Cerca de 10 mil lotam show de Fernando & Sorocaba no aniversário de Cotia

Da Redação

Festa em comemoração aos 162 anos do município aconteceu nesta segunda (2/04), no espaço em frente à Prefeitura

O encerramento das comemorações que marcaram o 162º aniversário de Cotia contou com a presença de cerca de 10 mil pessoas no grande show com a dupla sertaneja Fernando & Sorocaba. O show da dupla foi aberto com uma apresentação da cantora Suellen Santos.

Com os shows, Cotia encerrou com chave de ouro as festividades de aniversário que começaram às 9h, no Estádio Municipal Euclides de Almeida, com apresentações culturais, recreação para as crianças, música, dança, artes marciais e o Torneio Início, com a participação dos times que disputarão o Campeonato Municipal de Futebol pela 1ª divisão.

“Não poderíamos deixar passar em branco uma data tão importante para a nossa cidade, trazer entretenimento e alegria para a população que veio até aqui festejar me deixa muito feliz”, disse o Prefeito Rogério Franco, que acompanhou a festa ao lado da primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, Mara Franco.

Moradores de vários bairros de Cotia e de cidades vizinhas prestigiaram a festa. “Há muito tempo que estava tentando ir assistir ao show da dupla, mas nunca sobrava uma graninha a mais, fiquei empolgada quando soube que eles fariam um show gratuito aqui em Cotia”, contou Luciana Souto, que levou toda a família para curtir a apresentação da dupla.

“Fazer parte dessa festa nos deixa muito felizes. Sempre que pisamos em Cotia, somos muito bem recebidos, gostaria de agradecer à Prefeitura pelo carinho e oportunidade de estar mais uma vez aqui na cidade”, disse Sorocaba.

fernado-sorocaba-cotia (1) _MG_3501 copiar (1) _MG_3471 copiar fernado-sorocaba-cotia (2) fernado-sorocaba-cotia (3) fernado-sorocaba-cotia (4) fernado-sorocaba-cotia (5)

Embu das Artes estreia no Paulistão de futebol feminino

Da Redação

A equipe de futebol feminino A. D. Embu das Artes estreou no sábado (31/3) pelo Campeonato Paulista 2018, divisão principal, numa partida disputada contra o time da Ferroviária, no estádio Fonte Luminosa, em Araraquara. O placar foi de 5 a 0 para a Ferroviária.

O próximo jogo das meninas será contra o Audax no sábado (7/4), às 15h, no estádio Hermínio Espósito. O elenco embuense é coordenado pela Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Esporte.

O Paulistão Feminino conta com 13 equipes, divididos em 2 grupos, que jogam em partidas de ida e volta. Os dois melhores times de cada chave irão disputar a semifinal do torneio. Veja tabelas, classiificação, jogos e demais informações nesse link.

Próximo jogo:

Campeonato Paulista de Futebol Feminino
A. D. Embu das Artes X Audax
Sábado (7/4), às 15h
Estádio Hermínio Espósito (Alameda Fernando Batista Medina, 120 – Centro)

IMG_20180331_145107109_HDR (1)

Guarda de Barueri ganha Base Guardiã Maria da Penha de proteção à mulher

Da Redação

Na quarta-feira (dia 28), a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana de Barueri entregou à Guarda Civil Municipal, no bairro Nova Aldeinha, a Base Guardiã Maria da Penha, que passa a ser utilizada especificamente no atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica.

Segundo a secretária da pasta, Regina Mesquita, a instalação da base nasceu devido ao aumento significativo da violência contra a mulher. Desde que o projeto Guardiã Maria da Penha iniciou há dois anos, 180 casos já foram atendidos. Atualmente, 37 casos são acompanhados por este programa da Guarda e, com o novo espaço, muitos outros serviços poderão ser prestados com mais eficácia.

Os agentes da Guardiã Maria da Penha realizam visitas periódicas às vítimas e as acompanham em diversos aspectos, como a verificação do cumprimento de medidas protetivas, orientação dos direitos da mulher e até o encaminhamento dos agressores aos distritos policiais.

Bem localizada e com o efetivo de 12 agentes, a Base Guardiã Maria da Penha presta atendimento 24h. “Assim que a vítima procurar a polícia e prestar queixa, nossa equipe de guardiãs será acionada e imediatamente irá até o local dar todo o suporte à mulher. Se houver crianças, elas também serão amparadas”, afirma a secretária.

A denúncia deve ser feita

A jovem T.R.O denunciou a agressão sofrida e hoje é acompanhada e assistida pelo Guardiã Maria da Penha de Barueri. Há 4 meses, ela foi vítima de violência doméstica e teve o nariz e uma das orelhas arrancadas por mordidas de seu parceiro. O trauma, a dor e o medo de uma nova agressão a fizeram prestar a queixa.

Hoje, recebe acompanhamento psicológico e apoio integral da Guarda Municipal e da Secretaria da Mulher de Barueri, que colabora com o projeto. “Esse trabalho para a vítima é muito importante. Nos sentimos vulneráveis e precisamos de acolhimento. Aqui encontramos todo o suporte que precisamos”, relata a vítima.

Contato

Quem sofre qualquer tipo de violência doméstica deve denunciar. O telefone da Base Guardiã Maria da Penha é 4194-7562.

Números que assustam

De acordo com o Instituto Maria da Penha, a cada 2 segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal. Já a cada 22 segundos, uma mulher se torna vítima de espancamento. Na maioria dos casos, a violência é praticada pelo parceiro, dentro da própria casa.

Ameaças, insultos e perseguições também são considerados formas de agressão. Seja verbal ou física devem ser interrompidas para que o bem-estar e segurança da mulher sejam preservados.

 

foto 2 - Marcio Henrique-SSMU

foto 1 - Marcio Henrique-SSMU

Base está localizada na Aldeia de Barueri  fotos Marcio Henrique/ SSMU

foto 5 - Charles f - SSMU (1)foto 5 - Charles f - SSMU (2)

Programa funcionará 24h por dia  fotos Charles Félix / SSMU

foto 5 - Charles f - SSMU (3) - Copia

Subinspetora Magali, Regina Mesquita (sec. Segurança), Adriana Molina (sec. Assistência e Desenv. Social) e Sônia Furla (pres. Fundo Estrela Guia)

 

 

 

Com informações de Renato Bueno

 

16ª edição Loucos por Vinil de Embu das Artes

Da Redação

O “Loucos por Vinil Fair” chega à sua a 16ª edição para reunir fãs, expositores de disco de vinil e shows ao vivo. O homenageado neste ano será o cantor Tim Maia, falecido em 1997. A entrada é gratuita.

O encontro ocorrerá no dia 8 de abril (domingo) a partir das 9h no Centro Cultural Mestre Assis do Embu, que fica no Largo 21 de Abril, 29, Centro, Embu das Artes. A promoção é da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Esporte. Destaque para o show de Rainer Tankred Pappon, guitarrista de rock progressivo. (ASSISTA: https://www.youtube.com/watch?v=S0ZhWtCID6o )

O “Loucos por Vinil” foi idealizado em 2001 pelo artista plástico Paulo Dud com o objetivo de reunir colecionadores e admiradores do velho bolachão. É uma oportunidade dos apaixonados por LPs trocarem, venderem e circularem informações que fazem reviver bons tempos.

Décadas depois do lançamento do CD pelas grandes indústrias fonográficas, os long plays não param de ganhar novos fãs, desde aficionados por ídolos e músicas antigas até os DJs das mais modernas tendências musicais.

Programação

- Adriano Morais / pop e canções de Tim Maia / às 15h

- Dix3 / clássicos do rock/ às 16h30

- Rainer Tankred Pappon / às 18h30
Guitarrista paulistano, “o alemão da guitarra verde”, é profissional desde 78 e tem discos gravados com trabalho próprio. Toca rock progressivo e instrumental com influências de Frank Zappa, Focus, King Crimson, Mahavishnu Orchestra, Som Nosso, Mutantes e Yes. É um dos fundadores da The Central Scrutinizer Band (Zappa Cover), que teve o reconhecimento do próprio Frank em 1991.

16º Loucos por Vinil Fair
Domingo (8/4), das 9h às 20h
Largo 21 de Abril, 29, Centro, Embu das Artes
Tel.: 4785-3686 /4781-4462
Grátis

IMG_2321

loucos

Indústria fecha bimestre com crescimento de 4,3%, diz IBGE

mulheres_na_industria_capa

Produção industrial teve em janeiro e fevereiro expansão de 4,3% na comparação com primeiro bimestre de 2017, a maior alta para um primeiro bimestre desde os 4,7% de 2011 Arquivo/Agência Brasil

A produção industrial brasileira fechou os dois primeiros meses do ano com crescimento acumulado de 4,3% na comparação com o primeiro bimestre de 2017, a maior alta para um primeiro bimestre desde os 4,7% de crescimento verificado em 2011.

A informação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou hoje (3), no Rio de Janeiro, a Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil) de fevereiro, quando o parque fabril fechou com expansão de 0,2% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, impulsionado pelo comportamento do segmento de Bens Duráveis.

Crescimento veio depois de queda

Os dados indicam que o crescimento de fevereiro ocorre depois de uma queda de 2,2% em janeiro, comparativamente a dezembro do ano passado, interrompendo uma série de quatro resultados positivos consecutivos.

Em relação a fevereiro de 2017, na série sem ajuste sazonal, a indústria cresceu 2,8%. É a décima taxa positiva consecutiva na base de comparação e a menos acentuada desde os 2,6% de setembro de 2017. Já o acumulado nos últimos 12 meses avançou 3%, também o melhor resultado desde os 3,6% de junho de 2011.

Para o IBGE, o crescimento de 2,8% na comparação fevereiro 2018/fevereiro 2017 é a décima taxa positiva consecutiva da produção industrial, impulsionada pela alta de 15,6% na produção de Bens de Consumo Duráveis.

lojas_em_brasilia

Copa do Mundo, que começa em junho na Rússia, impulsionou produção de televisores no Brasil Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Expansão por segmentos

A pesquisa constatou que, entre as grandes categorias econômicas, os itens Bens de Consumo Duráveis e Bens de Capital cresceram 7,8%. Já o setor de Bens de Consumo Semi e Não Duráveis expandiu 1,6% e Bens Intermediários, 1,5%. Em ambos os casos, no entanto, a alta ficou abaixo da média do índice geral de 2,8%.

O estudo indicou que, entre os Bens de Consumo Duráveis, categoria que abrange o segmento de eletroeletrônicos e o setor automobilístico, um dos destaques foi o aumento da produção de televisores.

Considerando todo o setor de eletrodoméstico da chamada linha marrom, composta por televisores, aparelhos de som e similares, o aumento em fevereiro foi de 41,1% frente a fevereiro do ano passado.

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, “esse crescimento já era esperado, porque, tradicionalmente, há uma produção expressiva de TVs nos três meses antes da Copa do Mundo”, que começa em junho, na Rússia, para terminar em julho.

Para o Macedo, de modo geral, “o aumento na massa salarial, a melhora gradual nos índices de ocupação e a redução das taxas de juros do comércio são fatores que ajudaram na melhora da indústria nesses últimos meses”.

Resultado acumulado no ano

O crescimento de 4,3% no índice acumulado da indústria nos dois primeiros meses deste ano, diante de igual período de 2017, reflete resultados positivos nas quatro grandes categorias econômicas, 21 dos 26 ramos, 57 dos 79 grupos e 57,4% dos 805 produtos pesquisados pelo IBGE.

Entre as grandes categorias econômicas, o perfil dos resultados para o primeiro bimestre do ano mostrou maior dinamismo para Bens de Consumo Duráveis, com expansão de 17,9%, e Bens de Capital: 12,6%. No caso dos Bens de Consumo Duráveis, o impulso, em grande parte, veio da ampliação na fabricação de automóveis (14,4%) e de 26,5% na de eletrodomésticos.

No caso de Bens de Capital, a influência ficou por conta de equipamentos de transporte, com expansão de 22,7%, para construção (65,7%) e de uso misto (24,7%). Os setores de Bens Intermediários (2,9%) e de Bens de Consumo Semi e Não Duráveis (2,2%) também acumularam taxas positivas no ano, embora abaixo da média nacional de 4,3%.

Entre as atividades, o item veículos automotores, reboques e carrocerias, com crescimento de 21,7%, exerceu a maior influência positiva sobre a indústria, seguido por equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (30,4%), metalurgia (9,2%) e produtos alimentícios (3,6%), entre outros.

Entre as cinco atividades em queda, as principais influências foram de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-5,9%) e de indústrias extrativas (-2,7%).

Já entre as grandes categorias econômicas, o perfil dos resultados para o primeiro bimestre do ano mostrou maior dinamismo para Bens de Consumo Duráveis (17,9%) e Bens de Capital (12,6%), impulsionados, em grande parte, pela ampliação na fabricação de automóveis (14,4%) e eletrodomésticos (26,5%) e de Bens de Capital para equipamentos de transporte (22,7%), para construção (65,7%) e de uso misto (24,7%), na segunda.
Da Agência Brasil