Fim da CPI das Santas Casas mostra ponta de iceberg, diz deputado Gil Lancaster

Da Redação: O deputado estadual Gil Lancaster (DEM) integrou a comissão e também teve aprovada proposta de criação de uma subcomissão permanente para investigar as irregularidades nas santas casas.

O deputado estadual Gil Lancaster (DEM) afirmou nesta quarta-feira (7) que o relatório final da CPI das Santas Casas, apresentado aos integrantes da comissão representa a ponta de um iceberg se comparado à diversidade de denúncias envolvendo as instituições. “É quase impossível esgotarmos todos os nossos esforços para fiscalizar a gestão das santas casas e também cobrar da União, governos estaduais e prefeituras uma força-tarefa de ordem financeira para garantir o funcionamento das santas casas e o atendimento à população”, afirmou o deputado.

A comissão, que teve como relator o deputado Afonso Lobato (PV), aponta os motivos que levaram as santas casas ao atual cenário de crise financeira. O relatório será encaminhado para diferentes órgãos, além da Presidência da República, Ministério Público, governos estaduais e prefeituras.

Entre os problemas comuns enfrentados pelas santas casas estão o sub financiamento dos serviços pelo SUS, a falta de leitos de UTI, ausência de recursos financeiros para atendimento de novas demandas de saúde e a má distribuição de recursos em face dos serviços já existentes.

Um dos casos citados por Gil Lancaster para defender a criação da Subcomissão, já aprovada pelos demais deputados, é a demissão quase certa de 1.500 funcionários da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, que passa por crise financeira. Isso é o mesmo que “a ponta de um iceberg se levarmos em consideração o tamanho do problema e a quantidade de santas casas mergulhadas em uma verdadeira crise”. A instituição tem uma dívida de R$ 800 milhões, que ainda tenta renegociar.

“Concluímos os trabalhos da CPI das Santas Casas, criada na Assembleia Legislativa para investigar as irregularidades nessas instituições em diferentes cidades do Estado, mas a partir de agora, para garantir que as santas casas continuem a funcionar com estrutura digna para atender a nossa população, teremos uma Subcomissão dentro da Comissão de Saúde que nos permitirá uma organização e atuação permanentes com focos nas santas casas”, disse Gil Lancaster.

A CPI das Santas Casas foi integrada pelos deputados Ed Thomas (PSB), Analice Fernandes (PSDB), Celso Giglio (PSDB), Carlos Neder (PT), Gil Lancaster (DEM), Afonso Lobato (PV), Itamar Borges (PMDB), Wellington Moura (PRB) e André do Prado (PR).

deputados_Celso_Giglio_e_Gil_Lancaster,_a

 Da direita para esquerda, os deputados Celso Giglio e Gil Lancaster, ambos da região
Foto: Edivaldo Santana