Copa São Paulo Jr: Corinthians joga a 17ª final em busca da décima conquista do torneio de base

Da Redação: Equipe do Parque São Jorge é recordista de títulos e vice-campeonatos da competição

corint-copinha

Os meninos do Timão enfrentarão o Flamengo no Pacaembu pelo 10º título da Copinha na história
Foto:Agência Corinthians

Na 47ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians chega à sua 17ª decisão na história e busca o décimo título, abrindo larga vantagem nos números da competição. Com 17 disputas de finais, o clube do Parque São Jorge é o maior vencedor e o maior vice-campeão do torneio. Nos títulos, quem mais se aproxima do número de conquistas é o Fluminense, com cinco. Nos vice-campeonatos, o rival São Paulo é quem chega mais perto, com seis contra sete do Corinthians. Com três títulos, os tricolores paulistas são os que mais se aproximam em número de decisões: nove.

A história de conquistas corintianas na Copa São Paulo começou cedo: venceu as duas primeiras. Em 1969 o Nacional da Barra Funda foi vencido por 1 a 0, enquanto no ano seguinte o Palmeiras foi o derrotado por 4 a 2.

No entanto, a equipe amargou longo jejum de 24 anos sem levantar a taça da competição, período em que acumulou vice-campeonatos. Foram cinco ao todo: contra o Fluminense em 1973; Atlético Mineiro em 1976; Internacional em 1978; Santos em 1984; e São Paulo em 1993.

O jejum de títulos foi quebrado curiosamente diante de um adversário bastante conhecido: a Ponte Preta. Em 1995 o título chegou com uma vitória por 1 a 0 na prorrogação, após empate por 2 a 2 no tempo normal. Dois anos depois, novo vice-campeonato, contra o Paulista de Jundiaí. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, vitória interiorana nos pênaltis por 4 a 3.

A rotina de vencer o torneio teve início em 1999. A quarta conquista corintiana aconteceu após vitória por 1 a 0 diante do Vasco da Gama, e aproximou o clube do número de conquistas do Fluminense, que em 1989 ganhou o torneio pela última vez e, com cinco títulos foi, por muito tempo o maior vencedor.

Para deixar os cariocas para trás, o Corinthians conquistou seu segundo bicampeonato na história em 2004 e 2005, alcançando a sexta conquista, tomando para si a hegemonia na competição. São Paulo – 2 a 0 -, e Nacional – 3 a 1 -, foram os respectivos vice-campeões nestes anos.

Com a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Paranaense em 2009, os corintianos conquistaram o sétimo título abrindo vantagem para os cariocas que teriam a chance de diminuir essa contagem anos mais tarde. Isso por que Corinthians e Fluminense fizeram a decisão em 2012, mas os paulistas foram mais uma vez vencedores, por 2 a 1, e chegaram à oitava conquista.

Antes da nona conquista, o clube conheceu novo vice-campeonato em 2014. Campeão em 2013, o Santos superou a equipe corintiana e venceu por 2 a 1.

Com o vice de 2014, o título de 2015 – o nono da história – após vencer o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 a 0, e a final de 2016, o Corinthians se torna o segundo time da história a chegar em três decisões seguidas.

Rival eficaz

Contra a assiduidade corintiana em decisões da competição, o Flamengo tem uma boa arma: a eficácia. Os cariocas nunca amargaram uma derrota em finais da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Foram duas decisões e dois títulos.

No primeiro, em 1990, o rival era o Juventus. Vice-campeão no ano anterior ao ser derrotado pelo Fluminense, o time da Mooca foi novamente derrotado por 1 a 0 e viu o Flamengo comemorar seu primeiro título.

A segunda conquista aconteceu apenas em 2011, quando o Flamengo enfrentou e venceu o Bahia por 2 a 1.

Com informações de Raoni David/ FPF