PGR denuncia deputado Beto Mansur ao STF por crime tributário

bet-1103020

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou hoje (23) o deputado federal Beto Mansur (PRB-SP) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime tributário. De acordo com a acusação, Mansur omitiu informações fiscais na sua declaração de imposto de renda em 2003.

Com a base na investigação fiscal feita pela Receita Federal, Dodge pediu ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, a condenação de Mansur à reparação de R$ 796 mil, valor do prejuízo que teria sido causado ao Fisco, além de perda do mandato após a sentença definitiva.

Segundo a denúncia, o parlamentar teria omitido informações sobre “rendimentos com base na variação patrimonial e em depósitos de origem não comprovada”.

“Com relação à omissão de rendimentos com base em depósitos de origem não comprovada, pela análise da movimentação de valores no período fiscal indicado, a partir de contas bancárias, de depósito e de investimentos do acusado e a conciliação bancária destas, constataram-se créditos sem identificação de origem a justificar a renda amealhada”, diz a denúncia.

Beto Mansur está na Suíça e integra a comitiva presidencial que participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos. Em nota divulgada por sua assessoria, o deputado contestou a ação da PGR por estar discutindo a validade da cobrança na Justiça. Beto Mansur também afirmou que tem “plena convicção de que será vitorioso neste processo porque paga seus impostos com correção”.

O texto, inicialmente publicado às 18h42, foi alterado às 20h27 para acréscimo da nota divulgada pela assessoria de Beto Mansur.

 

Da Agência Brasil

Saiba como será o julgamento do recurso de Lula no TRF4

O recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será julgado hoje (24) pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. A apelação é contra a condenação de 9 anos e 6 meses de prisão no caso do tríplex do Guarujá, que foi aplicada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, em Curitiba (PR). Na sessão, os procuradores e advogados de defesa irão se manifestar, e os três desembargadores irão proferir os votos.

Veja como será a sessão de julgamento:

Abertura e relator

A sessão é aberta pelo presidente da 8ª Turma, desembargador Leandro Paulsen, às 8h30. Em seguida, começa a leitura do parecer do relator, desembargador João Pedro Gebran Neto.

Manifestações

Na sequência, o Ministério Público Federal terá 30 minutos para se manifestar.

Depois do MPF, será a vez dos advogados de defesa, com tempo máximo de 15 minutos para o defensor de cada réu. Além de Lula, o processo tem mais seis réus: três executivos da OAS; o ex-presidente da OAS, José Aldemario Pinheiro Filho; o ex-diretor da Área Internacional da empreiteira Agenor Franklin Magalhães Medeiros e o ex-presidente do Instituto Lula Paulo Okamotto.

A estimativa do tribunal é de que essa fase dure cerca de duas horas.

Votos

Após a manifestação dos advogados, o relator lê o voto. Depois, o revisor, Leandro Paulsen, profere o voto. Em seguida, o desembargador Victor Luiz dos Santos Laus lê seu voto. Os magistrados não têm tempo pré-determinado para se manifestarem.

Resultado

Lidos os votos, o presidente da Turma proclama o resultado. O processo não será encerrado, pois ainda há possibilidades de recursos.

Próximas etapas

Na análise do recurso, os desembargadores podem seguir três linhas de decisão: confirmar a sentença de Moro e condenar o ex-presidente; acolher o recurso da defesa e absolver o réu; ou pedir vista para ter mais tempo para avaliar o processo.

No caso de condenação, a defesa pode recorrer por meio de embargos de declaração ou embargos infringentes. Os primeiros são usados para pedir esclarecimentos sobre algum trecho da decisão. Já os embargos infringentes são protocolados quando a decisão for por maioria e tenha prevalecido o voto mais gravoso ao réu. Por exemplo, se o ex-presidente for condenado por 2 a 1, os advogados podem pedir que prevaleça o voto favorável. Esse tipo de recurso também pode ser usado quando a decisão é unânime, placar de 3 a 0 pela condeação, mas há desacordo em relação às penas.

Os embargos infringentes são julgados pela 4ª Seção do TRF, formada pelas 7ª e 8ª Turmas especializadas em Direito Penal, – que somam seis desembargadores – e presidida pela vice-presidente da Corte, a desembargadora Maria de Fátima Labarrère.

Se os recursos ao TRF forem negados, a defesa ainda pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio de recurso especial, e ao Supremo Tribunal Federal (STF), com recurso extraordinário.

“Essas apelações são interpostas depois de apresentados todos os recursos na segunda instância e se todos forem negados. Os dois tipos de recurso – extraordinário e especial – são analisados, primeiramente, pelo presidente do TRF4 quanto ao juízo de admissibilidade. Admitidos, eles são encaminhados para as respectivas cortes: se extraordinário para o STF ou se especial para o STJ”, explica a advogada Carolina Clève, especialista em Direito Eleitoral e Constitucional.

No caso de absolvição, o MPF também pode recorrer ao STJ. E, nesse caso, se houver nova absolvição, o caso pode parar no STF.

Há ainda possibilidade de qualquer desembargador apresentar pedido de vista. Se isso acontecer, não há prazo para a retomada do julgamento.

Prisão

Não há possibilidade de o ex-presidente ser preso após o julgamento. Lula só poderia ser preso após esgotados todos os recursos no TRF4.

Eventual candidatura à presidência

Se condenado, uma eventual candidatura de Lula à presidência, na eleição de outubro, pode ser barrada com base na Lei da Ficha Limpa, que considera inelegíveis aqueles que tenham sido condenados em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado.

No entanto, há uma brecha na lei que permite solicitar uma liminar (decisão provisória), o que garantiria o registro da candidatura.

“Se condenado, ele ainda poderia recorrer e enquanto houver espaço para que a condenação seja revertida, ele poderia tentar a suspensão da inegebilidade. Ele poderia ainda conseguir uma decisão liminar (provisória) e participar do pleito. E, mesmo sem liminar, Lula poderia conseguir registrar a candidatura perante o Tribunal Superior Eleitoral, em 15 de agosto, se não for preso. Nesse caso, o registro estaria sub judice”, afirmou a advogada Carolina Clève.

Caso tríplex

Lula foi condenado, em julho do ano passado, a nove anos e seis meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na sentença em primeira instância, o juiz federal Sérgio Moro afirmou que ficou provado nos autos que o ex-presidente e a ex-primeira dama Marisa Letícia eram de fato os proprietários do tríplex no Guarujá (SP) e que as reformas feitas no imóvel pela empresa OAS provam que o apartamento era destinado a Lula.

No recurso, a defesa alega que a análise de Moro foi “parcial e facciosa” e “descoberta de qualquer elemento probatório idôneo”. Os advogados afirmam que um conjunto de equívocos justifica a nulidade da condenação. Para a defesa, o juiz teria falhado ao definir a pena com base apenas na “narrativa isolada” do ex-presidente da OAS sobre o que os advogados consideram “um fantasioso caixa geral de propinas” e a suposta compra e reforma do imóvel.

julgamento_trf4

Julgamento do recurso de Lula no TRF4 Agência Brasil

 

Da Agência Brasil

São Paulo bate o Inter nos pênaltis e vai à final da Copinha

Final será contra o Flamengo, que despachou a Portuguesa na semifinal

Quarto maior vencedor da Copinha, com três taças (1993, 2000 e 2010) em sua sala de troféus, o São Paulo está novamente na decisão do torneio de base mais importante do país. Em um jogo disputado em dois dias por conta da más condições climáticas na noite de segunda (22), o Tricolor conseguiu vencer o Internacional nos pênaltis, por 6 a 5 após empate no tempo normal, em 1 a 1.

spfc-201801231631477954

spfc-5a6772ed435b6

Com o gramado seco, o jogo pode ser reiniciado nesta terça na Arena Barueri (Foto: Divulgação/Internacional)
Foto: LANCE!

Na decisão, o time de André Jardine vai medir forças com o Flamengo, que eliminou a Portuguesa (3 a 2) na outra semifinal . O campeão da Copinha será definido na próxima quinta-feira (25), aniversário da cidade de São Paulo, no estádio do Pacaembu. O jogo está confirmado para às 10h e ainda não há informações sobre a venda dos ingressos.

O jogo começou na noite de segunda-feira, mas aos 18 minutos do segundo tempo precisou ser paralisado por conta da tempestade que caia em Barueri. A partida, então, foi reiniciada na tarde desta terça (23), mas em pouco mais de 30 minutos de bola rolando, nem tricolores e nem colorados conseguiram criar boas chances de gol.

Nas penalidades, o São Paulo conseguiu repetir a façanha das quartas de final, quando eliminou o Vitória após empate no tempo normal, e garantiu sua vaga na final. Os batedores Rodrigo, Igor Gomes, Oliveira, Tuta, Walce e Toró foram impecáveis e mandaram a bola para o fundo da rede. Apesar do erro de Liziero, o goleiro Júnior defendeu uma cobrança e contou com o erro de Córdova para garantir o triunfo tricolor sobre os gaúchos e carimbar a vaga para a final no Pacaembu.
Relembre o que aconteceu na noite de segunda (22)

Gol relâmpago

O Internacional nem sequer chegou a trocar três passes entre si e já estava atrás do placar. Na primeira finalização da partida, com 33 segundos no relógio, o atacante Toró recebeu a bola na entrada da área e ajeitou de peito para Luan chegar batendo de primeira. O são-paulino acertou na veia, sem chances para o goleiro Carlos. Um golaço!

Assim não, Liziero!

Melhor na partida, o São Paulo não tinha dificuldades para chegar ao gol do Internacional. Em uma bela jogada individual de Helinho, o meio-campista foi derrubado na área e o Tricolor teve a oportunidade de ampliar o marcador ainda no primeiro tempo. Na cobrança da penalidade, porém, o canhoto Liziero bateu à meia altura e o goleiro Carlos espalmou.

Sem condições de jogo

Assim que o árbitro Thiago Luis Scarascati finalizou a etapa inicial da partida, uma forte tempestade começou a cair em Barueri. Na volta do intervalo, o campo estava encharcado e sem condição alguma de receber uma partida de futebol. Mesmo assim, o trio de arbitragem decidiu pelo retorno do duelo na Grande São Paulo.

Paralisação 1

A forte chuva que assolava o município de Barueri somada à péssima condição do campo resultaram em duas paralisações ao longo da partida. Primeiro, aos 11 minutos do segundo tempo, quando parte da iluminação de uma das torres do estádio falhou e o confrontou ficou parado por oito minutos.

Empate

O gramado encharcado acabou ajudando o Internacional a empatar a partida, depois de um primeiro tempo muito abaixo do esperado. Em jogada pela ponta direita, a bola ficou presa em uma poça d’água e o zagueiro do São Paulo acabou se precipitando e fazendo o pênalti. Frio diante da marca da cal, o meio-campista Richard encheu o pé para anotar o gol de empate dos colorados.

Paralisação 2

Na sequência, já com a partida empatada, um forte raio caiu próximo ao campo de jogo e, somente após a descarga elétrica, o árbitro Thiago Luis Scarascati paralisou o duelo diante da falta de segurança para os atletas. Quase 30 minutos depois, a partida foi reiniciada.

 

Yago Rudá
LANCE!

Flamengo vence a Portuguesa e está na final da Copinha

O Flamengo não se intimidou em atuar no Canindé e venceu por 3 a 2 a Portuguesa, nesta segunda-feira. Com o resultado, os rubro-negros estão na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior e espera seu adversário do confronto entre São Paulo e Internacional.

A Portuguesa chegou a abrir o placar, com Davi, mas viu o Flamengo vflairar ainda no primeiro tempo, com gols de Vitor Gabriel e Luiz Henrique. Na etapa final, os cariocas seguiram melhores e marcaram o terceiro, mais uma vez com Vitor Gabriel. Os paulistas ainda diminuíram com Pernambuco antes do fim.

fla-0986
Flamengo é o primeiro finalista da Copinha e enfrenta São Paulo ou Inter (Foto: Reprodução/Twitter/CRF)

O jogo – A partida começou com as duas equipes em busca do ataque. No entanto, na primeira boa chance de gol, a Portuguesa abriu o placar, aos oito minutos. Cesinha cruzou forte esquerda e Davi escorou para a rede. A bola ainda bateu no goleiro Yago antes de entrar.

O revés fez Flamengo iniciar uma pressão em busca do gol e ele veio aos 12 minutos. Após falta cobrada na área, Victor Gabriel desviou de cabeça e viu a bola ir para a rede.

Depois do empate, o duelo voltou a ficar equilibrado. A Portuguesa quase marcou o segundo aos 14 minutos. Cesinha tentou o cruzamento e quase acertou o gol. O goleiro Yago estava atento para salvar os rubro-negros. Seis minutos depois, novamente Cesinha obrigou Yago a fazer grande defesa.

O Flamengo tinha mais posse de bola, mas só chegava com perigo em jogadas de bola parada. A Portuguesa, nos contra-ataques, era mais objetivo.

Depois de um período sem muita emoção, o Flamengo chegou a virada aos 36 minutos. Após cobrança rápida de lateral, a bola ficou com Victor Gabriel. O atacante cruzou rasteiro para Luiz Henrique chutar cruzado, para a rede.

A virada deixou a Portuguesa mais nervosa em campo. O Flamengo quase aproveitou o mau momento dos paulista para ampliar. Victor Gabriel foi lançado, levou a melhor sobre o zagueiro, mas finalizou em cima do goleiro Matheus. Assim, os rubro-negros foram para o intervalo a frente no placar no Canindé.

No segundo tempo, os cariocas voltaram mais focados e quase marcaram o terceiro logo com um minuto. Victor Gabriel aproveitou cruzamento na área, mas cabeceou para fora. Enquanto a Portuguesa errava muito no ataque e mantinha o nervosismo, os rubro-negros desperdiçavam boas chances. Aos seis, Bill fez boa jogada individual e chutou na trave.

Melhor em campo, o Flamengo chegou ao gol aos 15 minutos. Após cobrança de escanteio, Victor Gabriel cabeceou com força. A bola ainda bateu no travessão antes de ir para a rede.

Com a vantagem no placar, os cariocas diminuíram o ritmo e passaram a administrar o resultado. Mesmo assim, os rubro-negros se aproveitavam do nervosismo da Portuguesa para chegar com perigo. Aos 30 minutos, Theo acertou o travessão e Luiz Henrique errou o alvo no rebote.

Quando parecia que a vaga do Flamengo estava sacramentada, a Portuguesa chegou ao segundo gol, aos 34 minutos. Pernambuco aproveitou cruzamento na ‘era e cabeceou sem chance para Yago.

O gol incendiou a torcida e deu ânimo a Portuguesa. Os paulistas passaram a pressionar em busca do empate e quase conseguiram aos 43 minutos. Pernambuco recebeu passe na área e finalizou para grande defesa de Yago. A Lusa ainda tentou, mas parou na retranca carioca, que garantiu a passagem do Flamengo para a final da Copa São Paulo.

 

 

Gazeta Press – Rio de Janeiro , RJ

Capital paulista antecipa vacinação fracionada contra febre amarela para dia 25

vacina_0

A prefeitura de São Paulo antecipou a campanha de vacinação fracionada contra a febre amarela para o dia 25 de janeiro, feriado de aniversário da cidade. A nova data acompanha o calendário estadual de imunização, que incluirá 54 municípios prioritários por integrarem corredores ecológicos. Inicialmente, as aplicações iniciariam na capital paulista no dia 26 por causa do feriado.

A campanha, que se estenderá até o dia 24 de fevereiro, tem como público-alvo moradores de 16 distritos das zonas leste e sul. Eles deverão apresentar nos postos de vacinação a senha distribuída previamente nas residências por agentes de saúde. A vacina será aplicada em todas as unidades básicas de Saúde (UBS) dos distritos que fazem parte desta etapa da campanha. Não haverá entrega de senhas nas unidades de saúde.

Os distritos da zona leste são Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianases, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael. Na zona sul, serão vacinados os moradores das seguintes localidades: Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luís, Pedreira, Socorro, Campo Limpo e Vila Andrade.

A Secretaria Municipal de Saúde destaca que o fracionamento da dose segue os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS). Com uma dose integral, poderão ser vacinadas até cinco pessoas. A eficácia tem duração de oito anos.

Viajantes

A partir da segunda-feira (29), as unidades de referência para viajantes em território nacional terão disponíveis apenas a dose fracionada da vacina contra a febre amarela. “A pasta recomenda que, se possível, quem não está imunizado contra a doença, não se desloque para áreas com risco de infecção”, disse a nota.

A secretaria orienta que os moradores que vão se deslocar apenas “em caso de extrema necessidade” para áreas de risco, em qualquer parte do país, devem procurar as seguintes unidades: UBS Boracéa (Santa Cecília), UBS Dr. Carlos O. de Souza L. Muniz (Ponte Rasa), UBS Vila Curuçá e Jardim Campos (Vila Curuçá),UBS Vila Jacuí, AMA/UBS Integrada Vila Palmeiras (Freguesia do Ó), AMB Especialidades Tucuruvi (Santana), AMA/UBS integrada Paulo VI (Raposo Tavares), UBS José Marcílio Malta Cardoso (Rio Pequeno), UBS Parque da Lapa (Vila Leopoldina), UBS Jardim Edite (Itaim Bibi), AMA/UBS Integrada São Vicente de Paula (Ipiranga), Hospital Dia da Rede Hora Certa (Penha), UBS Vila Prudente, UBS Jardim Miriam II (Cidade Ademar), UBS Vila Constância (Cidade Ademar) e UBS Chácara Santo Antônio (Santo Amaro).

Ampliação da campanha

O cronograma de vacinação preventiva na capital paulista deve incluir novos distritos nos próximos meses. Em março, estão previstas doses para os distritos de Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, Itaquera, Jardim Helena, Lajeado, Ponte Rasa, São Miguel, Vila Curuçá, Vila Jacuí, Arthur Alvim, Cangaíba, Carrão, Penha, Tatuapé e Vila Matilde.

Depois serão atendidos os distritos da Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Santa Cecília, Sé; Oeste (Alto de Pinheiros, Barra Funda, Butantã, Itaim Bibi, Jaguará, Jaguaré, Jardim Paulista, Lapa, Morumbi, Perdizes, Pinheiros, Rio Pequeno, Vila Leopoldina, Vila Sônia); e Sul (Campo Belo, Campo Grande, Cidade Ademar, Santo Amaro)

Por fim, a campanha vai chegar aos distritos de Água Rasa, Aricanduva, Belém, Brás, Cursino, Ipiranga, Jabaquara, Moema, Mooca, Pari, Sacomã, São Lucas, Sapopemba, Saúde, Vila Formosa, Vila Mariana e Vila Prudente.

Dados estaduais

O último balanço da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado na sexta-feira (19), mostra que 81 pessoas foram infectadas pelo vírus desde janeiro de 2017, sendo que 36 morreram em decorrência da doença. No balanço anterior eram 40 casos, com 21 mortes.

Metade dos casos foi contraída na cidade de Mairiporã, 11,1% em Atibaia e 6% em Amparo. As três cidades correspondem a dois terços dos casos de febre amarela silvestre no estado. Segundo o governo estadual, o reforço das ações de vacinação para esses municípios ocorre desde o ano passado.

No total, 20 cidades de São Paulo tiveram registros da doença, o equivalente a 3,1% do total de municípios. Não há caso registrado na capital paulista

 
Da Agência Brasil

Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam hoje (23) e vão até a próxima sexta-feira (26) exclusivamente pelo site, sem cobrança de taxas.

Estão sendo oferecidas, ao todo, 239.601 vagas em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

Podem se inscrever estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, que obtiveram nota na redação diferente de zero e que não sejam treineiros (participantes menores de 18 anos no primeiro dia de realização da prova).

Para se inscrever, o candidato precisa do seu número de inscrição e da senha cadastrados no Enem de 2017. É preciso estar atento aos documentos exigidos pelas instituições para a efetivação da matrícula, em caso de aprovação.

O Sisu foi desenvolvido para selecionar candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que utilizarão a nota do Enem como única fase de seu processo seletivo. A seleção é feita com base na nota obtida pelo candidato. No site, é possível consultar as vagas disponíveis, pesquisando as instituições e os seus respectivos cursos participantes.

Confira o cronograma do Sisu:

- 23/1 a 26/1: período de inscrições (as notas de corte serão divulgada nos dias 24, 25 e 26)

- 29/1: resultado da chamada regular

- 29/1 a 7/2: prazo para participar da lista de espera

- 30/1 a 7/2: matrícula da chamada regular

- 9/2: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data

 
Da Agência Brasil

Com gol mal anulado, Santos perde do Bragantino

Árbitro Salim Fende Chavez e auxiliar Bruno Salgado Rizo marcaram impedimento no gol de Arthur Gomes, que estava em posição legal

A enorme dificuldade do Santos em criar jogadas tornava improvável um golzinho sequer contra o Bragantino, na noite desta segunda-feira, que fechou a segunda rodada do Paulistão, na Vila Belmiro. Depois de muito esforço, Rodrigão serviu Arthur Gomes para balançar as redes.

sant-5a66737e5beee
Rodrigão perdeu pênalti no último minuto (Foto: Marco Galvão / Fotoarena Agência Lancepress!)
Foto: LANCE!

Mas o auxiliar Bruno Salgado Rizo anulou o gol erroneamente e marcou impedimento não existente. Já no fim do jogo, após cobrança de escanteio e chute na trave, o zagueiro Guilherme Mattis aproveitou o rebote para empurrar para o gol. No último minuto, Vecchio sofreu pênalti, mas Rodrigão desperdiçou.

CRIATIVIDADE? SÓ NA ARQUIBANCADA

Sem Bruno Henrique, o Santos teve muitas dificuldades para chegar perto do gol do Leão de Bragança. Arthur Gomes, que substitui o camisa 11 no período de lesão, assumiu a responsabilidade e ousou com bons dribles e muita velocidade. Quando Vecchio e Copete tentaram achar Rodrigão, pararam na defesa de preto na maioria das vezes. Enquanto isso, a torcida criava batuque até no placar, já que devido à uma punição, não podem usar instrumentos musicais.

1, 2, 3… TESTANDO

No segundo tempo, já após o gol mal anulado de Arthur Gomes, Renato sentiu cãibras e deu lugar a Jean Mota. O técnico Jair Ventura decidiu trocar algumas peças de lugar e fazer alguns testes. Copete saiu do ataque e foi para a lateral esquerda, Jean Mota, para o meio de campo para atuar como segundo volante. Sasha entrou no lugar de Romário e jogou como atacante aberto pela direita.

ERROU E ABUSOU

Não foi só do gol mal anulado que os santistas reclamaram. O trio de arbitragem protagonizou outras duas marcações equivocadas com Arthur Gomes e Rodrigão, ambos em posição legal. David Braz ainda bateu boca com o árbitro Salim Fende Chavez e ganhou um cartão amarelo.

POUCO BATE, MAS FURA

O Bragantino comandado por Marcelo Veiga tinha clara a proposta de beliscar pelo menos um empate. Se fechou, fez cera com o goleiro Alex Alves para reiniciar as jogadas. No fim, uma das poucas subidas ao ataque lhe garantiu os três pontos.

COMO FICA

Com os empates de Mirassol e também do Red Bull na rodada, o Santos ainda lidera o Grupo D com três pontos. O Bragantino lidera o Grupo A do Corinthians, com seis pontos.

NÃO ERA A NOITE DELE

Depois de ver sua assistência ser anulada, Rodrigão teve a chance de empatar no último minuto de jogo ao pegar a bola do pênalti sofrido por Vecchio. O camisa 13 demorou a bater, mas chutou no mesmo canto pedido pelo goleiro Alex Alves.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 BRAGANTINO

Data-hora: 22/1/2018 – 20h
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Bruno Salgado Rizo (SP)
Público/renda: 7.508 / R$ 223.615,00
Cartões amarelos: David Braz, Alison e Jean Mota (SAN); Fabiano e Bruno Sávio (BRA)
Gol: Guilherme Mattis (0-1)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Romário (Sasha, aos 25′/2ºT); Alison, Renato (Jean Mota, aos 21′/2ºT) e Vecchio; Copete, Arthur Gomes (Rodrygo, aos 37′/2ºT) e Rodrigão. Técnico: Jair Ventura

BRAGANTINO: Alex Alves, Ewerton Nogueira (Diego Macedo, aos 28′/2ºT), Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano; Gerley (William Schuster, aos 39′/2ºT), Evandro e Adenilson; Vitinho, Matheus Peixoto e Léo Jaime (Bruno Sávio, aos 10′/2ºT). Técnico: Marcelo Veiga

 

 

Russel Dias
LANCE!

Confira os últimos resultados dos jogos do Paulistão 2018

Da Redação

Veja os resultados dos jogos do Campeonato Paulista das Séries A1 e A2

Sábado, 20 de janeiro de 2018

Paulista A1
2ª Rodada
16:30-Mirassol 0×0 São Bento-Local: José Maria de Campos Maia – Mirassol
19:00-São Paulo 0×0 Grêmio Novorizontino-Local: Cícero Pompeu de Toledo – Sao Paulo
21:00-Ferroviária 1×1 Ituano-Local: Fonte Luminosa – Araraquara

Domingo, 21 de janeiro de 2018

17:00-Botafogo 0×1 Palmeiras-Local: Santa Cruz – Ribeirao Preto
19:30-São Caetano 0×4 Corinthians-Local: Paulo Machado de Carvalho – Sao Paulo
19:30 -Santo André 1×1 Red Bull Brasil-Local: Estádio 1º de Maio – São Bernardo Do Campo
19:30-Ponte Preta 0×1 Linense-Local: Moisés Lucarelli – Campinas ]

Segunda, 22 de janeiro de 2018
20:00-Santos x Bragantino-Local: Urbano Caldeira – Santos
Sábado, 20 de janeiro de 2018

Paulista A2
2ª Rodada
16:00-Água Santa 0×1 Portuguesa Desp-Local: Distrital do Inamar – Diadema
16:00-São Bernardo FC 1×0 Votuporanguense-Local: Estádio 1º de Maio – São Bernardo Do Campo
17:00-Audax 0×2 Penapolense-Local: Pref. José Liberatti – Osasco
17:00-Guarani 2×0 Nacional-Local: Brinco de Ouro da Princesa – Campinas
18:00-Rio Claro 2×2 Oeste-Local: Major José Levy Sobrinho – Limeira
19:00-Sertãozinho 0×2 Taubaté-Local: Frederico Dalmaso – Sertaozinho
19:00-Batatais 0×0 Inter Limeira-Local: Dr. Osvaldo Scatena – Batatais

Domingo, 21 de janeiro de 2018
10:00-Juventusn 0×1 XV Piracicaba-Local: Conde Rodolfo Crespi – Sao Paulo

Em jogo de vaias a Kazim, Corinthians goleia o São Caetano

Corinthians vence por 4 a 0 o São Caetano, no Pacaembu, pela segunda rodada do Paulistão. Jadson fez dois, Júnior Dutra um e Romero o último

O Corinthians não teve dificuldades para se reabilitar no Paulistão. Após a derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta na estreia, o Timão venceu o São Caetano por 4 a 0 na noite deste domingo, no Pacaembu. Apesar de ser o mandante, o Azulão levou o jogo para o estádio municipal de São Paulo para ter mais renda. Porém, nem oito mil pessoas pagaram ingresso para ver a partida válida pela segunda rodada.

cor-5a651d8de327f

São Caetano 0×4 Corinthians
Foto: Luis Moura/WPP/Lancepress! / LANCE!

Apagão
O Pacaembu ficou sem energia elétrica logo aos sete minutos do primeiro tempo, e o jogo ficou paralisado por 31 minutos. O problema aconteceu com os geradores, já que o estádio estava sem luz desde cerca das 17h30, em razão das fortes chuvas na região. Com a demora para a partida recomeçar, os jogadores ficaram batendo bola no gramado até o problema ser resolvido.

Camisa 10
Após perder pênalti na estreia, Jadson recebeu moral de Carille e foi o capitão do Corinthians. O meia teve mais uma boa atuação, voltando para buscar a bola e comandando as jogadas da equipe, marcou um lindo gol de fora da área e ainda teve “sorte” para marcar o terceiro do Timão na partida. O novo esquema tático (4-1-4-1) fez muito bem ao camisa 10.

Tudo isso só em um minuto
Júnior Dutra entrou na vaga do vaiado Kazim aos 16, o São Caetano teve o gol de Domingues corretamente anulado por impedimento, e no ataque seguinte Júnior Dutra marcou aos 17 minutos. O Corinthians se aproveitou que os jogadores do Azulão ficaram reclamando: Cássio lançou para Clayson, que cruzou, e Júnior Dutra mandou para o fundo da rede. Minuto elétrico!

corr-5a6514336543

São Caetano 0×4 Corinthians
Foto: Luis Moura/WPP/Lancepress! / LANCE!

Vida difícil pra Kazim
A torcida pegava no pé de Kazim mesmo após lances em que ele não era o culpado, e ainda aplaudiu a substituição. O atacante ajeitou boa bola para Jadson marcar, mas pouco para fazer a torcida parar de reclamar. Para piorar sua situação, do banco ele viu Júnior Dutra marcar logo após entrar em campo e participar dos outros dois gols, sendo o último marcado por Romero depois de assistência de Camacho, já no fim da partida.

FICHA TÉCNICA
SÃO CAETANO 0 X 4 CORINTHIANS

Data-hora: 21/1/2018 – 19h30
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Público/renda: 7.348 pagantes / R$ 238.230,00
Cartões amarelos: Gabriel (COR); Chiquinho (SCA)
Gols: Jadson (16′/1ºT) e (30′/2ºT) (0-3); (0-1); Júnior Dutra (17′/2ºT) (0-2); Romero (41′/2ºT) (4-0)

SÃO CAETANO: Helton Leite; Pedro Costa, Domingues, Sandoval e Bruno Recife; Esley (Vinicius Kiss, aos 22′/2ºT), Régis, Marino e Chiquinho (Paulo Vinicius, aos 33′/2ºT); Niltinho (Marlon, aos 33′/2ºT) e Carlão. Técnico: Luiz Carlos Martins

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel (Maycon, aos 32′/2ºT), Romero, Jadson, Rodriguinho (Camacho, 26′/2ºT) e Clayson; Kazim (Júnior Dutra, aos 16′/2ºT). Técnico: Fábio Carille

 

Guilherme Amaro

LANCE!

Confira os jogos do fim de semana pelo Paulistão 2018

Da Redação

Veja os jogos do fim de semana do Campeonato Paulista das Série A1 e A2

Sábado, 20 de janeiro de 2018

Paulista A1
16:30-Mirassol x São Bento-Local: José Maria de Campos Maia – Mirassol
19:00-São Paulo x Grêmio Novorizontino-Local: Cícero Pompeu de Toledo – São Paulo
21:00 -Ferroviária x Ituano-Local: Fonte Luminosa – Araraquara

Domingo, 21 de janeiro de 2018

17:00-Botafogo x Palmeiras-Local: Santa Cruz – Ribeirao Preto
19:30–São Caetano x Corinthians- Local: Paulo Machado de Carvalho – São Paulo
19:30-Santo André x Red Bull Brasil-Local: Estádio 1º de Maio – São Bernardo Do Campo
19:30-Ponte Preta x Linense-Local: Moisés Lucarelli – Campinas

Segunda, 22 de janeiro de 2018

20:00 -Santos x Bragantino-Local: Urbano Caldeira – Santos

Sábado, 20 de janeiro de 2018

Paulista A2
2ª Rodada
16:00-Água Santa x Portuguesa Des-Local: Distrital do Inamar – Diadema
16:00-São Bernardo FC x Votuporanguense- Local: Estádio 1º de Maio – São Bernardo Do Campo
17:00-Audax x Penapolense-Local: Pref. José Liberatti – Osasco
17:00-Guarani x Nacional-Local: Brinco de Ouro da Princesa – Campinas
18:00 -Rio Claro x Oeste-Local: Major José Levy Sobrinho – Limeira
19:00 -Sertãozinho x Taubaté-Local: Frederico Dalmaso – Sertaozinho
19:00-Batatais x Inter Limeira-Local: Dr. Osvaldo Scatena – Batatais

Domingo, 21 de janeiro de 2018

10:00 -Juventus x XV Piracicaba-Local: Conde Rodolfo Crespi – São Paulo