Cuca diz que fuga do Z4 não é título e impõe meta no Santos

cuca-1231024x675Cuca é apresentado no Santos (Lucas Musetti)

Cuca foi apresentado como novo técnico do Santos nesta terça-feira, no CT Rei Pelé. E o discurso foi de otimismo. Depois de uma longa conversa com o elenco, a

meta é de entrar no G-6, na zona de classificação para a Libertadores da América em 2019. Atualmente, o Peixe é o 17º, com 16 pontos, no Z-4.

Em 2009, Cuca salvou o Fluminense do rebaixamento depois dos matemáticos apontarem 99% de chance de queda. Não ser rebaixado, porém, não será motivo para comemoração no alvinegro, clube que nunca caiu.

“Eu não quero passar pelo Santos com um treinador que não deixou o Santos cair. Isso não é título nenhum. Quero marcar meus nomes e ter conquistas, e dependo exclusivamente dos jogadores. Vou dar meu máximo para tirar o máximo deles.

Há muito tempo que não nos víamos, desde outubro, quando na saída do Palmeiras eu dei uma descansada, refrigerada, e eu, sinceramente, precisava. Há momentos que precisamos priorizar, priorizei família, e me encontro plenamente disposto a executar um bom trabalho. Com muita confiança. O Santos, apesar do Z-4 com 16 pontos, tem 10 pontos a menos que o sexto e que vai para uma Libertadores. Com 23 jornadas, 69 pontos, podemos buscar uma vaga no ano que vem e é essa a grande meta que temos.

“Sabendo que o momento é delicado, não é de se pensar grande, mas é nosso objetivo, com muito esforço no dia a dia. Temos a Copa do Brasil amanhã, só jogo grande, dois ganhadores de Copa, a última foi em 2010. Cruzeiro foi mais recente. A gente tem uma ambição e são jogos iguais, apesar do momento não ser tão bom. Quando dirige-se um time grande, tudo pode mudar”, completou.

Cuca só teve um dia para treinamento, nesta terça-feira, antes de uma decisão. O Santos enfrentará o Cruzeiro na quarta, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

 
Correspondente Lucas Musetti Perazolli – Santos, SP
Gazeta Esportiva

Sem reservas no meio, Loss deve levar Araos para duelo contra a Chape

corinthians_21453007Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Ángelo Araos treinou apenas uma vez com a camisa do Corinthians e teve um breve contato com o restante dos companheiros, mas deve ser relacionado para sua primeira partida pelo clube já nesta terça-feira, véspera do embate contra a Chapecoense, às 21h45 (de Brasília) na Arena Corinthians, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Em boa forma física, já que atuou como titular em 19 dos últimos 20 jogos da Universidad de Chile, Araos passou por uma breve inter-temporada com os chilenos entre o final de maio e o começo de junho, totalizando 20 dias de treinamento. Regularizado para atuar na competição, ele pode ser a solução do técnico Osmar Loss na procura por um atleta que seja opção para a função de segundo volante.

Munido do recém-chegado Douglas, outro relacionado assim que foi oficializado no Alvinegro, o treinador só possui Thiaguinho como atleta do setor, nome que recupera-se de dores no ombro e não foi incluído na viagem a Brasília, local da vitória por 4 a 1 sobre o Vasco.

Enquanto Renê Júnior espera para realizar uma cirurgia no joelho esquerdo que o deixará fora do restante da temporada, Paulo Roberto era visto como a outra opção tanto para Gabriel quanto para Maycon e até Fagner, já que Mantuan, lateral direito visto como reserva do selecionável, também está machucado. Araos, dessa forma, aparece como um facilitador para as opções de Loss.

A confirmação sobre os relacionados sairá após o trabalho desta terça, no CT Joaquim Grava, quando Loss vai confirmar a escalação para encarar os catarinenses. Ainda que Roger tenha se recuperado de uma pancada no tornozelo esquerdo, ele não pode jogar pela Copa do Brasil por já ter defendido o Inter. Dessa forma, omais provável é que ele mantenha a formação sem centroavante, com Pedrinho, Jadson, Romero e Clayson.

 

 
Tomás Rosolino
Gazeta Esportiva

Taxa de desemprego é de 12,4% no 2º trimestre, aponta IBGE

Em igual período de 2017, desocupação estava em 13,0%; já no primeiro trimestre deste ano, o resultado ficou em 13,1%

Daniela Amorim

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,4% no segundo trimestre, o que representa o total de 12,966 milhões de brasileiros em busca de emprego. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta terça-feira (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou perto do piso da mediana (12,60%) das expectativas dos analistas ouvidos pelo “Projeções Broadcast”, que estimavam uma taxa de desemprego entre 12,30% e 12,80%.

carttt-carteira_de_trabalho-001

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.198 no segundo trimestre

Em igual período de 2017, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 13,0%. No primeiro trimestre, o resultado ficou em 13,1%. No trimestre encerrado em maio, a taxa era de 12,7%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.198 no segundo trimestre. O resultado representa alta de 1,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 195,7 bilhões no segundo trimestre, alta de 2,3% ante igual período do ano anterior.

Há menos 520 mil desempregados em relação a um ano antes, o equivalente a um recuo de 3,9%. O total de ocupados cresceu 1,1% no período de um ano, com a criação de 1,001 milhão de postos de trabalho. O contingente de inativos avançou 1,9%, 1,228 milhão de pessoas a mais nessa condição.

O nível da ocupação, que mede o porcentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, foi estimado em 53,7% no segundo trimestre deste ano, ante 53,6% no primeiro trimestre. No segundo trimestre do ano passado, o nível de ocupação era também de 53,7%.

 

Estadão Conteúdo

Saúde quer vacinar 11 milhões de crianças contra sarampo e pólio

vacinacao 935950-rj0010

Campanha nacional de vacinação começa na próxima segunda-feira

O cirurgião-dentista Ricardo Gadelha, 44 anos, foi diagnosticado com poliomielite pouco antes de completar 2 meses de vida. Em meio às sequelas que a doença deixou, sobretudo nos membros inferiores, ele garante fazer a sua parte pra que a chamada paralisia infantil não volte a fazer novas vítimas. Os filhos de Gadelha, Samuel, 14 anos, e Davi, 11 anos, foram devidamente imunizados contra a pólio. “Não quero nem desejo essa sequela pra ninguém. Filho protegido é filho vacinado. Nós, pais, temos essa responsabilidade”, reforçou.

A partir da próxima segunda-feira (6), todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem ser levadas aos postos de saúde para receber a dose contra a pólio e também contra o sarampo. O Dia D de mobilização nacional foi agendado para o dia 18, um sábado, mas a campanha segue até o dia 31 de agosto. A meta do governo federal é imunizar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal nessa faixa etária, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o Ministério da Saúde, foram adquiridas 28,3 milhões de doses de ambas as vacinas – um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados, segundo a pasta, já estão abastecidos com um total de 871,3 mil doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba.

A campanha de vacinação deste ano é indiscriminada, ou seja, pretende imunizar todas as crianças na faixa etária estabelecida. Isso significa que mesmo as que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço. No caso da pólio, crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida devem receber a VIP. As que já tomaram uma ou mais doses devem receber a VOP. E, para o sarampo, todas devem receber uma dose da Tríplice Viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Queda nas coberturas

Doenças já erradicadas no Brasil voltaram a ser motivo de preocupação entre autoridades sanitárias e profissionais de saúde. Baixas coberturas vacinais, de acordo com o próprio ministério, acendem “uma luz vermelha” no país. Até o momento, a pasta contabiliza 822 casos confirmados de sarampo – sendo 519 no Amazonas e 272 em Roraima. Ambos os estados têm ainda 3.831 casos em investigação. Casos considerados isolados foram confirmados em São Paulo (1), no Rio de Janeiro (14), no Rio Grande do Sul (13), em Rondônia (1) e no Pará (2).

Em junho, países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas na região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar ações de saúde nas fronteiras e a fornecer assistência aos migrantes numa tentativa de manter baixa a transmissão de casos. Dados do governo federal mostram que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo de 50%.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Atualmente, entretanto, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, além de casos já identificados em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Rio de Janeiro.

Pólio

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomielite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

 
Da Agência Brasil Brasília

Confira os jogos do Brasileirão deste fim de semana

Da Redação

Veja os jogos da 16ª rodada do Brasileiro Série A

SÁB – 28/07/2018

Brasileiro Série A
16ª Rodada
16H00-Ceará X Fluminense-PRESIDENTE VARGAS

DOM – 29/07/2018

11H00-Vasco X Corinthians-MANÉ GARRINCHA
11H00-Palmeiras X Paraná-ALLIANZ PARQUE
16H00-Flamengo X Sport- MARACANÃ
16H00-Internacional X Botafogo-BEIRA RIO
16H00-Cruzeiro X São Paulo- MINEIRÃO
16H00-Atlético-PR X Vitória-ARENA DA BAIXADA
19H00-Santos X América-MG-VILA BELMIRO
19H00-Chapecoense X Grêmio-ARENA CONDÁ

SEG – 30/07/2018
20H00-Bahia X Atlético-MG -ARENA FONTE NOVA

Diretor da La U confirma saída de jovem chileno ao Corinthians

chilenoÁngelo Araos, jovem meio-campista da Universidad de Chile, interessa ao Corinthians (Foto: Divulgação)

O Corinthians avançou na negociação pelo jovem meio-campista chileno Ángelo Araos, da Universidad de Chile, e deve anunciar a contratação nas próxima horas. O jogador, que tem o interesse confirmado pela diretoria, foi liberado da concentração da equipe chilena e está disposto a reforçar o Timão. O acordo, que já havia sido cravado pela Fox Sports Chile, foi confirmado pelo dirigente Ronald Fuentes, da La U, em declarações reproduzidas pelo jornal La Tercera. O atleta deve desembarcar no Brasil já neste final de semana, mas, no Alvinegro, ainda há cautela para tratar do assunto.

“Queremos informar que Ángelo Araos deixou a concentração da Universidad de Chile, aqui em Antofagasta, em função do Corinthians ter exercido a sua cláusula de saída”, disse o gerente desportivo do clube chileno. Fuentes ainda revelou que o Timão também chegou a um acordo com o atual time de Araos, o Deportes Antofagasta. “Estão vendo os contratos a serem assinados. O jogador já deixou a instituição, é lamentável, mas nós desejamos muito êxito em este novo desafio”, completou.

Uma fonte ouvida pela Gazeta Esportiva disse que o nome é analisado com calma por se tratar de um atleta que não poderia atuar na Libertadores, torneio em que já defendeu a La U. Por outro lado, o próprio Timão reconhece que uma negociação rápida seria o ideal para poder colocar o jovem entre os aptos a disputar a Copa do Brasil. Para isso, o jogador tem de estar registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até as 19h (de Brasília) da segunda-feira.

Resta, então, pesar qual dos fatores é mais importante para a transferência, facilitada com o fluxo de caixa proveniente da venda de atletas neste meio de ano. É consenso no clube que, somada à vinda de Sergio Díaz, cedido por empréstimo pelo Real Madrid B, Araos seria uma resposta à torcida para as baixas no plantel.

Contratado após passar pelo Deportes Antofagasta, Araos tem apenas 21 anos de idade. De acordo com informação publicada anteriormente pela mesma emissora, a proposta do Corinthians para contar com os serviços do jovem meio-campista seria de mais de US$ 4 milhões (R$ 15 milhões). O clube não confirma o valor que investiria.

Com passagem pela seleção chilena sub-20, Ángelo Araos se mostrou animado com a possibilidade de atuar no futebol brasileiro. Por outro lado, o meio-campista disse sentir que ainda precisa mostrar mais de seu futebol com a camisa da Universidad de Chile.

“É um lindo momento que estou vivendo, mas encaro com calma. Acho que chegar na U foi muito lindo para mim e também se falou dessa oferta. Acho que seria muito lindo. Não vou mentir sobre isso, porque o futebol brasileiro seria um salto que eu gostaria”, afirmou Araos.

 
Tomás Rosolino
Da Gazeta Esportiva – São Paulo, SP

PGR vai cobrar que candidato ficha suja não use fundo eleitoral

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse hoje (27) que o Ministério Público Eleitoral (MPE) vai cobrar na Justiça recursos do fundo eleitoral que forem usados por candidatos inelegíveis para disputar as eleições de outubro.

A questão foi decidida nesta tarde durante uma reunião entre Dodge e um grupo de procuradores eleitorais que vão atuar nas eleições de outubro. No entendimento da procuradora, os recursos destinados a partidos não podem ser utilizados por candidatos que se enquadram em alguma restrição de inelegibilidade prevista na Lei da Ficha Limpa, como condenação por órgão colegiado da Justiça, por exemplo.

A procuradora-geral da República e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Raquel Dodge, durante abertura do Seminário Internacional de Execução Penal.

raq_8303df_

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que recurso públicos só podem ser usados por elegíveis – Arquivo/Agência Brasil
“Os recursos públicos só podem ser usados por candidatos elegíveis. Os inelegíveis que usarem recursos públicos nas campanhas terão que devolver”,afirmou Dodge.

Dodge acertou com os procuradores eleitorais como será a atuação do MPE na fiscalização das eleições para garantir o cumprimento das regras de financiamento de campanha, o equilíbrio da disputa entre os candidatos e o combate às notícias falsas, as chamadas fake news.

 
Da Agência Brasil Brasília

Brasil tem dificuldade de atrair jovens para a carreira de professor

Segundo estudo do BID, 5% dos jovens de 15 anos querem dar aulas

edu-0511201

O Brasil, assim como outros países da América Latina, tem dificuldade em atrair jovens talentosos para a carreira de professor. Essa é uma das conclusões do estudo Profissão Professor na América Latina – Por que a docência perdeu prestígio e como recuperá-lo?, divulgado hoje (27) pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

No Brasil, apenas 5% dos jovens de 15 anos pretendem ser professores da educação básica, enquanto 21% pensam em cursar engenharia. No Peru, o índice dos que pretendem optar pela docência é de menos de 3%, contra 32% que querem se tornar engenheiros. Por outro lado, em países onde a profissão é mais valorizada, o interesse tende a ser maior, como na Coreia do Sul, onde 25% dos jovens têm a intenção de lecionar, e na Espanha, onde o índice chega a quase 20%.

Entre as razões para o desinteresse para atuar na educação básica estão, segundo a pesquisa, os baixos salários. “Mesmo nos últimos anos, após uma década de incrementos nos salários dos professores, eles continuam a ganhar consideravelmente menos do que outros profissionais”, enfatiza o texto.

A partir dos dados das pesquisas domiciliares no Brasil, Chile e Peru, o estudo do BID mostra que os educadores ganham cerca da metade da remuneração de profissionais com formação equivalente. No Equador, a diferença é menor, mas os professores ainda recebem 77% da remuneração de outras áreas. No México, os vencimentos dos trabalhadores da educação é de 83% dos de outros ramos.

Falta de infraestrutura

Além da questão financeira, o estudo aponta para as condições de trabalho como razão do desinteresse dos jovens pela docência. “Muitas vezes a infraestrutura das escolas latino-americanas é deficiente em relação a equipamentos e laboratórios e até mesmo em termos de serviços básicos”, ressalta o documento.

O estudo menciona as informações levantadas pelo Laboratório Latino-americano de Avaliação da Qualidade da Educação em 2013 sobre escolas de 15 países latino-americanos, incluindo o Brasil. Na ocasião, foi constatado que 20% dos estabelecimentos de ensino não tinham banheiros adequados, 54% não tinham sala para os professores e 74% não contavam com laboratório de ciências.

Desinteresse

O estudo aponta ainda que muitos jovens acabam seguindo a carreira docente “por eliminação, não por vocação”. Recuperando dados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2008, a pesquisa destaca que, à época, 20% dos estudantes de ensino superior com foco no magistério haviam feito a opção para ter uma alternativa caso não conseguissem outro emprego e 9% por ser a única possibilidade de estudo perto de casa.

“Ser professor na América Latina não é uma carreira atraente para jovens talentosos do ponto de vista acadêmico. Não se pode ignorar o fato de que muitos futuros professores decidem frequentar um curso de carreira docente exatamente por ser uma carreira mais acessível no aspecto acadêmico, e não necessariamente por terem uma vocação pedagógica”, analisa o estudo.

Reflexos

Esse problema tem, junto com outros fatores, reflexos no desempenho dos estudantes. Os dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), citados pela pesquisa, mostram, por exemplo, que os conhecimentos em leitura, matemática e ciências dos jovens de 15 anos da região está dentro dos 40% dos com pior resultado entre os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O percentual dos estudantes que não atingem o nível básico das competências é mais do que o dobro da média da OCDE.

 
Da Agência Brasil São Paulo

Cotia recebe grandes nomes da engenharia em workshop: Paredes de Concreto

Da Redação

Inscrições estão abertas e as vagas são limitadas. O evento acontece na quarta-feira (01/08), às 18h, no auditório da Faculdade Mario Schenberg

Voltado para profissionais atuantes na produção de edifícios, engenheiros, arquitetos, tecnólogos e interessados no assunto, o workshop “Paredes de Concreto” trará conceitos, controles, execução e normas sobre o sistema construtivo em paredes de concreto. O encontro será realizado pelo Grupo Parede de Concreto, Associação dos Arquitetos, Engenheiros e Técnicos de Cotia (AETEC), com o apoio da Prefeitura de Cotia.

Serão quatro palestras no auditório da Faculdade Mario Schenberg, a abertura e credenciamento será às 18h, logo após, às 18h20, a abertura será feita pelo presidente da AETEC, engenheiro Arthur Augusto Weigand Berna.

A primeira palestra está marcada para às 18h30, com o engenheiro Rubens Monge Silveira, coordenador do Grupo Parede de Concreto – ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) que discursará sobre Cenário atual para Parede de Concreto.

O próximo a se apresentar, às 19h05, será o engenheiro João Batista Rodrigues da Silva, diretor do IBTS (Instituto Brasileiro de Telas Soldadas), abordando sobre Telas Soldadas para Paredes de Concreto.

Entre às 19h40 e às 20h10 será feito um intervalo e, na sequência começa a palestra ‘Tecnologia do Concreto para Utilização na Parede’, com o engenheiro e consultor da ABESC (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Concretagem), Arcindo Vaquero y Mayor.

O engenheiro e diretor da Wendler Projetos, Arnoldo Wendler, será o último da noite a se apresentar, às 20h45, com o tema: Normas de Parede de Concreto – NBR 16.055 Comentada segundo a Norma de Desempenho NBR 15.575.

Após as palestras, será aberto o momento para perguntas e debates sobre todos os assuntos tratados ao longo da noite. O evento é gratuito e as vagas são limitadas, para fazer a sua inscrição basta clicar no link: https://goo.gl/FpLXTK

Serviço

Workshop “Paredes de Concreto”

Data: 1 de Agosto – quarta-feira
Horário: Das 18h00 às 22h00
Local: Auditório da Faculdade Mario Schenberg
Endereço: Estrada Mun. Walter Steurer, 1413 – Granja Viana – Cotia – SP

 

Foto: Vagner Santos

DSC3283-cotia

Com atleta barueriense, Brasil conquista bronze no Mundial de Vôlei Sentado na Holanda

Da Redação

Barueri está conquistando o seu espaço no esporte paraolímpico e já tem atleta se destacando fora do país representando a cidade. É o caso do barueriense Leandro Henrique da Silva, 33 anos, atleta paraolímpico que foi medalha de bronze pela seleção brasileira no Mundial de Vôlei Sentado, disputado na Holanda. No domingo (dia 22), o Brasil venceu a Ucrânia por 3 sets a zero, na cidade de Arnhem, e conquistou o terceiro lugar.

“O resultado foi bem positivo. Conseguimos nos concentrar para jogar pelo bronze e o Leandro atingiu as expectativas, bom atleta para o grupo e disciplinado”, exaltou o técnico da seleção, Célio Mediato.

Para Leandro, que joga pela equipe de vôlei sentado de Barueri, a experiência internacional é só o começo de novas conquistas. “Foi incrível jogar e enfrentar as melhores equipes e atletas do mundo. Grandes jogos e desafios. Foi uma honra representar a seleção brasileira e trazer esta medalha de bronze para o país. Foi um excelente resultado. Vamos continuar trabalhando e com dedicação iremos chegar ao topo da modalidade. Estamos no caminho certo”, declarou.

Vôlei sentado na SDPD

O vôlei sentado faz parte da grade de atividades esportivas da SDPD (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Barueri) desde o ano passado e é indicado para pessoas com deficiência nos membros inferiores. Além de ajudar na reabilitação, a modalidade melhora a autoestima e pode revelar o potencial esportivo de futuros atletas.

 

Para conhecer essa e outras atividades voltadas para pessoas com deficiência, basta procurar a SDPD, que fica na rua Vereador Isaías Pereira Souto, 175, Jardim Belval, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

 

 

Selecao masculina de volei sentado_1

Seleção de vôlei sentado conquista medalha de bronze em Mundial
Foto: Divulgação/ SDPD

 
Jaqueline Duarte