Theatro Municipal recebe noite de gala do circo em Dezembro

Da Redação

Com o tema “A Lona Uniu as Gerações”, comemoração circense do “Dia do Palhaço” terá apresentação do Palhaço Tubinho e a participação especial de Dedé Santana

A Secretaria Municipal de Cultura promove, nos dias 10 e 11 de dezembro, às 19h, no Theatro Municipal de São Paulo, uma noite de gala do circo, com duas apresentações do espetáculo “A Lona Uniu as Gerações”. O evento celebra o “Dia do Palhaço”, comemorado anualmente no dia 10 de dezembro.

A celebração deste ano homenageia o circo-teatro, que surgiu o Brasil na primeira década do século XX, e introduziu um ritmo narrativo no qual os esquetes cômicos ou dramáticos são costurados por uma trama única, ou seja, ao final, é contada uma história por meio dos números. Esta modalidade mantinha o repertório formado, normalmente, por espetáculos de comédias e melodramas, com textos adaptados de romances folhetinescos sobre assuntos diversos: mitologia, religião e fatos do cotidiano.

“É uma enorme satisfação poder abrir as cortinas de um dos palcos mais disputados da cidade de São Paulo, o Theatro Municipal de São Paulo, para o circo paulistano, homenageando a sua história. Nossa expectativa é que este público e os artistas sintam que esta é uma oportunidade especial de celebração e se divirtam muito”, ressalta o Secretário Municipal de Cultura, André Sturm.

O mote do espetáculo é o encontro entre o palhaço e um menino da cidade que recebe o circo. Por meio do encantamento e da curiosidade do garoto, a história demonstra como ele se torna aprendiz do velho palhaço. Como parte dessa homenagem circense, estão previstos, ainda, espetáculos de rua em frente ao Theatro Municipal. Estão confirmadas as presenças da Família Burg e Dupla Cia, que encenam “Cabaré”, a partir das 17h30 do dia 10; e, no dia 11, no mesmo horário, é a vez da Trupe Koskowisck com a atração “Olha o Palhaço no Meio da Rua”.

Com a proposta de resgatar o Circo-Teatro, a Secretaria convidou, ainda, o ator e palhaço Fernando Sampaio, um dos fundadores da Cia. La Mínima. A direção geral é de Pereira França Neto, o Palhaço Tubinho comanda a festa que traz companhias circenses, artistas convidados e a participação especial de Dedé Santana.

Ficha Técnica

Direção Geral: Pereira França Neto

Direção Circense: Fernando Sampaio

Assistente de Direção: Katia Daher

Dramaturgia: Felipe Moraes

Consultoria Circo-Teatro: Fernando Neves

Direção Musical: Marcelo Lujan

Coreografia: Keila Bueno

Figurinista: Carol Badra

Iluminação: Eduardo Reyes

Direção técnica: Sabatino Brothers -Martin Sabatino

Assistente técnico: Mateus Bonassa

Cenografia: Márcio Medina

Cenotécnico: PalhAssada Ateliê

Produção: Palco de Papel Produções- Lu Gualda

Assistente de Produção: Leticia Gulart e Priscila Chá

Assessoria de Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

Companhias e artistas convidados:

Angelita Vaz, Bruno Edson Equilibrista, Cia Circo Dança, Circo Teatro Guaraciaba, Circo Zanni, Dupla Cia Família Burg, Dimy Ilusionista, Jesse Cabral, Joinha, Palhaço Kuxixo, LaMinima, Marikawa, Sabatino Brothers, Nico Serrano, Palhaços Sem Fronteiras, Palhaço Tubinho, Portolouco, Trupe Koskowisck, Rogério Piva, Rokan: o Mágico dos dedos de ouro.

Banda: Catarina Taira, Claudio Faria, Daniel Pedro, Fernando Paz, Filipe Bregantim, Nereu Afonso Renato Farias, Simone Julian, Pablo Nordio

Bailarinos: Adeilton Ribeiro, Andrezza Medeiros, Luiz Rodriguez, Marisol Marcondes, Rafa Goede, Sidnei Araújo, Tiago Weber

Convidado Especial: Dedé Santana

Serviço: Espetáculo A lona Uniu as Gerações

Dias 10 e 11 de dezembro às 20h

Local: Theatro Municipal de São Paulo

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n

Capacidade: 1500 lugares

Classificação: Livre

Duração: 90 minutos

Ingressos: grátis

Distribuição de ingressos: a partir das 18h

Abertura do teatro: 19h

Espetáculo com tradução em libras

Espetáculos de rua (em frente ao Theatro Municipal de São Paulo)

Dia 10 de dezembro: 17h30- Cabaré, com Família Burg e Dupla Cia

Dia 11 de dezembro: 17h30- “Olha o Palhaço no Meio da Rua, com a Trupe Koskowisck

Duração: 40 minutos

Classificação: livre

 

Com informações de André Moretti

 

 Fotos:Divulgaçãocia-danca (1)

O Circo ZanniDimy Ilusionista

O Palhaco Tubinho

Embu das Artes:1ª Mostra de Artes ABRASCI – Municípios em Foco

IMG_7521

Da Redação

A Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura (ABRASCI) está promovendo a 1ª Mostra de Artes ABRASCI – Municípios em Foco: Embu das Artes, que acontece de 16/10 até 26/10, das 9h às 19h, no Instituto Federal de São Paulo (IFSP), que fica a rua Pedro Vicente, 625, Canindé, São Paulo, e é aberto ao púbico para visitação gratuita. A curadoria é de Robson Barbosa.

Estão expostas 73 obras de 33 artistas embuenses, entre eles: Ana Pinho; Davi Molinari; Sérgio Matukawa; Carlos Kahan; Adri Lag; Carlos Almeida; Jessé DC; Fábio Castro; Moro; Iuji; Fernando Madalena; Cleusa Masiero; Aldolphe; Hiromi; Jaime Mendoza; Jofe; José de Aquino (Vavá); Leônidas; Luan Ribeirovisk; Margarith Foga; Meire Lopes; Mônica Alvarenga; Olavo Camps; Paulo Moryama; Pedro Sérgio (S’Soublet); Ray; Rodrigo Ramos; Saul Franklin; Adelino Ramos; Agenor; Guto; Renata Barros; Raquel Galena e Mário Ramos.

O evento está sendo realizado numa parceria entre as ABRASCI e IFSP com o apoio da Secretaria de Cultura de Embu das Artes. No dia 19/10, às 19h, no mesmo local (auditório Aldo Ivo de Vicenza), acontecerá uma sessão solene para prestar homenagens, difundir os trabalhos e empossar novos acadêmicos da ABRASCI.

O secretário municipal de Cultura, Júlio Campanha, falou que a exposição é o resultado de um desafio do governo municipal de dar apoio e estrutura para que os artistas de Embu das Artes divulguem seus trabalhos fora das fronteiras do município. “Estamos de portas abertas para os ouvir os anseios e necessidades dos artistas com a intenção de fortalecer suas atividades”, declarou.

Um dos expositores e também coordenador da exposição, o escultor Mario Ramos exaltou a oportunidade como um meio de multiplicar a divulgação sobre a produção artística de Embu das Artes para um público maior. ”Veja essas pessoas que estão visitando aqui, serão 6 mil alunos e dezenas de professores e funcionários que olharão nosso material e levarão essa impressão a seus familiares e amigos, o que pode despertar o interesse e atrair mais pessoas para visitar a cidade e conhecer nossa arte”, disse. “E há ainda a possibilidade de levarmos essa mostra para outras 33 unidades da IFSP”, completou Mario.

Mario contou um pouco sobre a aproximação com a pasta de Cultura, após receber o convite para uma mostra individual no IFSP. “Eu propus para o Júlio ampliarmos e fazermos uma exposição com vários artistas embuenses, e ele topou, nos disponibilizando estrutura, transporte e pessoal para instalar as obras aqui”, contou ele. “Os artistas unidos para exibir suas obras, podem agregar muito à sua profissão, conversando com os visitantes e trocando ideias que irão fortalecer muito nossa atividade“, observou.

Mateus Yamashiro de Oliveira, 16 anos, estudante do curso técnico de eletrônica da IFSP, disse não entender porque há a tendência de se elitizar as artes plásticas, pois “o custo de um ingresso de um museu é tão baixo, que não justifica essa percepção”, avaliou. Yamashiro também destacou a diversidade das obras expostas e achou curioso a presença de imagens tão distintas com temas cristãos e ousados juntos.

Miguel Coecev Neto, 37 anos, estudante de Engenharia de Controle da Informação, conhece Embu das Artes mas não sabia nada sobre a arte do município. “Muito interessante, há muito colorido, gostei muito das esculturas em madeira, foi uma ótima chance de saber mais sobre o município”.

 

Carreta Catavento visita Embu das Artes

Da Redação

O Museu Catavento Itinerante estará em Embu das Artes de 24 a 26/10 na Praça da Juventude.carreta

Serão apresentados, de forma simples, divertida e interativa, experimentos científicos, dentro de uma carreta com 9 instalações, que fazem parte do Museu localizado na cidade de São Paulo, com a presença de dois mediadores.

O “Museu Catavento – a ciência mais perto de você” é um projeto da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo desenvolvido pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional. O objetivo desta mostra itinerante é levar um pouco do que é realizado no Museu Catavento – museu de ciências, a diversos municípios do Estado de São Paulo.

Serviço:
Carreta Catavento – Museu Itinerante
Praça da Juventude
Atividade gratuita
Rua Augusto de Almeida Batista, nº 350, Jardim São Marcos
De 24 a 26 de outubro , das 8 às 17h

 

Diadema recebe apresentações teatrais gratuitas “Laboratório da Vida”

Da Redação

O laboratório da vida_Piraju

Nesta quarta-feira (15 de agosto), a cidade de Diadema recebe as apresentações da peça Laboratório da Vida, que vão tratar da questão ‘sustentabilidade’ como forma de resolver os problemas do planeta. As apresentações acontecem às 9h, 10h30, 13h30 e 15h, na AcerBrasil Desenvolvimento Humano e Comunitário. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.

Laboratório da Vida é uma peça teatral direcionada para o público infantil, que busca difundir conceitos como respeito pelo próximo e pela natureza, ética, responsabilidade, coletividade e valorização da vida. As apresentações acontecerão em diversas cidades do interior de São Paulo, com um público esperado de 150 crianças por espetáculo.

Quem narra essa estória são dois cientistas que procuram soluções de sustentabilidade para os principais problemas que nosso planeta enfrenta. Com experiências inusitadas e muito bom humor, eles vão dar uma volta ao mundo e abordar de perto a problemática da água e da poluição dos mares, a crise dos aterros sanitários e descobrir as fontes alternativas de energia elétrica. Ao final, todos percebem como é fácil realizar pequenas ações que contribuem para um mundo mais sustentável e melhor para todos.

O público tem participação ativa nessa peça, ajudando os cientistas a descobrir as pequenas ações de sustentabilidade que fazem diferença no dia a dia. Com experiências impactantes envolvendo os elementos naturais, a peça chama a atenção da criançada, que aprende ao mesmo tempo em que se diverte.

A peça Laboratório da Vida é uma realização da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC), com apoio da Prefeitura Municipal de Diadema e da AcerBrasil e patrocínio da TW Espumas. “Através do patrocínio a projetos de leis de incentivo à cultura, trazemos para a comunidade na qual nossa empresa está inserida a oportunidade do enriquecimento cultural. Temos a missão de ser uma empresa socialmente responsável, incentivando a preservação dos recursos naturais para futuras gerações. Esta é uma das ações que promovemos”, enfatiza Cilene Almeida, Assistente de Diretoria da Woodbridge Brasil.

Serviço – As apresentações da peça Laboratório da Vida em Diadema acontecem na quarta-feira (15 de agosto), 9h, 10h30, 13h30 e 15h, na AcerBrasil Desenvolvimento Humano e Comunitário (Rua: João Antônio de Araújo, 427, Eldorado). A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.

O Laboratorio da Vida_3app

Festival de Música “Canto de Julho” termina no final de semana na Praça do Samba

Da Redação

Neste final de semana, 4 e 5/8, a Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria da Cultura, realiza a última etapa do Festival de Música “Canto de Julho”. Trata-se de um projeto que nasceu por iniciativa popular, para a classe artística de Osasco e região fomentar a diversidade cultural, mostrando seu trabalho e intensificando o contato com o público, promovendo assim o intercâmbio entre os músicos.

Os shows acontecem no sábado, 4/8, e domingo, 5/8, das 11h às 19h, na Praça do Samba, localizada na Rua Alexandre Baptistone, Km 18, com entrada gratuita.

No total são mais de 20 atrações nesta edição 2018, reunindo shows de variados estilos musicais, feira de artesanato, espaço Brincar e praça de alimentação. Informações: (11) 2183-6199 ou pelo facebook @culturaos

Programação das apresentações:

- Dia 4/8 (Sábado)

11h – Caxaxados (Forró)

12h – Eli Moringa (MPB)

13h – Grupo Sampb (Samba)

14h – Natural Frits (Reggae)

15h – Rebentos Mc’s (Rap)

16h – No Way (Heavy Metal)

17h – Casa dos Violerios de Osasco (Sertanejo)

18h – Banda Maxbr4 (Pop Rock)

 

- Dia 5/8 (Domingo):

11h – Mickey Junkies (Rock)

12h – Grupo Peabiru (MPB)

13h – Peão Brasil e Parentinho (Sertanejo)

14h – Banda Abstruse (Rock)

15h – Jica e Turcão (MPB)

16h – Ana Luisa Ramos (Pop)

17h – Dugueto Shabazz (Hip Hop)

18h – Batista Júnior (Samba Rock)

OOOOsasco_1532444072_[12]

 

Samuel Sanches

5ª Semana Municipal de Capoeira de Embu das Artes

Da Redação

A 5ª Semana Municipal de Capoeira acontece a partir do dia 3/8 com atividades em vários locais da cidade. O evento conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura. Confira a programação abaixo e participe.

A capoeira é uma expressão cultural brasileira que reúne arte marcial, esporte, cultura popular, dança e música, e é difundida de modo oral e gestual nas ruas e academias, além de gerar relações de sociabilidade entre mestres e discípulos.

Programação

3/8, às 19h – Abertura Solene
Local: Centro Cultural Parque Pirajuçara – av. Aimara, s/n

4/8, 9h às 14h – Vivência com os Mestres da região
Local: Associação Itambé da Bahia – rua Madeira, 80 – Jd. Novo Campo Limpo

5/8, às 10h – Apresentação Grupo Berimbau de Prata
Local: Escola Estadual João Martins – Estrada de Itapecerica a Campo Limpo, 52

6 a 10/8 – Apresentações nas escolas municipais

11/8, às 9h – 1ª Mostra Cultural da Semana de Capoeira
Local: Ginásio Hermínio Espósito – Alameda Fernando Batista Medina, 120, Centro

semanadacapoeira-site

13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

Da Redação

ATRIZ INÉS EFRON É HOMENAGEADA NO FESTIVAL DE CINEMA LATINO-AMERICANO DE SP

*** atriz tem presença no evento de 29/07 a 1/08

*** Efron participa do debate “O Cinema no Feminino”, em 31/07, às 19h30

*** a artista recebe Troféu Fundação Memorial da América Latina na cerimônia de encerramento do festival, em 1/08, às 20h00

Atriz de filmes assinados pelos mais prestigiosos cineastas argentinos da atualidade – como Lucrecia Martel, Daniel Burman, Lucía Puenzo e Gustavo Taretto –, Inés Efron é homenageada pelo 13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que acontece até 1/08, em diversas salas de São Paulo.

A atriz argentina nascida no México tem presença em São Paulo de 29/07 a 1/08, quando apresenta quatro títulos de sua filmografia. Ela participa ainda do debate Cinema da Vela Especial – “O Cinema no Feminino”, que acontece em 31/07, terça-feira, às 19h30, no Cinesesc, ao lado da cineasta colombiana Viviana Gómez Echeverrey (de “Keyla”) e da jornalista brasileira Flávia Guerra (mediadora).

A programação de filmes da homenageada inclui “Amorosa Soledad” (Argentina, 82 min, 2008), de Martín Carranza e Victoria Galardi. No longa-metragem, a protagonista, Soledad, terminou há pouco tempo com seu namorado. Morando sozinha e trabalhando em uma loja de decoração, ela resolve que ficará uns três anos sem qualquer tipo de relacionamento, até conhecer Nicolás… O filme tem projeção em 30/07, às 21h00, no Cinesesc.

Já “Cerro Bayo” (Argentina, 88 min, 2010), de Victoria Galardi, se passa quando está se aproximando a temporada de esqui numa cidadezinha da Patagônia. Mas o seu ritmo tranquilo do lugar é alterado quando a matriarca de uma família bem peculiar tenta o suicídio. Enquanto ela permanece em coma, suas filhas, genros e netos verão como suas vidas são modificadas a partir do incidente. A exibição do filme acontece em 29/07, às 18h30, no Cinesesc.

Dirigido pela consagrada Lucía Puenzo (do sucesso internacional “XXY”), “O Menino Peixe” (Argentina/França/Espanha, 96 min, 2009) tem como personagem principal uma adolescente apaixonada pela empregada da família. A diferença de classe social e a falta de apoio da sociedade em que vivem faz com que cometam um crime para tentar mudar para o Paraguai e começar uma vida junta. O filme foi selecionado para Berlim, entre outros festivais, e ganha projeção em 26/07, às 19h30, no Centro Cultural Banco do Brasil.

Encerra a retrospectiva dedicada a Inés Efron o grande sucesso de bilheteria, “Voley” (Argentina, 109 min, 2015), de Martín Piroyansky. O enredo focaliza cinco amigos, juntos desde a adolescência. Aos 25 anos, eles continuam juntos, embora tenham mais diferenças do que pontos de encontro. Uma festa de fim de ano, no entanto, vai gerar resistências devida a presença de uma nova pessoa ao grupo. “Voley” tem apresentação em 31/07, às 17h00, no Cinesesc.

Na cerimônia de encerramento do evento, em 1/08, às 20h00, no Cinesesc, a atriz recebe o Troféu Fundação Memorial da América Latina, como homenageada desta edição.

O Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo reúne os destaques da produção mais recente feita na América Latina e no Caribe, incluindo vários títulos inéditos no Brasil. No total, são exibidos 77 filmes, representando 11 países da região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, México, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Com curadoria e direção assinadas por Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho, o Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo é uma realização do Memorial da América Latina, da Secretaria de Estado da Cultura, da Associação do Audiovisual e da PaleoTV.

Uma iniciativa do Ministério da Cultura / Lei Federal de Incentivo à Cultura, o evento conta com patrocínio da Sabesp – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo e é uma correalização do Sesc São Paulo, Centro Cultural Banco do Brasil e do Instituto CPFL.

Mais informações podem ser acessadas no website do festival www.festlatinosp.com.br/ e na fanpage oficial do evento – facebook.com/festlatinosp.

 

Serviço

13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

http://www.festlatinosp.com.br/

https://www.facebook.com/festlatinosp

25 de julho a 1º de agosto de 2018

abertura: 25 de julho de 2018, quarta-feira, às 19h30, no Memorial da América Latina

 

locais

Memorial da América Latina (Praça Cívica, Auditório Simón Bolívar e Biblioteca Latino-Americana)

Cinesesc

Centro Cultural Banco do Brasil

Instituto CPFL

Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo

realização

Ministério da Cultura, Memorial da América Latina / Secretaria de Estado da Cultura, Associação do Audiovisual e PaleoTV
iniciativa

Ministério da Cultura / Lei Federal de Incentivo à Cultura

patrocínio

Sabesp – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo

correalização

Sesc São Paulo, Centro Cultural Banco do Brasil e Instituto CPFL

consulados participantes

Consulado Geral da República da Argentina, Consulado Geral do Chile em São Paulo, Consulado Geral da Colômbia, Consulado Geral do México em São Paulo, Consulado do Paraguai e Consulado Geral do Uruguai

apoio

Ciba-Cilect, Hotel Paulista Wall Street, Estúdios Quanta e Canal Brasil

ines efron_homenageada FestlatinoInés Efron

voley3

 

A Cidade e os Cortiços e Territórios Negros

Da Redação

Como parte da comemoração dos 70 anos de Turismo Social, Sesc São Paulo promove seminário internacional e série de passeios temáticos e imersivos pela metrópole para que o território paulistano possa ser percebido com um outro olhar

sp-4328

Foto da série ‘Souvenirs’, que orienta uma das atividades associadas ao seminário internacional: uma caminhada para captação de imagens na Avenida Paulista em 16 de junho

O Sesc São Paulo comemora, até dezembro de 2018, 70 anos de ações em Turismo Social. Nesse sentido, e por acreditar que a promoção de excursões e passeios deve caminhar em paralelo com as reflexões sobre os impactos gerados pelo turismo, a instituição promoverá, entre outras atividades programadas para todo o estado, o Seminário Internacional “Turismo e Direitos Num Mapa de Contradições” em 12 e 13 de junho, no Sesc 24 de Maio.

Além do seminário, haverá uma série de atividades associadas, com inscrições independentes. Dentre elas, estão programadas caminhadas pelo centro paulistano com acompanhamento de especialistas, buscando desenvolver novos olhares sobre a cidade (14 e 16 de junho, às 10h), saindo do Sesc 24 de Maio. Um desses tours é A Cidade e os Cortiços (14 de junho, saída às 10h do Sesc 24 de Maio) e o outro, Territórios Negros (16 de junho, saída às 10h do Sesc 24 de Maio).

A Avenida Paulista também acolherá outra caminhada (16 de junho, às 11h), dessa vez com o acompanhamento do fotógrafo Michael Hughes (Alemanha), autor da série ‘Souvenirs’, que utiliza das imagens de suvenires de viagens para provocar o público a refletir sobre um mundo em que as representações dos objetos costumam ser mais importantes do que sua realidade. No passeio, com saída do Sesc Avenida Paulista, o público fará imagens da avenida a partir da composição com suvenires ou cartões-postais que simbolizam o local.

Passeio fotográfico: Suvenires de São Paulo

Caminhada pela Avenida Paulista, acompanhada do fotógrafo Michael Hughes (Alemanha, autor da série ‘Souvenirs’. O público fará imagens da avenida a partir da composição com suvenires ou cartões-postais que simbolizam o local. Após a caminhada, o grupo se reunirá para compartilhar e comentar as imagens produzidas. Inclui acompanhamento de guia bilíngue credenciado no MTur. Saída no sábado, 16 de junho, das 11h às 17h (intervalo para almoço entre 13h e 14h), do Sesc Avenida Paulista. Para participar é necessário levar uma câmera fotográfica (profissional, simples ou de celular). Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

Caminhadas e vivências pelo centro de São Paulo com pesquisadores do Coletivo Pisa: cidade + pesquisa

O Pisa é um coletivo de pesquisadores articulados em rede que investigam a cidade para a criação de atividades, publicações e ações de caráter educativo e social. A partir dos mais diversos temas – direitos humanos, urbanismo, arquitetura, entre outros –, utilizam a cidade como objeto da pesquisa e reinserem essa apuração na metrópole, a fim de fomentar discussões, interpretações e pensamento crítico sobre o território paulistano.

A Cidade e os Cortiços
14 de junho, saída às 10h do Sesc 24 de Maio. Retirada de ingressos com 30 minutos de antecedência
O cortiço foi, historicamente, a forma de moradia popular na região central. O percurso mostra os territórios marcados por essa tipologia e as dificuldades de permanência dessa população, desde o levantamento dos cortiços de Santa Ifigênia em 1893 até os dias atuais. Com Giovanna Fluminhan, integrante do Coletivo PISA, estudante de Arquitetura e Urbanismo pela USP, pesquisadora sobre lugares de memória em São Paulo desde 2013

Territórios Negros
16 de junho, saída às 10h do Sesc 24 de Maio. Retirada de ingressos com 30 minutos de antecedência
Embora em grande medida invisível, a memória negra permeia todo o espaço do centro paulistano. O percurso problematiza a ideia dos quilombos urbanos e descobre espaços negros do passado. Mostra como a nomeação das ruas da cidade traz narrativas brancas e dominantes sobre o passado e o presente, realizando uma ponte com espaços negros da contemporaneidade.
Com Patrícia Oliveira, licenciada em História (UNICSUL), bacharel em Biblioteconomia (USP) e mestranda em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC (UFABC). Atua com acervos e pesquisa e estuda lugares de memória relacionados à negritude na cidade de São Paulo e faz parte do Coletivo PISA.

 

Primeiro Simpósio de Economia Verde começa com Feira de Profissões em Embu das Artes

Da Redação

Evento gratuito acontece em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente e busca apresentar formas concretas de economia criativa e desenvolvimento sustentável

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado hoje (05/06), a Sociedade Ecológica Amigos de Embu (SEAE) estreia o primeiro dia do Simpósio de Economia Verde de Embu das Artes. Uma série de palestras e debates ocorre em torno do tema Profissões Ambientais, no qual profissionais que já atuam na área poderão compartilhar suas experiências e importância da sua atuação para o meio ambiente. Entre as categorias confirmadas para o evento, estão: biólogo, engenheiro, paisagista, gestor ambiental, jornalista, entre outros.

No próximo sábado (09/06) acontecerá o segundo dia do evento, com workshops de atividades que podem ser desenvolvidas para gerar riqueza enquanto se preserva a natureza. São apresentados exemplos reais, casos de sucesso destas economias verdes, como criação de abelhas polinizadoras, produtos orgânicos a partir de frutos nativos, ecoturismo, alternativa gastronômica, entre outros.

“Em um período que tanto se fala em sustentabilidade, com impactos visíveis de mudanças climáticas, torna-se necessário que as autoridades adotem medidas socioambientais para o desenvolvimento em todas as esferas públicas, a fim de assegurar a justiça social para todos”, comenta Rodolfo Almeida, presidente da SEAE.

Dia Mundial do Meio Ambiente

As pesquisas não são animadoras: apontam para o fato alarmante de que em 2050 faltará água para dois terços da população mundial, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Profissões serão extintas, abrirão espaço para novos labores relacionados à tecnologia, cuidados humanos e serviços ambientais.

Um passeio pelos litorais brasileiros e a paisagem com ruínas denuncia a invasão do mar, que avança por praias e casas antes distantes. No Pacífico, ilhas inteiras já são engolidas pela água.

Ondas de extremo calor e extremo frio, em locais e temporadas atípicas, figuram as manchetes dos noticiários.

Diante dos relatos acima, dentre tantos outros exemplos, percebe-se a urgência em agir em prol de mudanças alinhadas a um futuro possível.

Neste cenário, a SEAE convoca a população para adotar práticas sustentáveis em seu cotidiano e comparecer aos eventos, a fim de buscar ferramentas e informações para ser atuante nas transformações para um mundo melhor.

SERVIÇO

1º Simpósio de Economia Verde de Embu das Artes

Feira de Profissões Ambientais

Data: 05/06/2018 (hoje, terça-feira)

Horário: Das 8h00 às 17h00

Local: Teatro Popular Solano Trindade: Avenida São Paulo, 176, Jardim Sílvia, Embu das Artes

Inscrições: http://seaembu.org/seae/simposio-de-economia-verde/

Painel de Economia verde e Economia Criativa

Data: 09/06/2018 (sábado)

Horário: Das 8h00 às 12h00

Local: Câmara de Vereadores – R. Marcelino Pinto Teixeira, 50 – Parque Industrial Ramos de Freitas – Embu das Artes

Inscrições: http://seaembu.org/seae/simposio-de-economia-verde/

dia mundial do meio ambiente

A 7ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Que acontece de 31/05 a 13/06, traz um total de 121 filmes de 31 países. O evento já é considerado o mais importante socioambiental da ​América do ​S​ul.

​Alguns​ destaques:
- Homenagem ao seringueiro, ativista e ambientalista Chico Mendes, que marca os 30 anos de sua morte. O tributo a Chico Mendes exibe “Chico Mendes, Eu Quero Viver”, de Adrian Cowell, e “Crianças da Amazônia”, de Denise Zmekhol. Está agendado ainda um debate sobre o legado deste ativista pela proteção da floresta com presença de sua filha, Elenira Mendes e da atual vice-presidente do Conselho Nacional dos Seringueiros Edel Nazaré de Moraes Tenório.

(05/06, às 20h, Reserva Cultural)​

- Retrospectiva dedicada ​ao polêmico cineasta alemão​ Werner Herzog traz algumas de suas mais impactantes obras,onde o conflito entre a natureza e o homem estão fortemente evidenciados.

- Sessão de Abertura para convidados no dia 30/05, com a exibição do perturbador “Safári”, do diretor , Ulrich Seidl (uma das principais figuras do cinema austríaco contemporâneo), sobre a indústria de safáris na África, lançado no Festival de Veneza, exibido nos festivais de Roterdã, Toronto e Londres.- na Mostra Internacional Contemporânea estão organizadas em seis temas: ‘campo’, ‘cidades’, ‘consumo’, ‘povos & lugares’, ‘preservação’ e ‘trabalho’, com diversos filmes inéditos no circuito comercial. alguns destaques​: “Os Hedonistas”, de autoria do mais importante realizador chinês da atualidade, Jia Zhangke, fala de trabalhadores de um parque de diversões, “Alforria Animal” tem como codiretor D. A. Pennebaker, um dos nomes centrais do movimento ‘cinema direto’. Já “Troféu”, sobre a indústria da caça, “Cidadã Jane: A Luta pela Cidade” , sobre a ativista Jane Jacobs, “Bebês do Futuro”, focaliza o lucrativo negócio de “bebês industrializados”, no qual são selecionados genes mais desejáveis para os futuros pais. Dirigido pelo cineasta cult britânico Julien Temple, “Habaneros” traz a história da cidade de Havana ao som de diversos ritmos musicais. (lista completa abaixo).

​- ​Na Competição Latino-Americana 28 trabalhos da região concorrem a premiações de R$ 15 mil e R$ 5 mil. Estão incluídos os brasileiros “Dedo na Ferida”, de Silvio Tendler, sobre o fim do estado de bem-estar social; “Baronesa”, de Juliana Antunes, “Sertão Velho Cerrado”, de André D’Elia, exibido em première mundial. Participam também trabalhos da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Honduras, México e Peru.

-Programa especial em realidade virtual leva espectador a uma aldeia indígena na Amazônia com imagens, sons e aromas de uma aldeia amazônica.

-Sessão dedicada ao público infantil​ + workshop e muito mais.

- Festival celebra a Semana Nacional do Meio Ambiente e o Dia Mundial do Meio Ambiente (05 de Junho).

As exibições são todas gratuitas.

A mostra está bem ampla com diversos temas atuais e necessários.

É possível uma nota?

Segue abaixo release + fotos anexadas.

TRAILERS DOS FILMES:

https://www.youtube.com/channel/UC5KM72eBdjc2Q-SUv3lKPlA/videos?disable_polymer=1

​FOTOS:

https://drive.google.com/open?id=1AqEBOYnBxEoV2fsZ9AnhiuMSuTdhVgcM

​PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

​www.ecofalante.org.br

Chico_Mendes_Eu Quero viver

safari-pressephoto-4 FITZCARRALDO_FOTO 1_HERZOG