Marin é culpado de acusações nos EUA e promotoria pede prisão imediata

mari-06t143038z

Ex-presidente da CBF José Maria Marin, do lado de fora do tribunal federal em Nova York REUTERS/Nate Raymond

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin foi considerado culpado pelo júri popular do Tribunal Federal do Brooklyn, em Nova York, nesta sexta-feira (22), em seis de sete acusações que recebeu no escândalo que ficou conhecido como ‘Fifagate’. A informação é da EFE.

O dirigente, de 85 anos, teve pedido de prisão imediata feito pela promotoria do caso, mas a pena que receberá pelos crimes será conhecida apenas no ano que vem. Além de Marin, de 85 anos, também foi condenado no mesmo julgamento o paraguaio Juan Ángel Napout, ex-presidente da Conmebol, que recebeu cinco acusações e foi considerado culpado em três.

As decisões foram anunciadas depois de seis dias de deliberações do júri, que voltará a se reunir na terça-feira (2) para definir a situação do ex-presidente da Federação Peruana de Futebol, Manuel Burga.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

 

 

Da Agência EFE

Maluf chega a Brasília para cumprir pena por lavagem de dinheiro

mal-1102859

Brasília – O deputado Paulo Maluf desembarca do avião da Polícia Federal Valter Campanato/Agência Brasil

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) chegou hoje (22) a Brasília para cumprir pena em regime fechado. O político foi transferido da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo para o Complexo Penitenciário da Papuda, na capital. O parlamentar foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 7 anos e 9 meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro.

Maluf deixou a Superintendência da PF em São Paulo e chegou a Brasília por volta das 16h. Em seguida, foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil do Distrito Federal, onde foi submetido a uma perícia médica.

O exame teve como objetivo servir de subsídio para a Justiça avaliar se há necessidade médica de cumprimento de pena em prisão domiciliar. A defesa fez solicitação neste sentido argumentando que Maluf está com idade avançada, 86 anos, enfrenta um tratamento contra o câncer e possui complicações de saúde que justificariam o regime especial.

Após a perícia no IML, o deputado foi encaminhado à Papuda, onde será alojado em um bloco especial destinado a idosos, políticos e pessoas com ensino superior completo. A designação do político para cumprir pena na penitenciária foi uma determinação do juiz Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal (VEP-DF).

Mandato

Além da prisão, o STF determinou a perda do mandato de deputado federal de Maluf. A assessoria da Câmara dos Deputados informou que os salários, benefícios e verba de gabinete do parlamentar serão suspensos.

O presidente da Casa, Rodrigo Maia, afirmou, no entanto, que decidirá no dia 27 deste mês se o plenário vai chamar a decisão sobre o mandato para si ou se a Mesa Diretora irá recorrer junto ao STF.

Por decisão do Supremo, o Congresso pode assumir esse tipo de decisão com votação no plenário da Câmara. O resultado tem prevalência sobre o encaminhamento adotado pela corte.

Prisão

Maluf foi condenado a 7 anos e 9 meses de prisão por lavagem de dinheiro. No dia 19 deste mês, o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin expediu mandado de prisão. O político se entregou no dia seguinte à Polícia Federal em São Paulo.

A defesa recorreu ao Supremo pedindo a suspensão da prisão, mas a ministra Carmen Lúcia, presidente da corte, negou o pedido, argumentando que não havia justificativa para suspender a execução da condenação. A ministra também argumentou que houve tempo suficiente para o deputado apresentar sua defesa desde a decisão em 1° grau, proferida 10 anos atrás.

Condenação

Maluf foi condenado por desvio de verbas nas obras da ponte Água Espraiada, hoje conhecida como Avenida Jornalista Roberto Marinho. Segundo denúncia do Ministério Público, ele teria recebido propina das construtoras Mendes Júnior e OAS durante sua gestão como prefeito, de 1993 a 1996. Segundo os procuradores, os valores desviados podem ter chegado a R$ 170 milhões. A obra teve custo total de R$ 800 milhões.

O deputado foi condenado pela Primeira Turma do STF. Ele não foi julgado por corrupção passiva, pois os ministros entenderam que o crime prescreveu, mas foi considerado culpado por lavagem de dinheiro.

 
Da Agência Brasil

Preocupação vira realidade, e Carille ‘viaja’ para escalar o Timão sem Jô

Antes mesmo de atacante acertar ida ao futebol japonês, técnico do Corinthians já havia analisado como seria se perdesse seu artilheiro da temporada. Timão pode jogar sem 9

A principal preocupação do técnico Fábio Carille nesta janela de transferências virou realidade: uma proposta irrecusável chegou para Jô, que deixará o Corinthians para defender o Nagoya Grampus, do Japão. Antes mesmo de a oferta chegar, o treinador já havia analisado uma possível saída do artilheiro do Timão em 2017, com 25 gols.

cor-5a3d7f9376250

Carille já pensa no Timão sem Jô
Foto: Daniel Augusto Jr / LANCE!

Carille “viajará” para montar o Corinthians sem Jô. Além da importância dentro de campo, o atacante se tornou um dos líderes do elenco, sempre dando conselhos aos jogadores mais jovens.

- É uma grande preocupação (a saída do Jô). Aí a gente começa a viajar em relação a tudo que pode acontecer. Talvez jogue sem um 9, como foi no título da Libertadores de 2012… Tudo vai depender. Não quero que aconteça, mas é um jogador que está fazendo por merecer. Ele tem uma cabeça maravilhosa, tem 30 anos, que é uma idade boa ainda, e fez um grande campeonato. Falando do lado mais pessoal, ele ainda me ajuda muito nas questões dos mais jovens. Não quero, mas se acontecer, vai ser por merecimento por tudo que fez neste ano – afirmou Carille, há um mês, em entrevista ao LANCE!.

Sem Jô, o elenco conta com os centroavantes Kazim, Carlinhos e Júnior Dutra. Além deles, Carille vê o experiente meia Danilo como concorrente para a função.

Com a saída de Jô, o Corinthians já atingiu a meta estipulada nesta janela de transferências. Nas contas de Carille, o Timão poderia perder até três titulares, mas ele queria manter pelo menos 80% do elenco para a próxima temporada. Além de Jô, já deixaram o Corinthians o lateral-esquerdo Guilherme Arana, vendido ao Sevilla (ESP), e o zagueiro Pablo, que não chegou a um acordo para permanecer.

Em relação às contratações, o Corinthians anunciou apenas um reforço: o atacante Júnior Dutra, ex-Avaí. O Timão também já acertou com o volante Renê Júnior, ex-Bahia, e negocia com o atacante Tréllez, do Vitória, e com o lateral-esquerdo Juninho Capixaba, do Bahia. O Corinthians ainda busca mais um zagueiro e um atacante para a próxima temporada.

Preocupação vira realidade, e Carille ‘viaja’ para escalar o Timão sem Jô
Carille já pensa no Timão sem Jô Carille já pensa no Timão sem Jô Carille já pensa no Timão sem Jô Jô foi o artilheiro do Timão em 2017 Jô foi o artilheiro do Timão em 2017

corii-5a0d8d40c2342
Carille já pensa no Timão sem Jô
Foto: Daniel Augusto Jr / LANCE!

 

Guilherme Amaro e Marcio Porto
LANCE!