Corinthians e São Paulo jogam no Pacaembu em busca de afirmação

corri-01071003

O técnico Fábio Carille descartou favoritismo do lado alvinegro do clássico (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)
A partir das 17 horas (de Brasília) deste sábado, no Estádio do Pacaembu, Corinthians e São Paulo se enfrentarão pela quarta rodada do Campeonato Paulista. No primeiro Majestoso do ano, ainda oscilantes, ambas as equipes buscarão uma vitória em busca de afirmação neste início de temporada.

Pelo Corinthians, ao mesmo tempo em que trouxeram confiança, as recentes vitórias sobre São Caetano (4 a 0) e Ferroviária (2 a 1) geraram indefinições. Toda a linha defensiva do time dirigido por Fábio Carille saiu desgastada do último compromisso. Assim como Júnior Dutra, cotado a barrar o contestado Kazim no comando do ataque.

“Não tenho problema em falar quem vai jogar. É que preciso ouvir os departamentos médico e físico para definir o time”, justificou Carille, que, de fato, não costuma fazer mistério. Desta vez, contudo, ele teme escalar os laterais Fagner e Juninho Capixaba, os zagueiros Balbuena e Pedro Henrique e o volante Gabriel e ver algum deles sair lesionado de campo.

Já a dúvida no ataque do Corinthians não é somente por causa de um problema físico. Júnior Dutra iniciou a temporada como reserva de Kazim, mas passou a ser elogiado desde que marcou um gol contra o São Caetano. O seu concorrente, ao contrário, acumula críticas desde o ano passado, quando era reserva de Jô.

Seja como for, Carille espera dificuldades no Pacaembu. “A responsabilidade é dividida em todos os jogos grandes. Em muitas vezes, a superação prevalece nos clássicos, e não só a organização e o melhor momento. Uma equipe que não está bem pode vencer e ganhar força. Então, é 50% para cada um”, partilhou.

O técnico ainda discordou quando ouviu que o rival está em um estádio de formação de equipe inferior ao do Corinthians, atual campeão paulista e brasileiro. “O São Paulo terminou bem o ano. Não é fácil fugir da pressão do rebaixamento em um clube grande, e o Dorival Júnior conseguiu isso até com certa folga. Já tem uma ideia de jogo e, com a repetição de grupo, chegará ao que pensa. Será uma partida muito estudada, com o adversário jogando em cima dos nossos erros”, previu Fábio Carille.

sp-01072567

Principal reforço do São Paulo, o versátil Diego Souza disputará o seu primeiro Majestoso na carreira (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

No São Paulo, buscando o entrosamento ideal, o técnico Dorival Júnior irá repetir a escalação da vitória por 2 a 0 sobre o Mirassol. Recém-contratados, o zagueiro Anderson Martins e o meia-atacante Diego Souza estão garantidos entre os 11 iniciais, portanto.

O camisa 10 do time, contudo, está fora até do banco de reservas. O meia Christian Cueva, que foi cortado do jogo em Mirassol por questões disciplinares, voltou a não ser relacionado pela comissão técnica. Assim, Shaylon seguirá na equipe titular.

Indo para a sua segunda partida pelo Tricolor, Anderson Martins vê o duelo como um divisor de águas. “Clássico dá moral, respaldo da própria torcida que vai junto com a confiança que é gerada. Esse clássico é muito importante para as nossas pretensões no ano. Se vencermos, a confiança vai aumentar, a desconfiança que foi criada diminui, o trabalho vai fluir normalmente”, ressaltou.

Ciente das consequências que uma derrota para o rival pode gerar, o defensor pede atenção aos companheiros. “Sabemos o que um clássico envolve e estamos bem preparados, a pré-temporada foi proveitosa. Vai ser um grande jogo, quem se empenhar melhor e tiver mais concentrado vai sair com o resultado positivo”, apontou.

Mandante do clássico, o clube de Parque São Jorge chega com uma pequena vantagem na classificação do Estadual. Líder do Grupo A, o atual campeão acumula seis pontos, dois a mais que a agremiação do Morumbi, que ocupa o primeiro lugar do Grupo B.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27 de janeiro de 2018, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Luiz Alberto Nogueira

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel (Maycon), Romero, Jadson, Rodriguinho e Clayson; Júnior Dutra (Kazim)
Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei; Marcos Guilherme, Petros, Shaylon e Brenner; Diego Souza
Técnico: Dorival Júnior

 
Helder Júnior e José Victor Ligero
Da Gazeta Esportiva – São Paulo, SP