Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015

A comercialização de veículos novos atingiu neste ano o melhor desempenho desde 2015, compensando de certa forma o fraco desempenho das exportações no setor. De janeiro a novembro, foram licenciados 2,3 milhões de unidades ante 2,2 milhões, em 2017, com alta de 15%. Essa taxa superou a meta do setor, que era crescer 13,7%.

carros
Venda de carros novos tem o melhor resultado desde 2015, diz Anfavea – Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

“Fomos surpreendidos por esse resultado e estamos vendo um consumidor interessado em comprar e condições favoráveis aos negócios, já que temos oferta de crédito e baixa inadimplência”, afirmou o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale.

Megale manifestou otimismo com a possibilidade de ser mantido esse aquecimento e de melhora nas vendas externas no próximo ano. De acordo com Megale, a crise na Argentina, para onde seguem 70% das encomendas externas, contribuiu para que as exportações fechem o ano abaixo da meta inicial de vendas, que era de 700 mil – a previsão é de 650 mil unidades comercializadas.

No acumulado até novembro, o volume financeiro alcançou US$ 13,8 bilhões, o que é 5,2% menos do que em igual período do ano passado. Entre novembro e outubro último, houve recuo de 1,4%. Isso ocorreu também com o mercado doméstico, onde houve baixa de 9,3%, somando o escoamento de 230,9 mil unidades. O presidente da Anfavea considerou pontuais os resultados do mês, lembrando que novembro teve dois dias úteis a menos.

Megale acrescentou que, enquanto não ocorre a retomada da economia argentina, as montadoras estão “fazendo um esforço” para explorar novos mercados. Entre os clientes onde se espera uma compensação pela queda das vendas na Argentina, estão sendo feita negociações com o Chile e a Colômbia e até mesmo parcerias incomuns, caso da Rússia, que mostrou interesse na compra de caminhões pesados.

No mês passado, a produção de veículos caiu 6,9% em relação à de outubro e foi 1,6% inferior à de novembro do ano passado, sob a influência da falta de dinamismo nas exportações. No acumulado até novembro, porém, o resultado já é o melhor desde 2015, tendo atingido 2,7 milhões de unidades, com aumento de 8,8% sobre 2017.

Segundo Megale, o otimismo do setor está ancorado na expectativa de uma boa interlocução com a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e na execução do programa Rota 2030, que ele acredita ser definido até o final deste ano para ser transformado de medida provisória em lei, levando o setor a implementar mais eficiência tecnológica e a se impor perante o mercado mundial.

Megale disse ainda que espera do novo governo apoio às reformas estruturais, entre as quais a tributária.

 

Da Agência Brasil São Paulo

Importante para o elenco, Vilson sai silenciosamente do Timão

Sem jogar há dois anos e ofuscado pelas saídas de Danilo e Emerson Sheik, o zagueiro Vilson também deixou o Corinthians após a partida contra o Grêmio, pela última rodada do Brasileirão 2018. A última vez em que o defensor atuou oficialmente foi na derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro, na Série A de 2016.

Ainda que não passe perto da história da dupla no Timão, Vilson era muito querido pelo elenco do Timão: o zagueiro foi homenageado por Marquinhos Gabriel quando o meia fez gol contra a Chapecoense, por exemplo, além de ser tido como um dos responsáveis pela guinada na carreira de Cássio, apresentando o goleiro à igreja.

Vilson foi homenageado antes de sua última partida como membro do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr. /Agência Corinthians)

“Excelente para o grupo. Vocês (jornalistas) não têm ideia disso”, afirmou um dirigente corintiano quando perguntado sobre o jogador.

No último sábado, Vilson recebeu uma moldura da camisa 37, utilizada nos 23 jogos de sua passagem por três temporadas no Corinthians, além de aplausos de jogadores e comissão. O zagueiro deixou um recado em sua despedida e agradeceu ao clube.

“Agradeço a todos nesses anos difíceis que passei aqui, individualmente. Agradeço a compreensão de todos. Amadureci muito por ter passado por aqui. Aprendi a ajudar o próximo, ter mais consciência. Deixo o recado para vocês sempre acreditarem, independente da idade”, afirmou, antes de completar.

“Acreditem nos sonhos de vocês. Temos que acreditar para alcançar. Deem o melhor de vocês, porque a oportunidade de estar dentro de campo é única. Tenho muita gratidão a todos aqui no Corinthians”, concluiu.

Com a camisa do Timão, Vilson conquistou três títulos: Campeonato Paulista (2017 e 2018) e um Campeonato Brasileiro (2017). Um provável destino do atleta para o ano que vem é a Chapecoense.

 

Tomás Rosolino
Da Gazeta Esportiva – São Paulo, SP

Palocci deve prestar depoimento em SP no processo da Operação Zelotes

paloci

(Foto Arquivo)

A Justiça Federal do Distrito Federal confirmou para hoje (6) o depoimento do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. Ele é testemunha de acusação no processo da Operação Zelotes, no qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu por corrupção passiva. Há também a previsão de depoimento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como testemunha de defesa.

Os depoimentos serão tomados na Justiça Federal de São Paulo. O juiz Vallisney de Souza Oliveira, que conduz a ação penal na 10ª Vara Federal, indicou que Palocci prestará depoimento por videoconferência como testemunha de acusação de Lula.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi indicado como testemunha de defesa do lobista Mauro Marcondes, que é réu no mesmo processo. Não há informações sobre seu comparecimento. .

Há dois dias, a Justiça Federal aceitou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ele ser dispensado de comparecer pessoalmente à audiência.

Depoimentos

Também estão previstos os depoimentos de João Bastista Gruginski, apontado como operador, durante as investigações da Operação Zelotes.

O ex-ministro Palocci prestará depoimento por videoconferência, enquanto Gruginski será ouvido presencialmente. Também serão ouvidas nesta quinta-feira as testemunhas de defesa Aloisio Masson, César Augusto Rabello Borges e Miguel João Jorge Filho.

Amanhã (7) estão previstos os depoimentos das seguintes testemunha de defesa Luiz Antonio Rodrigues Elias, Ivo da Motta Azevedo Corrêa, Nelson Machado, Marcos Augustos Hernandes Vilarinho e Eduardo Garcia Ruiz. Todos serão ouvidos em São Paulo.

De acordo com a assessoria, o juiz Vallisney de Souza Oliveira estará de férias durante os depoimentos, e a condução das audiências ficará a cargo do juiz federal substituto Ricardo Augusto Soares Leite.

Zelotes

A Operação Zelotes foi deflagrada em 2015 pela Polícia Federal para investigar a venda de medidas provisórias e supostas irregularidades em julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Federais (Carf), vinculado ao Ministério da Fazenda.

Segundo as investigações, houve intensa negociação envolvendo empresas e conselheiros do Carf, no esforço de reduzir e até anular multas.

Da Agência Brasil Brasília