Padilha será secretário de Relações Governamentais da gestão Haddad

O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT) será o novo secretário de Relações Governamentais da Prefeitura de São Paulo.

Com o aval do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, ele foi convidado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e aceitou. Atuará no lugar de Paulo Frateschi, também próximo a Lula.

Inicialmente, ele era cotado para assumir a secretaria municipal da Saúde, pasta ocupada por José de Filippi Júnior, nome forte dentro do PT.

Caberá a Padilha o trabalho de lidar com a base aliada, que tem cobrado caro de Haddad para aprovar projetos importantes. Para o PT, é importante manter Padilha no cenário político, pois ele é potencial candidato tanto ao governo quanto ao Senado em 2018.

Uma das principais apostas de Lula nas eleições de 2014, Padilha ficou em terceiro lugar na disputa pelo governo de São Paulo, em um dos piores resultados do PT no Estado.

O cargo foi oferecido nesta segunda-feira (20) a Padilha pelo secretário de Governo de Haddad, Chico Macena, que tem sido o emissário do prefeito para os novos convites para as secretarias. Foi ele também quem convidou o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) para assumir a Secretaria Municipal de Direitos Humano e Cidadania.

Macena conversou com Padilha sobre a possibilidade de o ex-ministro ficar com a secretaria de Saúde, sua área de atuação, ou ainda com a Coordenação de Subprefeituras. Mas a preferência foi pela secretaria de Relações Governamentais, com aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-ministro tem dito que essa foi uma “convocação, e não um convite”.

Internamente, o ex-ministro foi bastante criticado pelo discurso que adotou durante a campanha, muito alinhado à classe média e bastante afastado da realidade dos eleitores petistas.

Colaborou GUSTAVO URIBE

Adriano Vizoni/Folhapress

14278788

Alexandre Padilha (PR) será o novo secretário de Relações Governamentais de Fernando Haddad

ARTUR RODRIGUES
DA FOLHA DE SÃO PAULO