016, ano em que a categoria conquistou cinco títulos. Gabriel, de 20 anos, assinou vínculo para ficar no São Paulo até 2019.

O atacante é alto e atua como referência na área. No ano, ele jogou em 16 partidas e anotou 14 gols pelo Tricolor. Gabriel se destacou especialmente nas conquistas da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista Sub-20. No estadual, ele fez três gols na goleada por 5 a 0 sobre o rival Corinthians e balançou a rede duas vezes na vitória por 4 a 2 sobre o Capivariano na decisão.

gabri-gabriel
Atacante, que pertencia ao Guarani, marcou 14 gols em 16 jogos pelo Sub-20 tricolor em 2016 (Foto: Érico Leonan/SPFC)

Gabriel também vestiu a camisa do São Paulo na Copa Paulista, jogando contra times profissionais como Ituano, Mirassol e Red Bull Brasil, que disputam o Paulistão em 2017.

O técnico Rogério Ceni, que já deixou claro que quer contar com jogadores da base em seu trabalho, ganha mais uma opção para o ataque tricolor. Até agora, além de Gabriel, o argentino Chávez, Gilberto e o também garoto Pedro Bortoluzo são as alternativas para atuar como referência.

 
Da Gazeta Esportiva

Santos confirma contratação de Leandro Donizete, do Atlético-MG

Em: Atlético-MG, Mercado, Notícias, Santos

sfc-27899698074_81229ee309_o-1024x683

Donizete desembarca no CT Rei Pelé logo nos primeiros dias de janeiro (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O Santos já tem seu novo ‘cão de guarda’ para a disputa da Copa Libertadores da América de 2017. Na tarde desta quarta-feira, o presidente Modesto Roma Júnior confirmou para a Gazeta Esportiva a contratação do volante Leandro Donizete, do Atlético-MG.

O jogador é o quarto reforço do Peixe para a próxima temporada. Anteriormente, o clube já havia fechado com o zagueiro Cleber, do Hamburgo, o lateral-direito Matheus Ribeiro, do Atlético-GO, e o atacante Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla, da Colômbia. Donizete, assim como os outros três atletas, é esperado no CT Rei Pelé na primeira semana de janeiro, quando irá fazer exames médicos e se apresentar ao técnico Dorival Júnior.

O treinador, inclusive, foi fundamental para o acerto do alvinegro com o volante de 34 anos. Mesmo após receber propostas de outras equipes do Brasil, o atleta escolheu o Santos pois tem o desejo de atuar na equipe de Dorival. Ele é grato pela projeção ao futebol nacional que recebeu quando saiu da Ferroviária para o Coritiba em 2008 a pedido do técnico, que também já o indicou para o Flamengo, em 2012, e ao próprio Peixe, no começo do ano.

Com contrato de três anos, Donizete vai receber cerca de R$ 200 mil por mês de salário. Inicialmente, o volante não estava na lista de nomes pedidos pelo comandante santista. Porém, como ele não estava acertando sua renovação de contrato com o Atlético-MG, a diretoria viu a sua contratação como um boa oportunidade para a disputa da Libertadores.

 

Do correspondente Vitor Anjos – Santos, SP
Gazeta Esportiva

Pegue a calculadora para encarar o ‘bate-volta’

Aumento no preço do combustível e também dos pedágios deixou a viagem mais salgada este anopraii-praia-nc-9430

Foto: Nelson Coelho/DiárioSP

Vai para a praia? Antes de fazer as malas, o ideal é fundamental saber quanto custa a viagem até o litoral para não ter surpresa quando as férias acabarem. O DIÁRIO fez as contas do bate-volta e mostra o preço da viagem rapidinha para as praias paulistas. Fique atento na hora de abastecer, já que a gasolina está compensando mais do que o etanol.

Para ir à Praia Grande, é possível gastar, por exemplo, R$ 64 abastecendo com gasolina ou R$ 68 com etanol, levando em conta o pedágio. A diferença pode parecer pequena, mas garante uma cervejinha ou refrigerante a mais à beira-mar. As estimativas de cálculo foram feitas com o preço médio do combustível na capital e a autonomia do Chevrolet Ônix, veículo mais emplacado em 2016 que faz 10,5 km/l de etanol e 15,3 por litro de gasolina.

Caso seu veículo tenha outro consumo, aplique o preço médio do combustível e dos pedágios para ter ideia do quanto irá gastar para a viagem.

Para quem escolher ir de ônibus, o preço da passagem de ida e volta para Praia Grande para uma pessoa é de R$ 67.

Fazer as contas é importante, aliás, para saber quanto se tem para investir na praia. De acordo com o educador financeiro Edélcio Fonseca, o orçamento deve envolver toda a família, desde os gastos mais básicos, como o da locomoção. “Levar produtos daqui para lá, por exemplo, também economiza muito. O ideal é que a pessoa consiga viajar sem fazer o uso do cartão de crédito e dívidas que durem depois que a viagem acabe”, explicou.

Por conta da grana curta, a bancária Mariana Pinese, de 28 anos, trocará uma semaninha no litoral por um bate e volta à praia. “Eu vou mesmo para cumprir a tradição de passar o Ano-Novo na Baixada. Além de estar sem dinheiro, como a data é no domingo e eu trabalho na segunda-feira, não terei tempo”, contou ela, que deve ir para Santos ver a queima de fogos.

Mais caro

A inflação deixou a curtição no litoral 5% mais salgada, em média, em relação ao ano passado. Mas os destinos que usam a Rodovia Tamoios estão ainda mais pesados. Desde abril de 2016, a estrada, que agora está sob concessão, cobra pedágio. Se antes o turista que saía de São Paulo rumo a São Sebastião gastava R$ 18,40 com pedágio para ir e voltar, hoje precisa desembolsar R$ 39,20 no mesmo trajeto.

Além da preocupação financeira, antes de sair de casa e pegar a estrada é essencial fazer uma revisão no carro.

praiii-praia1

 

 
Por: Larissa Quintino 
Diario SP

Bandidos explodem cofre de banco em Vargem Grande Paulista

vgp-8763

Por volta das 04h50 desta terça-feira(27), indivíduos fortemente armados trocaram tiros com a Polícia Militar, após invadirem duas agências bancárias em Vargem Grande Paulista.

Segundo informações levantadas pela reportagem do Portal Viva Cotia, cerca de 15 indivíduos chegaram em dois veículos e entraram nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, localizadas lado à lado, na Av Elias Alves da Costa, no Centro. Em seguida explodiram o cofre do Banco do Brasil.

A Polícia Militar foi acionada via Copom, informando que o alarme de um banco havia disparado. Uma viatura foi ao local averiguar o ocorrido e se deparou com um caminhão Mercedes Benz verde e um veículo Fiat Uno prata, atravessados na avenida embaixo da passarela. Neste momento os policiais desconfiaram que podia se tratar de roubo a banco e desceram da viatura, momento em que foram recebidos por diversos tiros de fuzil por bandidos que estavam escondidos atrás do caminhão, enquanto os comparsas estavam dentro do banco.

Os tiros atingiram a viatura e os policiais se abrigaram. Um deles correu até a base da GCM para pedir apoio, porém os guardas civis sequer conseguiram ingressar na avenida por causa dos tiros.

Segundo a polícia, após 10 minutos de intenso tiroteio, os bandidos saíram do local em dois veículos e fugiram sentido Ibiúna. Ninguém se feriu.

O roubo

Após a fuga foi constatado que eles haviam simultaneamente entrado nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, e com uso de explosivos detonaram os cofres que estavam no interior das agências.

Ao entrar em contato com os proprietários do caminhão e Uno Mille usados na ação, estes contaram que passavam pelo local quando foram abordados por indivíduos fortemente armados que os obrigaram a atravessar os veículos na via para impedir a chegada da polícia.

A autoridade policial do DP de Cotia foi informada e acionou perícia no local. Foram encontradas dentro da agência várias cédulas intactas e outras rasgadas, além de estojos de munição calibre 762, 556 e 380.

Segundo a polícia, do cofre da Caixa Econômica Federal nenhuma quantia foi levada, pois estava vazio e não conseguiram entrar na “sala forte” onde estava o dinheiro. Porém no Banco do Brasil, os bandidos explodiram o cofre que fica na parte interna e também o baú dos caixas eletrônicos, de onde roubaram aproximadamente R$700.000,00 (setecentos mil reais).

As câmeras da Caixa Econômica registraram a ação dos ladrões e mostram a chegada de pelo menos dois veículos, sendo um deles possivelmente uma Ecosport prata e outro veículo de cor escura. Na ação haviam cerca de 15 à 20 indivíduos, alguns armados com fuzis, sendo possível verificar o momento em que atiram na viatura da polícia.

A ocorrência está sendo investigada pelo Setor de Investigações Gerais (SIG) da Delegacia Seccional de Carapicuíba.

O caso está sendo registrado no DP de Vargem Grande Paulista. Atendeu a ocorrência a viatura do CGP4, M-33401 Sgto Kneppe e Sd Warley, com apoio de demais viaturas.

Imagens postadas nas redes sociais mostram a ação dos bandidos AQUI

 

Do Portal Viva Cotia

Com liberação de preços, cada lojista pode decidir se concede desconto à vista

Com a liberação para cobrar preços diferentes de acordo com a forma de pagamento, conceder desconto quem comprar à vista vai depender de cada lojista e da necessidade financeira do seu comércio. A afirmação é do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal, Álvaro Silveira Júnior, ao comentar a Medida Provisória (MP) 764, publicada ontem (27) no Diário Oficial da União, que autoriza a diferenciação de preços.

notas_50_20_10_05_02-1
Quem pagar à vista pode receber desconto, mas a decisão vai ser de cada lojistaMarcello Casal/Agência Brasil

Para Silveira, essa possibilidade é um benefício para o consumidor e vai dar a liberdade de poder pagar mais barato sem arcar com as taxas de cartão de crédito, que giram em torno de 5% . Segundo ele, os lojistas já estabeleciam preços que comportavam essa margem. “Quem pagava à vista não tinha nenhum benefício”, disse. “Agora vai ter dois preços: à vista e para quem pagar à prazo”.

A MP, entretanto, não obriga os lojistas a concederem o desconto e, segundo Silveira, os valores vão depender de cada lojista. Caso ele precise de fluxo de caixa, por exemplo, pode conceder mais descontos à vista; mas também há aqueles segmentos que são mais sensíveis, como farmácias e postos de combustíveis, que já têm uma margem pequena de lucro.

Apesar de proibido pela regulamentação anterior, o desconto nos pagamentos à vista ou em dinheiro em espécie já vinha sendo praticado no comércio varejista, que tem liberdade de preços, e segundo declarações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a MP publicada ontem vem somente “regular” tal prática. O objetivo da medida é estimular a competição entre os diversos meios de pagamento e reduzir os juros do cartão de crédito.

Para a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, a MP oferece mais uma opção de pagamento ao consumidor, que definirá a melhor escolha de acordo com suas necessidades. “A Abecs acredita que o meio eletrônico de pagamento continua sendo a melhor opção, pois gera mais conveniência, praticidade e segurança para o consumidor e também para o comerciante, que elimina os custos com inadimplência e manuseio de dinheiro e cheque”, informou, em nota.

Segundo Silveira, a segurança é uma preocupação, mas os lojistas já usam meios para evitar prejuízo com assaltos, como fazer depósitos frequentes do dinheiro em caixa.

Para a Proteste, entidade de defesa do consumidor, a medida de diferenciação de preços é “abusiva”. “Ao aderir a um cartão de crédito, o consumidor já paga anuidade ou tem custos com outras tarifas e paga juros quando entra no rotativo. Por isso, não tem por que pagar mais para utilizá-lo”, informou, em nota. A associação recomenda ao consumidor que não adquira bens e serviços em empresas que adotarem a prática.

Um dos principais temores é que se torne comum embutir os custos do cartão já no preço anunciado dos produtos. Dessa maneira, ao conceder o desconto à vista, o comerciante estaria na verdade cobrando o que seria o preço normal.

A medida faz parte de um pacote de medidas microeconômicas anunciadas pelo governo na semana passada para estimular a economia, que passa por um período de forte recessão.

*Colaborou Felipe Pontes

 
Da Agência Brasil

Temer vetará parte do projeto de renegociação das dívidas dos estados

michel-200012003-2245

O presidente Michel Temer vetará algumas das alterações feitas pelo Congresso no projeto de lei que trata da renegociação das dívidas dos estados com a União. De acordo com a Casa Civil, um dos vetos será o do capítulo relativo à retirada das contrapartidas a serem dadas pelos estados em troca do alongamento de suas dívidas, bem como da suspensão e posterior retomada gradual do pagamento das parcelas.

Não foi confirmado até o momento se o projeto será ou não vetado em sua integralidade. A Casa Civil informa apenas que o veto a ser aplicado no capítulo que trata da recuperação fiscal das unidades federativas será feito, pois a proposta inicial apresentada pelo governo foi descaracterizada no Congresso e o veto é no sentido de garantir o ajuste fiscal.

Nas reuniões que teve com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles – ontem (27) no final da tarde e na manhã de hoje (28), em Brasília –, Temer fez um balanço sobre as medidas econômicas mais recentes. A assessoria do Planalto não confirmou se a questão das dívidas dos estados estava na pauta. O assunto, no entanto, foi discutido ontem na reunião que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), teve com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia.

Na saída do encontro com Maia, Guardia disse que o governo está buscando, junto com o Legislativo, soluções que permitam criar um mecanismo eficaz para ajudar a resolver o problema dos estados em situação mais grave, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

No início da tarde de hoje, o Ministério da Fazenda divulgou uma nota na qual informa que continua trabalhando para encontrar “uma solução que dê instrumentos aos necessários ajustes fiscais dos estados, considerando que o presidente da República decidiu vetar parcialmente o projeto de lei que prevê a renegociação das dívidas com a União”. A nota acrescenta que o governo vetará “integralmente o Capítulo II do projeto que cria o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal”.

Projeto de renegociação

O projeto que trata da renegociação das dívidas dos estados foi aprovado pelo Senado e depois foi alterado na Câmara dos Deputados, que acabou por retirar as contrapartidas propostas pelo Executivo para os entes federativos.

O texto aprovado prevê o alongamento da dívida por 20 anos e a suspensão do pagamento das parcelas até o fim deste ano, com retomada gradual a partir de 2017.

O projeto de lei aprovado pelo Congresso estabelece um novo prazo de pagamento da dívida dos estados com a União, que passa a ser de 360 meses, contados a partir da data de celebração do contrato com cada unidade da federação. Com isso, as parcelas de pagamento terão seu valor reduzido.

Os estados em situação mais calamitosa que aderissem ao regime de recuperação fiscal teriam uma moratória de 36 meses no pagamento da dívida.

Em troca, o governo queria que os estados promovessem o aumento da contribuição previdenciária dos servidores, suspendessem aumentos salariais e a realização de concursos públicos, privatizassem empresas e reduzissem incentivos tributários. Todas essas contrapartidas foram derrubadas pelos deputados.
Da Agência Brasil

Segundo suspeito de matar ambulante em São Paulo é preso

Felipe Rau/Estadão Conteúdosuspeitos-65432

Alípio Rogério Belo dos Santos, 26, e Ricardo Martins do Nascimento, 21, são levados pela polícia

O segundo suspeito pelo assassinato do vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, na noite do último domingo (25), na Estação Pedro II do metrô, no centro da cidade, foi preso no início da tarde (28). Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26 anos, foi localizado pela Polícia Civil em Itaquera, na zona leste de São Paulo, por meio de uma denúncia feita ao Departamento Estadual de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade).

O rapaz chegou à Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom) sob gritos de “assassino”. De acordo com o delegado Rogerio Marques, titular da Delpom, Alípio apresentava ferimentos na perna, no joelho, no braço e na cabeça.

Alípio é acusado de ter espancado Ruas até a morte com a ajuda do primo Ricardo Martins do Nascimento, 21 anos, que está preso desde a noite de ontem. Ricardo Nascimento foi encontrado na casa de um amigo, em Itupeva, na região de Campinas, interior de São Paulo.

“Às 13h30 chegou uma denúncia anônima sobre um local [em que Alípio estaria], já estávamos na proximidade. Conseguimos nos dirigir ao local e ao chegar lá, na zona leste, em Itaquera, o advogado estava saindo com ele possivelmente para se entregar”, disse o delegado.

Marques confirmou que Alípio foi preso após uma denúncia anônima, mas não comentou sobre a recompensa de R$ 50 mil que a Secretaria de Segurança Pública teria oferecido por informações sobre o paradeiro dos dois agressores.

Segundo o delegado, Alípio disse estar arrependido, “que foi uma agressão boba porque ele estava bêbado”. Neste momento, de acordo com o delegado, Alípio será reconhecido pelas vítimas e testemunhas.

Ele será levado depois para o 77º Distrito Policial, em Santa Cecília, na região central da capital paulista, para onde são levados os presos temporários. “A prisão dele já está decretada: 30 dias, prorrogáveis por mais 30 dias, que é o prazo que teremos para acabar o inquérito policial”, explicou Marques.

Na manhã de hoje (28), Ricardo foi ao Delpom, para que testemunhas da agressão pudessem fazer o reconhecimento de seu envolvimento na agressão.

O delegado disse que hoje as 14 testemunhas prestarão depoimento.

Se condenados, Alípio e Ricardo devem responder pelos crimes de homicidio qualificado e lesão corporal, segundo o delegado.

*Matéria ampliada às 15h44

 

Da Agência Brasil

PIS/Pasep: mais de 900 mil pessoas podem sacar abono salarial de 2014 até dia 29

O prazo para sacar o abono salarial de 2014 termina no próximo dia 29 de dezembro, quinta-feira. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), pouco mais de 900 mil pessoas têm direito a receber o dinheiro e ainda não efetuaram o saque. A retirada do benefício pode ser feita nas agências bancárias até o dia 29, mas se o trabalhador tem o cartão cidadão com senha, poderá sacar em um terminal de autoatendimento da Caixa Econômica ou em casas lotéricas até sexta-feira (30).

caixa_-_tania_rego_0
Saque do abono salarial ano-base 2014 termina no próximo dia 29 nas agências da Caixa Econômica FederalArquivo/ Agência Brasil

O abono salarial ano-base 2014 está disponível para trabalhadores inscritos no Programa de Integração Social (PIS) ou Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) com pelo menos 30 dias de trabalho com carteira assinada naquele ano. O PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e o Pasep, aos do setor público. O trabalhador pode consultar no site do MTE a relação de pessoas com direito ao benefício.

O prazo original de saque do abono expirava no final de junho, mas 1,2 milhão de pessoas ainda não tinha feito o saque. Até 19 de dezembro, o MTE registrou 284,8 mil trabalhadores sacaram o benefício. Ou seja, 76% dos beneficiários que perderam o prazo inicial ainda não efetuaram o saque. São R$ 802 milhões disponíveis, considerando o valor médio de saque individual, de R$ 874,84.

O estado de São Paulo é aquele com mais saques pendentes. Dos 395.188 trabalhadores com direito ao abono, 353.054 ainda não retiraram o dinheiro. No Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, mais de 60% dos que têm direito ao benefício ainda não sacaram. “Em um cenário de dificuldades e restrições pelo qual passam as pessoas, esse abono salarial poderá ser alento para muitos chefes de família em todo o País”, disse o coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges.

O Ministério do Trabalho recomenda que os trabalhadores não deixem o saque para o último dia, pois caso haja problemas na operação não haverá tempo hábil para a resolução.

Segundo o ministério, é comum os atendentes bancários pensarem que se trata do benefício referente a 2015 e, após checar os dados do trabalhador, informar que ele não tem direito ao saque. Nesse caso, a orientação é explicar que se trata do abono salarial do ano-base 2014. Caso ainda assim os dados não sejam localizados, é possível pedir para fazer uma atualização cadastral no próprio banco.

 

 

Da Agência Brasil

Corinthians efetiva o técnico Fábio Carille

Timão desistiu de contratar um treinador e promoveu o auxiliar técnico do clubecor-fabio-carille

Foto: Daniel Augusto/Ag. Corinthians

O Corinthians encerrou suas buscas por um novo treinador após a demissão de Oswaldo de Oliveira, há uma semana. O Timão confirmou que Fábio Carille, que era auxiliar técnico, foi efetivado, nesta quinta-feira (22).

O anúncio foi feito em entrevista coletiva no CT do clube, nesta quinta, pelo diretor de futebol Flavio Adauto. “Ninguém mais adaptado e com conhecimento desse elenco do Corinthians. Não é necessária nenhuma integração. Queremos honrar as tradições do Corinthians, que sempre teve muita força na base”, explicou.

O dirigente ainda afirmou que nenhum nome especulado pela imprensa foi realmente procurado, com a exceção do colombiano Reinaldo Rueda. “A partir do momento da decisão (a impossibilidade de contratação de Rueda, por conta de problemas de saúde), conversamos sobre o assunto e a efetivação de Carille foi uma das coisas mais bem recebidas no Corinthians nos últimos tempos”, completou.

Reforços

Para a temporada 2017, o Alvinegro ainda não se movimentou muito. O atacante Jô acertou seu retorno ao clube que o revelou e o também atacante Luidy, que estava no CRb, foram os únicos anunciados oficialmente.

Flavio Adauto disse que a diretoria busca outros nomes, mas o volante Rithely, do Sport, não está mais na mira. “O Corinthians quer as peças que faltam para compor o elenco. Tem uma base, que, segundo os últimos técnicos, está desequilibrada. Os nomes são vistos pontualmente. A gente pensava Rithely, não pensa mais”, afirmou.

Carille

O novo treinador já comandou o Corinthians em 10 jogos, quando assumiu interinamente a equipe nas saídas de Tite e Cristóvão Borges. Seu retrospecto tem 4 vitórias, 4 derrotas e 2 empates.

 

 

Do: Diário SP Online

Sem clima no São Paulo, Michel Bastos deve jogar no exterior

Alijado pela diretoria e comissão técnica do São Paulo desde outubro, Michel Bastos começa a ter seu futuro desenhado. O meio-campista, que tem contrato até o fim de 2017, recebeu propostas de equipes do Brasil, mas seu destino deve ser o exterior, segundo o empresário do jogador, Emmanuel de Kerchove.

spfc-65421

Foto: Edu Andrade/Fatopress / Gazeta Press

“Ele ainda é jogador do São Paulo, (mas negocia) sim para se transferir. Houve conversas com diversos clubes, mas (a saída) será provavelmente para fora do país”, afirmou Kerchove ao canal Esporte Interativo.

Criticado pela torcida e afastado dos últimos jogos da equipe na temporada por falta de comprometimento, Michel Bastos virou moeda de troca para o Tricolor. Durante o ano, o atleta de 33 anos teve o nome ventilado em alguns dos principais rivais do São Paulo, como o Palmeiras, que poderia envolver o atacante Rafael Marques na negociação, e o Santos.

Neste último caso, a intenção do clube do Morumbi era ceder Michel e o zagueiro Lucão em troca do centroavante Ricardo Oliveira. O presidente do Peixe, Modesto Roma Júnior, no entanto, não abre mão de contar com o veterano.

Dessa forma, o meio-campista tem boas possibilidades de parar no futebol estrangeiro. A França, onde atuou por seis temporadas, defendendo Lille e Lyon, pode ser o destino de Michel Bastos, bem como a China. “(Tem o futebol francês) por exemplo, ou o chinês”, completou o empresário do jogador.

 

Gazeta Esportiva