Palmeiras vence o Santos e nos pênaltis fica com título da Copa do Brasil

Da Redação: Equipes duelaram pela sétima vez no ano e sempre quem jogou em casa venceu por um gol de diferença Eduardo Nunes , do Allianz Parque

pal-578905830

Prass recebe premiação (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)

Com dois gols de Dudu e um de Ricardo Oliveira, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1 na noite deste sábado no Allianz Parque. Já nos pênaltis, Fernando Prass foi destaque: além de ter defendido uma cobrança, ele que anotou a quinta penalidade, que encerrou a decisão. Pela primeira vez na história, o Palmeiras é campeão nacional dentro de casa. E o título tmbém foi o primeiro da nova casa palestrina.

O bicampeonato santista não foi nada fácil. O Palmeiras iniciou o jogo pressionando, apoiado na força de sua torcida que fez bela festa. No primeiro lance do confronto, Gabriel Jesus arrancou em velocidade e bateu para gol. Vanderlei se esticou para fazer grande defesa e salvar o Santos. A resposta veio aos sete minutos. Em linda jogada pela direita de Zeca, Marquinhos Gabriel bateu e Prass espalmou. No rebote, Victor Ferraz parou na trave.

No restante da primeira etapa, o Alviverde seguiu pressionando mais. Barrios foi quem mais ameaçou, com uma cabeçada aos 27 minutos que exigiu muito reflexo de Vanderlei. Ainda antes do intervalo, os dois treinadores foram obrigados a mexerem nas equipes. Machucados, David Braz e Gabriel Jesus deram lugar à Werley e Rafael Marques.

O intervalo não mudou muito a tônica da partida e a pressão dos mandantes deu resultado somente aos 11 minutos. Barrios rolou para Robinho que entrou e velocidade e saiu na cara do arqueiro. O jogador viu Dudu sozinho e passou para o atacante que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Com o gol, o Santos buscou mais o ataque, contudo não foi feliz diante da marcação eficaz dos alviverdes. E quando estava mais recuado, o Palmeiras conseguiu o tento que lhe garantiria o título. Depois de sair da final do Paulistão Itaipava 2015 como o grande vilão (por ter perdido um pênalti em casa e ter sido expulso na partida da Vila Belmiro ainda no primeiro tempo), o camisa 7 marcou pela segunda vez no Allianz Parque.

A explosão da torcida durou pouco. Ricardo Oliveira, outro atleta que esteve em baixa na temporada, quando chegou desacreditado na Baixada, aproveitou o desvio de Wesley após a cobrança de escanteio de Marquinhos Gabriel e estufou as redes. Com o resultado de 2 a 1, a decisão foi para as penalidades máximas.

Logo na primeira cobrança, Marquinhos Gabriel escorregou e mandou por cima. O Palmeiras saiu em vantagem após a cobrança de Zé Roberto. Em seguida, Gustavo Henrique e Rafael Marques pararam nas mãos de Fernando Prass e Vanderlei, respectivamente. A vantagem palmeirense se manteve até a quinta e decisiva cobrança, quando o goleiro Fernando Prass converteu e saiu para a festa.

Ficha técnica

Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro (Lucas Naylor), Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Mateus Sales, Arouca e Robinho; Dudu, Gabriel Jesus (Rafael Marques) e Barrios (Cristaldo).
Técnico: Marcelo Oliveira.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz (Werley), Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Paulo Ricardo), Renato e Lucas Lima; Gabriel (Geuvânio), Marquinhos Gabriel e Ricardo Oliveira.
Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Dudu, duas vezes, para o Palmeiras e Ricardo Oliveira para o Santos;
Cartões amarelos: Mateus Sales, João Pedro para o Palmeiras; Gabriel para o Santos.

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC);
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos SP);
Quarto árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Local: Allianz Parque, em São Paulo;
Data: quarta-feira (02), às 22h.

Fonte: FPF

pal-1364682991

Jogadores do Palmeiras durante as cobranças de pênaltis (Foto: Rodrigo Corsi/FPF)
Veja mais fotos link- Palmeiras é Campeão da Copa do Brasil 2015