Polícia e MP deflagram operação contra facção criminosa em 14 estados

A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo deflagraram Operação Echelon, no início da manhã de hoje (14), contra as ramificações interestaduais da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). São cumpridos 59 mandados de busca e apreensão em 14 Estados, além de 75 prisões preventivas de integrantes da facção.

Segundo as investigações, a cúpula do grupo mantém contato com bandidos em outros estados, atuando no tráfico de armas e drogas. Em São Paulo, a facção tem 10,9 mil integrantes, mas, no restante do país, o número de participantes cresceu seis vezes nos últimos quatro anos. Houve aumento de 3 mil membros para pouco mais de 20 mil em 2018.

Depois de São Paulo, os estados que concentram o maior número de integrantes do PCC são Paraná (2.829), Ceará (2.582) e Minas Gerais (1.432). Este último, sofreu uma série de atentados contra ônibus e ataques contra postos policiais na semana passada. A facção conta ainda com membros em outros cinco países: Bolívia, Colômbia, Guiana, Paraguai e Peru.

De acordo com as investigações, a expansão do PCC culminou na reação de gangues locais, que se aliaram ao Comando Vermelho, iniciando uma guerra que atinge principalmente os estados do Norte e do Nordeste do país.

As investigações tiveram início em junho de 2017, quando o líder máximo da facção, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi mantido isolado pela sexta vez no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) do presídio de Presidente Bernardes, motivo pelo qual Marcola não figura entre os procurados na operação.

 

 
Da Agência Brasil São Paulo

 

Rússia e Arábia Saudita abrem hoje a 21ª edição da Copa do Mundo

A bola vai rolar a partir das 12h (horário de Brasília)

A Copa do Mundo Rússia 2018 tem início hoje (14), às 12h (horário de Brasília), com o jogo entre as seleções do país anfitrião e da Arábia Saudita, no histórico Estádio Luzhniki, em Moscou, palco da Olimpíada de 1980, e que foi reformado para a competição da Federação Internacional de Futebol (Fifa). Antes de a bola rolar, a festa oficial de abertura pretende mostrar um pouco da cultura russa para o mundo e para o público presente no estádio.

O árbitro principal da partida é o argentino Néstor Pitana, de 42 anos. Ele terá como auxiliares os também argentinos Hernán Maidana e Juan Pablo Bellati. Pitana participou da Copa de 2014, no Brasil, apitando quatro jogos, um deles das quartas-de-final, quando a Alemanha venceu a França por 1 x 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro.

copa_luzhniki2
A Copa do Mundo Rússia 2018 tem início hoje (14), às 12h (horário de Brasília), com o jogo entre as seleções da Rússia e da Arábia Saudita, no Estádio Luzhniki, em Moscou – Kai Pfaffenbach/Reuters/Direitos reservados

A seleção russa que entrará em campo nesta quinta-feira poderá ter na lateral-direita um brasileiro naturalizado russo: Mário Fernandes. O atleta foi revelado pelo Grêmio e atualmente integra o CSKA de Moscou, onde chegou em 2012. Mário faz parte da seleção da Rússia desde o ano passado.

Anton e Alexei Miranchuk são os gêmeos destaques do time russo. Os dois jogam no meio de campo e são estreantes em Copa. O time mais provável que deverá entrar em campo é formado por Akinfeev, Mário Fernandes, Granat, Ignashevich e Kudryashov, na defesa; Zobnin, Golovin, Zhirkov e Samedov, no meio de campo; e Miranchuk; Smolov, no ataque.

A Arábia Saudita disputa a sua quinta Copa do Mundo. Anteriormente, ela já havia participado das copas de 1994, 1998, 2002 e 2006. A equipe saudita conseguiu a classificação para a Rússia, disputando as eliminatórias asiáticas na mesma chave de Austrália e Japão. Apesar de não ser a favorita, superou a Austrália no saldo de gols. Os australianos também se classificaram, mas na fase de repescagem.

O melhor resultado da Arábia Saudita foi na Copa de 1994, nos Estados Unidos, chegou até as oitavas-de-final. Atualmente, o treinador é o argentino naturalizado espanhol Juan Antonio Pizzi. Osama Hawsawi, zagueiro de 34 anos, é o destaque. Pizzi deve colocar em campo hoje os seguintes jogadores: Al-Mosailem, Al-Shahrani, Omar Hawsari, Osama Hawsari, Al-Harbi, Otayf, Al-Jassam, Al-Shehri, Al-Muwallad, Al-Dawsari e Al-Sahlawi. Rússia e Arábia Saudita nunca se enfrentaram em uma Copa do Mundo.

 
Da Agência Brasil Brasília

Justiça fixa teto de 5,72% para reajuste de planos de saúde

Liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo determina que o reajuste dos planos de saúde individuais e familiares de todo o país devem ser de 5,72%, no máximo, em 2018. A Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) deverá aplicar a inflação setorial de saúde como teto para a correção.

O aumento autorizado não poderá ultrapassar o percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA) relativo à saúde e cuidados pessoais. A decisão foi proferida na terça-feira (12) pelo juiz José Henrique Prescendo, da 22ª Vara Cível Federal de São Paulo, que acatou pedido do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

A Ação Civil Pública (ACP) movida pelo Idec teve como base relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que aponta distorções, abusividade e falta de transparência na metodologia usada para calcular o percentual máximo de reajuste de 9,1 milhões de beneficiários de planos individuais. Em 2015, 2016 e 2017, os reajustes permitidos pela agência superaram 13% ao ano.

“A decisão faz justiça a milhões de consumidores lesados pela agência, seja por impedir que uma metodologia equivocada continue prejudicando consumidores em todo o país, seja por reconhecer que a agência vem, há anos, faltando com a transparência e privilegiando os interesses das empresas em detrimento dos consumidores”, afirmou a presidente do Conselho Diretor do Idec, Marilena Lazzarini.

Segundo o Idec, a metodologia utilizada pela ANS para calcular o índice é a mesma desde 2001 e leva em consideração a média dos percentuais de reajuste aplicados pelas operadoras aos planos coletivos com mais de 30 usuários.

“O problema, constatou o TCU, é que os reajustes dos planos coletivos, base para calcular o aumento dos individuais, são informados pelas próprias operadoras à ANS e sequer são checados ou validados de forma adequada pela agência”, disse o Idec, em nota.

ANS
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disse, em nota, que vai recorrer da decisão proferida da Justiça. “A agência reguladora repudia ações desprovidas de fundamentação técnica que acabam causando comoção social e viés pró-judicialização de temas sob responsabilidade do órgão.”

Segundo a ANS, as decisões do órgão são baseadas em informações técnicas. “É preciso considerar que o setor de planos de saúde possui características específicas que influenciam a formação do percentual de reajuste, como a variação da frequência de utilização e variação de custos em saúde, crescente em todo o mundo.”
Da Agência Brasil São Paulo

Confira os últimos resultados dos jogos do Campeonato Brasileiro Série A

 Da Redação

Veja os resultados dos jogos da 12ª rodada do Brasileirão 2018

TER – 12/06/2018

Brasileiro Série A
12ª Rodada

21H30-São Paulo 3 x 0 Vitória-BA MORUMBI

QUA – 13/06/2018

16H00-América-MG 0 x 0 Chapecoense INDEPENDÊNCIA
19H00-Fluminense 0 x 1 Santos MARACANÃ
19H30-Sport 0 x 0 Grêmio ILHA DO RETIRO
19H30-Paraná 1 x 1 Cruzeiro DURIVAL DE BRITTO
21H00-Botafogo 2 x  0 Atlético-PR NILTON SANTOS
21H00-Palmeiras 1 x 1 Flamengo ALLIANZ PARQUE
21H45- Bahia 1 x  0 Corinthians ARENA FONTE NOVA
21H45-Atlético-MG 2 x 1 Ceará INDEPENDÊNCIA
21H45-Internacional 3 x 1 Vasco BEIRA RIO

Bahia domina o Corinthians e completa começo ruim de Loss

corii-42786305131Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Corinthians foi mais uma vez o pior dentre duas equipes em campo na noite desta quarta-feira, contra o Bahia, na Fonte Nova. Dominado do primeiro ao último minuto por uma equipe que ocupava a 18ª colocação do Campeonato Brasileiro antes do início da partida, o Timão ainda sofreu um gol já aos 45 minutos do segundo tempo, marcado pelo chileno Mena.

O resultado completa o início muito ruim de trabalho do técnico Osmar Loss no cargo, com apenas uma vitórias, dois empates e quatro derrotas desde a saída do técnico Fábio Carille. Com 16 pontos, o Timão está mais próximo da zona de rebaixamento, que se inicia justamente no Bahia, com 12, do que dos quatro primeiros colocados (Internacional, com 22).

Os dois times agora terão uma pausa de mais de um mês nos jogos oficiais até a retomada do Campeonato Brasileiro. Depois da disputa da Copa do Mundo, o Alvinegro volta as suas atenções ao torneio no dia 18 de julho, contra o Botafogo, na Arena. Antes, no entanto, os comandados de Osmar Loss disputam amistosos contra o Cruzeiro, nos dias 4 e 11, frente ao Grêmio, no dia 8. Os baianos, por sua vez, jogam no dia 19 do mês que vem contra a Chape.

Bahia domina e perde chances

O primeiro tempo mostrou os donos da casa com um ritmo alucinante para um apático Corinthians sempre dobrando a marcação e roubando a bola no campo de ataque. A primeira oportunidade veio com o centroavante Kayke, que aproveitou vacilo de Sidcley e Pedro Henrique, antecipou-se na primeira trave e testou forte, levando bastante perigo ao gol de Walter.

O goleiro, que reclamou bastante do estado do gramado na sua pequena área, quase falhou clamorosamente em lance pouco depois, quando deixou bola espirrada passar por si. A redonda só não entrou porque Pedro Henrique afastou em cima da linha. Na sequência, Régis tentou o chute rasteiro da entrada da área, mas o arqueiro conseguiu segurar a firme.

Inoperante, principalmente com a dificuldade de Rodriguinho em ficar com a bola, o Alvinegro teve apenas uma boa chance para marcar, quando Roger ganhou pelo alto da defesa e raspou na bola, mas mandou ao lado da trave. Ainda antes do intervalo, o Bahia teve outra boa chance com Kayke, batendo falta, mas a bola desviou na barreira e passou por cima do gol.

Prêmio no fim para o melhor time

A dinâmica do jogo não mudou para a etapa final, que mostrou Juninho Capixaba no lugar de Sidcley e Mena na vaga de Elber. O chileno começou a ter suas chances ainda antes dos cinco minutos, quando Capixaba foi desarmado com facilidade por Régis e o meia cruzou forte para o meio da área. O canhoto, quase na pequena área, chutou forte de primeira, mas para fora.

Osmar Loss seguiu sem saber o que fazer para melhorar sua equipe, vendo o Bahia acumular chances desperdiçadas. Régis, Zé Rafael, Kayke e até Allione, que entrou depois, poderiam ter aberto o placar, mas acabaram errando o alvo. Júnior Dutra e Emerson Sheik foram acionados para ajudar no ataque alvinegro, mas o golpe fatal veio do lado baiano.

Depois de Maycon chutar rasteiro e exigir boa defesa de Anderson, que entrara na vaga do machucado Douglas, os baianos continuaram insistindo e foram premiados. Régis tirou a zaga para dançar, ameaçou chutar e criou muito espaço para a chegada de Mena para a esquerda. O chileno, dessa vez, bateu forte, acertou o ângulo de Walter e determinou o placar final.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 x 0 CORINTHIANS

Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 13 de junho de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Bernardi e José Calza (ambos do RS)
Cartões amarelos: Gregore e Flávio (Bahia); Júnior Dutra (Corinthians)
Gols:
BAHIA: Mena, aos 45 minutos do segundo tempo

BAHIA: Douglas (Anderson); Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Régis, Élber (Mena) e Zé Rafael; Kayke (Allione)
Técnico: Cláudio Prates (interino)

CORINTHIANS: Walter; Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Sidcley (Juninho Capixaba); Gabriel e Maycon; Pedrinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Júnior Dutra); Roger (Emerson Sheik)
Técnico: Osmar Loss

 
Da Gazeta Esportiva São Paulo, SP