Presos na Grande São Paulo mais de 30 acusados de pedofilia

computadores_caseiros

Segundo a Polícia, não se sabe se há imagens nos computadores apreendidosArquivo/Agência Brasil

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, na manhã desta terça-feira (20), 33 pessoas acusadas de crime de pedofilia, principalmente pelo armazenamento e distribuição de fotografias ou vídeos de crianças ou adolescentes em cenas de sexo explícito. As prisões são parte da Operação Harpócrates, que cumpre 49 mandados de busca e apreensão em 21 cidades da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital. Foram apreendidos computadores, celulares e mídias.

Os suspeitos foram presos nos municípios de Carapicuíba; Cotia; Itapecerica da Serra; Barueri; Jandira; Itapevi; Santana do Parnaíba; Ferraz de Vasconcelos; Praia Grande; Itaquaquecetuba; Mogi das Cruzes; Ribeirão Pires; Mauá; Santo André; São Bernardo do Campo; Diadema; Embu-Guaçu; Embu das Artes; Vargem Grande Paulista; Osasco e Taboão da Serra.

As investigações, que estão em andamento há seis meses, tiveram como base denúncia anônima de um morador de Taboão da Serra sobre um suspeito de armazenar material pornográfico. A partir daí, foi feito o levantamento de IP, que é a identidade de cada computador, o que levou a uma rede que inclui 49 pessoas.

De acordo com a delegada, Gilmara Natália dos Santos, ainda não é possível afirmar se há entre os presos responsáveis pela produção do material. “Primeiro, eles estão sendo autuados por armazenamento, depois vamos identificar se estavam trocando o material.” A delegada disse também que ainda não se sabe se há vítimas nas imagens. “Muitas vezes, a vítima está dentro da casa, sendo abusada, e as pessoas estão trocando as imagens.”

Gilmara acrescentou que todos os alvos da operação são pessoas acima de qualquer suspeita, que não aparentavam ter envolvimento com esse tipo de crime. Há, entre os presos, um funcionário de escola infantil, um diretor de bufê e um guarda civil municipal, além de um pai e um filho residentes na mesma casa, que, segundo a Polícia Civil, disseram não ter conhecimento de que ambos praticavam tal ato. “Temos alvos com 7 mil arquivos no computador. Isso é muita coisa. Todos eles estavam ligados por sites onde o material era disponibilizado”, disse a delegada.

Os presos serão encaminhados para os centros de Detenção Provisória de suas cidades e, em seguida, para audiências de custódia nas respectivas cidades. A pena para tais crimes, prevista no Artigo 241 do Estatuto do Menor e do Adolescente (ECA), é de quatro anos de detenção. “O crime de armazenar fotografias e vídeos é permanente. Para quem transmite, a pena é maior e não há fiança.”

A delegada ressaltou que uma das formas de detectar se há possibilidade de uma pessoa próxima estar praticando crime de pedofilia é a observação. “É preciso prestar atenção no comportamento das pessoas. Uma pessoa retraída, calada, que busca ficar sozinha com crianças, oferece muitos doces, prêmios, pode ser um pedófilo. Entre os presos hoje, o perfil mais comum é de solteiros mais velhos e sem filhos”, disse Gilmara.

De acordo com o delegado do Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil, Márcio Fruett, alguns dos presos têm passagem pela polícia. “Mas são passagens por outros tipos de crime, nada que chamasse a atenção para esse viés de crime sexual, principalmente contra crianças.”

 

Da Agência Brasil

Templo Zu Lai celebra a chegada do tradicional Ano Novo Chinês

Da Redação

2018 é o ano do Cão de Terra, o animal que evidencia o equilíbrio, a lealdade e a honestidade

Para celebrar a renovação de ciclo da cultura oriental, o Templo Zu Lai, o maior da América Latina, localizado em Cotia, realiza mais uma edição da festa do Ano Novo Chinês, com uma agenda repleta de atrações para toda a família.

A organização espera um público recorde – ano passado, 17 mil pessoas prestigiaram a festa – que poderá curtir desde a gastronomia marcante de um saudável almoço vegetariano (ou as comidinhas típicas das barracas que se espalham aos montes pelo local), até as apresentações especiais, as oficinas criativas, além das grandes estrelas do encontro: a Cerimônia dos Mil Budas e as aguardadas danças do Leão e do Dragão.

O evento, que acontece no dia 25 de fevereiro, a partir das 10 horas, receberá gente de toda parte do Brasil e do mundo. É que, assim como nos anos anteriores, autoridades e jornalistas chineses também marcam presença. Muitos praticantes budistas, de diferentes países, fazem questão de participar da comemoração.

O Ano Novo Chinês é uma referência à data de rito do ano novo adotada por diversas nações do oriente, que seguem o calendário chinês. Algumas curiosidades chamam a atenção dos participantes: a data de início de cada ano novo chinês cai em uma data diferente do calendário ocidental e os chineses relacionam cada novo ano a um dos doze animais que teriam atendido ao chamado do Rei Celestial para um Grande Encontro. Apenas doze teriam se apresentado ao Rei, que em agradecimento, os transformou nos signos da Astrologia Chinesa: rato, búfalo/boi, tigre, coelho, dragão, serpente/cobra, cavalo, carneiro/cabra, macaco, galo, cachorro/cão e o javali/porco.

Segundo o horóscopo Chinês, um dos mais antigos do mundo, 2018 é o ano do Cão de Terra, época em que estará em alta a lealdade, a proteção, a confiabilidade. “Uma oportunidade de evoluirmos para a melhor versão de nós mesmos”, explica a abadessa Miao Yen, a maior autoridade budista latino-americana.

O Templo recebe o apoio da Prefeitura de Cotia por meio das seguintes Secretarias Municipais: de Segurança Pública; Cultura, Esporte e Lazer; Saúde e Trânsito, que organiza o trânsito da região para receber os convidados. Os comerciantes que dividem o endereço com o Zu Lai festejam a vinda de turistas, que movimentam o comércio local. Por mais um ano, o evento se consagra como o maior encontro religioso da cidade de Cotia.

Confira a programação completa:
10h – Cerimônia dos Mil Budas
10h – Workshops: Origami, caligrafia chinesa, entre outros
11h – Almoço vegetariano – barracas com comidas típicas
13h – Dança do Leão e do Dragão, apresentações diversas

Serviços
Ano Novo Chinês 2018
Onde: Templo Zu Lai – Estrada Fernando Nobre, 1461 (Acesso pelo km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares) – Cotia/São Paulo
Horário: A partir das 10h
Entrada Gratuita

ano novo chines (2) ano novo chines (1)

Operação Semana Santa fiscaliza qualidade do pescado em 13 estados

pesca0003

Qualidade do pescado tem aumentado a cada ano, diz o auditor Paulo AraújoArquivo/Agência Brasil

Equipes de auditoria fiscal agropecuária do governo federal realizaram hoje (20) a Operação Semana Santa, com inspeções que verificam se o conteúdo da embalagem de pescado nacional e importado vendida nos supermercados é de fato o produto informado no rótulo, e não uma mercadoria inferior àquela paga pelos clientes.

Conforme dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, responsável pela operação, amostras de peixe foram coletadas em 13 unidades federativas: Alagoas; Ceará,; Distrito Federal; Mato Grosso; Minas Gerais; Pará; Paraná; Pernambuco; Rio de Janeiro; Rio Grande do Norte; Santa Catarina; São Paulo e Tocantins.

Segundo o auditor Paulo Araújo, a ação, que mobilizou 50 servidores, entre auditores fiscais agropecuários, agentes de inspeção e técnicos laboratoriais, tem ampliado significativamente, a cada ano, a garantia de qualidade do alimento que o consumidor leva para casa. Araújo informou que, em 2015, 23% dos peixes vendidos estavam em desconformidade O percentual foi reduzido no ano seguinte para 15%. No ano passado, 96% dos produtos nacionais analisados estavam dentro dos padrões esperados, e todas as unidades importadas eram verdadeiras.

Há muitas ocorrências de adulteração entre linguado, surubim e pescada amarela, que são vendidos pelos comerciantes a preços mais altos, ressaltou Araújo. As espécies mais caras de sardinha, em muitos casos, também são trocadas por savelha e mesmo pela sardinha laje, que é mais barata. “Coletamos as embalagens de peixes pré-embalados. Basicamente, são peixes congelados. Já sabemos quais são as espécies mais usadas nas fraudes. Então, vamos direcionando essas análises”, disse o auditor.

Os peixes frescos, esclareceu Araújo, são fiscalizados pelas secretarias estaduais de Saúde.

A cautela com o que é adquirido é de extrema relevância inclusive para evitar alergias alimentares, já que uma pessoa pode, por exemplo, ter reação ao peixe cação e não ter ao bacalhau, podendo ficar suscetível a mal-estar, caso não seja avisada dessa substituição. Paulo Araújoa alertcou que o consumidor pode estar atento a alguns sinais na identificação dos produtos, como comprar somente produtos que passem pelo Sistema de Inspeção Federal (SIF).

“Outro ponto que a gente orienta é verificar a questão dos preços. Uma promoção muito barata pode indicar que há alguma coisa errada com aquele produto, não só na questão da substituição da espécie, como o glazeamento [congelamento que impede a oxidação ou desidratação] compensado, a adição de substâncias químicas que fazem o peixe inchar”, afirmou.

Outro mau indício é quando se nota que o produto que não rende a porção esperada devido à perda excessiva de água durante o processo de descongelamento.

As amostras colhidas pelas equipes nesta terça-feira serão examinadas no Laboratório Nacional Agropecuário de Goiânia. O resultado das análises laboratoriais da Operação Semana Santa deverá ser divulgado publicamente no site do ministério, no dia 30 de março.

Empresas infratoras

A companhia que comete fraudes dessa natureza sofre punições do governo federal. Quando o produto é importado, a empresa fica sujeita ao chamado regime de alerta de importação, pelo qual as cargas do produto são liberadas para entrada no país somente depois de examinadas.

No caso de produtos nacionais, a empresa fica sob regime de medida cautelar, com a distribuição condicionada à comprovação de qualidade satisfatória dos lotes. De acordo com Paulo Araújo, atualmente há 46 empresas estrangeiras acusadas pelo Ministério da Agricultura de fraudes diversas.

O consumidor pode denunciar marcas com práticas de comercialização irregulares, através da ouvidoria do ministério.

 

 

 

Da Agência Brasil

Barueri abre inscrições on-line para a Pedalada da Hora

Da Redação

Conectada com o aniversário de Barueri e com a Hora do Planeta, acontece no dia 24 de março (sábado) a 11ª edição da Pedalada da Hora, organizada pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente. As inscrições exclusivamente on-line (www.barueri.sp.gov.br/pedalada) são gratuitas e vão do dia 19 de fevereiro (segunda-feira) às 8h até as 19h do dia do evento.

A apresentação do RG na Pedalada é imprescindível para a confirmação da inscrição, participação e recebimento dos prêmios sorteados. A saída será do estacionamento do Ginásio José Corrêa, às 20h30, e o itinerário é até a rotatória do Parque Dom José passando pela Aldeia de Barueri, estação CPTM Antônio João e retornando ao ponto de saída.

A previsão é de uma hora para o cumprimento do trajeto. Por ser um passeio noturno, recomenda-se o uso de sinalização, iluminação e de equipamentos de segurança e também de roupas compatíveis ao evento.

A Guarda Civil Municipal e o Demutran darão toda a infraestrutura para a segurança dos participantes. Na última edição, houve a adesão de cerca de 1.200 ciclistas. A Secretaria do Meio Ambiente prevê um número maior nesse ano.

Hora do Planeta

Os prédios municipais serão convocados a desligar as luzes das fachadas por 60 minutos, a partir das 20h30 do dia 24 de março, em solidariedade à Hora do Planeta, ocasião em que ativistas do mundo inteiro, liderados pelo WWF (World Wildlife Fund) demonstram seu apoio ao combate ao aquecimento global.

Pedalada 2017

 Ciclistas aderiram em massa à Pedalada de 2017 foto: Robinson Alvarenga/Secom

 

 

Com informações de Jorge Ferreira 

Pela 1ª vez, transporte escolar em Cotia conta com selo de aprovação

Da Redação

Secretaria de Transportes e Trânsito está entregando adesivo que atesta a situação regular do veículo para transporte de estudantes do município

Os veículos que fazem o transporte escolar em Cotia passam a contar com um selo de aprovação que atesta a situação regular da parte documental e de itens de segurança do veículo. A medida foi adotada pela Prefeitura de Cotia para auxiliar a fiscalização a detectar eventuais veículos que estejam circulando de maneira irregular.

O adesivo já está sendo entregue pela Secretaria de Transportes e Trânsito aos transportadores que fizeram a atualização de seus cadastros até o dia 31 de janeiro deste ano. Para obter o selo, o transportador teve que apresentar o alvará de transporte e o laudo do tacógrafo (instrumento que registra a velocidade, tempo e distância percorrida pelo veículo em seu deslocamento).

“A partir deste semestre, a Settrans passa a ter um controle maior, em campo, sobre os veículos que estão circulando em conformidade com a legislação. A iniciativa também traz mais segurança para os pais, já que saberão que seus filhos estão sendo transportados por condutores em dia com sua documentação e licença”, disse Joaquim Brechó, titular da Settrans.

De acordo com a Secretaria, no mês de julho, todos os veículos do transporte escolar em Cotia passarão por vistoria para aferir itens de segurança, documentação, entre outros. A Settrans fica na rua Jorge Caixe, 246. Telefone 4703-2617.

Foto: DivulgaçãoSelo transporte escolar-cotia (3)Selo transporte escolar-cotia (2)Selo transporte escolar-cotia (1)

Prefeitura de Cotia vai apresentar Plano Municipal de Mobilidade urbana

 Da Redação

Minuta do Projeto de Lei está à disposição da sociedade desde julho de 2017 e traça Política Municipal de Mobilidade por meio da ordenação dos Sistemas Municipais de Transporte, de Viação e de Trânsito

Está marcada para o dia 3 de março, às 9h, no auditório do Colégio Madre Iva, no bairro Lajeado, a audiência pública da Prefeitura de Cotia para apresentar e discutir com a sociedade o Plano Municipal Mobilidade Urbana que vem sendo elaborado pela Secretaria de Transporte e Trânsito (Settrans), em consonância com a Lei Federal 12.587/2012 que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

Quando aprovado o Projeto de Lei, Cotia passará a ter uma legislação própria sobre mobilidade urbana, ou seja, a administração municipal terá um instrumento de desenvolvimento urbano, nos termos do artigo 182 da Constituição Federal que preconiza que o poder público municipal precisa estabelecer diretrizes que ordenem o desenvolvimento das funções sociais da cidade e garantam o bem-estar de seus habitantes.

A minuta do Plano de Cotia foi elaborada em consonância com o Plano Diretor Municipal (Lei Complementar 72/2007) e, entre os princípios que o norteiam estão o acesso amplo e democrático ao espaço municipal, com garantia de acessibilidade universal e a circulação ordenada de pessoas e cargas, o desenvolvimento sustentável, a equidade no acesso dos cidadãos ao transporte público coletivo, a eficiência, eficácia e efetividade na prestação dos serviços de transporte urbano, a segurança nos deslocamentos das pessoas, justa distribuição dos benefícios e ônus decorrentes do uso dos diferentes modos e serviços, entre outros.

“Cotia é um dos municípios que mais cresce na região. Esse Plano de Mobilidade precisa se tornar realidade para calçar o poder público municipal de elementos que permitam criar condições viárias de mobilidade urbana, transporte individual e coletivo”, disse o prefeito Rogério Franco. “Além disso, potencializa as chances de o município receber investimentos federais para projetos do setor”, completou.

 

Serviço

Audiência Pública

Plano Municipal de Mobilidade Urbana

Dia 3 de março, às 9h

Auditório Colégio Madre Iva

Rua Nelson Raineri, 700, Lajeado (km 34,5 Rodovia Raposo Tavares)

Inscrições para interlocuções serão feitas no dia até o início da audiência

 

Foto: Vagner Santoscotia (2)cotia (1)

Segóvia diz ao STF que não pretendeu interferir em investigação sobre Temer

1101882-wdol_abr121520176699

O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia Wilson Dias/Arquivo/Agência Brasil

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Fernando Segóvia, disse hoje (19) ao ministro do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso que não pretendeu “interferir, antecipar conclusões ou induzir o arquivamento” do inquérito sobre o presidente Michel Temer.

A explicação de Segóvia foi levada pessoalmente no fim da tarde ao ministro, relator do inquérito, após o magistrado cobrar explicações do diretor-geral da PF sobre uma entrevista dada à Agência Reuters na semana passada.

Na entrevista, Segovia disse que, no inquérito em que Temer e outros acusados são investigados pela PF, com autorização do ministro Barroso, os “indícios são muito frágeis” e sugeriu que o inquérito “pode até concluir que não houve crime”.

Ao ministro, Segovia ressaltou que suas declarações foram ‘distorcidas e mal interpretadas”, que não teve intenção de ameaçar com sanções o delegado responsável pelo caso e também se comprometeu a não dar mais declarações sobre a investigação.

O encontro entre o ministro e o diretor-geral da Polícia Federal durou 30 minutos, mas não houve declarações públicas.

Temer, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures e os empresários Ricardo Conrado Mesquita e Antônio Celso Grecco, ambos ligados à Rodrimar, que opera no Porto de Santos, são acusados pelo suposto favorecimento da empresa por meio da edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017).

Em janeiro, ao responder por escrito aos questionamentos dos delegados responsáveis pelo caso, a defesa do presidente Temer declarou que ele nunca foi procurado por empresários do setor portuário para tratar da edição do decreto. Sobre o ex-deputado Rocha Loures, um dos investigados no inquérito, Temer disse que nunca o autorizou a fazer tratativas em seu nome. “Peço vênia para realçar a impertinência de tal questão, por colocar em dúvida a minha honorabilidade e dignidade pessoal”, escreveu.

 

 
Da Agência Brasil

Câmara aprova decreto de intervenção no Rio; senadores votam medida nesta terça

camaradeputadosagbrasil

Plenário da Câmara dos Deputados durante sessão para votação do decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.  Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou, por 340 votos a 72, o decreto legislativo que autoriza a intervenção federal na área de segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Após mais de seis horas de discussões e táticas de obstrução pelos contrários à medida, os deputados acataram o parecer da deputada Laura Carneiro (MDB-RJ) favorável à medida, anunciada pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (16).

Nesta terça-feira (20), o Senado deve realizar, às 18h, uma sessão extraordinária destinada a votar o decreto. Caso o texto que estipula a intervenção seja aprovado pela maioria simples dos senadores presentes, o Congresso Nacional poderá publicar o decreto legislativo referendando a decisão de Temer de intervir no Rio de Janeiro.

A sessão durou mais do que o comum para uma segunda-feira e adentrou a madrugada desta terça-feira, em um dia em que os parlamentares ainda estão, normalmente, retornando de seus estados. Ao longo das discussões, quatro requerimentos foram apreciados pelos deputados por meio de votação nominal, o que significa que eles tiveram que votar no painel eletrônico, e não de modo simbólico. Após orientações dos líderes, os três pedidos de adiamento da votação foram rejeitados pela maioria dos parlamentares. Já o requerimento para encerramento das discussões foi aprovado por 328 votos a 7, mesmo com a obstrução dos oposicionistas, que não deram quórum neste momento.

Ao abrir a sessão, por volta das 20h, o presidente da Câmara (DEM), Rodrigo Maia, que é deputado pelo Rio de Janeiro, fez um apelo aos colegas para que aprovassem a medida.

Durante as votações, deputados favoráveis e contrários à medida se revezaram na tribuna. Para o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), a votação precisava ser adiada para que o governo dissesse de onde viriam os recursos para que a intervenção entre efetivamente em ação. “É o momento importante para se fazer um balanço jamais feito das 29 operações de Garantia da Lei e da Ordem ocorridas no país desde 2010. Alguém tem um relatório da eficácia disso?”, questionou o parlamentar.

Já para o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), a intervenção federal é prevista constitucionalmente e cabe ao Congresso Nacional aprovar ou não a iniciativa do Poder Executivo. “Lamento que alguns partidos prefiram fazer o discurso hipócrita e de enganação ao povo do meu estado, que já não aguenta mais insegurança em todos os lugares. Nós precisamos urgentemente, no Rio de Janeiro, que a Constituição seja cumprida. Intervenção federal já. E hoje vocês decidem: andar com os bandidos do PCC, do Comando Vermelho e do Terceiro e por aí, ou [aprovarem o decreto]”, defendeu.
Da Agência Brasil

Corinthians cede empate com lambança da zaga e amplia jejum

O Corinthians não conseguiu reagir no início da semana que terminará com o clássico contra o Palmeiras. Na noite desta segunda-feira, no encerramento da oitava rodada do Campeonato Paulista, o time derrotado por Santo André e São Bento em seus compromissos anteriores não passou de um empate por 1 a 1 com o Red Bull Brasil no Moisés Lucarelli.

Monótono na etapa inicial, o jogo teve dois gols contra na final. O primeiro foi de Tiago Alves, do Red Bull para o Corinthians, completando um chute cruzado de Clayson para dentro. Juninho Capixaba retribuiu o presente ao cabecear a bola para o alto quando Cássio deixava a meta.

O resultado levou o Corinthians aos 13 pontos ganhos, ainda na liderança do grupo A do Estadual. O atual campeão, entretanto, ficou ainda mais pressionado às vésperas de enfrentar o seu grande rival. O clássico da tarde de sábado será em Itaquera.

Já o Red Bull contabiliza agora 11 pontos na chave D – o líder Santos totaliza 14 – e só voltará a atuar pelo Campeonato Paulista na segunda-feira que vem. O adversário será o Ituano, no Novelli Júnior.

rbcorinthiansmaurohoritagp

Foto: Mauro Horita / Gazeta Press

O jogo – O Corinthians até animou a sua torcida no início da partida contra o Red Bull. Se levou um susto quando o veterano Éder Luís acertou o ferro de sustentação da trave em uma tentativa de fora da área, o time visitante carimbou o goleiro Julio Cesar – ele mesmo, campeão brasileiro como titular corintiano em 2011 – duas vezes em menos de cinco minutos.
Na primeira, Júnior Dutra fez bom passe para Rodriguinho chutar em cima do goleiro. Pouco depois, Clayson partiu em velocidade pela ponta direita e finalizou cruzado, com ainda mais força. Julio Cesar foi ao chão, zonzo, mas não sofreu o gol.

rbcorinthiansfernandodantasgp

Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

O goleiro não teria muito mais trabalho nos minutos seguintes. Em pouco tempo, o Corinthians voltou a apresentar o futebol acomodado das derrotas para Santo André e São Bento também em Campinas. Era o Red Bull que ficava com a bola nos pés na maior parte da primeira etapa.

Para resolver o problema da falta de criatividade, o Corinthians recorria até ao volante Renê Júnior, testado no lugar do preservado Gabriel, que se apresentava constantemente no ataque. Camacho, ao contrário, não conseguiu cumprir a missão de melhorar o aproveitamento de passes da equipe na vaga de Jadson. Ele errava tanto quanto Rodriguinho, Júnior Dutra e os demais.

Dessa maneira, o Corinthians começou a despertar insatisfação em alguns dos torcedores presentes nas arquibancadas do Moisés Lucarelli já nos instantes derradeiros do primeiro tempo. Carille resolveu entrar em ação. Fez o seu time voltar do vestiário para a disputa da etapa final com a troca de Camacho por Maycon.

rbcorinthiansmatheusrechefp000
Foto: Matheus Reche / Futura Press

Deu resultado. Aos três minutos, Fagner levantou a torcida com uma conclusão perigosa de longa distância, para fora. Aos sete, o público, ainda de pé, passou a pular. Clayson recebeu a bola na ponta e chutou no canto. A bola tocou em Tiago Alves, do Red Bull, e entrou, trazendo alívio a Carille e aos seus jogadores.

Sem a pressão da busca pela vantagem no marcador, o Corinthians se soltou em campo. Fagner chegou a passar a bola entre as pernas do ex-corintiano Claudinho na lateral do campo, próximo de onde estava concentrada a maior parte dos torcedores. O atacante acabou substituído quase em seguida, por Thomaz.

Como já ensinava Tom Jobim, porém, felicidade tem, sim, fim. A dos torcedores do Corinthians ruiu aos 23 minutos, graças a uma trapalhada do já contestado Juninho Capixaba. O lateral esquerdo cabeceou a bola para o alto quando Cássio deixou o gol e foi mais um a anotar contra no Moisés Lucarelli.  rbcorinthiansmaurohoritagp2

Foto: Mauro Horita / Gazeta Press

Capixaba, que levou uma pancada, saiu logo depois. Carille apostou na entrada de um novo volante, Gabriel, e deslocou Maycon para a lateral esquerda. A última ficha do treinador causou muito mais vibração entre os torcedores – o ídolo Emerson Sheik foi acionado no posto de Clayson.

Aos 34 minutos, o Corinthians sacudiu a rede outa vez, mas não valeu. Sheik brigou pelo alto com Everton Silva – e cometeu a falta, na visão do árbitro Vinícius Furlan – antes de Rodriguinho conferir em mais um lance frustrante do apático atual campeão paulista. Ao apito final, vaias.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRASIL 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Data: 19 de fevereiro de 2018, segunda-feira

Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Furlan (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Herman Brumel Vani (SP)

Público: 7.027 pagantes (total de 7.439)

Renda: R$ 297.219

Cartões amarelos: Everton Silva, Anderson Marques e André Castro (Red Bull Brasil); Camacho, Renê Júnior, Emerson Sheik e Henrique (Corinthians)

Gols: RED BULL BRASIL: Juninho Capixaba, aos 23 minutos do seguno tempo; CORINTHIANS: Tiago Alves (contra), aos 7 minutos do primeiro tempo

RED BULL BRASIL: Julio Cesar; Everton Silva, Anderson Marques, Tiago Alves e Breno Lopes; André Castro, Éder, Claudinho (Thomaz), Éder Luís (Doriva) e Deivid (Matheus Oliveira); Ricardo Bueno

Técnico: Ricardo Catalá

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Juninho Capixaba (Gabriel); Renê Júnior, Camacho (Maycon), Romero, Rodriguinho e Clayson (Emerson Sheik); Júnior Dutra

Técnico: Fábio Carille

 

Fernando Dantas / Gazeta Press
Helder Júnior
Gazeta Esportiva