São Paulo vacina 94,7 mil pessoas no primeiro dia da campanha

sp-1105848-dsc_5890

Mais de 94 mil pessoas se vacinaram contra a febre amarela no primweiro dia da campanha (Rovena Rosa/Agência Brasil)

No primeiro dia da segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela na cidade de São Paulo foram aplicadas 91.425 doses da vacina fracionada contra a doença. Outras 3.366 pessoas receberam a dose padrão, que é aplicada apenas em casos específicos, como para viajantes internacionais, crianças entre nove meses e dois anos e pessoas com condições clínicas especiais. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

De acordo com a secretaria, no momento a campanha tem como foco os moradores de 20 distritos definidos como prioritários: Jabaquara, Cidade Ademar, Sacomã, Cursino, Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianases, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael, Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luís, Pedreira, Socorro, Campo Limpo e Vila Andrade. A meta da prefeitura é vacinar 3,6 milhões de pessoas nessa região até o dia 24 de fevereiro, quando termina a segunda etapa de vacinação.

A estratégia dessa fase é fazer a entrega gradual da senha para os moradores dessas regiões ao longo da campanha. As senhas serão entregues nas residências das pessoas que são atendidas regularmente pelas equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) da prefeitura. No entanto, alguns postos não contam com essas equipes, como é o caso de algumas unidades que entraram de última hora na campanha e precisaram definir estratégias para acelerar a imunização da população local, incluindo o reforço do quadro de funcionários.

A Secretaria de Saúde orienta os moradores dessas regiões que não recebem visitas regulares das equipes da Saúde da Família, que procurem a Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência para a retirada da senha. Segundo o órgão, outros distritos da capital passarão a aplicar a dose da vacina nos próximos meses, levando em consideração a localização dos distritos e sua proximidade com áreas de risco de contato com o vírus da febre amarela.

 

 
Da Agência Brasil

Brasil fecha 20,8 mil vagas de trabalho formal em 2017

carteira_de_trabalho (1)

Brasil fechou 20.832 vagas de trabalho formal em 2017. Para Ministério do Trabalho, número mostra estabilidadeMarcello Casal Jr/Agência Brasil

O Brasil fechou 20.832 vagas de trabalho formal em 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (26) pelo Ministério do Trabalho. O número representa redução de 0,05% em relação ao estoque de 2016, quando foram fechadas 1.326.558 vagas. Esse foi o terceiro ano consecutivo de saldo negativo. Em 2015, houve queda de 1.534.989 vagas.

Para o Ministério do Trabalho, o resultado de 2017 significa estabilidade do emprego no país. “É um resultado que veio dentro das expectativas. Todas as estimativas de mercado apontavam para algo próximo da estabilidade no emprego”, avaliou o coordenador-geral de Estatística do ministério, Mário Magalhães.

De acordo com os dados, as contratações, no ano passado, totalizaram 14.635.899, e as demissões, 14.656.731. Apenas em dezembro, 328.539 postos de trabalho formal foram fechados – queda de 0,85% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 
Da Agência Brasil

Mais de 9 milhões de celulares foram bloqueados em dezembro no Brasil

celular

São Paulo foi o estado com mais celulares bloqueados: 116.967 Arquivo/Agência Brasil

Em dezembro do ano passado, foram bloqueados mais de 9,2 milhões de aparelhos celulares, um aumento de 20,97% em relação ao mesmo período de 2016. Os número constam do Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (Cemi) e foram divulgados hoje (25) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O cadastro mantém o registro de aparelhos perdidos, furtados ou roubados que estão bloqueados. No total, foram bloqueados, 9.259.697, um aumento de 1.604.875 em relação a dezembro de 2016.

O número abrange os aparelhos impedidos por solicitação direta dos usuários às empresas de telefonia móvel e pelo registro de boletins de ocorrência na polícia nos estados e no Distrito Federal.

De acordo com a Anatel, até dezembro do ano passado, as polícias estaduais e do Distrito Federal bloquearam 180.508 celulares no Cemi. Os estados com maior número de celulares bloqueados pela policia foram São Paulo, com 116.967 aparelhos; Rio de Janeiro, com 27.785 bloqueios; e Espírito Santo, com 10.179 celulares.

Desde quando o sistema de bloqueio começou a funcionar, em março de 2016, 23 secretarias de Segurança estaduais e a do Distrito Federal assinaram o convênio com a Anatel para inscrição no Cemi. Ainda não firmaram o termo de adesão ao cadastro as secretarias do Acre, de Alagoas, do Amapá, do Maranhão e do Pará

 
Da Agência Brasil

País tem estoque para imunizar todos os brasileiros não vacinados, diz ministro

saude-1105897

São Paulo – O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participa da inauguração da linha final de produção da vacina contra febre amarela na unidade Libbs Farmacêutica Rovena Rosa/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, reafirmou hoje (25) que o país tem estoque suficiente para imunizar, com doses fracionadas da vacina, todos os brasileiros ainda não vacinados contra a febre amarela. No entanto, o ministério manterá a estratégia de imunizar apenas a população das áreas afetadas pela doença.

O ministro inaugurou, nesta quinta-feira, na cidade de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo, a linha final de produção da vacina contra febre-amarela da empresa privada Libbs Farmacêutica, em parceria com Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-manguinhos) da Fiocruz. A pasta aguarda aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar a comercialização. A nova linha de produção deverá aumentar em 100% o fornecimento da vacina ao ministério.

“Há doses fracionadas para todos os brasileiros e há capacidade do governo de imunizar todos os brasileiros se for necessário. Nós faremos a vacinação nas áreas onde a população tem risco de pegar a febre amarela. Nas áreas em que não há risco, nós não colocaremos a população em risco vacinando porque há reação à vacina, e algumas mortes ocorrem por reação à vacinação”, disse.

Segundo o Ministério da Saúde, a adoção do fracionamento das vacinas é uma medida preventiva e recomendada pela Organização Mundial da Saúde quando há aumento da morte de macacos e casos de febre amarela silvestre de forma intensa, com risco de expansão da doença em grandes cidades. De acordo com a pasta, a dose fracionada tem apresentado a mesma proteção que a dose-padrão, porém por um período menor, de oito anos.

Balanço

O Ministério da Saúde atualizou, na última terça-feira (23), a situação da febre amarela no país. No período de monitoramento (de 1º de julho de 2017 a 23 de janeiro de 2018), foram confirmados 130 casos, e 53 óbitos. Ao todo, foram notificados 601 casos suspeitos, sendo que 162 permanecem em investigação e 309 foram descartados, neste período. Segundo a pasta, de julho de 2016 até 23 janeiro de 2017, eram 381 casos confirmados e 127 óbitos confirmados.

 
Da Agência Brasil

Thiago Santos e Jaílson brilham, e Palmeiras bate Red Bull

Thiago Santos, que tinha apenas dois gols em 98 jogos pelo clube, dobrou a marca na noite desta quinta-feira e decidiu a vitória. Jailson também foi herói no Allianz Parque

Em grande noite de Thiago Santos, autor de dois gols, e Jailson, que pegou um pênalti, o Palmeiras venceu o Red Bull por 2 a 1e manteve-se 100% no Paulistão. Mais de 26 mil vibraram com a virada no Allianz.

pal-5a6a7b414aa7a

Thiago Santos comemora seu primeiro gol no Allianz Parque (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
Foto: LANCE!

Escalação diferente
Roger Machado precisou fazer mudanças devido ao desgaste dos jogadores: Mayke, Thiago Santos e Keno entraram nos lugares de Marcos Rocha, Felipe Melo e Willian.

 

Verdão vai mal no primeiro tempo
O time não reagiu bem às mudanças e jogou mal no primeiro tempo. A primeira chance do jogo foi do Red Bull, aos dez minutos, quando Jailson fez grande defesa em chute de Rodrigo Andrade. Aos 23, não teve jeito: Deivid marcou de cabeça após cruzamento de Breno Lopes. O Palmeiras estava todo desorganizado defensivamente na jogada.

Gol impedido
O Red Bull retraiu-se depois do gol, mas o Palmeiras encontrou dificuldades para transformar a posse de bola em boas chances. O empate veio na bola parada, no último lance da etapa inicial. Lucas Lima bateu falta e Thiago Santos, impedido, cabeceou para as redes. Alívio!

Jailson gigante
O Palmeiras era melhor e acumulava chances na etapa final, mas o Red Bull esteve bem perto de fazer o segundo gol, aos 30. Só não fez porque Jailson defendeu o pênalti cobrado por Rodrigo Andrade e ainda se agigantou para pegar o chute de Nininho no rebote. O mesmo Rodrigo Andrade, em noite infeliz, foi expulso após falta em Thiago Santos.

Herói improvável
Roger acionou Bruno Henrique, Willian e Guerra ao longo do segundo tempo, mas quem decretou a virada foi Thiago Santos. Autor do primeiro gol, ele já havia assustado Júlio César em outras duas jogadas antes de aparecer como centroavante e empurrar para a rede aos 42 minutos. O volante tinha dois gols em 98 jogos pelo clube. Dobrou a marca!

Como está a tabela
O Palmeiras lidera o Grupo C – e a classificação geral – com 9 pontos em três rodadas. Agora joga às 17h de domingo, contra o Bragantino, fora de casa. O Red Bull, que tem dois pontos, recebe o Linense na segunda.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 RED BULL

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data/Horário: 25/1/2018, às 21h
Árbitro: José Claudio Rocha Filho
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Eduardo Vequi Marciano
Público: 26.559
Renda: R$ 1.520.285,80

Cartões amarelos: Nininho, Rodrigo Andrade , Júlio César, Éder (RBB); Thiago Santos, Victor Luis (PAL)
Cartões vermelhos: Rodrigo Andrade (RBB)

Gols: Deivid, aos 23′/1ºT (0-1); Thiago Santos, aos 47′/1ºT (1-1); Thiago Santos, aos 42′/2ºT (2-1)

PALMEIRAS: Jailson, Mayke, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Thiago Santos, Tchê Tchê (Bruno Henrique – 20′/2ºT) e Lucas Lima; Keno (Willian – 20′/2ºT), Dudu e Borja (Guerra – 28′/2ºT). Técnico: Roger Machado.

RED BULL: Júlio Cesar, Nininho, Tiago Alves (Anderson Marques – 8′/1ºT) (Doriva – 5’2ºT), Ewerton Páscoa e Breno Lopes; André Castro, Éder e Rodrigo Andrade; Deivid (Everton Silva – 17′/2ºT), Edmilson e Éder Luis. Técnico: Ricardo Catalá.

 

Fellipe Lucena
LANCE!